Notícias

Cadela abandonada em parque é adotada por policial que a resgatou

Daisy e o policial Jeff | Foto: Reprodução

Na cidade de Bloomington, estado de Indiana nos Estados Unidos, um policial se comoveu com a situação de uma cadela encontrada abandona em um parque. A cadela de nome Daisy, estava perambulando em um parque sozinha e foi vista por alguém que passava pelo local, que logo informou a polícia.

Assim que o policial Jeff Ripley apareceu para resgatá-la a história tomou um rumo completamente diferente.

A noiva de Jeff, Rosie Ahlberg, é voluntária em no abrigo City of Bloomington Animal Care and Control e ao saber da cadela abandonada a colocou em seu carro e tentou encaminha-la para o abrigo de animais, mas ele estava fechado naquele dia, então decidiram por levar Daisy para casa e abriga-la por uma noite.

Na manhã seguinte, o casal a levaram ao veterinário, que detectou vários ferimentos na pobre cadela, e que seria necessário passar por procedimentos cirúrgicos. Nas análises do veterinário, foi possível identificar que Daisy também tinha traumas ligados a maus-tratos.

No intuito de descobrir o paradeiro dos tutores de Daisy, Jeff e Rosie rastrearam-nos, mas eles disseram que não queriam ficar com a cadela. Foi então que o casal decidiu adotar Daisy.

Daisy em seu novo lar | Foto: Reprodução

O policial e a noiva já tinham dois gatos e um cão todos resgatados. Os animais não tiveram problemas com Daisy e se deram bem imediatamente. Devido aos traumas sofridos anteriormente a cadela segue assustada, mas aos poucos em seu novo e afetuoso lar está se soltando, conta Jeff.

Daisy e sua amiga felina em seu novo lar | Foto: Reprodução

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Internautas organizam ato contra maus-tratos e morte de cadela em Porto Alegre (RS)

Um grupo criado para denunciar maus-tratos em animais organiza pelas redes sociais uma manifestação em Porto Alegre (RS) após a morte de uma cadela. O animal, de nome Twid, foi encontrado sem vida no térreo do edifício onde morava com a tutora, na rua Marechal Floriano Peixoto, no centro da capital, depois de ter caído do quarto andar.

Até o meio-dia desta segunda-feira, 2,2 mil pessoas já haviam confirmado presença no ato marcado para a próxima sexta-feira, às 17h. Segundo os organizadores, o objetivo é pedir uma maior punição para crimes contra animais.

A tutora de Twid, uma mulher de 34 anos, foi indiciada pela Polícia Civil pelo crime de maus-tratos a animais, com agravante em função da morte da cadela.

O caso chegou na 1ª Delegacia de Polícia da Capital após denúncia de vizinhos. De acordo com o delegado Paulo César Caldas Jardim, foi feita perícia no local do incidente. Além disso, testemunhas e a tutora de Twid foram ouvidas. À polícia, a mulher contou que bateu com uma vassoura na cadela após ter percebido que ela havia comido o seu celular. Na sequência, Twid saiu correndo e caiu pela janela.

Segundo o delegado, a mulher visivelmente apresenta problemas psiquiátricos. Ela morava sozinha no apartamento com Twid, mas intercalava com períodos vivendo na rua. “Ela é uma pessoa clinicamente instável, doente, toma um remédio antialucinógeno. Ela esteve internada e é dependente química”, disse Jardim.

O ato contra maus-tratos e pela morte da cadela ocorre no número 386 da Marechal Floriano. Os organizadores ressaltam que o protesto é pacífico e pedem que os participantes levem cartazes e faixas pedindo Justiça. “De nada vale respondermos a deliquência com inconsequência. Vamos mostrar que nossa causa é do bem”, diz o convite.

Fonte: Terra

​Read More