Notícias

Site ajuda os animais vítimas de maus-tratos no Rio de Janeiro

(Foto: André Ricardo)
(Foto: André Ricardo)

Página virtual pretende garantir maior celeridade e efetividade às questões envolvendo os direitos animais que são alvo de atuação de sua promotoria.

Com o objetivo de agilizar e acompanhar os casos de maus-tratos a animais, a promotora de Justiça Christiane Monnerat criou o site www.defesadosanimaisrj.com.br.

Monnerat é titular da 19ª promotoria de Justiça de Investigação Penal com atribuição junto à 32ª DP (Jacarepaguá) e à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA).

De acordo com a promotora, o site pretende garantir maior celeridade e efetividade às questões envolvendo os direitos animais que são alvo de atuação de sua promotoria.

“No Rio de Janeiro há apenas uma delegacia de proteção ao meio ambiente que atende a todo o estado. Assim, as condutas criminosas de maus-tratos de animais são relegadas a segundo plano.

A situação é bastante crítica, sendo certo que não há sequer um núcleo especializado para atendimento desta demanda”, afirma a promotora.

Ainda segundo Monnerat, as delegacias distritais não têm material e pessoal qualificado para lidar com o tema. Para ela, as poucas notícias que chegam às delegacias de crime de maus-tratos de animais são desprezadas diante da ocorrência de crimes mais graves.

O site foi desenvolvido exclusiva e gratuitamente por uma empresa. A iniciativa começou como perfil no Facebook, mas rapidamente ganhou usuários, resultando na ampliação do serviço em site. Há aplicativos disponibilizados para Iphone e Android para acesso por meio de celulares. O site vem recebendo, em média, 13 mil visualizações por dia.

“O diferencial é que não se trata de mais um simples site para o combate de maus-tratos de animais, mas o acompanhamento de um trabalho diário exercido com transparência e celeridade. Todos os casos possibilitam o acompanhamento em tempo real, contornando, ademais, as antigas práticas burocráticas para solucionar tais casos”, conclui a promotora.

Fonte: O Fluminense

​Read More