Notícias

Ursos arriscam a vida para salvar filhote atropelado em rodovia

Foto: Lisha DeShay
Foto: Lisha DeShay

Um vídeo compartilhado nas redes sociais flagra três ursos arriscando suas vidas para puxar um filhote ferido para fora do tráfego de carros, após o ursinho ter sido atropelado.

As imagens, filmadas em Immokalee, na Flórida (EUA), capturam o filhote de urso negro quando cai sem sentidos na estrada na West Main Street depois de ser atropelado por um veículo, informou a WINK News nesta quarta-feira (06) via Daily Mail.

Quando ele cai e eventualmente permanece deitado na estrada, um grande urso aparece ao lado dele, olhando cautelosamente para o tráfego antes de se aventurar para agarrar o urso menor pela nuca e puxá-lo.

O vídeo mostra o urso arrastando o filhote para o acostamento e para longe de outros perigos, antes de virar e voltar para a mata.

Momentos depois, outros dois ursos correm para a estrada, agarram o filhote com os dentes e começam a afastá-lo do caminho do tráfego.

Os três ursos então se reúnem ao redor do filhote por um momento antes de arrastá-lo ainda mais em direção à mata ao lado da estrada movimentada.

Foto: Lisha DeShay
Foto: Lisha DeShay

A Florida Fish and Wildlife Conservation Commission ou FWC (Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida) confirmou que o filhote foi atropelado por um carro e informou que, infelizmente, ele morreu mais tarde.

Lisha DeShay, que filmou a cena quando parou o carro, disse que ficou “emocionada” por ver a família de ursos lutando para salvar um deles.

“Foi comovente ver isso”, disse ela. “A cena me tocou muito. Eu me vejo como um urso mãe. Eu tenho um bebê, então um bebê na estrada ferido, mexeu comigo. Seja um urso ou um humano, é triste demais”.

Foto: Lisha DeShay
Foto: Lisha DeShay

“As pessoas precisam estar atentas e dirigir com cuidado à noite”, acrescentou.

A FWC aconselhou os residentes da região a ficarem em seus carros e ligarem para a linha direta da instituição o mais rápido possível, se encontrarem um incidente dessa natureza.

Foto: Lisha DeShay
Foto: Lisha DeShay

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Filhote de leão branco é flagrado brincando em reserva natural

Foto: Caters News Agency
Foto: Caters News Agency

Imagens raras flagraram um filhote de leão branco, que esta entre os únicos 11 que restaram na natureza, caminhando e se divertindo por um parque nacional na África do Sul.

A cena incrivelmente rara foi capturada no Parque Nacional Kruger em dezembro de 2018.

Ramsay Horton gravou o vídeo e tirou as fotos enquanto visitava a reserva.

O clipe mostra um leão conduzindo um grupo de filhotes através do um leito seco de um rio.

Enquanto os filhotes brincam, um pequeno leão branco se junta a eles trotando pela areia.

Eles correm e desfrutam do cenário natural, como se ja estivessem acostumados a ir e explorar a grama.

O grupo de filhotes parece muito unido enquanto todos se movem juntos e brincam no parque.

Imagens mostram os filhotes relaxando e o leão branco brincando com seus irmãos em uma cena extraordinária e bela.

Foto: Caters News Agency
Foto: Caters News Agency

O Kruger National Park, uma das maiores reservas da África, tem uma densidade muito alta de animais selvagens, incluindo leões, leopardos, rinocerontes, elefantes e búfalos.

O Whitelions.org diz que os leões brancos podem ser encontrados em estado selvagem somente na região de Timbavati, na África do Sul.

Eles vivem em savanas e caçam como outros leões, segundo o World Atlas.

Foto: Caters News Agency
Foto: Caters News Agency

O leão branco é classificado como “Vulnerável” pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

O que são leões brancos?

Muitas pessoas acreditam que leões brancos são na verdade albinos, o que não é verdade. Eles também não são uma espécie diferente de leão. Sua condição é conhecida como “leucismo”, uma ocorrência geneticamente rara em que uma mutação recessiva no gene faz com que o pelo do leão varie de quase branco a loiro, em vez do tom bege mais comum.

Foto: Caters News Agency
Foto: Caters News Agency

Alguns leões albinos, em contraste aos brancos, carecem completamente de pigmento, enquanto leões leucísticos mostram características negras na ponta do nariz, manchas pretas atrás das orelhas e têm a aparência de “delineador” em torno de seus olhos azuis ou dourados.

Um filhote nasce branco apenas se ambos os pais carregarem o gene “branco” recessivo. Como resultado, há casos em que haverá uma mistura de filhotes de leões clássicos (pelagem bege avermelhada) e filhotes de leão brancos nascidos na mesma ninhada. Fica mais fácil entender ao pensar nisso como uma situação semelhante aos seres humanos com olhos azuis; é, simplesmente, tudo definido pelos genes.

Foto: Caters News Agency
Foto: Caters News Agency

Cientificamente, o leão branco é resultado de uma raridade genética, mas em uma narrativa cultural, eles significam muito mais.

O rei de todos os reis

Na região de Timbavati, na África do Sul, onde o leão branco foi descoberto pela primeira vez, as comunidades Sepedi e Tsonga consideram-no “o animal mais sagrado do continente africano”. Embora um avistamento tenha sido registrado pela primeira vez em 1938, os registros orais africanos contam uma história completamente diferente.

Os sumos sacerdotes africanos, conhecidos como isanusi, contaram muitas histórias de cerca de 400 anos até a época em que a rainha Numbi reinou. O leão branco era então, e ainda é, considerado divino, um enviado dos céus.

O que deu errado?

Quando leões brancos foram vistos pela primeira vez por europeus, sua raridade criou uma agitação que deu origem a décadas de caça e captura se seguiram. O pool genético de leões brancos acabou sendo completamente destruído devido a remoções forçadas e caça de troféus. Os leões brancos foram colocados em zoológicos e criados especialmente em cativeiro.

Foto: Caters News Agency
Foto: Caters News Agency

Não foi apenas o entretenimento humano que manteve essas criaturas em cativeiro, foi também a ignorância. Conservacionistas influentes na época pensavam que leões brancos eram geneticamente inferiores a outros leões e que sua aparência branca de alguma forma impactava sua segurança e sobrevivência na natureza.

No entanto, não há evidências científicas para provar isso. Os leões brancos são igualmente fortes e caçam tão bem quanto seus irmãos de pelagem bege. Foi até sugerido que o pelo branco realmente os ajuda quando caçam, já que sua cor incomum confunde suas presas.

Então, onde eles estão agora?

Embora listado como “vulnerável”, não há leis oficiais que protejam os leões brancos dos efeitos da indústria de “caça enlatada” ao leão. Por causa disso, a luta pela sobrevivência continua para esses belíssimos animais.

O leão branco foi introduzido com sucesso em certas áreas da natureza. Na África do Sul, eles vagam livremente nas partes do sul do Parque Nacional Kruger e na região de Timbavati, suas terras ancestrais.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Mais de 20 vacas morrem atropeladas por trem nos Alpes Franceses

Foto: twitter.com/psmelias
Foto: twitter.com/psmelias

Fotos fortes e tristes da cena do atropelamento postadas nas redes sociais revelam o resultado da colisão do trem com as vacas, cujos corpos jazem espalhados pelos trilhos nos Alpes franceses.

Uma foto postada no Twitter postada por um passageiro do trem flagrou as consequências fatais do acidente na linha Paris – Lausanne na tarde de sábado último (24).

A imagem mostra a situação dos animais, muitos mortos ou morrendo depois de serem atingidos pelo TGV (trem de alta velocidade) de número 9269 às 14h45 da tarde.

Outro passageiro compartilhou fotos da janela do trem, legendando as fotos: “Um rebanho de vacas cruzou o caminho do TGV da Lyria. Vinte animais mortos ou em agonia. Terrível”.

O jornal local Le Progres disse que o acidente aconteceu na floresta de La Joux depois que “o curral onde as vacas eram mantidas foi deixado aberto”.

Foto: Twitter.com/psmelias
Foto: Twitter.com/psmelias

O trem estava transportando 257 passageiros no momento, nenhum dos quais foi ferido na colisão.

O jornal acrescentou: “Cerca de vinte animais morreram instantaneamente e outros seis tiveram que ser sacrificados por causa da gravidade de seus ferimentos”.

“Um veterinário e uma máquina de renderização (equipamento para erguer e transportar peso) vieram para ajudar os bombeiros e s polícia na operação”.

A Ferrovia Nacional da França, divulgou um comunicado, dizendo: “Várias vacas foram atingidas pelo TGV 9269″.

O serviço ferroviário acrescentou que a viagem foi interrompida para fazer verificações de segurança no trem e os passageiros precisaram desembarcar do trem e caminhar até uma estação próxima.
Um porta-voz disse que uma investigação completa foi lançada sobre as circunstâncias do acidente.

Ainda restam dúvidas sobre o acidente, como por exemplo se a ocorrência teria sido resultado de um ato malicioso ou se a cerca estava com defeito.

As vacas teriam percorrido pelo menos 8 km antes de serem atingidas pelo trem.

O trem mais rápido de Paris para Lausanne, na Suíça, a 320 quilômetros de distância, é de 3 horas e 40 minutos, e há cinco trens por dia.

Em outra trágica colisão ferroviária, uma mãe ursa foi atropelada por um trem tentando proteger seus filhotes na República Sakha, no nordeste da Rússia.

Imagens mostram-na tentando ajudar os filhotes depois que eles entraram nos trilhos.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Destaques

Vídeo flagra jet skis avançando sobre golfinhos que brincavam em rio

Foto: NJC Media
Foto: NJC Media

O vídeo flagra o momento em que dois jet skis aceleram em direção a um grupo de golfinhos que estava brincando na foz do rio Tyne, na Inglaterra.

A Polícia de Northumbria está investigando diversos relatos sobre os jet skis que teriam perseguido os golfinhos perto de North Shields Fish Quay, em Newcastle, por volta das 20h da última quinta-feira (4).

Imagens mostram os golfinhos mergulhando na água antes de dois jet skis passarem em alta velocidade por um deles enquanto a testemunha que esta filmando a cena grita: “Oh, Deus!”.

Cerca de dez segundos depois, um terceiro jet ski passa pelo mesmo trecho de água onde os golfinhos estiveram.

A testemunha afirmou que os três homens pareciam se voltar intencionalmente na direção dos golfinhos.

Ela disse: “A cena foi realmente terrível de assistir e parecia um ato deliberado pata ferir os golfinhos, era muito óbvio”.

“Eles seguiram em direção aos golfinhos e foram direto para eles, onde o último golfinho havia apenas mergulhado segundos antes. Esses pilotos de jet skis demonstraram um comportamento cruel e calculado”.

Foto: NJC Media
Foto: NJC Media

Uma segunda mulher disse que viu o incidente enquanto observava os golfinhos com sua filha.

Ela disse: “Eu tive que parar o vídeo porque minha filhinha estava tão chateada que ela gritou: ‘eles vão bater nos bebês’, pois haviam golfinhos filhotes com os demais”

O especialista em golfinhos, Ivor Clark, que dirige a Newbiggin pelo Sea Dolphin Watch, disse que as imagens o deixaram “furioso”.

“Geralmente os golfinhos são bons em evitar embarcações, o problema com os jet skis é sua manobrabilidade, eles podem girar muito rapidamente e mesmo com sua capacidade os golfinhos nem sempre podem se movem rápido o suficiente para sair do caminho”, disse ele.

Foto: NJC Media
Foto: NJC Media

“Eu poderia prever que isso tinha um sério risco de acontecer porque temos muitos golfinhos aqui agora, e quando você combina isso com o fato de que eles estão chegando cada vez mais perto da costa, há um risco imenso”.

“Os golfinhos têm excelente memória, no final das contas, comportamentos como esse são o tipo de atividade humana negativa que os afasta.

“Isso provavelmente não vai para e tende a piorar até que as autoridades peguem os criminosos e os façam pagar”.

A polícia disse que está investigando “qualquer possível atividade criminosa, incluindo infrações às leis de excesso de velocidade sendo violadas ou leis de proteção à vida selvagem” como resultado do incidente.

Foto: NJC Media
Foto: NJC Media

O sargento interino da Marinha, Paul Spedding, acrescentou: “Todos têm a responsabilidade de proteger nossa vida selvagem e qualquer um que for encontrado em violação de qualquer lei será processado.

“É ilegal assediar, alimentar, perseguir e tocar mamíferos marinhos na natureza e estamos pedindo a todos frequentadores do rio que sejam vigilantes e respeitosos”.

“Se os golfinhos se aproximarem de você, seja em veículo de uso aquático, barco, caiaque ou nado, mantenha uma velocidade lenta e firme e evite se voltar para eles”.

‘Mantenha a distância e nunca fique a menos de 100 metros e se não tiver certeza da direção, pare e coloque o motor em ponto morto”.

“A interação humana pode ter efeitos devastadores sobre a vida selvagem, por isso estamos lembrando o público de desfrutar de uma distância segura e respeitosa para que outros possam apreciá-los também”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Pit bull sensível não para de chorar na parte mais triste do “O Rei Leão”

Foto: Facebook/Josh Myers
Foto: Facebook/Josh Myers

Os orgulhosos adotantes e novos pais de uma pit bull resgatada estão descobrindo só agora o quão sensível e doce sua cachorrinha, Luna, realmente é.

Luna veio ao mundo há meses atrás em uma situação muito difícil. Ela nasceu de uma pit bull grávida e desabrigada, muiro sofrida, que foi levada para um lar temporário bem a tempo de ter seus 12 filhotes.

Felizmente, várias semanas depois, a mãe pit bull, Melon e seus doze bebês começaram a ser adotados, graças à Humane Educational Society, um abrigo no Tennessee nos EUA.

Foto: Facebook/Josh Myers
Foto: Facebook/Josh Myers

Foi assim que Luna encontrou sua nova família.

Luna foi adotada por Josh Myers e Hannah Huddleston, um jovem casal que vive em Chattanooga.

O casal conta que nunca esquecerá aquela primeira volta para casa com Luna, Myers dirigindo enquanto Huddleston estava ao lado dele com a filhotinha toda enrolada e encolhida em seus braços.

Foto: Facebook/Josh Myers
Foto: Facebook/Josh Myers

Nesses meses em que Luna já faz parte da família, ela cresceu e amadureceu. E Myers e Huddleston estão conhecendo sua doce personalidade pouco a pouco.

Mas o que Luna fez outro dia realmente os surpreendeu de forma única.

Eles estavam assistindo ao desenho em animação do clássico da Disney “O Rei Leão” enquanto Luna estava na sala brincando “descontroladamente” com seus brinquedos, como estava costumada a fazer, de acordo com a página do Facebook de Myers.

Foto: Facebook/Josh Myers
Foto: Facebook/Josh Myers

Quando o filme mostrou uma cena trágica, Luna parou de repente.

“Assim que Mufasa cai morto, ela para e se vira para a TV e parece estar assistindo a cena”, escreveu Myers.

Quando o filme mostra Simba está tentando acordar seu pai na tela, Luna começou a choramingar e ganir.

“Ver ela chorando em frente a televisão foi a coisa mais doce e encantadora que eu já vi”, escreveu Myers. “Ela até se deita logo depois que Simba se deita com seu pai morto também”.

Luna não é a única que tem um lado sensível, de acordo com Brad Ladd, da família que adotou o outro irmão de Luna; ele disse que toda a ninhada de pit bulls daquele resgate é sentimental e emocional.

“A história de vida deste filhote prova que o amor se sobrepõe ao sofrimento” Lad comentou. “Eles foram amados e mimados mais do que qualquer filhote de cachorro no mundo”.

Foto: Facebook/Josh Myers
Foto: Facebook/Josh Myers

A família, conhecida como The Melon Dozen (Os 12 filhos da Melon), ainda se reúne para em datas específicas para matar a saudade e se divertir e acima de tudo para que os irmãos possam continuar interagindo enquanto crescem.

“Nós não merecemos cachorros”, acrescentou Myers. “Quatro meses de idade e ela já está mostrando empatia”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA


 

​Read More
Notícias

Vaca agradece mulher que a salvou do matadouro em cena emocionante

cow
Foto: Reprodução YouTube

Amor e gratidão são coisas que passam por todas as espécies e a prova disso é a relação entre a vaca Milkshake e Beth DeCaprio.

Quando dia somente duas semanas de vida, o animal foi resgatado por DeCaprio. A vaca vivia em uma jaula apertada e vivia em condições terríveis. Além disso, provavelmente não teria escapado do matadouro se não fosse por sua “mãe humana”. Segundo informações do “One Green Planet”.

Desde então, Milkshake trata Beth como um cachorrinho e sua salvadora, fazendo companhia e a seguindo para todos os lados.

Fonte: Repórter Diário

​Read More
Notícias

Emissora Globo recebe ameaça de boicote após exibir cena de gato preto sendo torturado em vídeo de divulgação de série

08
Foto: Reprodução YouTube

A TV Globo está se preparando para, em breve, fazer a estreia da sua série “Supermax”, no entanto, enquanto vai divulgando partes das cenas na internet, a emissora vai atiçando a curiosidade do público, ou até mesmo a sua ira, como é o caso de uma certa parte das pessoas que viram a cena onde um gato preto aparece sendo torturado na série.

Segundo informações da colunista Fabíola Reipert, a cena, de certa forma, acabou “pegando mal”, tendo em vista que as pessoas entendem que cena como essa pode acabar incentivando o ataque aos gatos preto, exatamente por isso, já existe até mesmo reuniões, e formações de consenso nas redes sociais, para montar um boicote contra a série da Globo.

Claro que a emissora ainda não comentou o assunto. Para quem não sabe, “Supermax” é a primeira série de terror da TV Globo, e mostrará um grupo de pessoas, confinadas em um presídio abandonado, naturalmente, seria como um reality show, mas acontece que eles percebem que não estão sozinhos, já que vão se deparar com criaturas sobrenaturais. Na TV, a série estreia em setembro.

Veja o vídeo de divulgação da série, onde mostra a cena de tortura do gato a partir dos 2:42′

Fonte: Boa Informação

​Read More
Notícias

Cena de soltura de centenas de pássaros resgatados no Alagoas viraliza

Um vídeo mostrando centenas de pássaros sendo devolvidos a seu habitat no município de Água Branca am Alagoas viralizou nas redes sociais nas últimas semanas. As imagens, que mostram uma fileira de policiais e outros agentes abrindo gaiolas e soltando as aves tiveram mais de cinco milhões de visualizações no Facebook.

A ação, coordenada pelo Ministério Público de Alagoas, faz parte do Programa de Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), que envolve órgãos federais e dos Estados da Bahia e de Alagoas e tem o objetivo de diagnosticar e combater danos ambientais na Bacia do Rio São Francisco.

A FPI está voltada para municípios no entorno do rio. Técnicos, policiais e agentes de ministérios públicos percorrem zonas urbanas e rurais fiscalizando saneamento, mineração, agrotóxicos e fauna.

O programa também tem como alvo o mercado negro de animais silvestres, que retira de quatro a cinco milhões de animais de seus biomas originais todos os anos nessa região.

Aprisionadas em gaiolas como animais de estimação, muitas aves passam anos sem voar em seu habitat natural. Alguns perdem a visão, outros sofrem ferimentos nas asas em função do aprisionamento. Muitas morrem em decorrência de maus-tratos – em especial, durante seu transporte.

O MP de Alagoas já resgatou 2.600 aves. De acordo com Isaac Albuquerque, veterinário responsável pela equipe que trata dos animais, outras solturas já estão programas – entre elas uma na manhã desta sexta, a última nessa primeira fase do projeto. Antes de serem soltos, os pássaros recebem cuidados médicos para ajudá-los na reabilitação à vida na natureza.

“São animais resgatados diariamente, normalmente entregues voluntariamente por moradores depois que os confrontamos”, diz Albuquerque à BBC Brasil.

Em seguida, são enviados a centros provisórios, hidratados com águas vitaminadas, e deixados à sombra para desestressar. “Depois, os inspecionamos um a um, em busca de ferimentos, malformações, deficiências”. Entre as espécies de aves resgatadas e soltas estão o galo-de-campina e o periquito-da-caatinga, dois pássaros muito procurados no mercado clandestino de animais silvestres.
Outros, no entanto, não têm essa mesma sorte. São aves como periquitos e papagaios que, por viver muito tempo sob a tutela humana, não são mais independentes.

Entre esses casos está o de uma siriema que, vítima de maus-tratos, terá uma pata amputada. “Ela não poderá voltar à natureza, mas voltará a andar”. Ela receberá uma prótese, feita artesanalmente pela equipe de Albuquerque, e passará a morar com outra ave da mesma espécie, que também foi resgatada.

Embora esse pássaro não possa mais voltar ao seu habitat natural, seus filhotes poderão. “Por isso, depois que nascem, os avaliamos e, se possível, também os soltamos na natureza”, adiciona o veterinário. Para ele, a maior dificuldade do trabalho é lidar com o descaso humano.

“É um choque ouvir a frieza com que um ser humano detalha o que fez com animais como esses. Muitas vezes, eu os recolho e prefiro não saber de seus históricos. Só quero pensar em como será o seu futuros”, finaliza.

Fonte: BBC

​Read More
Artigos

A linguiça e o porco

Você já assistiu a ‘pegadinha’ feita pelo SBT no último fim de semana de outubro (http://www.sbt.com.br/sbtvideos/media/?id=2c9f94b6332bbfdd01335ad32bc62796)? , o vídeo apresenta um “conteúdo altamente educativo e (in)formativo”. A maioria dos onívoros ao comer carne não faz ligação entre o produto e o animal, mas ao vê-lo sendo ‘morto’ a situação muda.

Já ouvi em diversas ocasiões pessoas afirmando que não conseguiriam comer uma carne se visse a morte daquele animal. Para elas, existe uma separação do que é consumido e da sua origem. O programa analisado ilustra bem esse fato.

Mesmo não sendo o objetivo do SBT mostrar como funciona a produção de linguiça de suínos ou a reeducar a sociedade, a emissora apresentou o assunto de forma bem criativa. É interessante observar o estilo do programa em que foi veiculado o vídeo e o público a quem ele é destinado. Os programas de auditório têm a finalidade, basicamente, de entreter o público; sua origem remete ao picadeiro dos circos. Entretanto, estes programas, embora não tenham essa finalidade, também informam. As pessoas recebem as informações de maneira mais receptiva nos programas de entretenimento, pois estão se divertindo, relaxando em frente ao televisor (falo detalhadamente sobre os gêneros televisivos na minha monografia que você pode conferir neste link http://josielesouza.blogspot.com/2011/01/tv-e-os-animais-monografia-disponivel.html)

Um simples quadro de programa de auditório conseguiu mostrar, de forma bem humorada, uma realidade muito cruel. Porém, não é possível chegar a conclusão de que quem assistiu o vídeo mudou sua relação com animais. Ainda há muito caminho pela frente. Acredito, entretanto, que esse simples vídeo atingiu muito mais pessoas e repercutiu o tema do que a maioria filmes produzidos para esta finalidade.

​Read More
Notícias

Cabra é flagrada com a cabeça entalada em cerca

Cena foi flagrada pelo fotógrafo Frederic J. Brown. Animal precisou de ajuda para se livrar do incômodo

Uma cabra-da-caxemira ficou com a cabeça entalada em uma cerca de ferro em uma fazenda em Ordos, na China, e precisou de ajuda para se livrar do incômodo. A cena foi flagrada na última quarta-feira (20) pelo fotógrafo Frederic J. Brown.

Cabra-da-caxemira ficou com a cabeça entalada em uma cerca. Foto: Frederic J. Brown/AFP
Animal precisou de ajuda para se livrar do incômodo. Foto: Frederic J. Brown/AFP

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Dezenas de pombos superlotam semáforo em Nova York

Foto: Emmanuel Dunand/AFP

Dezenas de pombos superlotaram um semáforo na cidade de Nova York, nos EUA. As aves lotaram as hastes de sustentação da sinalização de trânsito. A cena foi registrada na última quinta-feira (27) pelo fotógrafo Emmanuel Dunand.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Cena comovente de amizade entre uma menina e uma cachorrinha é descrita por um espectador

Por Pablo Gomes

Acabo de presenciar uma cena comovente, de chorar…

Falando ao celular em frente ao prédio do Grupo RBS em Lages, na avenida Belizário Ramos, em frente ao Fórum, ouço um barulho que parecia vir de um carro e, logo em seguida, vejo uma menina chorando à beira do Rio Carahá, margeado pela avenida.

Ela tem sete anos e estava desesperada, pois sua cadela Neguinha, querida amiga e fiel companheira de todas as horas, acabara de ser atropelada.

O animal rolou barranco abaixo, com os ferimentos no corpo deixando à mostra os filhotinhos que nasceriam em poucos dias. Sem vida, Neguinha caiu no rio e foi levada pela correnteza.

A menina ficou inconsolável e, enquanto aguardava o seu pai, que estava no trabalho, lamentava a morte da amiga.

Menina chora a morte de sua cadelinha, num gesto de extrema compaixão entre uma criança e um animal. (Foto: Alan Pedro)

“Ela era muito querida, a gente brincava um monte. Que tragédia “, dizia a pequena com a voz embargada e soluçando de tanto chorar.

“Fica calma, daqui a pouco você consegue um cachorrinho novo para você”, disse eu, um adulto que vive nesse mundo muito louco.

‘Mas ninguém é como a Neguinha. Ela ia ser mamãe e eu estava dando banho nela para ficar bonita e cheirosa”, sentenciou a menina, com o mais puro e inocente dos corações e segurando a corrente da cadela com as lágrimas caindo sobre sua pequena mão.

Que tristeza! Fazia tempo que, acompanhando tragédias e tanta coisa ruim no jornalismo e fora dele, eu não vivia um momento tão comovente.

Neguinha e seus filhotes morreram em um acidente. Por algum tempo, morreu também a alegria da garotinha.

Ela vai se recuperar. Certamente amanhã ou depois um novo cachorrinho fará parte do seu dia, e ela vai amá-lo tanto quanto amava a Neguinha.

Sigamos todos nós, adultos sem noção e com coração de pedra, este exemplo de amizade verdadeira e compaixão extrema entre uma criança e um bichinho de estimação.

Os senhores que vão comemorar a conquista de importantes e lucrativos cargos públicos na eleição de domingo, sigam este exemplo.

Os motoristas que andam malucos por aí e os monstros que maltratam os animais, sigam este exemplo.

Vai em paz, Neguinha. Fica em paz, cabeça erguida e bola pra frente, menininha.

Fonte: Diário Catarinense

​Read More