Notícias

Tartarugas bebês seguem em direção ao mar em praia de Vitória (ES)

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Mais de 60 tartarugas cabeçudas são desovadas na Praia de Camburi | Foto: Reprodução G1

Na Praia de Camburi, em Vitoria, mais de 60 tartarugas cabeçudas nasceram nesta terça-feira (7). No ano passado, a praia também protagonizou o nascimento de mais de cem filhotes da mesma espécie.

Próximo ao Quiosque 1, da Praia de Camburi, os filhotes vieram ao mundo por volta das 20h30, e com a ajuda de biólogos e da população local, os animais chegaram ao mar. Em dezembro do ano passado, os banhistas presenciaram o mesmo episódio, 118 filhotes nasceram na mesma praia.

Em dezembro de 2016, o biólogo, Tommy Magalhães que faz parte do Projteto Tamar, conta que na época haviam sido depositados mais de 120 ovos no ninho: “Quando chegamos, muitas pessoas já haviam levado vários filhotes para o mar. Os poucos outros que encontramos, ajudamos na liberação”. O filhotes que não estavam no ninho e não chegaram ao mar, foram levados para o Projeto: “Trazemos eles para cá, para as pessoas poderem conhecer. Irão ficar um tempo aqui e depois eles serão soltos”, afirmou o biólogo Paulo Rodrigues. Pelo fato da praia ser um local frequente de desovas, é preciso reforçar a atenção, afirma Paulo: “Acreditamos que isso seja bom. Assim a população de tartarugas está aumentando. Por outro lado temos que controlar as ameaças, o lixo, a iluminação. Temos a esperança de melhorar o ambiente”.

Segundo o biólogo, as desovas acontecem por conta da grande quantidade de tartarugas e também pelo fato de outras praias sofrerem erosão e acumulo de areia: “Foi uma surpresa para nós, porque aqui não é uma área típica reprodutiva. A população das tartarugas está cada vez mais crescente. Algumas praias têm sofrido com a erosão, outras acumulado areia, então os animais procuram essas faixas de areia para se reproduzir”, afirmou.

​Read More
Notícias

Jaboatão (PE) monitora pontos de desova de tartarugas marinhas

Foto: Prefeitura de Jabotão dos Guararapes/ Divulgação
Foto: Prefeitura de Jabotão dos Guararapes/ Divulgação

A Secretaria executiva de Meio Ambiente e Gestão Urbana de Jaboatão dos Guararapes está monitorando a orla do município por conta do período de desova de tartarugas marinhas. Nesta segunda-feira, foi confirmada a localização de um ponto de desova da espécie Pente, na praia de Piedade, na altura do Hotel Golden Beach, com cerca de 130 ovos. A área foi sinalizada e gradeada para evitar que as pessoas interfiram no local. O período de eclosão dos ovos gira em torno de 45 a 70 dias.

Durante os fins de semana, equipes percorrem a orla entregando folders explicativos para os banhistas, moradores e comerciantes da área. As peças alertam sobre o que fazer quando encontrarem o animal na orla. As tartarugas preferem realizar a desova no horário da noite por conta da areia estar mais fria. Na orla de Jaboatão é comum a desova das espécies Cabeçuda, Pente, Verde e Oliva.

Uma das grandes dificuldades é a interferência de pessoas no momento em que o animal sai do mar em direção a orla. Desde janeiro, 17 tartarugas de algumas espécies foram interrompidas no ato.

Crime e notificação

De acordo com a Lei Federal 9.605, é proibido destruir ou danificar ninhos de tartaruga, o que configura é crime. Dependendo do caso, a multa pode chegar a R$ 5 mil. Para quem presenciar uma tartaruga desovando ou saber de qualquer informação sobre os ninhos, a dica é entrar em contato diretamente com o chefe de núcleo de defesa dos animais, Adriano Artoni, pelos fones 9477-8889/8600-2315/9237-1682.

Fonte: Diário de Pernambuco 

​Read More