Notícias

Animais são encontrados mortos próximo à clínica veterinária da Prefeitura de Caruaru (PE)

A Prefeitura de Caruaru informou que a polícia foi acionada para que o responsável por desovar os corpos dos animais seja punido


Cachorros e gatos foram encontrados mortos na sexta-feira (6) em local próximo a AME Animal, uma clínica veterinária da Prefeitura de Caruaru (PE).

Pixabay/thalyagirl95/Imagem Ilustrativa

A Secretaria de Serviços Públicos informou que os animais foram encontrados em um contêiner que fica em via pública e teria sido usado por terceiros para descartar os corpos.

A pasta afirmou ainda que a empresa de coleta de lixo recolheu, por volta das 8 horas, o material descartado pela AME no dia anterior e que os corpos dos animais teriam sido deixados no local após esse horário. O responsável por desovar os animais não teria sido identificado, segundo a Secretaria.

Na sexta-feira, por ser feriado da Data Magna, a AME Animal não abriu. A Secretaria de Serviços Públicos explicou ainda que animais mortos não são deixados no contêiner pela clínica, que os encaminham a uma empresa especializada.

Os corpos foram retirados do local para que uma investigação seja iniciada com o intuito de identificar a origem dos animais e o responsável pela desova.

A Prefeitura de Caruaru informou que a polícia foi acionada para que o autor do ato seja punido. De acordo com a Secretaria de Serviços Públicos, câmeras de videomonitoramento serão instaladas no local para coibir ações semelhantes.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Óleo atinge área de desova de tartarugas em praia de Linhares (ES)

Após se espalhar pelo Nordeste, o petróleo avança pelo Sudeste em direção ao Sul. No Espírito Santo, a substância coloca a vida de tartarugas em risco


Manchas de óleo foram encontradas no domingo (10) na praia de Pontal do Ipiranga, em Linhares (ES). Na região, onde há uma base do Projeto Tamar, ocorre a desova de tartarugas.

De acordo com o site do Tamar, “na região caracterizada por mata de restinga razoavelmente bem conservada” cerca de 200 ninhos de desova de tartarugas-cabeçuda são monitorados. Todos os anos, as fêmeas buscam a região para colocar seus ovos.

Tartaruga coberta por óleo é encontrada na praia de Itatinga, em Alcântara (MA) (Foto: Julio Deranzani Bicudo/Reuters/Ilustrativa)

“Estamos em plena época reprodutiva, que vai até março”, explicou o biólogo responsável pela base, Ciro Jardel Bérgamo, em entrevista à Agência Brasil. “Já temos, até o momento, 206 ninhos de tartaruga-cabeçuda mapeados ao longo dos 43 quilômetros de praia. Além de uma desova confirmada de tartaruga-gigante, o que indica que algo em torno de 80 tartarugas-gigantes estão prestes a nascer”, acrescentou.

O biólogo informou que ao menos 60 militares da Marinha e 15 servidores do Ibama foram acionados para limpar a praia. No entanto, ainda segundo ele, pequenos fragmentos de óleo continuavam a chegar.

“São pequenas plaquetas de 3 centímetros, quatro centímetros, que atingiram uma longa extensão de areia. O risco é que as fêmeas enterrem seus ovos junto com o produto que se misturou à areia. Ou que, se a praia não for totalmente limpa, os filhotes, ao nascerem e tentarem chegar ao mar, tenham contato com o óleo”, acrescentou Bérgamo.

“A costa capixaba está sendo castigada. Principalmente os pontos de desova das tartarugas. Ainda estávamos sob efeito do rompimento da barragem do Fundão, e, agora, isto”, lamentou o biólogo.

Antes do óleo ser encontrado na praia, a Prefeitura de Linhares e o Corpo de Bombeiros instalaram o Sistema de Comando em Operações, que adotou, na sexta-feira (8), uma medida que levou ao bloqueio da foz do Rio Doce, em Regência, para evitar contaminação.

“A contenção da foz é necessária para evitar que os resíduos saiam do mar e atinjam o rio, contaminando o estuário”, justificou o secretário municipal de Meio Ambiente, Fabrício Borghi Folli, em nota. Dias antes, na quarta-feira (6), o governo estadual anunciou a união de 13 órgãos para minimizar os impactos da chegada do óleo no Espírito Santo.

Além da praia de Pontal do Ipiranga, a praia de Guriri, em São Mateus (ES), foi atingida pelo óleo na quinta-feira (7). O que indica que, após se espalhar pelo Nordeste, o petróleo avança pelo Sudeste em direção ao Sul.

Análises da substância coletada em São Mateus confirmaram, segundo a Marinha, que o produto é o mesmo que atingiu praias, mangues, costões marítimos, desembocaduras de rios e outros habitats litorâneos na região Nordeste.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Tartarugas marinhas desovam em praia de João Pessoa (PB)

Reprodução | Facebook

As tartarugas de um dos ninhos de tartaruga monitorados pela ONG Guajiru Tartarugas Marinhas Urbanas desovaram na praia do Bessa em João Pessoa (PB). A caminhada dos filhotes do ninho na areia para o mar atraiu muitas pessoas, principalmente crianças. O evento foi registrado em vídeo por moradores e banhistas.

De acordo com a ONG Guajiru, os ninhos de tartaruga são monitoradas entre as praias de Manaíra, na capital paraibana, até a praia de Ponta de Campina, na cidade de Cabedelo, na Grande João Pessoa. O trecho monitorado tem pelo menos 92 ninhos de tartarugas marinhas.

Para evitar que essas tartarugas não morram em idade adulta, a ONG Guajiru pede que as pessoas que usam as praias urbanas de João Pessoa não dispensem lixo no mar ou na praia, pois as tartarugas morrem ao ingerir plástico por confundi-los com alimento.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Vídeo: tartaruga sai do mar e desova em faixa de areia em frente a prédio

Uma tartaruga saiu do mar, na Praia de Candeias, e desovou em uma faixa de areia localizada na frente de um prédio em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco. De acordo com especialistas, até 200 ovos podem ter sido colocados pelo animal de uma só vez.

Tartaruga desova em frente a prédio (Foto: Divulgação)

A tartaruga-de-pente chegou na praia por volta das 20h30. “Estamos em período de desova e fico monitorando para tentar acompanhar este momento”, explicou o chefe de núcleo da Secretaria de Meio Ambiente de Jaboatão, Adriano Artoni, ao JC Online.

O especialista explica que uma tartaruga pode fazer até seis ninhos e colocar de 120 a 200 ovos em cada um deles. Os ovos eclodem em até 60 dias.

O ninho feito pela tartaruga em frente ao prédio é o sexto a ser monitorado em Jaboatão neste ano. Em 2017, mais de nove mil tartarugas foram soltas, segundo estimativa da secretaria.

Além do monitoramento, o ninho receberá sinalização para que não seja tocado por humanos, explica o ambientalista. A agressão contra animais e o ataque a ninhos é crime.

Confira o vídeo:

​Read More
Notícias

Tartaruga-cabeçuda desova em praia de Linhares (ES)

Tartaruga desovando em Povoação (Foto: Jadson Leite/ VC no ESTV)

Uma tartaruga da espécie cabeçuda foi flagrada desovando na praia de Povoação, em Linhares, na região Norte do Espírito Santo. O parceiro do ESTV, Jadson Leite, registrou o momento.

Jadson estava passando pela praia quando viu o rastro do animal. “Quem nunca viu uma tartaruga de pertinho, eu estou aqui. Não posso me aproximar muito. Mas ela está enterrando os ovos, então eu estou chegando de mansinho para não atrapalhar”, disse no vídeo.

A bióloga Flávia Ribeiro, do Projeto Tamar, explicou que a espécie cabeçuda é mais comum no litoral do Espírito Santo.

O animal mede em torno de um metro e pesa 100 kg. Flávia explicou que ao encontrar uma tartaruga dessa a orientação é manter distância, fazer silêncio e não usar luzes.

O período de desova começou em setembro e termina em março.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Tartarugas escolhem praias de Maceió (AL) para desovar

Cinco tartarugas escolheram a orla de Maceió (AL) para depositarem seus ovos no inicio desta semana.

Os registros foram feitos por equipes do Instituto Biota de Conservação nas praias do Mirante da Sereia, Guaxuma e Cruz das Almas.

Apenas a praia do mirante contou com três desovas, enquanto os demais locais registraram uma desova cada.

Dois animais receberam identificação | Reprodução – Facebook

Os animais foram avistados por policiais e voluntários. Duas delas receberam uma marcação para poderem ser monitoradas.

Técnicos do Biota informaram que as tartarugas estão em período reprodutivo e costumam depositar seus ovos durante o período noturno.

​Read More
Notícias

Tartaruga desova em praia de Ilhéus, na Bahia

Foto: Robson Alcântara/Arquivo Pessoal

Uma tartaruga-marinha de espécie não identificada foi flagrada desovando na praia Sol e Mar, no município de Ilhéus, no Sul da Bahia.

Foto: Robson Alcântara/Arquivo Pessoal

As imagens foram realizada por banhistas que estavam no local. A tartaruga deixou dezenas de ovos enterrados na areia.

Após aproximadamente uma hora depositando os ovos ela retornou ao mar.

​Read More
Tartarugas em praia
Notícias

Começa período de desova de tartarugas-marinhas

Cada fêmea pode formar em média de cinco a seis ninhos, com cerca de 150 a 200 ovos por ninho.

Tartarugas em praia
Foto: Cemag/ Divulgação

Entre as espécies que costumam se hospedar no litoral pernambucano estão a tartaruga-verde, tartaruga-de-pente, tartaruga-cabeçuda e tartaruga-oliva. Até Maio de 2018, os ninhos de ovos serão depositados nas areias das praias do litoral brasileiro para que os primeiros filhotes nasçam no início de Novembro, com o pico da desova em Fevereiro.

Durante essa temporada, a Cemag irá monitorar a reprodução das tartarugas. Segundo Artoni, a maior área de desova está localizada da divisa entre Boa Viagem e Piedade até a praia de Barra de Jangada. Ao longo desse período, os ninhos serão identificados e sinalizados. Graças ao projeto, somente em 2016, aproximadamente 12 mil filhotes foram protegidos.

“Elas são importantes para o nosso ecossistema e é necessário fazer um trabalho de conscientização nesse sentido”, pontua o especialista.

Quem for pego sequestrando o animal de seu habitat está sujeito ao pagamento de multa no valor de R$ 5 mil por ovo. Portanto, ao se deparar com ninhos ou filhotes, é importante entrar em contato com instituições especializadas, como o Ibama e a Cemag.

Fonte: Diário de Pernambuco

 

​Read More
Notícias

Aeroporto atrasa voos para resgatar tartarugas em pista de decolagem

A cena inusitada foi causada por conta de tartarugas que decidiram atravessar as pistas de pouso de decolagem do aeroporto para fazer seus ninhos e depositar seus ovos durante a tarde de sexta-feira, justamente no momento em que os aviões estavam nas pistas.

Tartarugas atravessaram a pista do aeroporto para desovar ovos
Alguns aviões tiveram que atrasar os poucos e decolagens para que as tartarugas fossem resgatadas em segurança (Foto: Reprodução / Ig)

A ordem da central de controle do aeroporto foi para que os aviões cessassem as decolagens até que as tartarugas, da espécie diamante, fossem resgatadas da zona de risco.

Uma das autoridades portuárias do local, Cheryl Albiez, disse, em entrevista ao jornal Daily News, que apesar de estar na temporada de desova dessas tartarugas, o evento foi bastante incomum, pois nunca havia acontecido das tartarugas atravessarem o local nesta época.

E embora os passageiros tenham utilizado as redes sociais para contar o ocorrido com humor, o evento foi causado pela constante expansão urbana, que limita o habitat de diversas espécies, colocando em risco a  vida dos animais.

 

 

 

 

​Read More
Notícias

Mais de 5 mil filhotes de tartaruga serão devolvidos à natureza no Amapá

Aproximadamente 5 mil filhotes de tartaruga da Amazônia serão devolvidos à natureza no dia 10 de junho. O local vai servir como área de reprodução da espécie que está correndo risco de ser extinta.

Pessoas se reúnem para devolver filhotes de tartaruga para a natureza
Institucionais e a população farão a devolução dos animais à natureza (Foto: Eliazar Bezerra/Ibama)

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) em parceria com a prefeitura da cidade criou o evento formando a Semana Estadual do Meio Ambiente. Segundo o superintendente do Ibama no Amapá, Leonardo de Lima Melo, a ação busca promover a conscientização da comunidade da cidade sobre a importância de preservar as tartarugas no seu habitat natural.

“Os filhotes de tartarugas serão soltos para que tenham a continuidade da vida em seu habitat. Este é um processo a longo prazo que fazemos anualmente, desde a coleta dos ovos e a criação em cativeiro”, explicou.

O projeto atua na proteção, manejo e monitoramento dos sítios de alimentação de desovas, assim como o acompanhamento do período reprodutivo até o nascimento dos filhotes de tartaruga que, depois, são devolvidos à natureza.

Funcionários de instituições e moradores irão participar da soltura dos filhotes. A ação começará às 9h, segundo o superintendente, quando serão realizadas as atividades educativas e esportivas para conscientizar e sensibilizar a população. A soltura dos animais está programada para as 13h.

​Read More
Notícias

Praia japonesa é limpa para receber desova de tartarugas

Por Sophia Portes | Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Foto: Okinawa-Zukan

A Província de Mie, no Japão, é uma das únicas praias de desova das tartarugas-marinha-comum, uma espécie ameaçada de extinção. O período de desova é de maio a agosto, quando as fêmeas vão até as praias.

Mas este é um processo longo e cheio de riscos, principalmente devido à poluição das águas e praias. Por isso, aproximadamente 350 moradores de Mie se uniram para fazer a limpeza da costa coletando cerca de 1 tonelada de lixo. A ação é repetida todos os anos, para facilitar a desova das tartarugas.

De acordo com uma matéria da CBC TV, a prefeitura local impede que veículos passem nas praia no período de desova, para não colocar os animais em risco.

​Read More
Notícias

Tartaruga-pente é encontrada em estado de decomposição em praia de Recife (PE)

Por Janína Fernandes | Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Animal foi encontrado em estado de decomposição | Foto: Paulo Marcelo Pontes/Cortesia

Na praia do Janga em Recife, uma tartaruga-pente foi encontrada morta em estado de decomposição. A espécie Eretmochelys imbricata, está criticamente ameaçada de extinção, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN). Presente em recifes de corais em águas rasas, é raramente encontrada em grandes profundidades e está presente principalmente em áreas tropicais.

De acordo com informações, o animal iria realizar a desova na superfície, mas já chegou a praia em estado de decomposição. Uma necrópsia será realizada para apurar a causa da morte.

Ao mesmo tempo em que essa tartaruga apareceu morta, foram encontradas duas ninhadas da espécie recentemente na região. Cerca de 53 tartarugas bebês nasceram nas areias do Janga em um ninho não monitorado e outras 54 eclodiram em um ninho monitorado. “Os animais foram atraídos pela luz artificial e estavam a caminho da pista e algumas pessoas trouxeram os animais de volta”, declarou Ana Sayegh, bióloga da ONG Ecoassociados

​Read More