Notícias

Filhote de cachorro atropelado é salvo após se esconder em bueiro em SC

O cachorro, que sofreu uma fratura na pata, foi levado ao veterinário após o resgate


Um filhote de cachorro foi resgatado em Navegantes (SC), na noite de sábado (1º), após ser atropelado. Assustado, ele correu para dentro de um bueiro, de onde foi retirado por militares do Corpo de Bombeiros de Navegante e de Itajaí. O caso aconteceu no bairro São Domingos.

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação/ND

Os militares relataram que o animal ficou preso em um local de difícil acesso. Para resgatá-lo, os bombeiros precisaram retirar a tampa da rede principal de esgoto do local e um dos homens da corporação teve que entrar no bueiro.

Após entrar no bueiro, o militar conseguiu encontrar a tubulação na qual o filhote estava. Ele se rastejou pela lama para tentar alcançar o animal. As informações são do portal ND Mais.

No entanto, o equipamento de proteção respiratória usado pelo bombeiro impediu que ele continuasse avançando dentro do bueiro, o que fez com que o resgate fosse interrompido.

Para possibilitar que novas tentativas fossem feitas, o Corpo de Bombeiros de Itajaí prestou apoio por meio de um equipamento de ar-mandado, que permitiu que o soldado Bruno resgatasse o cachorro. O trabalho de resgate durou quatro horas.

O animal foi retirado do bueiro com uma fratura em uma das patas. Após ser entregue para seus tutores, ele foi levado ao veterinário.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Corujas encontradas em apartamento são resgatadas em Nova Lima (MG)

As corujas foram encaminhadas sem ferimentos para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)


Duas corujas foram resgatadas após serem encontradas em um apartamento em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O resgate, feito por militares do Corpo de Bombeiros, foi realizado na quarta-feira (2).

Foto: Corpo de Bombeiros de MG/Divulgação

O imóvel está em obras e os animais foram encontrados pela proprietária do local durante uma visita. Ela se assustou com a presença inesperada das aves e acionou os bombeiros.

No entanto, ao ver os animais, a mulher acreditou que inicialmente que se tratava de gambás. Porém, ao chegar no local, os militares perceberam que eram corujas. As informações são do G1.

O ninho estava em cima do telhado do apartamento. Uma das aves, entretanto, assustada com a aproximação dos bombeiros, voou durante o resgate e foi parar dentro de um vaso sanitário no qual também havia indícios de ninho.

Resgatadas em segurança, as corujas foram encaminhadas sem ferimentos para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cachorro cai em rio e é resgatado pelo Corpo de Bombeiros em Jundiaí (SP)

Um cachorro caiu no Rio Jundiaí, nas proximidades do Jardim Botânico, em Jundiaí (SP), e foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros.

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

O acidente aconteceu na terça-feira (23) e os militares se deslocaram até o rio após moradores da região perceberem que o cachorro havia se acidentado e acionarem a corporação.

O Corpo de Bombeiros informou que dois agentes usaram uma corda para resgatar o cachorro. As informações são do portal G1.

Após ser salvo, o cachorro pulou nos militares, como se estivesse agradecendo-os por ter sido resgatado por eles.

A corporação afirmou que, apesar da queda, o cachorro não se feriu. O tutor dele não foi localizado.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Gato é resgatado após cair em poço desativado em Limoeiro de Anadia (AL)

Um gato caiu dentro de um poço desativado nesta terça-feira (16). O acidente sofrido pelo animal aconteceu no Povoado Genipapo, localizado na cidade de Limoeiro de Abadia, no agreste de Alagoas.

Foto: GBM/AL

Ao perceber que o gato havia se acidentado, os tutores do animal prontamente acionaram o Corpo de Bombeiros, que esteve no local. As informações são do portal Alagoas 24 Horas.

Cinco militares se deslocaram até o povoado, com a viatura ABS 11 do 7º Grupamento de Bombeiro Militar (GBM), e realizaram o resgate do animal.

Após ser retirado do poço em segurança, o gato foi devolvido aos tutores.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cadela salva por bombeiros de Valença e acaba sendo adotada pela corporação

01
Divulgação

Kika foi encontrada na berma da estrada por uma equipa que regressava do combate a um incêndio urbano. Uma cadela, com cerca de três meses, resgatada pelos Bombeiros Voluntários de Valença, em Portugal, virou mascote da corporação e transformou-se na “menina dos olhos” dos cerca de 50 operacionais que lá trabalham.

“A nossa pequena é uma dádiva da natureza. Estamos a adorar tê-la aqui no quartel. É uma companhia fantástica”, afirmou hoje à Lusa Pedro Lima.

O operacional da corporação adiantou que a chegada da Kika ao quartel foi encarada com “muita felicidade” e que a reação da população do concelho à notícia da adoção da cadela, divulgada na página oficial dos bombeiros nas redes sociais, “tem sido fantástica”.

O mais recente elemento dos Bombeiros Voluntários de Valença foi encontrado, no passado dia 13 de julho, na berma de uma estrada na freguesia de Ganfei por uma equipa que regressava do combate a um incêndio urbano.

 

“Primeiro fugiu com medo e por estar muito debilitada. Quando viu que não lhe íamos fazer mal aceitou o colinho”, disse o bombeiro.

Com autorização do comando e da direção da associação humanitária dos bombeiros a Kika foi “adotada” e “levada, de imediato ao veterinário devido ao seu estado, muito debilitado”.

“Teve que estar internada por envenenamento, com veneno para ratos situação que associamos ao local onde foi encontrada numa zona de terrenos agrícolas”, disse Pedro Lima.

O bombeiro adiantou que “está a recuperar bem, graças à veterinária Karina Viães” e no quartel “todos acompanham com cuidado a evolução do estado de saúde da pequena”.

03
Divulgação

“Todos se preocupam com a hora da medicação porque queremos que esteja a 100%, que se sinta contente e em casa”, disse, adiantando que “primeiro o objetivo é estabilizar o estado de saúde da cadela e, mais tarde pensar que projetos poderão ser desenvolvimentos para envolver a comunidade”.

Os custos dos tratamentos estão a ser suportados pela associação humanitária e as despesas com a alimentação e conforto da Kika são repartidas pelos operacionais.

“Não sabemos se fugiu ou foi abandonada. Procuramos saber junto da população da zona onde a encontramos se teria dono mas até agora ninguém se acusou e a Kika está bem connosco”, sublinhou.

No Alto Minho, os bombeiros voluntários de Viana do Castelo também adotaram, em setembro de 2015, uma cadela que tinha fugido. A Nina passou a ser nova “recruta” da corporação, e tem como missão de alegrar o quartel.

“Quando algum de nós sai para uma emergência e é algo péssimo, chegamos aqui e temos a Nina à nossa espera. É uma alegria, ajuda a esquecer um bocado aquilo por que uma pessoa passa”, disse, na altura à Lusa a bombeira estagiária Juliana Rodrigues. A Nina enverga um colete vermelho e já tem um equipamento oficial, com as insígnias da corporação.

A cadela tem página no Facebook e já junta 7.713 amigos. É nas redes sociais que a corporação relata o dia-a-dia da Nina, para que as pessoas “possam acompanhar o seu crescimento” e “para quem quiser, poder ajudar com donativos”.

04
Divulgação

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Diário de Notícias

​Read More