Dobermann volta a andar
Histórias Felizes

Dobermann paralisado tem recuperação incrível e volta a andar

O dobermann, chamado Kenny, sofreu depois de uma gaiola cair no seu pescoço. Kenny ficou paralisado após o incidente e era incapaz de mover as pernas.

Dobermann volta a andar
Foto: Youtube

Um vídeo mostra a recuperação incrível do dobermann. É possível observar o pequeno cão brincando e aproveitando seu tempo e é difícil acreditar que ele não conseguia andar em 2013.

Quando o Two Hands Four Paws foi procurado para ajudar o cão e viram seu estado, a morte induzida foi apresentada como opção, informa o One Green Planet.

Porém, em um ato de bondade para não abandoná-lo, a fundadora da organização, Leslie Gallagher, o acolheu para reabilitá-lo. Hoje, Kenny esta e saudável graças a essa decisão.

​Read More
Você é o Repórter

Dobermann resgatado das ruas está com câncer, precisa de ajuda e adoção especial

ADRIANA BONDIOLI
abondioli@ig.com.br

Fotos: Divulgação
Fotos: Divulgação

Resgatamos um dobermann, ao qual demos o nome de Max, há mais ou menos uns vinte dias. Pois bem, venho trazer notícias dele, mas não tenho boas. Com a primeira consulta, logo foi detectado que ele tinha um tumor na lateral da barriga, com indicação de cirurgia, mas o Dr. Rafael, da Zoológica, antes de realizar o procedimento, para ter certeza do procedimento a ser realizado, achou melhor fazer primeiro uma citologia para verificar se o tumor era benigno ou maligno. Apesar de toda a torcida, o resultado não foi o que esperávamos: o tumor é maligno.

Até ai não haveria problemas, porque somente a cirurgia para retirada já resolveria o problema. Por esse motivo, o Dr. Rafael achou melhor fazer um raio-X para verificar a existência de metástase no pulmão, muito comum neste tipo de câncer. Então, levamos o Max para fazer o exame e entregamos o resultado para o Dr. Rafael. Para nossa tristeza, Max está com metástase do câncer já no pulmão. Por esse  motivo, o Dr. Rafael não recomendou a realização da cirurgia porque disse que não trará a cura para o nosso querido grandão. Também não há muita expectativa de vida para ele, o que nos deixou realmente muito tristes.

Daqui mais ou menos três meses o raio-x será repetido para que possamos ter certeza do diagnóstico, mas o Dr.Rafael já adiantou que será muito difícil um resultado contrário porque a imagem está bastante clara. Vou entregar nas mãos de Deus e rezar muito para esse grandão. Então, venho aqui pedir a quem puder continuar nos ajudando, que por favor nos ajude, porque o Max, até encontrarmos um lugar onde ele possa receber muito amor, será mantido na clínica, com medicamentos diários para que ele não sofra tanto com a doença.

Se alguém se interessar em ficar com o Max para lhe dar muito amor, porque é o que ele merece, pode entrar em contato comigo. Apesar de ser um dobermann,  ele é muito dócil e fica pedindo carinho o tempo todo. Só quer saber de brincar e ser feliz, nada mais. Max merece uma família que lhe dê muito amor por esse período tão difícil. Peço a todos que não nos abandonem e continuem nos ajudando a ajudar o nosso grandão.

Contas para doações:

Banco do Brasil – Ag.: 6813-6  – C/C.: 26.912-3 – Adriana Bondioli – CPF.: 174.871.678-60
Santander Ag.: 0400  C/C.: 01.017962-6 CPF.: 174.871.678-60 – Adriana Bondioli – CPF.: 174.871.678-60
Itaú – Ag.: 8461 – C/C.: 05137-0 – Hermes Pereira Junior – CPF.: 128.450.658-4

Favor encaminhar os comprovantes de depósito para os  e-mails que seguem abaixo.

Contatos: Adriana abondioli@ig.com.br  ou Cristina cristina_ramalho@yahoo.com.br

​Read More
Você é o Repórter

Dobermann que perdeu uma das patas aguarda adoção especial, em SP

Cristiane Macedo Scabelli
cristiane@macedoscabelli.com.br

Foto: Divulgação

Esse lindo meninão está com sua tutora há mais de dois anos. Sua historia é triste, foi abandonado em Cumbica/Guarulhos, em São Paulo, numa avenida muito movimentada, não sabendo se virar foi atropelado perto da Cia. da PM e os policiais o recolheram e ligaram para sua atual tutora pedindo socorro. Phenix foi enviado para tratamento onde foi negligenciado e sua tutora explorada financeiramente por quem devia zelar pelo bem estar dos animais. Ele acabou tendo sua pata amputada.

Phenix é um doberman legítimo de aproximadamente quatro anos, castrado e vacinado, um peludão carente muito carinhoso, educado e lindão, mas é ciumento, precisa ser filho único. Ter três patas não o impede de levar uma vida normal e ser ativo, afinal os animais são exemplos de superação.

Contato: Giórgia ou Celina  Tel.: 11-2488-9199 – E-mail: giorgia@glasser.com.br / celina@glasser.com.br

​Read More
Você é o Repórter

Família procura cadela dobermann que fugiu da Serra da Cantareira, em SP

Luciano Andrade
luciano_andrade@ig.com.br

Foto: Divulgação

Mel é uma dobermann fêmea chocolate de rabo cortado. Tem pelagem curta marrom com manchas em tom mais claro acima dos olhos, fuça, peito e patas. Em 19 de janeiro último ela fugiu de um hotelzinho na Serra da Cantareira entre Mairiporã e São Paulo – Zona Norte.

Foto: Divulgação

Qualquer notícia sobre ela por favor entrar em contato URGENTE pois a família esta sofrendo muito, mas não perdeu as esperanças.
Gratifica-se.

Contato: Luciano – Fones: 11 8137-3177 / 9474-8159 / 8632-2188

​Read More
Você é o Repórter

Cadela resgatada do abandono aguarda um lar, em SP

Andreia Peres
andreiapere@gmail.com

Fotos: Divulgação

 

Essa Dobermann fofa é a Angel. Foi resgatada das ruas abandonada e prenha.

Agora está saudável, muito boazinha, tem 09 anos, convive bem com outros animais, está castrada e vacinada.

Contato: Andréia – andreiapere@gmail.com
(11) 7358-5558

​Read More
Notícias

CCJ do Senado adia votação de projeto sobre esterilização de pitbulls

A votação do projeto de lei que responsabiliza legalmente tutores de 17 raças de cães por danos causados pelos animais acabou não se realizando nesta quarta-feira (03), devido à lotada agenda de votação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. O texto está em trânsito desde 2008 e é de autoria do senador Valter Pereira (PMDB-MS).

Assim, a proposta fica agendada automaticamente para a próxima sessão de votação, que acontece na próxima quarta-feira (10). Mas a assessoria de imprensa do CCJ não quis confirmar a votação, já que a pauta é “política”.

O projeto de lei nº 300 propõe a responsabilização civil e penal de tutores em caso de ataque, com penas que podem variar de três meses de prisão por lesões corporais simples, até 20 anos, caso seja comprovado homicídio doloso (quando o tutor incita o cão a atacar).

Os cães das 17 raças – Rottweiler, Fila, Pastor Alemão, Mastim, Dobermann, Pitbull, Schnauzer Gigante, Akita, Boxer, Bullmastiff, Cane Corso, Dogue Argentino, Dogue de Bordeaux, Grande Pirineus, Komondor, Kuracz e Mastiff – só poderão circular em lugar público se estiverem com coleira, corrente e focinheira. O tutor que desrespeitar a regra terá o animal apreendido e pagará multa de R$ 100.

Pela medida, fica a cargo dos municípios a fiscalização e até mesmo a inclusão de outras raças na lista. As prefeituras também ficam encarregadas de cobrar as multas que, caso não sejam pagas, implicarão no sacrifício do animal apreendido.

Também pode ser proibida a reprodução de cães da raça Pitbull em todo o território nacional, tornando obrigatória a esterilização de todos os machos, o que pode extinguir a raça em poucos anos.

Fonte: Estadão

​Read More