Notícias

População de coalas diminuiu em dois terços em 20 anos, diz novo relatório

Incêndios florestais mataram cerca de 5 mil coalas em Nova Gales do Sul (NSW), na Austrália

População de coalas declinou muito nos últimos anos. Foto Annick Vanblaere/Pixabay

Um novo relatório aponta a situação dos coalas, animais nativos da Austrália, foi de mal a pior nos últimos anos se agravando ainda mais nos incêndios de grandes proporções entre 2019 e começo de 2020. Cerca de 5 mil coalas no estado de Nova Gales do Sul (NSW) podem ter morrido nos incêndios e seu número caído em até dois terços em menos de 20 anos.

O resultado preocupa grupos conservacionistas da vida selvagem que exigem que o governo faça uma declaração emergencial de espécies ameaçadas de extinção para os coalas, numa tentativa de oferecer proteção oficial e garantir a plena recuperação dos animais sobreviventes, bem como de seus habitats.

O estudo focou o declínio das populações de coalas ao longo de três gerações – cerca de 18 anos – e incluiu o efeito dos incêndios de 1 de outubro de 2019 a 10 de janeiro de 2020. As perdas foram estimadas entre 29% e 67%, com análises adicionais a serem concluídas, abrangendo os incêndios até 10 de fevereiro.

A pesquisa descobriu que em 2012 havia cerca de 54.284 coalas em NSW. Antes dos incêndios, três gerações de coalas caíram cerca de 20%. Foram analisados mais de 100 incêndios, incluindo várias áreas conhecidas como de “grande significância regional para os coalas”.

O relatório, encomendado pelo grupo internacional “Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal”, analisou como os incêndios em sete regiões afetaram os coalas que já estavam em declínio devido à destruição de habitats, mudanças climáticas e secas. Josey Sharrad, ativista do Fundo, disse que o estado de NSW está enfrentando uma “emergência de coalas”.

O Dr. Stephen Philips, principal pesquisador e ecologista de coalas da consultoria ambiental Biolink, que compilou o relatório, disse ao The Guardian: “É uma perda espetacular em termos de critérios de conservação. A situação não vai melhorar. Vai piorar. Para os coalas, a ameaça de extinção [no NSW] se torna elevada porque eles não conseguem aumentar sua população antes do próximo evento de incêndio”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

​Read More