Notícias

Palestra incentiva homeopatia para prevenir e tratar doenças de animais

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A faculdade Anhanguera de Dourados-FAD realiza nesta quinta-feira, dia 22 de agosto, a partir das 14 horas, a palestra ‘Homeopatia para pequenos animais’, apresentando a eficácia na prevenção e tratamento de doenças. O evento será realizado no auditório da Instituição, localizado a Rua Manuel Santiago, 1150, na Vila São Luiz, em Dourados (MS).

Segundo a coordenadora do curso de Medicina veterinária, Mariana Belloni, a homeopatia pode ser uma ótima alternativa na prevenção e tratamento de doenças. “Esta palestra tem o intuito de mostrar ao acadêmico e aos profissionais que existem novas alternativas de trabalho para o tratamento e preservação de doenças que afligem animais”, explica.

A palestra é voltada para acadêmicos do curso de Medicina Veterinária e também para profissionais da área que lidem com animais.

Fonte: Jornal Dia a Dia

​Read More
Notícias

Animais são adotados em ação social de universidade, no MS

Adotantes preenchem um cadastro para que o Hospital acompanhe o animal adotado. Foto: Decom

Aconteceu, no último dia 27, a feira para vermifugação e adoção de animais realizada pelo Hospital Veterinário da UNIGRAN, em parceria com o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Dourados e o Clube do Vira-Lata. Durante todo o dia, acadêmicos e profissionais se dividiram para atender os cães e gatos que vinham ser medicados e auxiliar os visitantes na escolha de um animal. O evento integrou também a programação especial de aniversário dos 35 anos da Instituição.

Várias pessoas que passaram pela feira haviam se programado antes e buscavam um tipo específico de animalzinho. Outros, porém, acabaram sendo atraídos pela movimentação e saíram do local com um novo ‘amigo’. Foi o caso de Weslley Viana Valério, 18, que passava pelo local com amigos e decidiu adotar um gatinho. Segundo ele, adotar é mais interessante porque “evita que animais fiquem pela rua, passando fome”. O que, de fato, é a realidade de vários animais abandonados.

Weslley e todos os novos tutores saíram da feira com instruções sobre como cuidar dos animais e, para aqueles que levavam um filhote para casa, um vale-castração. Essa iniciativa impede que a população de cães e gatos sem lares aumente ainda mais e não prejudica o animalzinho, podendo ser até benéfica.

Segundo a professora Lidiane Zanata Corrêa, a feira foi um sucesso. “Vieram mais de 80 animais”, relata. Até o meio da tarde, restavam apenas quatro cães e ainda apareciam pessoas buscando outros animais. No fim da ação o saldo foi positivo. Dos 88 animais disponíveis para adoção, cerca de 70 foram para casa.

O verdadeiro desafio enfrentado pelos veterinários era convencer os visitantes a levar para casa os cães adultos. “A procura é mais por filhotes”, explica Lidiane. Várias pessoas também buscavam cães de porte pequeno, por não terem o espaço exigido por um cão maior.

Ainda assim, Lidiane conta que vários dos cães adultos encontraram novos lares. “As pessoas estão vendo os [animais] adultos e levando, elas acabam se sensibilizando com a situação dos animais”. Ela lembra que o animal adulto possui maior imunidade e seu comportamento já é definido.

Mesmo com o alto índice de adoção alcançado pela feira, diversos animais ainda esperam um lar no CCZ de Dourados e na casa de diversos protetores.

Interessados em adotar um animal, podem procurar o Centro de Controle de Zoonoses localizado na rua G Vinte, Jardim Guaicurus, ou entrar em contato pelo telefone (67) 3411-7752.

Fonte: Agora MS

​Read More
Notícias

Parceria entre Universidade e CCZ de Dourados (MS) promove adoção de animais

O CCZ abriga vários animais à espera de um tutor. Foto: Decom

Uma feira para adoção de animais, promovida pelo Hospital Veterinário da UNIGRAN e o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Dourados, acontece nesta quinta-feira, 27. O objetivo é estimular a adoção dos diversos animais que, enquanto não encontram uma nova família, vivem nas dependências do CCZ ou na casa de protetores e voluntários que ajudam no cuidado dos animais até encontrarem um tutor permanente.

Analice Ksiaszkiewicz, do Hospital Veterinário, conta que o evento não se limita a adoção. “Acontecerá também uma ação social. Nós vamos vermifugar os animais que a população trouxer e vamos passar orientações para os tutores”, diz.

Sobre a adoção, Analice explica que não existe mistério. “Qualquer pessoa pode adotar. Só precisa trazer os documentos, porque nós fazemos um cadastro, para depois poder acompanhar esses animaizinhos”. Vale lembrar que quem adotar um cão ou gato ainda não castrado, receberá um vale-castração do Hospital Veterinário.

Analice ressalta que o ato de adoção exige responsabilidade, pois é preciso se comprometer com o bem-estar do animal. É a chamada guarda responsável. “Ao adquirir o animalzinho, a pessoa tem que saber que é um membro da família que está indo com ela. Tem que dar carinho, alimentação, todos os cuidados”, diz.

Quem também auxilia no evento é a ONG Clube do Vira-Lata. Conhecidos em Dourados por lutar ativamente pelos direitos dos animais, eles enfrentam grandes desafios todos os dias, especialmente pelo grande número de animais sem lares, que é sempre maior do que o número de pessoas dispostas a adotar.

Quem quiser ir para casa com um novo amigo ou levar seu animal de estimação para ser vermifugado, a feira acontece no Bloco 5 da UNIGRAN, atrás do Hospital Veterinário, das 8h às 17h.

Fonte: Agora MS

​Read More
Notícias

Em Dourados (MS), poluição volta a matar peixes em parque

Vários peixes mortos ocupam as margens do lago e as nascentes no Parque Ambiental Arnulpho Fioravanti, localizado nos fundos do shopping e terminal rodoviário de Dourados, MS. Há um mês, o site Dourados Agora mostrou a presença de óleo na água, decorrente de um material que é jogado diretamente no lago.

Segundo o site, o Parque Ambiental hoje degradado, é um dos cartões postais da cidade, já que está situado em uma das áreas mais valorizadas, práxima a centros comerciais.

Empresas nas imediações do parque aproveitam a falta de limpeza no local para “abusar” do meio ambiente. A grande quantidade de lixo é impressionante, principalmente de garradas pet e garrafas do tipo “baquinha”, de pinga, que são maioria. A secretária de Meio Ambiente de Dourados, Valdenise Carbonari, diz que o problema da poluição no lago é crínico e preocupante.

Segundo ela, vistorias já foram feitas em empresas nas imediações do lago. “Até agora não encontramos os responsáveis pela poluição”, afirm. Valdenise acredita que o óleo que invadiu o lago deve estar vindo de empresas distantes. “Estamos preocupados com isso, no entanto que estamos fazendo uma varredura para encontrar os responsáveis”, acrescenta.

Limpeza

No mês passado, a reportagem mostrou a depredação do parque. Na mesma semana passou por uma limpeza superficial. Depois da denúncia de abandono os quiosques receberam uma pincelada de pintura alternativa: cal e água. O matagal que estava dentro dos quiosques também foi retirado. As muretas das três quadras de esporte receberam pintura alternativa. No entanto, nenhuma delas é utilizada, pois estão em péssimo estado de conservação, sem traves de gol e tabelas de basquete.

Fonte: Midiamax

​Read More
Notícias

Animais apreendidos pela Justiça estão morrendo no sítio do ex-prefeito de Dourados (MS)

Bois e porcos sequestados pela Justiça estão morrendo de fome e apodrecendo no pasto, na propriedade do ex-prefeito Ari Artuzi, localizada nas imediações do Distrito Industrial de Dourados (MS). O problema começou depois que o desembargador Manoel Mendes Carli determinou o sequestro dos bens do ex-prefeito, em setembro do ano passado, quando Ari Artuzi se encontrava detido no Presídio Federal de Campo Grande, depois de ter sido acusado junto com vários vereadores de integrarem uma quadrilha que teria sido responsável pelo desvio de aproximadamente R$ 35 milhões dos cofres públicos do município. O processo foi instaurado pela juíza Dileta Terezinha e as ações desencadeadas pela Polícia Federal, durante a operação Uragano.

Com uma dívida que já passa dos R$ 150 mil, adquirida junto ao Banco do Brasil, e outros R$ 6 mil, na loja onde o ex-prefeito costumava comprar rações para o gado, Artuzi alega não ter dinheiro para custear o tratamento dos animais, que teriam sido comprados em nome de “laranjas”, conforme ficou apurado durante as investigasções da operação Uragano. “Não tem pasto, ração ou qualquer outro tipo de alimentação para bois e vacas”, disse ele em entrevista ao Douranews. Segundo o ex-prefeito, 30 animais já morreram.

Fonte: Correio de Corumbá

​Read More
Notícias

Ibama apreende quase 400 pássaros em MS

A operação Sispass Legal de caráter nacional começou na semana passada e até agora já apreendeu 386 pássaros de exploradores em três municípios de Mato Grosso do Sul.
Foto: Divulgação/ Dipma-Ibama MS

Em Campo Grande foram apreendidos 225 pássaros, sendo que 63 deles é de espécie ameaçada de extinção. Foram 63 bicudos verdadeiros e bicudos do pantanal. A equipe de fiscalização do Ibama multou os criminosos em R$ 472,5 mil. Foram lavrados 7 autos de infração e 7 termos de embargo. Outros 3 criadores foram notificados por irregularidades nas anilhas de porte obrigatório para as aves. Na Capital foram fiscalizados ao todo 17 criadores amadorísticos.

Em Três Lagoas, a operação do Ibama lavrou 3 autos de infração que somaram R$ 28,5 mil. Foram notificados 4 criadores e lavrados 5 autos de apreensão e depósito. Ao todo foram apreendidas 47 aves. Os fiscais de Três Lagoas vistoriaram 10 criatórios amadores locais.

A operação está sendo feita também em Dourados onde foram apreendidos 114 aves e lavrados 3 autos de infração com multas que somam R$ 76 mil.

De acordo com o chefe da Divisão de Proteção Ambiental do Ibama em Mato Grosso do Su, Mário Rubbo, só estão sendo apreendidas as aves irregulares como maneira de induzir os criadores ilegais a proceder à regularização de seus plantéis junto ao Ibama. “ Uma ave sem anilha pode significar que o pássaro acabou de ser retirado da natureza, o que é ilegal. Além disso, sabemos que de cada dez aves silvestres retiradas do seu ninho 9 morrem em seguida. O que é condenável pela sociedade e pode provocar sérios prejuízos ao equilíbrio dos biomas naturais, diz Mário.

O combate ao tráfico de animais silvestres são prioridades de combate do Ibama em Mato Grosso do Sul acrescentam os técnicos da Divisão de Proteção Ambiental do órgão.

Fonte: Correio do Estado

​Read More