Notícias

Espécies de macacos do Brasil ameaçados de extinção entram em lista mundial de conservação

Quem sabe agora as duas espécies de primatas endêmicas do Brasil – o macaco-prego-galego (Cebus flavius) e o guigó-da-caatinga (Callicebus barbarabrownae) – possam ter uma chance de sobrevivência (já que correm sério risco de extinção). Os dois foram incluídos na lista dos 25 primatas mais ameaçados do mundo, que é elaborada a cada dois anos pelo Grupo Especialista em Primatas da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza).

De maneira prática, apesar do risco inerente de extinção, essa inclusão deve contribuir para aumentar os esforços de preservação das duas espécies. E a forma de se fazer isso é atrair ações de pesquisa e conservação.

A inclusão do macaco-prego-galego e o guigó-da-caatinga nesta lista é resultado das articulações feitas pela delegação brasileira, liderada pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Primatas Brasileiros (CPB), durante o 23º Congresso Internacional de Primatologia, realizado mês passado, na Universidade de Kyoto, no Japão.

O macaco-prego-galego está na lista porque foi recentemente redescoberto e devido ao escasso conhecimento disponível sobre suas pequenas populações (confirmadas na Mata Atlântica nordestina). Em razão desse histórico, foi considerado criticamente em perigo. Já o guigó-da-caatinga foi o escolhido porque é o único primata endêmico do bioma que tem no nome e que sofre acelerada degradação (inclusive com áreas em processo de desertificação). Ou seja, sobrevive em raros remanescentes de caatinga arbórea. É também considerado criticamente em perigo.

Fonte: EPTV

​Read More