Notícias

Onça-pintada que fugiu duas vezes do Cras de MS é recapturada após cair em armadilha

Veterinários sedaram a onça para fazer exames mais detalhados. Foto: Tamna Waqued

A equipe de profissionais que trabalha no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras) encontrou na manhã de hoje (12) a onça-pintada que havia fugido do Centro no dia 29 de novembro passado. O animal foi resgatado em dezembro, mas fugiu novamente no dia seguinte à captura.

A onça que pesa 40 quilos, foi capturada em uma das nove armadilhas colocadas no Parque dos Poderes, próximo à nascente do Córrego Prosa, nas imediações do Cras. Segundo os veterinários, a onça está em boas condições físicas.

A onça-pintada foi colocada em uma jaula, a mesma em que um leão foi mantido temporariamente após ser retirado de um circo por maus tratos, em 2009. O animal deve ser transferido ainda para outra jaula que, por precaução, está recebendo medidas de segurança reforçadas, como grades de aço galvanizado mais resistentes.

O felino ficará de quarentena para que os veterinários possam avaliar sua saúde precisamente. O futuro do animal deve ser decidido nas próximas semanas junto a direção da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia (Semac).

A onça-pintada foi trazida ao Centro quando tinha apenas dois meses de idade, depois de ser capturada em uma fazenda em Água Clara, provavelmente em busca de refúgio e alimento.

Com informações do  Correio do Estado

Nota da Redação: Ela já expressou em suas duas fugas que o que quer é viver livre, de acordo com a natureza da sua espécie. Viver em seu habitat natural, cada vez menor pela interferência humana.  Grande parte das pessoas aprisionam com a desculpa de que estão colaborando para preservar.  A solução é simples, não destruam.

​Read More