Notícias

Beija-flor que caiu do ninho agradece sua salvadora pousando em suas mãos

Foto: Kimberly Elizabeth Paws
Foto: Kimberly Elizabeth Paws

Dizem que a vida imita a arte ou ao contrário disso, mas às vezes a vida também pode imitar os contos de fadas. Foi o que aconteceu com Kimberly, uma modelo do Reino Unido, que por acaso se deparou com um beija-flor que caiu do ninho.

Kimberly e sua família ajudaram o pássaro e cuidaram dele até que tivesse recuperado a saúde. Antes de liberar o bebê beija-flor de volta à vida selvagem, Kimberly queria ter certeza de que estava tudo bem e ele poderia se alimentar e beber adequadamente das flores, como fazem normalmente os beija-flores.

“Esse bebê caiu e infelizmente não conseguimos localizar o ninho”, disse a modelo.

Filhote beija-flor se recuperando | Foto: Kimberly Elizabeth Paws
Filhote beija-flor se recuperando | Foto: Kimberly Elizabeth Paws

“Chamamos um aparador de árvore, para cortar um galho enorme que estava perigosamente pendendo sobre a minha casa e durante o processo este bebê caiu, infelizmente não conseguimos localizar o ninho, minha família cuidou do filhote de beija-flor por alguns dias para ter certeza que estava tudo bem”, Kimberly disse ao Bored Panda.

“Após cerca de 48 horas, ele começou a pairar por conta própria e uma vez que começou a tentar sair da gaiola, levei-o até as flores, onde ele me mostrou que sabia exatamente o que fazer. Em seguida, voou para uma das árvores próximas e eu tenho visto ele voando desde então”.

Foto: Kimberly Elizabeth Paws
Foto: Kimberly Elizabeth Paws

Aparentemente, esta não é a primeira vez que a família leva um animal doente para cuidar e reabilitar. “Adoramos os animais e cuidamos de alguns deles em nossa propriedade nas montanha no Novo México, ocasionalmente, eles precisam de ajuda”.

“Fazemos o nosso melhor para dar à vida selvagem o seu espaço e admirar de uma distância segura, mas de vez em quando, precisamos intervir. Este bebê foi felizmente grande o suficiente para que pudéssemos ajudar na sua reabilitação. Se tivesse sido um bebê recém-nascido, ele teria sido enviado para um centro de reabilitação local”, Kimberly contou ao Bored Panda.

“Tivemos a sorte que ele não se machucou quando caiu do ninho, ele caiu no ombro de um dos homens que estavam trabalhando no quintal, depois de cortar o galho da árvore. Ele flutuou sobre a máquina que eles estavam usando e apenas ficou lá por um segundo antes de sermos capazes de movê-lo para um lugar seguro dentro de casa”.

“Ele comia prontamente quando oferecia comida e agitava suas asas com frequência, parece que tudo o que ele precisava era de um pouco de comida e de um lugar seguro para experimentar suas asas antes de sair sozinho ”, Kimberly nos disse

Assista aos vídeos desse precioso e lindo beija-flor:

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Príncipe Harry é acusado de editar foto tirada de elefante

Foto Original publicada em 2016 | Foto: Royal.uk
Foto Original publicada em 2016 | Foto: Royal.uk

O príncipe Harry foi acusado de cortar uma foto que ele tirou ao lado de um elefante, registrada em uma visita ao Malawi, na África, para esconder a corda que prendia o animal amarrada em torno de sua perna, ao postar a imagem no Instagram.

A imagem foi compartilhada na conta da rede social, @sussexroyal, que pertence ao Duque e à Duquesa de Sussex, para celebrar o Dia da Terra.

A imagem mostra um homem tocando a presa de um elefante, o animal esta visível, exceto por suas patas traseiras.

A fotografia original, que apareceu anteriormente em um press release de 2016 do Palácio de Kensington sobre a viagem de Harry ao Malawi, mostra uma imagem mais ampla com a pata traseira do elefante amarrada por cordas.

Foto editada postada no Instagram | @sussexroyal/Instagram
Foto editada postada no Instagram | @sussexroyal/Instagram

No Instagram, a legenda refere-se ao projeto em que Harry estava trabalhando, que pretendia transferir centenas de elefantes para parques de conservação, mas não o fato de que os animais estavam sob o efeito de tranquilizantes e amarrados, como afirma o comunicado de imprensa.

A legenda dizia: “Quando uma área cercada ultrapassa sua capacidade de elefantes por perímetro, eles começam a invadir terras agrícolas causando estragos nas comunidades. Aqui, a @AfricanParksNetwork transferiu 500 Elefantes para outro parque no Malauí para reduzir a pressão sobre o conflito da vida selvagem com humanos e criar um turismo mais dispersado”.

O Duque de Sussex tem sido criticado por esconder toda a verdade sobre a imagem na plataforma de mídia social, já que ele escolheu cortar a corda do seu post no Dia da Terra.

O fotógrafo da vida selvagem, Christiaan Kotze, disse ao Mail Online: “Ele [Harry] está na linha de frente e tem acesso a imagens que pouquíssimas pessoas, incluindo fotógrafos profissionais, sonham em ter”.

“Se estas são realmente suas melhores imagens, então ele não usou a rara oportunidade a que teve acesso em toda a sua extensão.”

Uma fonte real disse que a imagem “não foi cortada deliberadamente, existe desde 2016 e é amplamente compartilhada”.

​Read More