Jornalismo cultural, Notícias

Websérie brasileira destaca os benefícios de uma alimentação à base de vegetais

Por David Arioch

Publicado no YouTube na última quarta-feira (26), o episódio “Da escassez ao alimento”, o primeiro da websérie documental “O que você vai comer amanhã?”, da Urban Farmcy, destaca os benefícios de uma alimentação à base de vegetais. O episódio aponta que entre evidências e novas linhas de pesquisas os estudos reforçam cada vez mais o poder de cura do alimento de verdade.

(Foto: Reprodução/Vegazeta)

“As dietas baseadas em plantas trazem esperança no combate à hipertensão e podem contribuir para a redução de doenças cardíacas em mais de 15%. A preferência por alimentos íntegros pode colaborar para a redução de alguns tipos de câncer em 40% e o risco de diabetes é capaz de cair em até um terço”, informa.

Além de apontar falhas na alimentação de grande parte da população hoje e enfatizar as grandes consequências desses maus hábitos associados a inúmeras doenças, o episódio defende que a qualidade de vida hoje é indissociável da importância em substituir uma dieta pobre por alimentos de verdade. “Uma melhora é rapidamente notada”, frisa o narrador enquanto são exibidos alimentos de origem vegetal.

Em “Da escassez ao alimento”, o médico especialista em nutrologia Eric Slywitch diz que vivemos em uma sociedade em que o consumo é instigado para além das nossas necessidades. “Então a gente acha que precisa de coisas que não realidade a gente não precisa. Então essas mudanças que a gente faz baseadas no esforço pessoal trazem uma sensação de bem-estar que ninguém tira”, comenta Slywitch.

A série também afirma que nas comunidades ao redor do mundo que se destacam pela longevidade as pessoas têm uma dieta com pelo menos 95% de alimentos de origem vegetal. “Sem fórmula mágica, apenas uma alimentação que funciona de acordo com o seu propósito – nutrir.” E destaca ainda que o Brasil é privilegiado por ter um dos ambientes mais férteis do mundo para a produção de vegetais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA!


​Read More
Notícias

Emissora BBC lançará seu primeiro programa de culinária vegana

A emissora de televisão britânica BBC está lançando seu primeiro programa de culinária vegana em janeiro, com planos de chegar a todo o país na primavera.

Chamado de “The Dirty Vegan”, a série de quatro partes do atleta de resistência vegano Matthew Pritchard, protagonista do programa de dublês da MTV, Dirty Sanchez, e da sua própria série de culinária do YouTube.

Pritchard foi vegano há dois anos e credita grande parte de seu sucesso atlético à sua mudança na dieta.

A série terá como protagonista o atleta de resistência Matthew Pritchard (Foto: Reprodução)

No programa, Pritchard é desafiado a criar refeições veganas para grupos de pessoas com necessidades nutricionais específicas, como uma equipe esportiva feminina, equipes de resgate em montanhas e idosos.

Ele cozinha duas ou três receitas por episódio e examina a ciência por trás de ingredientes como substitutos de ovo.

“Se alguém tivesse me dito há 20 anos que eu teria um show de culinária vegana, eu teria rido todo o caminho para o meu túmulo”, disse Pritchard à mídia The Sun. “Mas a vida leva você em direções estranhas”.

Pritchard também vai estrear o livro de receitas “The Dirty Vegan” em 27 de dezembro.

​Read More
Home [Destaque N2], Notícias

Gato aciona serviço de emergência ao se espreguiçar

Por Fernanda Franco  (da Redação)

Após receber uma ligação de emergência feita ao 999, oficiais  dirigiram-se ao local e encontraram um gato dormindo no outro lado da linha.

O tutor do gato, o professor aposentado Howard Moss, acordou de madrugada com a chegada dos policiais à sua casa, em Swansea, South Wales, na Inglaterra.

Foto: Reprodução/Daily Mail

Constrangido e sem entender aquela situação, Howard garantiu aos oficiais que ele estava sozinho na casa e que, portanto, não havia sido feita nenhuma ligação.

“Os policiais insistiram que não se tratava de um trote, e que o telefonema foi feito de dentro da casa”, disse o tutor, de 64 anos.

Ginger ao lado do telefone (Foto: Reprodução/Daily Mail)

“Foi quando um dos oficiais viu Ginger, meu gato, sentado no telefone e logo percebeu que havia sido ele quem ligou para a emergência”, conta o tutor.

De acordo com Howard, seu gato de 12 anos teria de alguma forma discado o “9” do telefone três vezes.

“Claro que Ginger não poderia deixar uma mensagem, mas mesmo assim os oficiais levaram a sério a chamada”, relata.

“Logo que os oficiais se deram conta do que havia acontecido, eles começaram a achar graça. Quando questionados se algum dia eles haviam recebido uma ligação de um gato, eles balançaram a cabeça”, diz o tutor.

Howard conta que Ginger tem o hábito de dormir cada hora em um lugar e que começou a dormir perto do telefone há apenas alguns dias.

“Quem imaginaria que um gato faria uma coisa dessas? Desde que aconteceu esse episódio, quanto mais me lembro disso, mais acho engraçado”, comenta o tutor.

As informações são do jornal Daily Mail.

​Read More
Notícias

Paul Watson e suas ações em defesa dos animais são retratados em episódio de South Park

Por Lobo Pasolini   (da Redação)

A famosa série de animação South Park, conhecida pela ironia impiedosa que trata de temas contemporâneos da cultura popular, usou a Guerra das Baleias (Whale Wars), estrelada pelo Sea Shepherd do Capitão Paul Watson, como material de sátira em episódio exibido dias atrás. Nele os japoneses aparecem matando golfinhos e baleias em toda a parte, inclusive em parques aquáticos. Enquanto isso, um menino americano simpatizante da causa toma conta das operações do Sea Shepherd nos mares depois que Paul Watson é morto pelos japoneses com um arpão.

Paul Watson em South Park

O mais interessante é a resolução final do episódio. Os japoneses, depois de aprisonar o menino, explicam que matam baleias e golfinhos porque foram uma baleia e um golfinho que pilotaram os aviões que jogaram as bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki. O prisoneiro americano quase diz a verdade, mas resolve a situação de outra forma: ele diz que a foto usada como evidência foi alterada e fornece uma nova foto que revela os “verdadeiros” pilotos do ataque: uma galinha e uma vaca. Assim, os japoneses começam a matar galinhas e vacas e os americanos dizem: “Agora eles são normais como nós”.

Essa conclusão ilustra bem a hipocrisia do público ocidental que come animais mas que se revolta contra os japoneses e outras culturas que consomem outros tipos de animais. Porém, Paul Watson não pode ser acusado disso, já que ele é vegano e seus piratas também são, pelo menos enquanto trabalham para ele.

Watson comentou no website Ecorazzi que ele se sentiu lisonjeado. Aparecer no South Park é sinal de ter se tornado parte da cultura pop. “Eles soletraram Sea Shepherd corretamente e trouxeram a questão da matança de golfinhos e baleias para um grande público. O que eles deixaram de fora foi que nós baixamos as cotas de abate dos japoneses pela metade e com isso seus lucros. Nosso objetivo é falir essa indústria e nós estamos fazendo exatamente isso”.

O que os japoneses fazem nos mares é inadmissível. O que o Ocidente faz também nos mares e nos milhares de matadouros espalhados pelo mundo é igualmente aterrorizante. A resposta correta para essa situação de violência é o veganismo. Ao parar de contribuir para a demanda por produtos de origem animal, você contribui para enfraquecer essa indústria que lucra com a dor e a morte alheia. Revolta emocional não resolve nada. O que resolve são nossas ações e decisões.

Assista ao episódio em South Park Studios

​Read More