Notícias

Cães famintos e desnutridos são resgatados de casa na Bahia

Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

A ONG Nossa Arca resgatou na última sexta-feira (2) sete cachorros que sofriam maus-tratos em uma casa no bairro Bela Vista, em Teixeira de Freitas, na Bahia.

Desnutridos e famintos, os cachorros foram encontrados com os corpos repletos de pulgas e carrapatos.

A Guarda Civil Municipal deu apoio à entidade durante a operação de resgate que salvou a vida de dois cachorros e de uma cadela com quatro filhotes. Os animais eram tutelados pelo filho da dona da casa, que não estava no local.

Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

Debilitados, os cães tinham ossos expostos pelo corpo devido à magreza extrema. Examinados por uma veterinária, eles tiveram o sangue colhido para a realização de exames e foram encaminhados para uma clínica veterinária

O caso foi registrado na delegacia como maus-tratos a animais. Os cães devem permanecer em um lar temporário até que sejam adotados.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Setembro Verde: cadelinha paraplégica precisa de um novo lar no Recife (PE)

Setembro verde: cadelinha paraplégica precisa de um novo lar em Pernambuco
Foto: Arquivo pessoal/ Moacir Lago

O mês de setembro é marcado pelo início da primavera, mas também é o mês oficial da inclusão da pessoa com deficiência. Pensando nisso, foi criada a campanha Setembro Verde em 2015 pela Federação das APAES do Estado de São Paulo (FEAPAES-SP), em parceria com a APAE de Valinhos (SP).

O mês foi escolhido por abrigar o Dia Nacional da Pessoa com Deficiência, que é comemorado todo dia 21 de setembro. A campanha tem o intuito de promover atividades voltadas para a inclusão social e dar visibilidade à causa da pessoa com deficiência.

Mas, além dos humanos, os animais também precisam ser lembrados nessa data, porque igualmente às pessoas que sofrem com algum tipo de deficiência, os animais com alguma incapacidade física também são vítimas de preconceitos e principalmente do abandono.

Esse é o caso da cadelinha Sucupira que foi abandonada em frente à casa do artesão Moacir Lagos, 46 anos, morador do bairro da Aldeia, na cidade de Camaragibe, na Grande Recife. “Abandonaram cinco cachorros no meu terreno, uma adulta e quatro filhotes. A Sucupira era um dos filhotes, doei os outros filhotes e fiquei com ela e com a cadela adulta”, lembrou o autônomo em entrevista à ANDA.

Setembro verde: cadelinha paraplégica precisa de um novo lar em Pernambuco
Foto: Arquivo Pessoal/ Moacir Lago

Mas para infelicidade da cadelinha, ela contraiu duas doenças: a cinomose canina e a doença do carrapato, provocando paralisia nas suas patas traseiras. “No começo desse ano teve um surto de cinomose e doença do carrapato aqui no bairro de Aldeia, vários cachorros ficaram doentes e como de vez em quando elas fugiam quando eu estava fora de casa, elas entraram em contato com outros cachorros que tinha aqui e todos adoeceram”, declarou o cuidador.

Veja no vídeo abaixo, como se encontra a pequena cadelinha Sucupira na casa do seu tutor.

O que é a Cinomose?

A cinomose canina é uma doença infectocontagiosa que afeta cachorros causada por um vírus da família Paramyxovirus, do gênero Morbilivírus. Ela é altamente contagiosa e costuma acometer cães que ainda não terminaram o esquema vacinal (filhotes) ou que não costumam receber o reforço anual da vacina múltipla (V8-V10 ou V11) provocando por muitas vezes fraquezas nas patas traseiras.

Para a médica veterinária Carolina Ferreira, 43 anos, que trabalha no atendimento clínico a cães e gatos, no hospital veterinário Cão Bernardo, em São Bernardo do Campo, na Região Metropolitana de São Paulo, animais com algum tipo de incapacidade motora pode viver normalmente por muitos anos. “Lógico que animais com uma paraplegia são mais suscetíveis a terem uma expectativa de vida de menor, mas isso não impede que ele possa viver muitos anos ainda”, ressaltou a profissional.

“No hospital eu trato de um animal que ele tem apenas um rim, a agente monitora todos os dias, ele tem uma deficiência importante, a gente precisou retirar uns ossinhos por causa de uma doença, mas ele vive até o momento muito bem, lógico que ele não vai viver igual os outros animais. Mas, vai viver super bem”, acrescentou Carolina.

Amor incondicional

Animais portadores de deficiência física precisam ser amados, cuidados e respeitados. Pelo fato de não apresentarem um corpo perfeito, sofrem rejeição durante a vida. Para eles, a procura de um lar é sempre difícil, mesmo com a ajuda de feiras de adoção. A maior dificuldade está no preconceito e na falta de informação.

Um animal deficiente envolve muito mais responsabilidade do que um outro animal sem limitação física. Isso ocorre porque além de requerer os cuidados do cotidiano e de rotina, como levar para passear, limpar suas necessidades, alimentá-los, banhá-los e brincar com eles, também são necessários cuidados com a sua limitação.

Porém, todos aqueles que tem feito o ato solidário e generoso de adotar um animal com deficiência, afirmam que não se arrependem. Por quê? Segundo eles, deve se ao fato que esses animais, que têm alguma limitação, são muito amorosos, ternos e gratos do que aqueles que não a têm.

Para Carolina Ferreira, adotar um animal com deficiência é um aprendizado mútuo. “Para os animais é uma oportunidade de alguém dar uma qualidade de vida, já que eles precisam e necessitam de uma atenção especial. E também é importante para as pessoas aprenderem muito sobre a importância de valorizarmos as nossas vidas. Os animais deficientes mostram muita força de vontade de sobreviver comparados a nós seres humanos”, finalizou a veterinária.

Novo lar

Segundo o autônomo Moacir lago, tutor da pequena cadelinha Sucupira, atualmente o pequeno animal é vítima de constantes infecções que deixam ela bem debilitada e com uma paraplegia parcial das duas patas traseiras.

“A sucupira conseguiu sobreviver ao surto de cinomose que matou muitos cachorros aqui em Aldeia, conseguimos levá-la ao veterinário e ela foi diagnosticado com essa doença também. Hoje, a Sucupira vive, mas, com muitas dificuldades de se locomover, tendo que se arrastar pelo chão e com várias infecções pelo corpo”, disse o tutor da pequena cadelinha.

Foto: arquivo Pessoal/ Moacir lago

Para o artesão essa é uma situação complicada já que, infelizmente, não tem condições de pagar um tratamento ao pequeno animal. “Sou pai de cinco crianças e tenho muitas dificuldades de alimentá-la de forma adequada, pois a prioridade nesse momento tem sido o sustento da minha família”, declarou Moacir.

Ressaltando que no momento o essencial seria encontrar um novo lar para a pequena cadelinha, uma casa que pudesse tratar e cuidar e dar todo amor necessário ao pequeno animal. “Não temos condições de sustentar dignamente uma cadela com um tipo de comprometimento que ela tem. Caso alguém possa e queira adotá-la vai ajudar muito a Sucupira a continuar vivendo dignamente”, acrescentou o artesão.

De uma oportunidade para essa linda cadelinha continuar alegrando a vida das pessoas, adote essa princesa. Quem quiser adotar a cadela Sucupira pode entrar em contato com Moacir Lago (81) 99666-4443 ou pelo e-mail: moalago@gmail.com.

​Read More
Notícias

Repleta de carrapatos, cadela que se alimentava apenas de pão é resgatada

A cadela, que sobreviveu graças à ajuda de vizinhos, estaria abandonada há pelo menos dois meses


Uma cadela foi resgatada pela Polícia Civil na sexta-feira (06) em Campo Grande (MS) após ser submetida a maus-tratos. O animal, encontrado em uma casa no bairro Vivendas do Parque, estava magro, repleto de carrapatos e sobrevivia comendo pão dado pelos vizinhos, que também davam água para ela.

(Foto: Paulo Francis)

O caso foi descoberto após uma denúncia. A cadela estaria abandonada há pelo menos dois meses.

Equipes da da Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista) e do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) se uniram para realizar o resgate do animal.

O delegado Maércio Alves Barbosa afirmou ao portal Campo Grande News que o tutor da cadela foi identificado, mas ainda não foi localizado. Após ser encontrado, ele será chamado para prestar depoimento e responderá pelo crime de maus-tratos a animais e por poluição, já que a infestação de carrapatos do local coloca animais das casas vizinhas e moradores em risco.

“O estado do imóvel é um risco concreto para outros animais e para os vizinhos”, reforçou o delegado. A pena para o crime de poluição é de 1 a 4 anos de detenção, já maus-tratos são punidos com detenção de 1 a 3 anos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Câmera flagra mulher abandonando cadela em Maringá (PR)

A mulher também tentou abandonar os filhotes da cadela no mesmo local onde deixou a mãe, mas voltou atrás ao perceber que estava sendo observada


Uma câmera de segurança registrou o momento em que uma mulher abandonou uma cadela na rua em Maringá, no Paraná. O caso aconteceu no Jardim Paris III, na segunda-feira (24).

Foto: Imagens cedidas/Câmera de monitoramento

Nas imagens, é possível ver a mulher abrindo a porta do carro e a cadela saindo. Em seguida, a motorista desce do veículo segurando uma caixa de papelão com filhotes, mas desiste de abandoná-los ao notar que está sendo observada.

A Polícia Militar informou ao G1 que os moradores da região anotaram a placa do carro e denunciaram o caso. Localizada pela Guarda Municipal, a mulher poderá ser punida com multa de R$ 2 mil pelo abandono de cada animal.

Os animais foram entregues a ONG Salvando Vidas de Maringá, que promoveu o reencontro entre a cadela e os filhotes.

A entidade informou que os filhotes estão repletos de carrapatos, o que indica que eles sofriam maus-tratos antes do abandono. Todos serão tratados e disponibilizados para adoção responsável.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cães feridos deixados sem água e comida são resgatados em Itapetininga (SP)

Submetidos a maus-tratos, os cachorros estavam com carrapatos quando foram encontrados. O resgate foi realizado graças a uma denúncia


Dois cachorros foram resgatados na sexta-feira (7) após sofrerem maus-tratos em uma casa no Jardim Bela Vista, em Itapetininga, no interior de São Paulo.

Foto: Reprodução/TV TEM

O caso foi descoberto graças a uma denúncia. A Polícia Militar Ambiental foi acionada e esteve no local para socorrer os animais. As informações são do portal G1.

De acordo com os policiais, os cachorros estavam machucados e com carrapatos. Eles estavam sendo mantidos sem água e comida no quintal da residência.

A tutora dos cães afirmou, em depoimento à polícia, que não tinha condições de cuidar deles. Um boletim de ocorrência por maus-tratos a animais foi registrado na delegacia.

A polícia informou que a tutora dos cachorros será multada em R$ 6 mil pelo crime.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Filhote de cachorro morre após ser abandonado com os irmãos em SP

Debilitados, com pulgas e carrapatos, os filhotes foram abandonados dentro de uma cesta de palha


Um filhote de cachorro, que foi abandonado com seus irmãos, morreu na quarta-feira (5). Os animais foram deixados na frente de um haras em Itapetininga, no interior do estado de São Paulo.

Foto: Arquivo Pessoal

O corpo do filhote e seus três irmãos estavam dentro de uma cesta de palha. As informações são do portal G1.

Os animais foram encontrados por funcionários do local. Entre os sobreviventes estavam duas fêmeas e um macho. Eles foram examinados por um veterinário, que constatou que os filhotes estão debilitados, com pulgas e carrapatos.

Após o resgate, os animais foram levados para uma clínica veterinária que tem parceria com a União Internacional Protetora dos Animais (Uipa), porque a entidade está atendendo mais animais do que sua capacidade, o que impede de receber mais cães.

Os filhotes foram vermifugados e serão submetidos a exames para, depois, receberem a primeira dose da vacina. Todos serão disponibilizados para adoção.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Câmera flagra momento em que gambá tira carrapatos de cervo

A foto registrada pela câmera viralizou nas redes sociais e ultrapassou 49 mil compartilhamentos


Uma câmera de monitoramento, colocada em uma estrada, flagrou o momento em que um gambá retirava carrapatos de um cervo, que provavelmente estava incomodado com os parasitas.

Reprodução/Facebook/Vermont Wildlife Coalition/Greg Swann

A imagem, feita por Greg Swann, foi compartilhada nas redes sociais pela Vermont Wildlife Coalition, uma entidade que luta pela preservação da vida selvagem no estado norte-americano de Vermont. O registrou viralizou, ultrapassando 49 mil compartilhamentos. As informações são do R7.

Ao abordar o caso, a página da entidade aproveitou para trazer mais informações sobre os gambás, espécie que frequentemente é vítima de preconceito por exalar um odor forte quando se sente ameaçada.

De acordo com a Vermont Wildlife Coalition, os gambás são os maiores aliados da luta contra a Doença de Lyme, popularmente conhecida como a doença do carrapato, que pode levar cachorros à morte. Isso porque cada gambá come cerca de 5 mil carrapatos em um período de dois a três meses.

A entidade lembrou ainda que, ao contrário do que acredita o senso comum, gambás são extremamente asseados e se limpam tanto quanto os gatos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cães abandonados sem comida são resgatados de sítio no interior de SP

Nove cachorros, sendo um adulto e oito filhotes, infestados de pulgas e carrapatos foram encontrados em situação de maus-tratos em Barra do Turvo (SP), na quinta-feira (26). Eles foram resgatados pela Polícia Civil e entregues a uma ONG.

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Em condições precárias de higiene e sem alimentação, os cães foram resgatados de um sítio. No local, havia ainda outro filhote, porém morto.

Ao notar a situação deplorável dos cães, os policiais compraram ração e mantimentos para eles. As informações são do portal G1.

O tutor dos cachorros foi autuado pelo crime de maus-tratos e assinou termo circunstanciado de ocorrência. Os animais foram levados para o Grupo de Proteção aos Animais do Vale do Ribeira e em breve serão doados.

Denúncias de maus-tratos a animais podem ser feitas pelo Disque Denúncia 197.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cães são resgatados após serem deixados sem água e comida em MG

Policiais civis da Delegacia Especializada de Investigação de Crimes contra a Fauna (DEICCF) encontraram 13 cachorros, sendo quatro adultos e nove filhotes, em situação de maus-tratos em uma casa no bairro Providência, em Belo Horizonte (MG).

(Foto: Polícia Civil/ divulgação)

Sem alimento e água e em um ambiente insalubre, repleto de mato, lixo, sujeira e objetos espalhados, os cachorros foram encontrados com infestação de pulgas e carrapatos, desnutrição e sinais de apatia e desânimo. As informações são do portal Estado de Minas.

A tutora dos cães afirmou que eles estavam sem água porque haviam derrubado a vasilha e que a ração tinha acabado na noite anterior. O comportamento dos animais, no entanto, demonstrou o contrário. Isso porque, ao receberem água e ração dos policiais, eles se desesperaram, tamanha era a fome e a sede que sentiam, e disputaram o que lhes foi oferecido.

Cinco dos 13 cachorros, que estavam mais debilitados, foram levados para o hospital veterinário do Centro Universitário de Belo Horizonte (UNIBH). Os filhotes já estão disponíveis para adoção, já os adultos serão doados após serem castrados.

Para adotar um dos animais é preciso entrar em contato com o Departamento Estadual de Investigação de Crimes contra o Meio Ambiente (Dema) pelo telefone (31) 3212-1356 ou pessoalmente, n rua Bernardo Guimarães, 1.571, Bairro de Lourdes, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cães desnutridos e repletos de carrapatos são resgatados no interior de SP

Dois cachorros desnutridos, desidratados e repletos de carrapatos foram resgatados em uma casa em Sete Barras, no interior do estado de São Paulo, na terça-feira (2).

Foto: Divulgação/GPA Vale do Ribeira

O caso foi denunciado à Polícia Militar Ambiental, que esteve na residência e resgatou os animais, encaminhando-os para o Grupo de Proteção aos Animais (GPA) do Vale do Ribeira. Os cães receberão os cuidados necessários e, quando estiverem recuperados, serão disponibilizados para adoção.

Após a polícia chegar no local, o tutor dos cães os entregou de maneira voluntária. Além dos problemas de saúde, um dos cachorros apresentava feridas pelo corpo. As informações são do G1.

Sigma e Zeta, como foram batizados, foram submetidos a exames de sangue tomaram soro para hidratar e foram internados em uma clínica em Registro. O macho tem um ano e a fêmea, seis meses.

Foto: Divulgação/GPA Vale do Ribeira

O GPA informou que, após diagnóstico veterinário e tratamento, os cachorros serão castrados, vacinados e vermifugados antes de serem colocados para adoção.

O Grupo de Proteção aos Animais mantém atualmente 250 animais, entre cães e gatos, todos encontrados de situações de vulnerabilidade. O abrigo do GPA está localizado em Registro. Interessados em colaborar financeiramente, com qualquer quantia, para ajudar a manter os animais ou em adotar um deles deve entrar em contato com os integrantes do grupo pelo telefone (13) 3821-8082.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Ativistas socorrem cães com sinais de maus-tratos e mais de 100 carrapatos

Ativistas da causa animal socorreram três cachorros com sinais de maus-tratos e mais de 100 carrapatos em Bariri (SP). Segundo as ativistas, um dos animais não sobreviveu, pois estava bastante debilitado.

Os animais foram retirados de uma residência no bairro Jardim Santa Rosa, no fim da tarde de sexta-feira (31), após denúncia e levados para uma clínica.

Foto: Arquivo Pessoal

Segundo a presidente da associação Focinho Carente, Letícia Fanton Cantazini, que participou da ação, todos os animais apresentavam sinais de maus-tratos.

“Em cada um dos cachorros tinham mais de 100 carrapatos. O veterinário deu uma injeção com medicação, porque não tinha condições de retirar manualmente, eram muitos. Também estavam com sinais de desnutrição e muita sede”, conta.

Letícia contou ao G1 que ainda encontrou outros dois filhotes mortos no quintal e que entrou na residência com a ajuda da Polícia Militar. Os tutores dos animais negaram que os animais sofriam maus-tratos. No local, não foi encontrado bebedouro de água, nem vasilha com comida, informou a ativista.

Foto: Arquivo Pessoal

As duas cadelas receberam atendimento veterinário e foram levadas para um espaço onde funciona a sede da associação.

“Como fizemos o transporte no carro, depois tinha carrapato até no teto do veículo, nunca tinha visto tantos assim. O pior é que todo dia estamos recebendo denúncia de maus-tratos, aumentou muito o número de casos”, comenta.

Foto: Arquivo Pessoal

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. Doe agora.


 

​Read More
Notícias

Cão resgatado pela polícia infestado de carrapatos ganha novo lar em Lins (SP)

O cão que foi encontrado pela polícia infestado de carrapatos foi adotado uma semana após ser resgatado e já se adapta ao novo lar. O antigo tutor foi indiciado por maus-tratos e multado em R$ 3 mil.

No último dia 7 de dezembro, a polícia foi até a casa onde o cachorro, da raça pit bull, vivia e o encontrou em um estado classificado por veterinários como “deplorável”.

Foto: Arquivo Pessoal

Segundo relato dos médicos veterinários que receberam o animal, ele praticamente já não andava e chegou à clínica muito debilitado e anêmico. Além disso, tinha uma severa infestação de carrapatos.

Após passar pela clínica para dar início ao tratamento, o animal foi encaminhado à ONG Refúgio Pet. Lá encontrou um novo lar, graças à Vilma Maria Corrêa.

Vilma, que trabalha como autônoma, o viu em uma postagem no Facebook e logo entrou em contato com a ONG para adotar o cachorro, que recebeu o nome de Romeu.

“Foi amor à primeira vista. Eu perdi minha cachorra recentemente, que eu também havia resgatado de maus-tratos, e ele me lembrou muito ela”, conta.

Vilma contou, em entrevista ao G1, que a recuperação está indo muito bem. “Ele já engordou bastante e os pelos já estão voltando. Está comendo e saindo para passear todos os dias. Ele adora”, conta.

Como é vítima de maus-tratos, Romeu ainda tem algumas dificuldades na adaptação à nova família. “Ele ainda não consegue ficar sozinho, está muito carente. E também não se dá muito com outros cachorros”, explica Vilma.

Por isso, está ficando na casa de um amigo de família, já que Vilma tem outros dois cães. “A ONG nos aconselhou a fazer a adaptação aos poucos, por isso, estamos mantendo-o separado por enquanto”, diz.

Segundo a mulher, Romeu levou felicidade para a nova família e, em troca, ganhou tudo aquilo que nunca teve: amor, carinho e cuidado. “Ele é demais. Super dócil e um amor de cachorro! Estamos muito felizes aqui em casa”, relata Vilma.

Denúncia

O delegado João Pandolfi, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Lins, explicou que o caso teve início porque o próprio tutor do animal procurou a polícia para registrar um boletim de ocorrência por ameaça e difamação.

Foto: Espaço Vet/Divulgação

O motivo das ameaças seria uma postagem que viralizou nas redes sociais denunciado a situação do animal. O delegado decidiu ver o cão e, diante do que encontrou, o autuou por maus-tratos e abuso contra animais.

O crime de maus-tratos prevê pena de detenção de três meses a um ano, mas o homem vai responder ao processo em liberdade. A postagem que denunciou o caso já foi retirada do ar.

Tratamento

Segundo os veterinários Thaysa Weiler Vanuchi e William Ribeiro Fernandes, responsáveis pelo tratamento, o pit bull passou por exames de sangue que diagnosticaram a doença do carrapato e também anemia. Ele foi medicado com um remédio que vai matar os parasitas que ainda estão no seu corpo. E, agora continua o tratamento por mais 30 dias em casa.

Segundo Thaysa Weiler, o animal se alimentou bem e também bebeu bastante água, o que é considerado pelos profissionais como um bom sinal. Ele também recebeu doses de vitaminas e já engordou cerca de três quilos.

Os veterinários explicam que a doença do carrapato é uma infecção bacteriana que tem tratamento e possui cura em vários casos. O cão também fez o exame da leishmaniose, mas esse resultado é mais demorado e ainda não ficou pronto.

Fonte: G1

​Read More