Home [Destaque N2], Notícias

Urso é filmado salvando corvo que caiu em piscina

(da Redação)

Foto: YouTube/Aleksander Medves
Foto: YouTube/Aleksander Medves

Esse urso aparece performando um ato notável de bondade.

Um vídeo filmado em 2014 no zoológico Budapest, na Hungria, mostra um curioso urso pardo salvando um corvo muito assustado que caiu em sua piscina. Quando a imagem se amplia, a ave já está bastante encharcada, batendo as asas desesperadamente enquanto tenta escapar da água. As informações são do The Dodo.

O urso parecia estar observando o corvo, e curva-se sobre ele para ajudá-lo, quando o cansado animal quase entra em colapso no canto do tanque. Ele mergulha a pata dentro da água e segura o pássaro, de maneira inesperadamente gentil para um urso. Beliscando a asa do corvo com a boca, ele puxa o animal e o joga para fora da piscina. Aparentemente satisfeito, o urso então volta para comer as suas cenouras.
Infelizmente, não foram registradas informações sobre o que teria acontecido com o corvo. Há alguns comentários de que a sua asa poderia ter se quebrado com os esforços de resgate do urso. Outras pessoas questionaram se o urso estava realmente tentando salvar a ave, e o próprio zoológico disse que ele estava apenas sendo curioso e quis dar uma olhada mais de perto no animal.

Porém, é muito comum haver relatos de gestos de bondade e resgate entre animais de espécies diferentes. Em Junho deste ano, uma fêmea de hipopótamo foi vista salvando um pequeno pato que caiu em sua piscina.

​Read More
Notícias

Corvo pega “carona” em águia nos EUA

Foto: Bored Panda / Reprodução
Foto: Bored Panda / Reprodução

Um fotógrafo americano conseguiu capturar um raro momento entre duas aves nos céus da Califórnia: um corvo pegando carona numa águia. As fotos mostram o momento exato em que a ave menor pousa por alguns segundos e, tranquilamente, voa em cima da maior. As informações são do Bored Panda.

De acordo com o autor da imagem, Phoo Chan, fotógrafo especialista em pássaros, “corvos são conhecidos por assediar agressivamente outras aves de rapina que são muito maiores em tamanho quando vistos em seus territórios e, geralmente, estes ‘intrusos’ simplesmente retiram-se sem muito barulho. No entanto, neste caso, o corvo não parece perseguir a águia, apesar de se aproximar – e a águia não demonstra incômodo de a outra ave invadir ‘seu espaço’”, explica.

Fonte: Terra

​Read More
Imagens, Imagens incríveis

Série de retratos mostra cotidiano de pássaro adotado por família australiana

No final de 2013, o fotógrafo australiano Cameron Bloom e sua família ganharam um novo companheiro de jornada: um “magpie” (pássaro da família dos corvos). Após encontrá-lo em condições vulneráveis, Cameron decidiu aprender tudo sobre como cuidar do animal, para então adotá-lo. Hoje o animal vive livremente, junto com a família Bloom, em Nova Gales do Sul, na Austrália.

Batizado carinhosamente de Penguin, a ave foi se tornando rapidamente um membro da família e logo surgiu a ideia de documentar essa experiência, eternizando o âmago de cada momento por meio da fotografia.

A série de retratos da família com o pássaro Penguin resultou na publicação de uma conta especial no Instagram, que já possui milhares de seguidores do mundo inteiro.

(Com informações do PetaPixel.com/Fotos: Cameron Bloom)

​Read More
Home [Destaque N2], Notícias

Corvo sedento pede a humanos que abram garrafa de água

(da Redaçã0)

Foto: YouTube
Foto: YouTube

Corvos estão entre os seres mais inteligentes do reino animal, com algumas espécies sendo capazes de usar ferramentas e construir objetos. O corvo “hooded crow” já foi visto usando pão como isca para capturar peixes, enquanto corvos da Austrália aprenderam como comer répteis invertendo os seus corpos de modo a evitar a parte tóxica de suas peles.

Esse vídeo mostra um corvo da Croácia pedindo ajuda a humanos para abrir uma garrafa de água, para que pudesse matar a sua sede. As informações são da Mother Nature Network.

​Read More
Notícias

Vídeo mostra canadense removendo espinhos de corvo

Gertie Cleary, moradora de Elmsdale, no Canadá, ficou frente a frente com um corvo ferido e teve coragem para salvar a ave, que tinha sido atacada por um porco-espinho e tinha pelo menos três farpas espetadas no corpo.

Gertie Cleary reuniu coragem para remover os espinhos que estavam no corvo, e acabou salvando o animal (Foto: YouTube/Reprodução/iluvdodge9)
Gertie Cleary reuniu coragem para remover os espinhos que estavam no corvo, e acabou salvando o animal (Foto: YouTube/Reprodução/iluvdodge9)

Enquanto era filmada pela filha, que publicou o vídeo no YouTube, Gertie faz carinho na ave e, um a um, tira os espinhos, mesmo com o pássaro grasnando alto toda vez que a canadense se aproximava.

Em entrevista à emissora “CTV”, Gertie contou que se lembrou da maneira como “se tira uma farpa de uma criança”, e que sabia que tinha que ajudar o corvo. A mulher contou que, depois do resgate, o pássaro apareceu em sua porta e ficou ali por algum tempo, antes de definitivamente voar para longe.

Hope Swinimer, fundador de uma instituição que cuida de animais selvagens, afirmou que a atitude de Cleary foi essencial, e que o corvo “provavelmente não teria sobrevivido sem a ajuda da mulher”. A gravação do “resgate” fez sucesso na web, e foi vista mais de 536 mil vezes.

Fonte: G1

 

​Read More
Notícias

Centro de recepção e recolhimento de animais selvagens em Portugal inaugura novo setor

Um túnel de voo octogonal, com um pequeno hospital incorporado, é o espaço de tratamento inovador do Centro de Recepção e Acolhimento de Animais Selvagens (CRATAS) da Universidade de Vila Real. Entre grifos, cegonhas, açores, corvos, corujas e até mesmo uma raposa, ao todo são 30 os animais selvagens em recuperação. O diretor do serviço de animais selvagens e exóticos do Hospital Veterinário da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (HV UTAD), Filipe Silva, informou que o CRATAS é constituído por três estruturas. A ‘grande inovação’ é o edifício octogonal, que possui um pequeno hospital para tratamento de animais selvagens.

“Foi uma ideia genial do arquiteto de incorporar o hospital no túnel de voo. É uma estrutura única na Península Ibérica”, afirmou o responsável à Agência Lusa.

Apesar de estar integrado e funcionar com as verbas do HV UTAD, o CRATAS possui instalações autônomas. Filipe Silva explicou que o edifício octogonal conjuga um túnel onde as aves selvagens podem voar ininterruptamente, sem encontrar obstáculos, e um conjunto de salas de cuidados continuados, de tratamento e de internamento, com um equipamento de Raio-X.

Além do octógono, o centro possui ainda um outro túnel de voo horizontal, com seis metros de altura e 25 de cumprimento, e 11 salas de “muda” – espaço intermédio de tratamento antes dos animais poderem ir para os túneis de voo.

O responsável explicou que, neste momento, cerca de 30 animais selvagens encontram-se em recuperação no CRATAS, desde grifos, cegonhas, açores, corvos, corujas, uma ojca (falcão que possui apenas 18 centímetros) e até mesmo uma raposa. Mas aqui também se encontram espécies raras em Portugal como o abutre negro – a maior ave de rapina que existe em Portugal, encontrada no chão sem ter conseguido completar a migração. Nas instalações está ainda um falcão peregrino que foi atingido com um tiro na área de Mirandela.

A maioria dos animais chega ao centro da UTAD no decorrer da época de caça e os ferimentos estão na maior parte dos casos relacionados com a ação humana, como tiros, atropelamentos ou má manutenção em cativeiro. Mas, segundo Roberto Sargo, os choques em consequência do contato com a rede elétrica também é causa dos ferimentos nos animais, sendo que três aves encontram-se em tratamento por este motivo.

Nos últimos dois anos, o CRATAS tratou 410 animais, sendo 90% aves, provenientes do Norte e Centro do país. De acordo com Roberto Sargo, dos animais tratados, cerca de 70/ são devolvidos à natureza.

Para garantir o máximo de sossego do centro, será criado um espaço de recuperação para corços, havendo já uma mata com a vegetação necessária para manter o animal escondido.

Fonte: Universia

​Read More