Notícias

Homem é encaminhado à delegacia por matar cachorro em Forquilhinha (SC)

11
Divulgação

Por volta de 16h30 deste sábado (8), na Estrada Geral da comunidade de Morro Comprido, em Forquilhinha, um homem, de 46 anos, foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil do município, acusado de maus-tratos contra animais e porte ilegal de arma de fogo.

A Polícia Militar de Forquilhinha foi acionada para averiguar a informação de que o acusado havia, com um único disparo de uma espingarda, atingido e matado um cachorro do seu vizinho.

O autor confessou que atirou no animal, mas alegou não saber que era do vizinho; bem como que, ao atirar, cumpria ordens de seu empregador, que havia o mandado espantar animais que estariam matando galinhas de sua propriedade.

Diante dos fatos, a guarnição conduziu todos até à Delegacia de Polícia Civil, onde, posteriormente, o acusado foi liberado mediante pagamento de fiança.

Fonte: Forquilhinha

​Read More
Notícias

Cão encontrado machucado em Jaraguá do Sul já está pronto para ser adotado

Ele tem por volta de um ano, raça indefinida e, por causa da solidariedade de duas pessoas, escapou da morte. Esta é a história de Pintado, um cão que estava mancando e abandonado pelas ruas de Jaraguá do Sul com a pata quebrada. Agora, após a cirurgia para amputar a pata, continua dócil e brincalhão. “Ele se comporta como um cachorro qualquer, não tem diferença nenhuma. Só tenho a dizer que ele é extremamente dócil”, diz Gisiele Klein, 26 anos.

Ela e Fernanda Junkes, de 18 anos, salvaram o cão. Segundo elas, a veterinária que atendeu ao Pintado disse que, se o cachorro não passasse pela cirurgia de amputação da pata, poderia morrer. “A veterinária falou que não tinha mais como tratar só a pata”, diz Gisiele.

As duas acreditam que Pintado tinha um tutor que deve tê-lo abandonado por causa do problema na pata causado pelo atropelamento. A pata estava piorando e criando feridas conforme passavam os dias.

Fernanda trabalha em frente à casa de Gisiele. As duas socorreram o cachorro e levaram-no para a Associação Jaraguaense Protetora dos Animais (Ajapra). De lá, o cãozinho foi encaminhado para uma veterinária que fez a cirurgia de amputação da pata e também castrou o animal.

As duas gostariam de ficar com o Pintado, mas cada uma delas já tem uma grande família de animais (Gisiele tem cinco cães e cinco gatos e Fernanda nove cães), por isso é impossível ficar com mais um animal em casa. “Quem adotar não vai precisar se preocupar com o fato de ele não ter uma pata porque isso não muda em nada”, afirma Fernanda.

Segundo Gisiele, nem os medicamentos precisam mais ser dados para Pintado. “Já até parei de dar os medicamentos e, neste sábado, vou levá-lo para retirar os pontos. Depois disso fica tudo bem e volta tudo ao normal”, conta Gisiele.

O tratamento custou mais de R$ 120. “Se não tivéssemos procurado a Ajapra, custaria o dobro”, diz Gisiele. As duas dividiram as despesas e agora procuram um novo lar para o cachorro.

Como Adotá-lo:
Para adotar o Pintado basta ligar para a Gisiele Klein (47) 3371-3231 ou 9902-0314 ou para a Fernanda Junkes (47) 3370-0786 ou 9909-4278

Fonte: A Notícia 

​Read More