Notícias

Atleta credita redução de sintomas da esclerose múltipla ao veganismo

O corredor irlandês Conor Devine, famoso por correr a maratona Ironman, revelou recentemente que mudar sua alimentação para uma baseada em ingredientes de origem vegetal tem possibilitado a ele controlar melhor os sintomas de sua esclerose múltipla (MS, da sigla em inglês) – que ele diagnosticou em 2006.

De acordo com o site oficial de Devine, a doença foi descoberta quando ele começou a sentir pontadas dolorosas em seu braço direito, uma dor tão forte que ele teve que parar de jogar futebol. Por cerca de 12 meses, os médicos lutaram para encontrar a causa da dor debilitante do atleta até que eles finalmente diagnosticaram Conor com MS.

Em uma entrevista ao portal The Irish Sun ele conta que no início ele se sentiu muito sozinho “Eu não conseguia encontrar ninguém na Irlanda, no Reino Unido ou na Europa que estava vivendo bem com MS, que tinha uma história positiva para contar. Só enxergava negatividade.”

Ele expõe ainda que os médicos ofereceram pouca ou quase nenhuma solução, contando que, com o passar do tempo, as condições iam apenas piorar, cada vez mais. Em um futuro próximo, ele provavelmente precisaria de uma cadeira de rodas para se locomover.

Reprodução | LIVEKINDLY

“Eu tinha uma porção de sintomas, incluindo dor nerve no meu peito e nas minhas pernas, tão fortes que pressionavam tudo, e tinham influências no meu equilíbrio. As tarefas diárias normais que todos acham fáceis eram, agora, uma verdadeira batalha a ser travada,” escreveu em seu site.

Buscando uma forma de tomar controle novamente sobre a sua vida, depois de três anos lutando contra os sintomas, ele começou a pesquisar por diferentes maneiras de lidar com a sua condição. E adotou uma meta de correr sua primeira maratona.

Depois de muita busca, ele acabou se deparando com estudos que citavam uma dieta à base de produtos de origem vegetal como uma saída possível. Conor mudou radicalmente sua alimentação e, combinando-a a exercícios diários, em pouco tempo ele sentiu os efeitos em seu corpo.

“Eu tenho os sintomas de MS diariamente. Mas desde que eu virei vegano, minha saúde melhorou substancialmente e eu não tenho mais os efeitos colaterais dos medicamentos,” conta. Depois que virou vegano, Conor Devine já completou oito maratonas, 10 triatlos, uma Ironman completa, e uma meia-Ironman. A jornada com a esclerose múltipla de Devine inspirou-o a escrever o livro “Irronmind: Against All Odds.”

Em julho, o atleta vegano pretende completar a sua segunda Ironman.

​Read More