Notícias

Gatinha abandonada se emociona ao reencontrar irmão doente

Ele acolheu a gatinha e retornou para salvar seu irmão. Snowdrop, o mais saudável dos filhotes, foi levado ao Alley Cat Rescue em Mount Rainier, Maryland (EUA), onde encontrou imediatamente um lar temporário. O cuidador retornou para pegar seu irmão Mistletoe. Quando o encontrou, percebeu que o gatinho estava muito doente e um de seus olhos estava fechado.

Foto: Alley Cat Rescue

“Ele tinha que ser cuidado 24 horas por dia por um dos nossos membros da equipe. Ele chegou muito letárgico até nós, com uma infecção no olho e parasitas. Nós o nomeamos Mistletoe porque ele é muito fofo”, conta Brianna Grant, do Alley Cat Rescue, ao Love Meow.

Mistletoe foi salvo bem a tempo. Enquanto a equipe cuidava dele, sua irmã se adaptou rapidamente a ficar em ambientes internos. Snowdrop tornou-se extrovertida e brincalhona e saltava como um coelho.

Foto: Alley Cat Rescue

Mas ela sentia falta do irmão. Com monitoramento durante 24 horas e muito amor e dedicação, o olho do gatinho foi completamente limpo em menos de uma semana.

Ele engordou e ganhou muita força. Foi então que a equipe percebeu que ele estava quase pronto para reencontrar a irmã.

Há alguns dias, os dois irmãos finalmente se reuniram. Mistletoe estava um pouco tímido inicialmente, mas, depois eles brincaram como nos velhos tempos. “Em algumas horas, eles estavam lutando e correndo juntos”, afirma Brianna.

Foto: Alley Cat Rescue

Os dois gatinhos passarão seu primeiro Natal juntos no lar temporário. Eles se tornaram inseparáveis desde o reencontro e serão colocados para adoção quando crescerem. Por enquanto, ambos estão muito felizes em desfrutar da companhia um do outro.

​Read More
Notícias

Gatinha prematura luta para sobreviver e emociona a todos

A pequena estava determinada a viver apesar das dificuldades.

Foto: Chelsea Agley

Moxi nasceu prematura após sua mãe Kiki ter complicações durante o parto. Seus dois irmãos faleceram, mas Moxi se recusou a desistir. Com a ajuda de um doador, Kiki e Moxi foram salvos, mas o filhote quase não respirava e estava frio.

“Ela respirava a cada três segundos e estava gelada. Os dedos dos pés eram roxos, seu corpo estava flácido. Eu não achava que sobreviveria cinco minutos”, disse Chelsea Agley ao Love Meow.

Chelsea queria tentar todo o possível para salvá-la. Ela gentilmente massageou a gatinha com uma toalha, o que trouxa a vida de volta ao seu corpo minúsculo.

“Em poucos minutos, as coisas estavam mudando. Seus dedos roxos estavam se tornando rosados. Ela moveu a cabeça, sua respiração ficou mais rápida, seu corpo ficou mais quente e, finalmente, ela começou a me miar”, contou.

Moxi estava chorando e dizendo a todos que estava de volta e queria viver.

“Eu estava com medo de que sua luta não fosse suficiente, mas ela provou que eu estava errada, minuto a minuto”, disse Chelsea.

Foto: Chelsea Agley

Moxi era menor do que a palma da mão e pesava 82 gramas quando veio ao mundo.

Kiki não conseguiu amamentá-la na primeira noite e Chelsea teve que alimentar o bebê a cada duas horas. No dia seguinte, o instinto materno de Kiki agiu e ela amamentou Moxi. Apesar ser muito pequena, a vontade de viver da gatinha era imensa.

“Desde aquele dia, ela começou a prosperar e nos fazendo nunca desistir dela”, adicionou Chelsea.

Ela ficou cada vez mais forte a cada dia. Em apenas uma semana, ela começou a rastejar. Em três semanas, seus olhos se abriram e ela pôde ver pela primeira vez.

Foto: Chelsea Agley

Eles a apresentaram a seus amigos caninos e a pequeno Moxi conquistou o coração de todos.

Moxi cresceu e adora sua família. “Ela tinha vontade de viver desde o primeiro suspiro, mesmo antes de começar a melhorar, eu sabia que ela era uma lutadora”, concluiu a tutora.

A gatinha agora tem um mês. Apesar de um começo difícil, a pequena felina milagrosa continuou lutando para viver

​Read More
Chimpanzé doente com cuidador
Notícias

Chimpanzé à beira da morte se emociona ao reconhecer seu cuidador

 

Chimpanzé doente
Foto: Reprodução, Bored Panda

Em Abril de 2016, ela estava chegando ao fim de sua vida, pois estava doente e era incapaz de se alimentar. Ao ouvir as notícias, o co-fundador da colônia e professor de biologia comportamental Jan van Hooff retornou para visitar Mama e lhe dizer adeus. Ele a conhecia desde 1972 e a dupla construiu uma relação profunda, de acordo com o Bored Panda.

Chimpanzé doente com cuidador
Foto: Reprodução, Bored Panda

A princípio, o debilitado chimpanzé não percebeu que era ele e aparentemente aceitou que seu fim estava próximo. Quando ela o reconheceu, o momento tornou-se ainda mais comovente.  Infelizmente, Mama faleceu pacificamente uma semana depois.

​Read More
Gatinha é acariciada
Home [Destaque N2], Notícias

Gatinha com problemas cerebrais emociona a todos

 

Gatinha é acariciada
Foto: The Odd Cat Sanctuary MA

S’mores tinha apenas seis semanas de idade quando sofreu uma lesão na cabeça devido a um acidente. Apesar do sombrio prognóstico do veterinário, a equipe do Odd Cat Sanctuary em Salem, Massachusetts (EUA), se recusou a desistir dela.

“Um portador de gato caiu acidentalmente na cabeça dela e a deixou imobilizada e com problema cerebral. Ela não podia andar nem comer sozinha. Os veterinários não tinham certeza se sobreviveria ou como seria se ela sobrevivesse”, disse o santuário.

O grupo de resgate cuida de animais em necessidade, especialmente de  gatos doentes, idosos e no corredor da morte. A pequena S’mores nunca deixou de lutar para se recuperar, apesar de todas as chances estarem contra ela.

“Ela não podia caminhar nem se alimentar ou bebe. Porém, com cuidados de suporte, ela conseguiu sobreviver e prosperar. Sua recuperação demorou em torno de três meses, ela apenas se deitou ali, não respondendo, obtendo os nutrientes de um tubo de alimentação”, disse o resgate ao Love Meow.

“Os médicos não estavam seguros sobre quanto tempo demoraria. Eles disseram que, com lesões cerebrais traumáticas, é um jogo de espera para observar se melhora”, acrescentou.

Foto: The Odd Cat Sanctuary MA

O Odd Cat Sanctuary forneceu todos os cuidados necessários e muito amor para a gatinha ter uma chance de lutar.

A cada dia que passava, S’mores tornou-se mais forte. Embora seu tamanho não aumentasse, sua força crescia.

“Lentamente, ao longo do tempo, ela começou a mostrar sinais de vida. Primeiro, começou a tomar água por meio da seringa e demonstrou um pouco de interesse em lamber alimentos de um prato”, contou o local.

“Com o tempo, a pequena S’mores recuperou sua capacidade de comer e beber e conseguia fazer qualquer coisa, como outros gatos, mas ela nunca cresceu”, completou.

A gatinha milagrosa sempre terá uma estatura pequena é incrivelmente feliz.

Gatinha em seu novo lar
Foto: The Odd Cat Sanctuary MA

“O fundador do nosso [centro de] resgate a adotou, então ela é mimada e amada em seu lar definitivo”, disse Heather, do The Odd Cat Sanctuary.

Ela tem dois anos agora e compensa seu pequeno tamanho com muito amor.

“Ela está cheia de vida, ama todos, ronrona constantemente e anda em círculos para a esquerda com bastante frequência. Ela ronrona sem parar”, afirmou o local.

S’mores aprendeu a se alimentar e a andar sozinha e agora prospera como nunca.

​Read More
Gato abraçado com filhotes
Home [Destaque N2]

Gato salvo de incêndio emociona a todos ao cuidar de filhotes resgatados

No dia 1º de agosto, 18 gatos selvagens foram salvos  dos incêndios florestais de British Columbia, no Canadá. Eles foram levados para o  TinyKittens, uma organização de resgate de animais em Langley.

Gatinhos resgatados
Foto: TinyKittens

Uma mulher chamada Dee entrou nas áreas de evacuação e socorreu todos os gatinhos,  deixando-os em segurança.

Eles foram colocados em lares adotivos e logo perceberam que um dos gatos exibia um forte instinto paterno em relação a alguns dos filhotes.

“Elliott é um dos gatos selvagens evacuados dos incêndios do BC. Nunca vimos nada assim e realmente nos faz pensar se é assim que o Grandpa Mason (outro gato selvagem) e seus gatinhos começaram há muitos anos”, afirmou a TinyKittens.

Gato abraçado com filhotes
Foto: TinyKittens

É incomum que gatos silvestres mostrem esse afeto e disposição para ficar com os pequenos felinos.

“É biologicamente programado para expandir sua própria linha genética, então, substituir os gatinhos de outros gatos pelos dele é um jeito de assegurar seu mandato biológico. É por isso que estamos tão surpresos com Elliott e Mason”, explicou a TinyKittens.

Elliott é muito gentil com os gatinhos e garante que eles fiquem sempre limpos e tolera todas as suas artimanhas, informou o Love Meow.

O plano do centro de resgate é fornecer cuidados médicos aos felinos, castrá-los, socializa-los e encontrar  lares amorosos para eles.

Família de gatinhos
Foto: TinyKittens

“Se algum dos adultos não for receptivo à socialização, vamos colocá-los em casas de celeiro excepcionais e seguir um protocolo de realocação rigoroso para garantir que eles se adaptem e sejam felizes em seus novos lares”, acrescentou o local.

Embora os gatinhos selvagens tenham perdido a mãe, Elliott cuida deles como se fosse um pai.

​Read More
Destaques, Notícias

Vítima de fábrica de filhotes, cachorra surda e com deficiência genética emociona a todos

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Keller the Double Merle

De muitas maneiras, Keller é uma pastora australiana típica. Ela é ativa, inteligente e está pronta para enfrentar qualquer desafio que apareça em seu caminho.

A cachorra merle tem uma personalidade vencedora, mas perdeu na loteria genética. Vítima de uma fábrica de filhotes, Keller não tem pigmentação, é surda e deficiente visual. Mesmo assim, as pessoas são frequentemente surpreendidas por ela. “Tem sido muito mais fácil do que eu esperava”, Amanda Fuller diz sobre a vida com Keller.

Perita e defensora de cães com a condição de Keller, Amanda não estava procurando uma cachorra assim quando ela e seu Aussie mais velho, Kai, encontraram Keller há quatro anos.

Enquanto navegava na internet, ela viu uma lista de cortesia de um local de resgate com um filhote pequeno e com a pele branca e sentiu-se impelida a enviar e-mails para obter informações.

“Eu sabia que um pastor branco australiano não era uma coisa boa, mas não entendia a genética por trás disso”, explica Amanda.

Quando dois cães merle (os que têm peles manchadas, escuras) são criados juntos, cada filhote de uma ninhada tem 50% de chance de herdar essa cor. Eles também têm uma chance de 25% de nascer com uma camada merle, bem como uma chance de 25% de ter um merle duplo, informou o Dogster.

Foto: Keller the Double Merle

Estes merles em dobro não possuem pigmento e são na maior parte brancos. Eles não são todos surdos, mas muitos são, e uma alta porcentagem dos cães tem problemas visuais ou olhos anormalmente pequenos ou não funcionais. Isso é resultado da crueldade de criadores de animais e fábricas de filhotes, que criam filhotes cegos ou surdos.

Alguns criadores que acabam com filhotes com merle duplo os vendem para famílias desavisadas, outros os despejam em abrigos ou encontram outras maneiras de se livrar dos chamados “problemas” que criaram. Esse foi o caso de Keller, que foi salva da morte por um casal que ama animais.

“Eles a tinham levado do criador quando ela tinha cinco semanas porque ele ia atirar nela”, disse ela.

Amanda soube que Keller era surda e presumiu que ela também era cega (o que é incorreto, já que ela possui alguma visão). Embora estivesse nervosa sobre a adoção de uma cachorra com necessidades especiais, Amanda fez algumas pesquisas e decidiu ficar com ela.

Foto: Keller the Double Merle)

“Eles estavam a apenas duas horas de mim, acho que era o destino. Dirigi para Lancaster, Pensilvânia, e conheci as mulheres que a salvaram do criador. Keller e Kai se deram muito bem, então elas disseram, ‘Acho que você pode levá-la”, conta.

A personalidade e o entusiasmo de Keller estimularam Amanda a se tornar uma defensora de cães com merle duplo. Juntamente com sua amiga Rose – cujo cão, Braille, é também um merle duplo – Amanda fundou a Keller’s Cause, uma organização sem fins lucrativos dedicada à conscientização sobre cães com merle duplo.

Ela espera que a reprodução entre cães merle seja proibida e incentiva as pessoas a adotarem cães com necessidades especiais.

“As deficiências são apenas o que você faz com elas. Se você adotar um cão e tratá-lo normalmente, ele terá sucesso”, ressalta ela.

​Read More
Notícias

Homem salva cervo ferido e se emociona ao ver o animal lutando para viver

Divulgação
Divulgação

Todos nós sabemos que a humanidade está longe de ser perfeita. São tantas coisas ruins que acontecem, que há quem já esteja conformado em apenas lidar com elas e aceitá-las, além de combatê-las. É uma chama próxima de se apagar.

Mas apesar de tudo, há quem nos faça acreditar no bem, há quem mantenha nossa esperança viva. Existem anjos que vivem entre nós, e um deles se chama Simon Cowell, fundador da ‘Wildlife Aid Foundation’ (‘Fundação de Ajuda para a Natureza’).

O vídeo que você está prestes a ver traz uma história de forte emoção, após Simon ter sido contatado para resgatar um pequeno cervo que foi atropelado no meio da estrada.

Mesmo trabalhando há muitos anos com o resgate de animais, cada história, cada ser é único. Quando ele encontrou o cervo, o mamífero estava ferido e sangrando. E tomou todas as precauções para acalmá-lo e ganhar sua confiança para poder levá-lo até o carro.

Divulgação
Divulgação

Chegando na fundação, todos os veterinários se mobilizaram para, junto com Simon, tratarem do cervo da melhor forma possível. Mas as coisas não seriam nada fáceis.

As feridas logo foram estancadas e o cervo estava pronto para ser devolvido à seu habitat na natureza. Contudo, ele sentia dores e parecia muito fraco. Ele não demonstrava conseguir lutar pro sua vida.

Foi necessário um auxílio muito grande de Simon para que o animalzinho conseguisse sequer ficar de pé, mas logo ele desabava novamente.

Divulgação
Divulgação

Porém, em nenhum momento o rapaz pensou em desistir do cervo, e fez o que você verá abaixo no vídeo, que mostra desde o momento do encontro dos dois até o momento do adeus. É muito emocionante.

Mesmo Simon, com todos os anos de experiência cuidando de animais, não foi capaz de segurar as lágrimas ao ver o pequeno cervo tentando lutar por sua vida.

A emoção de Simon mostra bem a importância de seu nobre trabalho. Os animais são como amigos e ele estará disposto a ajudá-los de todas as formas. Assim, ele mostra que os anjos existem e se apresentam como humanos.

Fonte: Best of Web

​Read More
Notícias

Cão é resgatado de dentro de córrego e imagem emociona internautas

Divulgação
Divulgação

Um casal que passava pela Avenida Fátima Porto resgatou um cão da raça yorkshire que estava dentro do córrego do Monjolo, em Patos de Minas (MG).

O gesseiro Divaine estava com a esposa Monalisa quando notaram que o cão estava às margens do córrego. Ele desceu no local, resgatou o cão e o levou para casa, onde ele ganhou um banho e aguarda pelo tutor. A imagem mostra uma emoção por parte do Divaine.

Quem souber quem é o tutor do cão, pode entrar em contato com a Monalisa através do Facebook.

28
Divulgação
27
Divulgação

Fonte: Patos Agora

​Read More
Notícias

Em meio da exaustão, bombeiros têm gesto que emociona a internet

01
Divulgação

O drama dos incêndios em Portugal tem tomado conta do país. Os bombeiros elevados a heróis estão exaustos e as populações assustadas e preocupadas com o futuro. Os desalojados viram as vidas destruídas e as vítimas mortais serão lembradas por todos os que choram as violentas chamas.

No meio da catástrofe, enaltecem-se os atos heroicos e a solidariedade. Prova disso é a imagem de um grupo de bombeiros de Valbom que ajudou um cão, dando-lhe água e percebendo se este se encontrava bem.

A fotografia foi partilhada num grupo dos Bombeiros de Valbom e o autor chama-se Filipe Ribeiro, um bombeiro desta corporação.

“Nós estávamos a combater uma das frentes do incêndio quando visualizámos o cão desorientado, imobilizado na área florestal, possivelmente intoxicado pelo fumo. Uma das equipas de combate, neste caso, a minha, dos Bombeiros de Valbom, foi retirar o cão da área da perigo, mantendo outras equipas a combate, nunca descurando o incêndio”, começa por contar Filipe Ribeiro.

“Demos água ao animal, retiramos o cão até ao posto de comando onde esteve a fazer oxigénio, entretanto a tutora do cão apareceu e levou-o para casa, aparentemente recuperado”, concluiu. A equipa de Bombeiros de Valbom foi uma das que esteve a combater o enorme incêndio que está a assolar Gondomar.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Notícias ao Minuto

​Read More
Notícias

Tutor se emociona ao recuperar bode

O americano Erick Brown recebeu de volta seu bode “Deer”, na quarta-feira (11), em Fort Walton Beach, no estado da Flórida (EUA).

Erick Brown recebeu de volta seu bode de estimação chamado 'Deer' (Foto: Nick Tomece/Northwest Florida Daily News/AP)
Erick Brown recebeu de volta seu bode chamado ‘Deer’ (Foto: Nick Tomece/Northwest Florida Daily News/AP)

As autoridades haviam apreendido o animal depois que a polícia recebeu uma denúncia de que Brown estava puxando o bode enquanto andava de bicicleta perto de sua casa em Destin.

Nenhuma acusação foi feita contra Brown.

O bode pigmeu tinha sido retirado de Brown no dia 28 de janeiro após suspeita de maus-tratos.

Brown ficou emocionado ao rever o animal. “Eu te amo”, disse ele, destacando que estava feliz por permitirem que ele ficasse com o bode.

Node pigmeu tinha sido retirado de Brown no dia 28 de janeiro (Foto: Nick Tomece/Northwest Florida Daily News/AP)
Node pigmeu tinha sido retirado de Brown no dia 28 de janeiro (Foto: Nick Tomece/Northwest Florida Daily News/AP)

Fonte: G1

 

​Read More