Notícias

Florianópolis ganha tenda vegana de alimentos orgânicos na UFSC

Por Alex Avancini (da Redação)

cooperativa-ufsc1

A capital Florianópolis além de ser uma das mais belas cidades brasileiras é também uma das mais desenvolvidas do país. Já com muitas opções veganas para seus adeptos, nesta quarta-feira(25), a ilha ganha mais uma opção: a Cooperativa Vegana.

O projeto veio da união de amigos que já trabalhavam com veganismo, mas decidiram que juntos seriam mais fortes. A cooperativa pretende difundir o veganismo através de propostas diferenciadas, com base forte na cultura orgânica e permacultura. Tudo a um preço justo e acessível. A Cooperativa Vegana irá participar com uma tenda de produtos na feira orgânica que ocorre às quartas-feiras na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

“Pretendemos viver uma relação diferente da prestação de serviços, para um encontro de igual para igual, com mais respeito de ambas as partes, revendo as relações de consumo, por uma economia solidária.  As críticas são ao industrialismo exacerbado que tentam enfiar no veganismo devida urbanidade e ao utilitarismo animal arraigado na permacultura. Sem contar num capitalismo que todos os dias tenta engolir o significado dessas duas práticas, com criação de cartéis elitizantes, explorando humanos”, comenta Fabiu Buena Onda, um dos idealizadores do projeto.

Unir toda a proposta da agro-ecologia orgânica aos preceitos de consideração dos direitos animais empregados pelo veganismo faz total sentido. Em entrevista à ANDA, Fabiu ainda complementa: “Teremos tudo que a culinária vegana artesanal nos oferece, portanto também sem transgênicos, sem soja, sem açúcar e sal branco, não à farinha de trigo refinada, abolir a gordura hidrogenada, o glutamato monossódico, sem frituras, sem palmito, sem refrigerantes, sem isopor. Estimularemos o máximo possível de orgânicos em nossas composições, opções sem glúten, fermentação natural, alimentação viva e tudo que vier para agregar. Nosso projeto vai além da culinária, com camisetas abolicionistas, artesanato, cosméticos artesanais sem testes em animais, mural de apoio a protetores/ras para adoção de animais resgatados e castrados, materiais informativos explicando inúmeras questões para que as pessoas entendam o motivo da existência de nosso ponto. Tudo será co-construído com o tempo.”

Trazendo a proposta de ser um ponto real e presencial de ativismo, a Cooperativa Vegana da tenda da UFSC pretende unir diversas frentes de projetos sociais abolicionistas, disponibilizar  informações e trazer acesso à comunidade, ligando atividades, utilizando o espaço da universidade e oferecendo serviço de qualidade não só a estudantes mas também para toda a sociedade. Um espaço de inclusão que abre fronteiras. A inauguração será no dia 25 de março entre 8h e 18h.

 Serviço

Inauguração da Cooperativa Vegana na feira orgânica da UFSC

Data: 25/03
Horário: Entre 8h e 18h.
Local: UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina
Contato: facebook.com/fabiuvegano

​Read More
Notícias

Cooperativa em Goiás cria plano de saúde para pequenos animais

 

Foto: Reprodução/ Agrosoft

Surge um novo mercado em Goiânia (GO) voltado especialmente para a área veterinária. Trata-se dos planos de saúde específicos para animais. Quem oferece o serviço é a Cooperativa de Médicos Veterinários de Goiás (Unimev-GO), fundada em 2004. Os planos são semelhantes aos voltados à população, seguindo diferentes tipos de coberturas e preços e aprovados pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária de Goiás (CRMV-GO). Existem período de carência e coberturas para consultas, exames e cirurgias. Os valores podem variar por idade – até sete anos e acima dos oito – e categoria, de acordo com os benefícios.

Os preços vão de R$ 47 a R$ 230 por mês. São 54 animais diferentes, de pequeno porte, que podem se beneficiar do plano de saúde. “Vale ressaltar que o processo implantado pela cooperativa é arrojado, criativo e socioambiental, porque promove o bem-estar animal”, destaca o assistente-administrativo da Unimev-GO, Júlio César de Amorim.

Atualmente, são 21 clínicas e médicos cooperados, que atendem por meio do plano de saúde. As consultas podem ser agendadas previamente. Em caso de emergência, o tutor do animal pode procurar uma das clínicas credenciadas.

De acordo com Júlio, esse novo ramo de serviço traz benefícios não apenas aos animais e seus tutores, mas à área veterinária. “Com essa parceria, que segue o conceito de cooperativismo, é possível conseguir a melhoria da proteção dos animais e propiciar aumento na geração de emprego e renda aos profissionais que atuam no setor”, enfatiza.

Há doze meses, a executiva de marketing Kauanny Aires, de 23 anos, utiliza o plano de saúde para o seu cachorro, James, de um ano e quatro meses. Ela elogia a rede de atendimento e a redução nos gastos com o animal. “Pago o plano Standard, que custa R$ 50 por mês. Nenhuma consulta fica por menos de R$ 80. Se levar meu cão para pelo menos uma consulta por mês, já vale a pena”, conclui Kauanny.

A tutora de James pretende utilizar o mais novo serviço do plano, a chipagem de animais. Num chip, ficam gravadas todas as informações referentes ao animal, com seu histórico de doenças, vacinas e atendimentos.

Mais informações

Cooperativa de Médicos Veterinários de Goiás (Unimev-GO)
Rua 261, Quadra 113, Lote 2, nº 186
Setor Universitário — Goiânia/GO
Telefone: (62) 3202-2941

Fonte: Agrosoft

​Read More
Notícias

Cooperativa retira ninhos de João de Barro de postes da rede elétrica, em SC

Foto: Reprodução/Portal A Tribuna

Funcionários da Cermoful, de Morro da Fumaça, em SC, iniciaram nesta semana a remoção dos ninhos do pássaro João de Barro, localizados em postes da rede elétrica. Em torno de 196 a 400 unidades deverão ser retiradas.  Os pássaros, ao se instalarem nos postes da rede elétrica, correm risco de morte.

A equipe do Sistema de Gestão Ambiental da Cermoful está orientando e fiscalizando o trabalho de retirada dos ninhos, feito pelos funcionários da cooperativa. O período ideal para a retirada dos ninhos é entre os meses de junho a agosto, período no qual não há ovos, nem filhotes. “Temos autorização do Ibama para realizar o trabalho com validade até o dia 31 de agosto”, informa a engenheira ambiental Flávia Espíndula Bittencourt.

Antes de remover os ninhos, os funcionários são instruídos a observar se não há presença do pássaro. “A retirada só é autorizada no caso de não haver indícios de utilização dos ninhos, ou que estejam danificados estruturalmente”, fala Flávia. No entanto, os ninhos em fase de construção será autorizada apenas a retirada dos que não atingiram 50% da estrutura total. Já os ninhos que encontrarem a uma distância (mínimo de 15cm) que garanta a integridade, tanto do ninho quanto da rede, não devem ser manuseados, apenas nos casos em que esteja danificado ou abandonado.

Com informações do Portal A Tribuna

​Read More
Notícias

Força-tarefa vai coibir circulação de carroças nas vias urbanas de Foz do Iguaçu (PR)

A Secretaria de Meio Ambiente de Foz do Iguaçu (PR) inicia a partir de segunda-feira (24) uma força tarefa para retirar os cavalos das ruas baseado na lei municipal numero 3.512, de 18 de dezembro de 2009. No artigo 1º consta: “Fica proibida a circulação dos veículos de tração animal, durante o dia e a noite nas vias urbanas do município de Foz do Iguaçu”.

O trabalho contará com a participação do Foztrans, Guarda Municipal, Policia Militar, Força Verde, Conselho Tutelar da Criança e Secretariara Municipal de Assistência Social. Os detalhes da operação foram definidos na manhã de sexta (21) durante reunião conjunta de todos os órgãos envolvidos. A lei foi criada para evitar riscos de acidentes, transtornos no trânsito, maus tratos aos animais, poluição das ruas, exploração do trabalho infantil, e ainda tentar tirar crianças e adolescentes das situações de risco.

De acordo com o secretário do Meio Ambiente, Edson Mezomo, a lei está em vigor e será cumprida. “Estamos vendo um meio legal para os responsáveis poder retirar os animais depois de pagar uma multa. A partir da próxima semana estaremos disponibilizando um telefone para a população denunciar maus tratos e abandono dos animais”, informou.

*Com informações de ClickFozdoIguaçu

​Read More