Notícias

Vídeo flagra veadinho brincando com visitantes em lago de reserva

Foto: Kathleen Kennedy Ferris
Foto: Kathleen Kennedy Ferris

Kathleen Kennedy Ferris visita o Parque Estadual de Saugatuck Dunes, no Michigan (EUA) todos os anos com a família, mas nunca chegou perto da vida selvagem do parque antes da segunda-feira.

Kathleen e seus filhos estavam entre as dezenas de visitantes do parque que assistiram a um veadinho brincalhão passar pela multidão na praia e entrar no Lago Michigan nos últimos dias.

Vídeos do animal, que mostram o veadinho brincalhão na praia, se misturando aos visitantes e interagindo com eles por pelo menos 30 minutos, se tornaram virais na internet, provocando reações de todo tipo de centenas de usuários das mídias sociais.

Enquanto alguns visitantes encontraram o cervo no sábado, Kathleen não conseguiu encontrar-se com o veadinho até segunda-feira.

Para os visitantes do parque, Kathleen disse que o encontro inicialmente causou espanto.

“Meus filhos acharam de início que era um cachorro grande e, em seguida, ficaram surpresos e disseram “Meu Deus, é um cervo””, disse Kathleen. “Todo mundo estava absolutamente em choque.”

A visitante do parque disse que não tinha certeza de como lidar com a situação – em todas as suas visitas a Saugatuck, ela e sua família nunca foram abordados por animais.

“Deveríamos ter pegado nossas toalhas e absolutamente saído da praia? Eu não sei”, disse ela.
Enquanto alguns visitantes acariciavam o cervo ou ficavam nas proximidades para observá-lo de perto, Kathleen disse que nenhum dos banhistas estava perseguindo o veadinho – era o animal que não saía e continuava se aproximando das pessoas.

“É como pombos no parque, esquilos no parque, eles só se acostumam com as pessoas e se aproximam, e é um pouco assustador, mas é lindo”, disse Kathleen.

Foto: Kathleen Kennedy Ferris
Foto: Kathleen Kennedy Ferris

Em um ponto, Kathleen, o animal se tornou particularmente atraído pelas pranchas de bodyboard que a família ao seu lado trouxe, e não saía de perto deles.

Don Poppe, biólogo de vida selvagem do condado de Allegan, do Departamento de Recursos Naturais de Michigan, disse que quando os cervos se tornam muito à vontade com os humanos, eles se tornam “habituados” e podem se tornar agressivos. Poppe disse que o DNR está de olho neste cervo em particular, que vem se aproximando dos humanos desde o início de junho.

Viu um cervo selvagem? Não acaricie ou toque nele

Kathleen disse que acha cada vez mais comum que veados selvagens se misturem com as pessoas. Quando ela viu três veados andando pelo seu bairro recentemente, ela ligou para a polícia para ter certeza de que os animais estariam seguros ali, e o departamento informou a ela que, “isso começou a acontecer com maior frequencia e você tem apenas que deixar a natureza seguir seu curso”.

Veados habituados com pessoas aparecem às vezes em áreas urbanas ou nos subúrbios, disse Poppe, mas geralmente mostram algum medo dos seres humanos. Este cervo era destemido, disse Kathleen, que estimou que levou 30 ou 45 minutos para o animal deixar a praia.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Criatura estranha no Canadá é na realidade um simples animal da região

O pesquisador Loren Coleman que analisou fotos de um animal encontrado em um lago do Canadá (leia reportagem aqui na ANDA) chegou à conclusão de que a criatura era uma marta americana, um animal parecido com uma lontra e comum na região. Outro cientista, Blake Smith, já havia comparado o tamanho do corpo, o formato do crânio e dos dentes com outros animais da região. As informações são do Live Science.

Segundo pesquisador, animal era uma marta americana, comum na região. (Foto: Reprodução)

O animal foi encontrado por duas enfermeiras na cidade de Kitchenuhmaykoosib. O rosto branco e sem pelo e os dentes protuberantes chamaram a atenção e chegaram a assustar uma comunidade indígena da área, que o chamavam de “o feio”, um animal mítico que seria um mau agouro.

Segundo a reportagem, independente da análise, o corpo encontrado no lago sugere que era apenas um animal comum da região e que estava em estado de decomposição. A reportagem afirma ainda que a aparência incomum do animal levou à especulação de que seria um “monstro misterioso”.

Fonte: Terra

​Read More
Notícias

Ave amazônica atrai curiosos em Londrina

Um morador de Londrina, cidade no interior do Paraná, ficou espantado ao ver uma ave desconhecida no quintal de sua casa, na rua Uruguai, no centro da cidade. Com um chifre na cabeça, grandes patas e esporões nas asas, a ave exótica atraiu a curiosidade dos habitantes da cidade.

De acordo com a médica veterinária Marta Brito Guimarães, do laboratório de aves da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, a ave em questão é uma anhuma (Anhima cornuta). “É tipicamente amazônica, com um apêndice frontal (chifre) implantado no crânio”, explica.

Ela habita pântanos até pequenos brejos e lagoinhas dentro da mata, e, segundo Marta, pode ter chegado à cidade por ter seu habitat comprometido de alguma forma.

As anhumas são encontradas em quase toda a Amazônia, chegando até o interior do Ceará, Bahia e Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo e Paraná.

Os esporões que existem no encontro das asas são, de acordo com a médica, armas poderosas em caso de usarem as asas na defesa do ninho.

Os bombeiros foram acionados, mas a ave partiu antes que eles pudessem chegar ao local.

Fonte: Terra

​Read More