Notícias

Galos explorados em rinhas são resgatados e homens são detidos no Ceará

Foto: Reprodução/SSPDS

Uma equipe do Batalhão de Polícia de Meio Ambiente resgatou quatro galos explorados em rinhas em Juazeiro do Norte, no estado do Ceará.

O resgate foi realizado no último sábado (30) após denúncia anônima realizada durante ronda da polícia na região. Segundo informações obtidas pelo Diário do Nordeste, dois homens foram detidos.

Após a ação policial, o caso foi registrado na Delegacia Regional do município. Maltratar galos em rinhas configura crime ambiental.

A residência na qual os galos foram encontrados fica localizada no bairro Jardim Gonzaga. Uma rinha estava sendo realizada no momento em que os agentes chegaram ao local.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que foram encontrados no imóvel criadouros, buchas para esporas do galos, luvas para os esporões, analgésicos, seringas, vitaminas para uso animal e pomadas para curativos. Os medicamentos usados nos galos têm o objetivo de manter a sobrevivência das aves para que a crueldade das rinhas continue a ser perpetuada.

Os homens, de 20 e 26 anos, foram encaminhados à delegacia. Eles assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), prestaram depoimento e foram liberados.

Apesar de responder judicialmente por maus-tratos a animais, a dupla não ficou presa porque o crime é considerado de menor potencial ofensivo. O que significa que, além de não caber prisão em flagrante, os agressores das aves devem ser punidos, caso condenados pela Justiça, apenas com penalidades alternativas, como prestação de serviços comunitários e multa.

Após serem resgatados, os galos foram levados à delegacia. Não há informações, porém, sobre o destino final desses animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Casal é detido suspeito de caçar 22 tartarugas, incluindo espécie ameaçada

Foto: Reprodução/PM

Um casal foi detido pelo Batalhão Ambiental da Polícia Militar em São Miguel do Araguaia, no norte de Goiás, suspeito de caçar 22 tartarugas. Os animais foram resgatados na última quarta-feira (6).

As tartarugas, incluindo uma espécie que corre o risco de entrar em extinção, foram retiradas do Rio Araguaia. Os nomes dos investigados pelo crime ambiental não foram divulgados.

A dupla foi levada à delegacia, mas foi liberada após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), porque crimes contra animais são considerados de “menor potencial ofensivo”, conforme explicou ao G1 o delegado Rafhael Neris Barboza, responsável pelo caso.

O casal terá que comparecer em uma audiência agendada pela Justiça. No dia, os dois serão julgados e podem ser condenados a até dois anos de detenção – penalidade que, por ser inferior a 4 anos pode ser revertida, por exemplo, em prestação de serviços comunitários.

Materiais usados para capturar tartarugas, sendo dois sacos plásticos, duas redes de pesca com 40 metros de comprimento e 50 boias de isopor, foram encontrados com a dupla e apreendidos pela polícia.

As tartarugas foram encaminhadas ao Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMBio).

De acordo com o biólogo Edson Abrão, entrevistado pelo G1, é possível identificar duas espécies nas imagens: Tartaruga-da-Amazônia (Podocnemis expansa) e Tracajá (Podocnemis unifilis). Segundo ele, a primeira corre o risco de entrar em extinção por ser alvo de caças frequentes.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Morto por dois homens, cão é encontrado enforcado e sangrando em um poço

Foto: Pixabay/Timur85/Imagem Ilustrativa

Um cachorro foi morto por dois homens no último sábado (18) no Recanto das Emas, região administrativa do Distrito Federal. Já sem vida, o animal foi encontrado enforcado e sangrando dentro de um poço.

O crime foi descoberto porque testemunhas avistaram os dois homens na quadra 508 da região administrativa, por volta das 10h30, entrando em uma área de mato alto com um cachorro amarrado a uma corrente. Um deles carregava um pedaço de madeira.

Dez minutos depois, os homens saíram do local sem o cão. As testemunhas, então, entraram na mata e encontraram o cachorro morto, enforcado e sangrando. Segundo informações do portal Metrópoles, o animal foi jogado pelos agressores dentro de um poço.

Informada sobre o caso, a advogada Ana Paula de Vasconcelos, ativista e membro da Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Distrito Federal (OAB-DF), acionou a 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas).

O delegado titular da unidade policial, Pablo Aguiar, localizou os homens, que foram detidos. Ao ser interrogado, um deles confessou o crime e alegou que tirou a vida do animal porque ele estava doente, com um tumor.

Os homens assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberados. Como maus-tratos a animais é considerado crime de menor potencial ofensivo, não cabe prisão em flagrante. Por conta da natureza jurídica do crime, se forem condenados, os agressores também devem ser punidos apenas com multa e serviços comunitários.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Homem estrangula cachorro com fita de nylon em Petrópolis (RJ)

Um homem em situação de rua estrangulou um cachorro na tarde de terça-feira (31) na cidade de Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro.

O crime aconteceu na Praça da Inconfidência, na região central do município.

Pixabay/Timur85

A Polícia Civil informou ao G1 que o homem teria usado uma fita de nylon para estrangular o cachorro. Ele foi detido e levado por guardas municipais à 105ª DP.

Na delegacia, o caso foi registrado como crime de maus-tratos a animais, previsto na Lei de Crimes Ambientais, com punição prevista de até um ano de detenção, além de multa.

Apesar do crime bárbaro, o homem foi liberado após prestar depoimento, porque o ato cometido por ele é considerado pelo ordenamento jurídico como infração de menor potencial ofensivo e, portanto, não cabe prisão em flagrante. Até mesmo após julgamento, caso condenado, ele deve receber uma pena alternativa ao cárcere, como prestação de serviços comunitários.

A polícia não forneceu qualquer detalhe acerca do depoimento prestado pelo homem.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Ativistas acorrentados em protesto pelos animais são detidos em Portugal

Os ativistas exigem, entre outras questões, que os animais tenham direito à representação legal, não sejam tratados como propriedade e não sejam mortos


Ativistas que faziam um protesto em prol dos animais em frente à Assembleia da República, em Lisboa, Portugal, foram detidos pela Polícia de Segurança Pública (PSP) nesta segunda-feira (2).

Foto: Lusa

Os manifestantes estavam acorrentados uns aos outros para pedir mudanças na legislação que garantam, entre outras questões, que os animais tenham direito à representação legal, não sejam tratados como propriedade, não sejam mortos, tenham um habitat próprio e sejam resgatados em caso de necessidade.

A manifestação foi organizada pela Direct Action International. “Nós temos de incluir todos os animais e acabar com este preconceito que nos diz que alguns são merecedores de direitos e do nosso amor e outros não”, disse à agência Lusa a ativista Iolanda Santos.

Segundo ela, “como não é aceitável ter cães dentro de uma casa onde ninguém lhes dá de comer, o que gera furor nas redes sociais, também não devia ser aceitável que vacas, porcos, patos e outros explorados para consumo sejam tratados desta forma”.

A ativista afirmou que o protesto não tem o objetivo de pedir que sejam promovidas ações que visem aumentar o bem-estar dos animais explorados, mas sim uma “total abolição do seu sofrimento”.

Foto: Lusa

“Temos milhares de animais presos em propriedades que são forçados a engravidar, que são levados para matadores em condições deprimentes ou são obrigados a fazerem viagens de barco sem qualquer assistência”, afirmou.

Iolanda Santos lembrou que “os direitos animais que existem não são suficientes, porque não abrangem todas as espécies” e disse que “a ação direta de desobediência civil não violenta está começando agora em Portugal”, mas vai se firmar, porque outras formas de ação não estão resultando em nada.

“Temos que passar para a fase seguinte, que é desobedecer. Se olharmos para trás na história, todos os movimentos sociais conseguiram mudanças apenas quando os ativistas começaram a desobedecer”, reforçou.

Foto: Lusa

Os ativistas foram detidos por cerca de 20 agentes da Unidade Especial de Polícia aproximadamente duas horas após iniciarem o protesto. Os oito manifestantes foram algemados e levados para duas delegacias, em Lapa e Belém.

Enquanto o grupo era levado pelos policiais, cerca de 20 pessoas que estavam no local cantaram e entoaram palavras de ordem em apoio aos ativistas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Homem é detido após arrastar cachorro amarrado a veículo em Campo Mourão (PR)

O cachorro foi resgatado gravemente ferido e teve as quatro patas quebradas


Um homem de 70 anos foi detido pela polícia após arrastar um cachorro amarrado a uma caminhonete em Campo Mourão, no Paraná. O caso aconteceu na terça-feira (25) e o animal foi arrastado por dois quilômetros, preso ao para-choque do veículo.

Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com a Associação Protetora dos Animais Independentes de Campo Mourão, moradores da região denunciaram o caso. O homem só parou a caminhonete após um carro entrar na frente dele e avisar que o cão estava preso.

O homem disse aos policiais que era tutor do cão e que amarrou o animal para que ele não fugisse. Disse ainda que saiu com a caminhonete e esqueceu que o cachorro estava amarrado ao carro e só não parou ao ser avisado por outro motorista porque temeu ser um assalto.

Após ser socorrido, o cachorro foi levado para uma clínica veterinária com ferimentos graves. Os ossos dele foram expostos e as quatro patas ficaram fraturadas, sendo que duas estão praticamente mutiladas. Apesar dos ferimentos, o animal está se recuperando.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Idoso é detido após matar cadela a golpes de machado em MS

Para executar o crime, o idoso pendurou a cadela pelo pescoço em uma árvore, no quintal de sua casa, e desferiu os golpes


Um idoso de 76 anos foi detido pela polícia no domingo (2) após matar uma cadela com golpes de machado. O crime aconteceu na cidade de Anastácio, em Mato Grosso do Sul.

Reprodução/Portal JNE

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o homem matou a cadela por volta das 11h20 do domingo. As informações são do portal Mídia Max.

Para executar o crime, o idoso pendurou a cadela pelo pescoço em uma árvore, no quintal de sua casa, e desferiu os golpes.

A polícia foi acionada e, ao questionar o idoso, conseguiu a confissão do crime. O homem foi levado para a delegacia e autuado pelo crime de maus-tratos a animais.

O machado usado para matar a cadela foi apreendido pelos policiais. Ao ser questionado, o agressor não informou a razão que o levou a cometer o crime.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Casal é detido após arrastar cavalo amarrado à caminhonete nos EUA

Um vídeo que mostra o cavalo sendo arrastado pelo veículo foi divulgado em rede social e revoltou internautas


John e Amber Saldate, de 59 e 33 anos, foram detidos pelo crime de maus-tratos a animais após serem apontados como responsáveis por arrastar um cavalo preso a uma caminhonete na cidade de Grand Lake, no estado norte-americano do Colorado.

Reprodução/DailyMail

O casal está sob custódia do 14º Distrito Judicial e deve ser levado a julgamento no final de janeiro de 2020. As informações são do Metro Jornal.

O momento em que o cavalo foi arrastado foi registrado em um vídeo. As imagens foram divulgadas nas redes sociais e revoltaram os internautas. Nelas, é possível ouvir uma mulher incentivando o ato.

“Este babaca não quer sair do rancho, então John [Saldate] está puxando ele, porque ele está sendo um imbecil”, diz a mulher.

Enquanto é arrastado, o cavalo resiste e tenta escapar, mas suas patas deslizam na estrada coberta por neve e ele é arrastado.

Denúncias feitas ao promotor estatal Matt Krazen levaram a uma investigação que terminou na detenção do casal. De acordo com Krazen, o cavalo foi resgatado pelas autoridades e passa bem.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Mulher é autuada por maus-tratos a dois jabutis e uma tartaruga no Paraná

Uma mulher de 63 anos foi detida pela Polícia Civil, na sexta-feira (12), por manter três animais silvestres em cativeiro sob condição de maus-tratos. O caso aconteceu no bairro Barreirinha, em Curitiba, no Paraná.

Foto: Polícia Civil do Paraná

Na casa da mulher havia dois jabutis e uma tartaruga da espécie tigre d’água. As informações são do Paraná Portal.

De acordo com a polícia, os animais silvestres foram maltratados. Resgatados, eles foram encaminhados ao Centro de Apoio à Fauna Silvestre de Curitiba para receber os cuidados necessários.

Foto: Polícia Civil do Paraná

Ao ser encaminhada para a delegacia, a mulher solicitou a presença de um advogado. Ela não se pronunciou sobre o caso. Autuada por crime ambiental, ela pode ser condenada a até um ano de detenção, além de multa.

Apesar da possibilidade de condenação, por se tratar de um crime classificado no ordenamento jurídico como de menor potencial ofensivo, a pena costuma ser revertida em punições alternativas, como prestação de serviços à comunidade.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cães são resgatados em estado severo de desnutrição em Joinville (SC)

Três cachorros foram encontrados em situação de maus-tratos em uma casa em Joinville, no estado de Santa Catarina. Além deles, duas aves silvestres eram mantidas em cativeiro no local. Os animais foram resgatados na segunda-feira (15).

Foto Divulgação / Polícia Civil

O resgate foi feito por uma equipe da Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil, que também encaminhou o responsável pelos animais para a delegacia. Ele foi acusado de maltratar animais domésticos e silvestres. As informações são do portal OCP.

Os animais eram mantidos em uma residência no bairro Parque Guarani. Os cachorros foram encontrados em situação deplorável, com estado avançado de desnutrição e desidratação. De acordo com a polícia, os cuidados com alimentação e higiene eram negligenciados, o que colocou os cães em risco de morte.

Após a ação policial, os cachorros foram levados para o Centro de Bem-Estar Animal de Joinville e as aves foram encaminhadas, em caráter temporário, ao Zoobotânico.

Foto Divulgação / Polícia Civil

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Jovem mata cachorro com seis facadas em Campo Grande (MS)

Um jovem de 19 anos foi detido pela 6ª Companhia Independente da Polícia Militar no início da tarde deste sábado (13) por matar o cachorro dos avós com seis facadas depois de chegar em casa embriagado, na região do Vilas Boas, em Campo Grande (MS). Ele foi encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, ouvido e liberado.

Foto: Divulgação

Segundo boletim de ocorrência, uma mulher de 60 anos acionou a PM informando que o neto havia matado o animal. Ela relatou aos policiais que o rapaz chegou por volta do meio dia, bastante alterado, aparentando estar embriagado ou sob efeito de drogas.

Ele teria ido para o quarto, onde chutou a porta do guarda-roupas. O cão estava próximo, se assustou com o barulho e instintivamente reagiu, mordendo o rapaz no calcanhar. O autor então deu um soco no animal, se armou com uma faca e desferiu vários golpes até matá-lo.

À polícia, o rapaz disse que não consumiu drogas e que havia apenas ingerido bebida alcoólica. Ele se justificou alegando que o cão era bravo e que foi mordido logo ao entrar no quarto. Diante dos fatos, os policiais apreenderam a faca usada na ação e conduziram o suspeito para a delegacia, pelo crime de maus-tratos a animais.

Antes, ele foi levado até à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Universitário, onde passou por atendimento médico por conta de uma lesão na mão em razão do soco e do pequeno ferimento provocado pelo animal. A responsável pelo cão foi orientada a encaminhar o corpo para o Centro de Zoonoses. Depois de prestar esclarecimentos, o jovem foi liberado pela Polícia Civil.

Fonte: Conteúdo MS


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Homem é detido após atirar em cachorro com arma de pressão em MS

Um homem de 24 anos, que não teve a identidade revelada, foi detido pela polícia após atirar em um cachorro na cidade de Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. O crime aconteceu no último domingo (7).

Foto: Pixabay

O cachorro estava na rua quando foi alvejado pelo disparo de uma carabina de pressão. As informações são do portal Mídia Max.

O responsável por ferir o animal foi detido por populares. A polícia foi acionada pelo tutor do cão. Não há informações sobre o estado de saúde do cachorro.

O momento em que o cachorro foi alvejado pelo tiro foi testemunhado por uma pessoa que estava no local.

Aos militares, o homem disse que não teve a intenção de atingir o animal e que estava nos fundos da residência de seu tio atirando em latas. Ele foi encaminhado à delegacia.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More