Você é o Repórter

Ajuda para salvar os cães da morte em canil de Ribeirão Preto (SP)

Por Darcy Vera
darcyvera@darcyvera.com.br

Perigoso e Erasmo Carlos (Foto: Reprodução)
Perigoso e Erasmo Carlos (Foto: Reprodução)

Dois cães chamados Perigoso e Erasmos Carlos poderão ser assassinados pelo CCZ de Ribeirão Preto e precisam de ajuda. Precisam de um local adequado para viverem e de carinho.

Os animais não podem pagar pela total falta de estrutura (em todas as sua áreas) do CCZ de Ribeirão Preto. Os dois cães em questão estão respectivamente há 10 e 8 meses no CCZ, em canis muito, muito pequenos e inadequados para cães de grande porte e até mesmo para pequenos.

São cães com históricos de uma vida sofrida e necessidade de compreensão, entendimento. Como podem ter uma chance de recuperação se passam a vida isolados? Para adoção ou informações sobre os cães, entrar em contato.

Contato: Darcy darcyvera@darcyvera.com.br

​Read More
Notícias

CCZ de Ribeirão Preto (SP) possui cães e gatos para serem adotados

O número de cães e gatos atualmente no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Ribeirão Preto caiu se comparado aos meses de junho e julho. Além das adoções feitas durante a semana, que são maioria, oito animais foram doados na feira de adoção realizada no último sábado (6). Somado a isso, a ONG Cãopaixão doou mais dez animais do CCZ em evento promovido no centro da cidade no mês passado.

Confira galeria de fotos dos animais no Centro de Controle de Zoonoses.

Mesmo assim, o local ainda possui vários cães e gatos prontos para adoção – ou seja, castrados, vacinados e vermifugados. Há também aqueles que estão no canil reservado porque ainda estão em observação ou tratamento, mas que podem ser visitados pelos interessados em adotá-los.

Foto: Reprodução/ EPTV

“Adote o Bobby”

“Adote o Bobby” é o nome da campanha feita pelo CCZ. Se por um lado o órgão está conseguindo doar muitos animais, por outro há cães que estão lá há meses.

O cãozinho Bobby não tem um olho e está no abrigo há quatro meses. Segundo a chefe da divisão, Eliana Colucci, ele foi atropelado e o globo ocular teve de ser removido. “Fizemos duas cirurgias nele. Uma para retirar o globo ocular e outra para as pálpebras. Por causa dessa deficiência, ninguém o quer e estamos fazendo campanha para que ele seja adotado”.

A cadela Paçoca é outro exemplo – está lá desde outubro do ano passado. Apesar de não possuir nenhuma deficiência física ou problemas de comportamento, está sendo difícil doá-la pelo seu porte muito grande.

Para adotar, o interessado pode comparecer à sede do Centro de Controle de Zoonoses, na Avenida Eduardo Andréa Matarazzo, 4255, de segunda à sexta, das 7h às 17h. É preciso levar cópia do CPF, RG, comprovante de residência e assinar um termo de guarda responsável.

Fonte: EPTV

​Read More
Notícias

Ribeirão Preto (SP) tem duas feiras de adoção de animais neste sábado

Duas feiras de adoção serão realizadas neste sábado (18), em Ribeirão Preto (SP). Uma delas é a da Associação Vida Animal (AVA), com 50 filhotes de cães e gatos, na avenida Nove de Julho, 1.209, das 9h às 17h. A outra será promovida pelo Ministério Público e pela ONG Cãopaixão com 30 animais do Centro de Controle de Zoonoses  (CCZ) da cidade, na esplanada do Theatro Pedro II, das 9h às 15h.

Segundo a presidente AVA, Maria Cristina Dias, todos os filhotes são vermifugados e com a primeira dose da vacina, além de estarem cadastrados para a castração gratuita feita pela associação. A Cãopaixão conta que os animais do CCZ também são vacinados, vermifugados e os adultos já castrados.

Na feira da AVA, além do filhote, os novos tutores levarão para a casa um kit, contendo ração, vasilhas, placa de identificação e guia sobre a guarda responsável.

O Centro de Controle de Zoonoses realiza feiras todo primeiro sábado do mês e os animais podem ser visitados e adotados durante a semana. Quem estiver interessado, pode ir até à sede do CCZ, na avenida Eduardo Andréa Matarazzo, 4.255, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. É preciso levar cópia do RG, CPF e comprovante de residêncoa.

Fonte: EP Ribeirão

​Read More
Notícias

Número de animais abandonados causa superlotação no CCZ de Ribeirão Preto (SP)

Abandono é crime previsto em lei federal

O crescente número de cães e gatos abandonados em Ribeirão Preto (SP) preocupa o poder público e ONGs destinadas a proteção animal. Apesar de iniciativas, como a realização de feiras de adoção, para diminuir a superlotação nos canis e gatis do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), o resultado não tem sido positivo.

Constantemente, a unidade atende um número próximo de sua capacidade máxima de 100 animais. A Zoonoses dispõe de oito canis coletivos, com capacidade para abrigar cinco cães cada, e 30 canis individuais, além de quatro gatis coletivos, também com capacidade para cinco gatos, e 14 gatis individuais.

Durante a feira realizada em 30 de abril foram doados apenas 12 animais, sendo sete filhotes de cães, quatro cachorros adultos e um filhote de gato. Ao todo, continuam disponíveis para adoção 75 cães e 16 gatos.

De acordo com a chefe da Divisão de Controle de Zoonoses, Eliana Collucci, a situação pode se complicar ainda mais, já que o local tem recebido animais perigosos capturados pelo Corpo de Bombeiros e que devem ser isolados. Já são oito pit bulls que foram levados pelos bombeiros.

“Quando a corporação detecta que o animal apresenta perigo ao tutor, imediatamente encaminha para a Zoonoses. O critério de avaliação deles é diferente do nosso. Vai chegar um ponto em que vamos ter que recusar esses animais trazidos pelos bombeiros”, disse. Para se chegar a uma solução, segundo Eliana, foi encaminhado um ofício para o secretário da Saúde solicitando uma reunião com o Corpo de Bombeiros.

Outro aspecto que preocupa é o abandono de ninhadas de filhotes em frente ao CCZ. “As pessoas deixam muitos filhotes aqui na porta da Zoonoses e não temos como recusar”. Para isso, está em processo de licitação a instalação de câmeras de monitoramento no local.

Para a presidente da ONG Associação Vida Animal (AVA), Maria Cristina Dias, existem três fatores que contribuem para esse crescimento populacional desordenado de animais em Ribeirão Preto. “Faltou o município ter uma campanha efetiva de castração em anos anteriores, responsabilidade dos tutores – a conhecida “tutela responsável” – e o comércio indiscriminado de animais”, explica.

A avaliação feita pela presidente da ONG Cãopaixão, Ana Cláudia Garcia Vicente, é a mesma. A situação da cidade é crítica. “A solução está sem dúvida na castração em massa de animais de rua e em feiras de adoção. O poder público tem que realizar campanhas com maior número de castrações.”

A representante da ONG Murilo Pretinho, Flávia Fernanda Frederico, acredita que outros fatores têm que ser levados em consideração, como a conscientização de que os animais são como os seres humanos e que para combater a impunidade é preciso denunciar. “Temos uma delegacia especializada em Ribeirão. É preciso que a comunidade perca o medo de denunciar.”

Delegacia

Criada em 25 de outubro de 2010, a Delegacia de Proteção de Animais funciona na Rua Goiás, 656, nos Campos Elíseos. O local recebe denúncias de pessoas que infringem o artigo 32 da Lei n.º 9.605, que protege os animais de atos de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, sob pena do infrator sofrer detenção de três meses a um ano, inclusive multa.

São considerados maus-tratos, entre outras coisas, abandonar, espancar, envenenar, não dar comida diariamente, manter animais domésticos presos em corrente, local sujo ou pequeno demais.

Eventos

Neste sábado (7), o CCZ realiza mais uma feira de adoção na sede do local, que fica na Avenida Eduardo Andréa Matarazzo. A feira acontece das 9h às 15h. Todos os animais estão vermifugados, vacinados e alguns castrados. Os interessados em adotar um animal podem agendar uma visita na Zoonoses pelo telefone (16) 3628-2015. O local funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

Já a ONG Cãopaixão realiza um bazar beneficente do Dia das Mães, das 9 às 17h, na Avenida Presidente Vargas. Todo dinheiro arrecadado será revertido para os animais acolhidos pela entidade.

Serviço

Feira de adoção do CCZ

Local: Avenida Eduardo Andréa Matarazzo, 4255, Marincek – Ribeirão Preto

Data: 7 de maio (sábado)

Horário: 9h às 15h

Informações: (16) 3628-2015

Bazar ONG Cãopaixão

Local: Avenida Presidente Vargas, 1710 – Ribeirão Preto

Data: 7 de maio (sábado)

Horário: 9h às 17h

Informações: site da Cãopaixão

Fonte: EPTV

​Read More
Notícias

ONG Cãopaixão realiza feira de adoção de animais, em Ribeirão Preto (SP)

Evento reúne cerca de 30 cães e gatos na avenida Presidente Vargas

A ONG Cãopaixão realiza, neste sábado (15), uma feira de adoção de animais, das 9h às 17h, em Ribeirão Preto, no interior de SP. É o primeiro evento oficial do ano promovido pela entidade.

A feira será no estacionamento do Banco do Brasil, no cruzamento das avenidas Presidente Vargas e João Fiusa. Cerca de 30 animais, entre cães e gatos, podem ser adotados, segundo Taís Oliveira, voluntária da ONG. Todos os animais estão castrados, vermífugados e vacinados, além de terem sido criados em ambiente familiar.

Para a adoção, é preciso apresentar RG, informar endereço, telefone e dar uma contribuição de R$ 30 para manter os serviços prestados pela ONG aos outros animais. Mais informações podem ser obtidas pelo site da entidade.

Serviço:

Feira de adoção da ONG Cãopaixão
Data: 15 de janeiro
Local: estacionamento do Banco do Brasil (avenida Pres. Vargas/João Fiusa)
Horário: das 9h às 17h

Fonte: EPTV

​Read More