Notícias

Tutor leva seu cão idoso que sofre de câncer para um último passeio e filma o momento

Foto: Dale Thompson/Twitter
Foto: Dale Thompson/Twitter

Um tutor emocionado compartilhou o momento em que seu amado animal doméstico fez sua última caminhada antes de ser morto por indução após uma longa batalha contra um câncer agressivo de nariz e garganta.

Dale Thompson, de Toronto, Canadá, foi ao Twitter compartilhar um vídeo de 30 segundos de seu cão da raça golden retriever dourado de 14 anos, Murphy, andando pela calçada com “dignidade, clareza e honra” aos veterinários.

Depois de compartilhar o vídeo repleto de emoção o jornalista e designer recebeu inúmeras mensagens de apoio e o post teve mais de 500 mil visualizações nas mídias sociais.

Durante a filmagem emocionante, o amado cãozinho anda com cuidado ao longo da calçada e mantém os olhos fixos à frente.

Foto: Dale Thompson/Twitter
Foto: Dale Thompson/Twitter

Após a cena devastadora, Thompson compartilhou a filmagem no Twitter com a legenda: “Murphy foi ao veterinário hoje pela última vez. Ele entrou com dignidade, clareza e honra”.

“Ele deixou este mundo da mesma maneira que entrou nele: com estilo, graça e alegria”.
“RIP (Descanse em Paz) meu amigo.”

Depois de colocar o cachorro no chão, Thompson descreveu o vazio que ele havia deixado e escreveu: “Não há uma palavra que tenha sido criada ou inventada ainda que possa expressar como meu coração está partido hoje. Simplificando, estou perdido”.

Foto: Dale Thompson/Twitter
Foto: Dale Thompson/Twitter

“Meu mundo e meus sentidos ficaram com um vazio que nunca será preenchido.”

Ele continuou: “Triste é algo que ficarei um dia depois que chorar um milhão de lágrimas e andar um milhão de passos, mas, agora, estou a muitos quilômetros de tristeza ainda”.

“’A realidade cruel do amor é a possibilidade da perda e meu coração simplesmente não pode contemplar isso agora. Bom dia e boa noite, doce príncipe”.

Foto: Dale Thompson/Twitter
Foto: Dale Thompson/Twitter

Horas mais tarde, Thompson compartilhou uma foto das tigelas intocadas de Murphy em sua casa e acrescentou: “Meu lar está tão quieto agora, você pode ouvir o relógio batendo, o chão chiando, todo som agora é amplificado”.

“A área em que ele sempre se deitou parece tão grande agora. Seu prato de comida ainda está intocado desde esta manhã (frango assado com comida chinesa, não me julguem)”.

Após o post, os usuários do Twitter correram para a plataforma de mídia social para oferecer seu apoio ao tutor do animal, de coração partido.

Foto: Dale Thompson/Twitter
Foto: Dale Thompson/Twitter

Um usuário escreveu: “Isso é tão emocionante e bonito ao mesmo tempo. Sinto muito por sua perda e sua dor. Que cachorro lindo ele era”.

Outro tutor de animal acrescentou: “Perder um cachorrinho é uma das piores coisas. Chorei todas as noites durante uma semana depois que meu filho de 18 anos foi para o céu dos cachorrinhos”.

Outro usuário do Twitter comentou: “Esta notícia partiu meu coração. RIP menino corajoso. Sinto muito por sua perda, Dale. Vocês tiveram sorte de ter um ao outro”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Livro comenta lei da Paraíba que cataloga direitos fundamentais dos animais

O livro reúne pareceres de 33 grandes estudiosos do Direito Animal, da Medicina Veterinária e das Ciências Biológicas


Uma lei paraibana que cataloga os direitos fundamentais dos animais não-humanos se tornou tema central do livro “Comentários ao Código de Direito e Bem-Estar Animal do Estado da Paraíba – A Positivação dos Direitos Fundamentais Animais”.

Divulgação

A legislação é a primeira na história a transmutar o discurso da compaixão para a linguagem dos direitos, o que representa um passo civilizatório interespécies de grande importância.

O Código de Direito e Bem-Estar Animal do Es­tado da Paraíba (Lei Estadual 11.140/2018) entrou em vigor no dia 7 de outubro de 2018.

O livro reúne 33 grandes estudiosos do Direito Animal, da Medicina Veterinária e das Ciências Biológicas para elaborar comentários sobre os dispositivos legais dessa revolucionária e modelar codificação.

Advogados, membros do Ministério Público e da Magistratura, cientistas, técnicos e ativistas debatem, no livro, a legislação da Paraíba.

“A positivação dos direitos animais representa a confirmação do Direito Animal como disciplina jurídica autônoma e com objeto distinto do Direito Ambiental. O animal é importante por si só, como indivíduo portador de dignidade e de valor intrínseco. Como ser vivo senciente, tem interesses próprios, os quais são protegidos pelos direitos fundamentais, agora expressamente previstos pela legislação infraconstitucional”, diz a sinopse da obra.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Vídeo flagra urso entrando no quintal de casa e brincando com bola de futebol

Foto: Scott Willhite
Foto: Scott Willhite

Um urso brincalhão interrompeu seus preparativos para a  temporada de hibernação para brincar com uma bola de futebol em um dia de neve no Colorado, Estados Unidos.

O urso entrou no quintal da casa de Scott Willhite, morador de Boulder, que capturou em vídeo o momento surpreendente.

Ele contou ao site Storyful que estava dentro de casa com os dois filhos quando o animal peludo apareceu no domingo (27).

“Eu estava falando ao telefone quando de repente vi um urso andando pelo quintal”, disse ele.

O vídeo mostra o urso rolando no chão coberto de neve, ao lado do trampolim, agarrado a uma bola de futebol, tentando rasgar o brinquedo.

Pedaços de neve e espuma ficavam presos em seu pelo enquanto os dois meninos, filhos de Willhite, observavam a cena admirados.

Ele disse: “Os meninos adoraram o urso e não conseguiam parar de rir. A bola, no entanto, não se saiu bem”.

Foto: Scott Willhite
Foto: Scott Willhite

Os comentários nas redes sociais, onde o vídeo foi postado, mostraram que os usuários se apaixonaram pelo urso brincalhão.

Uma mulher escreveu: “Todos nós podemos aprender com os animais. Mesmo que eles tenham que lutar muito para coletar alimentos e alimentar suas famílias, eles encontram tempo para ‘viver o momento’, brincar e aproveitar a vida”.

Outro comentário dizia: “Sobrecarga de fofura. O urso mais fofo – de longe, é claro”.

Uma pessoa brincou sobre a bola de futebol destruída: “Acho que há uma criança na casa que vai precisar de uma nova bola de futebol para o Natal”.

Foto: Scott Willhite
Foto: Scott Willhite

O Serviço Nacional de Meteorologia informou que algumas partes de Boulder receberam cerca de 7,5 polegadas de neve no domingo.

No início deste mês, o Colorado viu uma surpreendente explosão de neve depois que as temperaturas caíram dos anos 21 °C para -6 °C em apenas 24 horas.

As estradas ficaram agitadas e as autoridades registraram pelo menos 200 acidentes de carro somente em Denver.

Foto: Scott Willhite
Foto: Scott Willhite

À medida que o tempo fica mais frio, os ursos negros começam a hibernar.

Os Parques de Vida Selvagem do Colorado dizem que os ursos negros são o único tipo de urso encontrado no estado e havia até 20 mil ursos em 2016.

Os ursos entrarão em hibernação por volta de novembro e normalmente não aparecem até meados de março.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Cachorro da cantora Anitta é ameaçado de morte por internautas

Um dos cães tutelados pela cantora Anitta foi ameaçado de morte por internautas nas redes sociais. As mensagens escritas por duas pessoas viralizaram e causaram revolta na internet.

Reprodução / Metropolitana FM

“Desse cachorro eu não tenho pena, espancaria até morrer. Imagina que satisfatório ver ele aos berros e correndo enquanto eu corro atrás dele batendo cada vez mais forte”, escreveu um. “Sim, correndo com um cabo de vassoura atrás dele e da dona”, respondeu outro. As informações são da Metropolitana FM.

Os dois se referiam à Plínio, da raça whippet. Os comentários cruéis feitos por eles geraram reações de indignação entre muitos seguidores da cantora.

Reprodução / Metropolitana FM

Uma das pessoas que se manifestou sobre o caso foi a ativista pelos direitos animais Luisa Mell. “Muita gente me marcou neste post. Confesso que achei que era fake news. Mas não era. Eu não consigo entender, acreditar, nem aceitar tanta maldade, tanta covardia, tanta crueldade! Desculpa Plínio, por esta humanidade doente! Anitta, sem palavras amiga. Vamos dar um recadinho para estas pessoas? Acho que deveriam ser processadas por incitação ao ódio, a crueldade!”, escreveu ela.

Após milhares de denúncias, os comentários com discurso de ódio contra o cão foram excluídos.

​Read More
Notícias

Le Lis Blanc é alvo de protestos no Twitter

Empresa diz que usou pele de coelho certificada na coleção de inverno. Colcci também divulgou nota avisando que retirou bolsa
Loja da Le Lis Blanc na Rua Oscar Freire, em São Paulo. Foto: Le Lis Blanc

Depois da Arezzo, agora é a vez da Le Lis Blanc. Não bastasse o incêndio na madrugada desta sexta-feira em um dos centros de distribuição da empresa em São Paulo, a companhia de vestuário feminino hoje está na lista dos principais assuntos do Twitter por usar pele de coelho em sua coleção.

Dos dez principais “trends” da rede social, o #lelisblood (Le Lis sangue) era o quarto colocado. Também a exemplo da empresa de sapatos e bolsas, os usuários acusam a empresa de matar animais indefesos, entre outros comentários. A Le Lis ainda está sendo acusada de apagar comentários desfavoráveis no Facebook.

Em sua página na rede, a empresa postou um comunicado oficial, com data de 30 de abril. Nele, diz que, em sua coleção de inverno, usou pele de coelho certificada pelo Ibama em algumas de suas peças. “Ressaltamos que esta pele de coelho é legalmente comercializada no Brasil e é oriunda de frigoríficos que vendem a carne para fins alimentícios. A Le Lis Blanc é totalmente contra o tráfico, criação e o sacrifício de animais silvestres”, afirma na nota.

A companhia afirma ainda que um de seus principais valores é o respeito ao meio ambiente e que respeita e aceita as opiniões diversas sobre o assunto em questão, apostando no diálogo como a melhor forma de manter uma relação transparente com os clientes. Ao final diz que se reserva no direito de retirar imediatamente da sua página do Facebook comentários considerados impróprios ou ofensivos, que promovam a violência e a agressão verbal entre os seguidores.

Após a postagem, 141 pessoas “curtiram” a posição da empresa. O post indicava 265 comentários, mas apenas dois podiam ser vistos. Um classifica a empresa como desumana, e o outro pergunta: “É assim que vocês são abertos ao diálogo?”.

Em sua página na internet, a empresa informa que sua loja online está temporariamente fora do ar, bem como o atendimento por meio do chat. Não há informações sobre a retirada dos produtos com pele de coelho, mas o casaco de pele da coleção “Caramel” não aparece mais entre os produtos oferecidos. O iG vem tentando contato com a empresa ao longo deste sábado, mas os telefones estão todos ocupados.

Colcci

Outra empresa que enfrentou protestos recentemente foi a Colcci. A companhia também postou um comunicado oficial no Facebook, mas não apagou os comentários dos seguidores. No dia 27 de abril, a companhia disse que utiliza em suas coleções peles sintéticas e que, nos lançamentos do inverno 2011, “há apenas uma bolsa de pele de coelho, que possui todos os certificados ambientais necessários”.

A empresa afirma que a pele usada é considera resíduo, e é comprada de um frigorífico que comercializa a carne deste animal para consumo humano. Sendo assim, os animais não foram sacrificados para o uso das peles. “Mesmo assim a marca não pretende utilizar peles verdadeiras em suas futuras coleções e se compromete em retirar este modelo de bolsa do mercado”, completa.

Fonte: IG

​Read More