Notícias

Casal condenado por crueldade com animais volta a praticar maus-tratos contra gatos, nos EUA

Por Karina Ramos  (da Redação)

Depois de se declararem culpados em fevereiro passado por mais de 100 acusações de crueldade contra animais, um casal americano está novamente sob custódia, após ter violado sua liberdade condicional com a tutela de três gatos em uma casa que estavam consertando em Pine Grove Township.

foto da casa onde os animais eram maltratados
Foto: Jacqueline Dormer

Andy Oxenrider, 38 anos, foi preso terça-feira (4) à tarde após ter violado os termos de sua liberdade condicional, que incluía não tutelar qualquer tipo de animal durante 10 anos. Virginia Justiniano, 50 anos, foi detida quarta-feira (5) e ambos estão na Prisão de , nos EUA.

De acordo com advogado James P. Goodman, o departamento de condicional adulta recebeu uma denúncia de que Andy estava na cidade com drogas e animais em casa.

Em janeiro de 2009, Andy e sua noiva Virginia foram acusados de maus-tratos contra seus gatos, galinhas, furões, gansos e um cervo no Santuário Gatos Sem Nome, em Pine Grove Township.

Andy foi condenado após declarar-se culpado por 117 acusações de crueldade contra animais, 20 acusações de porte de substância controlada e duas acusações de porte de drogas. Ele foi condenado a passar 23 meses na prisão e logo ganhou a liberdade condicional. Também foi obrigado a pagar $800 em multas e $1360 de indenização, a prestar 50 horas de serviço comunitário e teve que concordar em não tutelar animais por 10 anos.

Virginia foi condenada a 12 meses de prisão, com imediato ganho de liberdade condicional e 11 meses sob provação. Ela também teve que pagar $800 em multas e $1360 de indenização ao laboratório de crimes da polícia estadual, prestar 50 horas de serviço comunitário e não tutelar animais por 10 anos.

Jean Thomas, diretora de abrigos da SPCA (Sociedade de Prevenção da Crueldade contra Animais), disse que a SPCA foi chamada para resgatar os animais, sendo que 3 gatos, 1 furão e 1 peixinho dourado foram resgatados.

“O proprietário da casa está nos ajudando. Armamos armadilhas vivas e ele está permitindo que tenhamos livre acesso à propriedade para checar as armadilhas. Não sabemos quantos gatos ainda estão lá, mas eles estão pulando do teto”, disse Jean. Ela acrescentou que os animais estavam vivendo em condições deploráveis. “Havia fezes de cães e gatos por toda parte. Não conseguimos encontrar os cães, mas sabemos que em algum momento eles estiveram lá.”

Fonte: Animal Concerns

​Read More
Notícias

Mulher que mantinha “santuário” de gatos pode ser presa nos Estados Unidos

Por Giovanna Chinellato (da Redação)

Uma mulher que cuidou indevidamente de centenas de gatos em uma espécie de “santuário animal” tem violado sua condicional por não pagar restituição, mantendo cavalos sob seu nome e realizando viagens para compras, segundo promotores da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Um júri do condado de Allegheny advertiu Lin Mariem, 47, anteriormente conhecida como Linda Bruno, a comparecer em uma audiência marcada para 28 de maio. Ela pode ficar presa por violação da condicional.

Marie foi sentenciada a dois anos de prisão domiciliar e 27 anos na condicional, e teve de pagar 200 mil dólares de restituição em janeiro, depois de se confessar culpada em 12 acusações de crueldade com animais. Promotores abandonaram mais de 500 outras acusações de crueldade e maus-tratos com animais depois da sentença.

O advogado de Marie diz que ela irá vender os cavalos e que pensou que poderia viajar para fazer compras.

Com informações da Associated Press

​Read More
Notícias

Pit bulls vítimas de rinhas e ex-presidiários recuperam-se juntos no Animal Planet

Por Marcela Couto (da Redação)

No próximo mês um novo reality show chamado “Pit Bulls and Parolees” no Animal Planet. Parolees, no caso, são indivíduos em liberdade condicional.

Ex-presidiário abraça Pit Bull
Foto: Citizen Report

O programa já está ganhando corações e manchetes por expor o belo trabalho do Villalobos Rescue Center (Centro de Resgate Villalobos). O pequeno canil, localizado na cidade de Canyon, Califórnia, é um paraíso para pit bulls abusados e abandonados.

O centro de resgate foi fundado por Tia Maria Torres em 1995, como resposta ao grande número de pit bulls que eram vítimas de crueldade todos os anos submetidos a rinhas e competições. O local tem capacidade para até 250 cães, que recebem ajuda para reabilitação. Também são oferecidas aulas de adestramento básico para tutores.

Torres ainda dá uma nova chance para outro grupo rejeitado pela sociedade: ex-presidiários. O programa, que ocorre dentro do Villalobos, oferece um quarto, refeição e capacitação profissional para pessoas em condicional. Os animais e os humanos ajudam uns aos outros porque há compreensão mútua entre eles, de acordo com Torres.

“Os cães trazem à tona o que há de melhor nestes rapazes,” explica Torres.

De acordo com o Animal Planet, o programa representa “uma chance de redenção, reabilitação e renascimento para os humanos e para seus melhores amigos, os cães”.

Com informações de Citizens Report

​Read More