Notícias

Prefeitura de Belo Horizonte (MG) busca fim da exploração animal em carroças

Cavalo está sendo usado para puxar carroça em Belo Horizonte, Minas Gerais.
Defensores dos animais condenam maus-tratos contra cavalos usados em carroças (Foto: O Tempo)

Após anos de luta dos defensores da causa animal, finalmente a Prefeitura de Belo Horizonte, em Minas Gerais, irá cadastrar e regulamentar a partir de agosto deste ano, todos os cidadãos que atuam como carroceiros na cidade, além de acabar com os veículos de tração animal.

A conquista tem como objetivo motorizar os veículos, substituindo os cavalos por máquinas para conseguir proteger os animais dos maus-tratos cometidos pelos tutores. A medida foi apresentada nesta quarta-feira (10) ao Ministério Público de Minas (MPMG).

“Esse problema das carroças é seríssimo, os animais sofrem muito. Temos tentado desenvolver um projeto de uma moto com uma caminhonete, que a gente chama de cavalo de aço, para substituir os animais”, afirmou o secretário municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck, ao portal O Tempo.

Existe uma lei em Belo Horizonte, sancionada em 2011, que trata dos veículos de tração animal. O texto foi regulamentado em 2016, determinando que deve haver o cadastro dos carroceiros, fiscalização e garantia de boas condições aos animais, como por exemplo, a soma do peso da carroça, da carga e da pessoa que conduz não pode exceder o peso de 550 kg e o cavalo não pode ser utilizado na tração da carroça por mais de oito horas por dia, tendo direito a intervalos.

Contudo, as medidas de fiscalização e cadastro não obtiveram resultados na prática. “Se formos olhar as leis, estamos muito bem, o que falta agora é a aplicação”, disse o coordenador de Defesa dos Animais da secretaria, Jean Cloude, ao portal O Tempo.

Proposta

A pretensão é que a Prefeitura de Belo Horizonte cadastre cada carroça que circula no município fazendo com que sigam as regras estabelecidas por lei. Além disso, os cavalos devem ter um chip e o tutores deverão fazer cursos sobre leis de trânsito, para que não coloquem a vida do animal e dos transeuntes em risco.

“O cadastramento é importante, porque hoje se o carroceiro quiser matar o cavalo dele a facadas, que é o que acontece, ou abandonar, não tenho como ligar o cavalo ao carroceiro. Então, a partir de agosto, se aquele animal for abandonado, mutilado ou estiver passando fome, o carroceiro perderá a licença”, explica Cloude. De acordo com o coordenador, existe entre 4 mil e 8 mil carroças circulando na cidade.

A meta é que todas as medidas sejam seguidas na prática até agosto do ano que vem para, então, começar a substituição de animais pelas máquinas. “Temos uma ideia de tração motora que tenha força igual ou maior que o cavalo teria, mas que não tenha muita velocidade para não atrapalhar o trânsito.”, garantiu o coordenador. A ação será financiada pelo poder público e pela iniciativa privada.

Por Sophia Portes | Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

​Read More
Notícias

Animais tutelados por famílias retiradas de comunidade serão cadastrados

Reunião nessa sexta (20): Silvia de Deus, Luiz Pires, Mayra Fernandes, Vanessa Ramos e Thaís Viotto | Foto: Divulgação

Para discutir o destino dos animais domésticos das famílias de comunidades que serão transferidas para apartamentos do Minha Casa Minha Vida, representantes da Prefeitura de Bauru (SP), do programa habitacional e do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (Comupda) se reuniram, nessa sexta-feira (20).

O temor é de que, com as mudanças, os animais sejam deixados para trás e abandonados nas ruas de Bauru. Há ainda uma possibilidade de que pessoas resistam em deixar os locais justamente por conta dos seus cães e gatos.

Cerca de 151 famílias que moram em áreas de risco na cidade fazem parte da demanda dirigida da Secretaria do Bem -Estar Social (Sebes) e deverão ser contempladas com o programa federal. O mutirão da mudança deve ser iniciado já nesta próxima semana e pode se estender até fevereiro.

Cadastro

Para evitar que situação fuja do controle, a prefeitura e o Comupda iniciarão o cadastro dos animais que, hoje, estão sob tutela dessas famílias, para saber qual a demanda existente.

O grupo voltará a se encontrar na próxima semana para definir ações pontuais até a transferência das comunidades. Eles também procederão com esclarecimentos sobre a guarda responsável, castração e demais orientações sanitárias.

A prefeitura diz que quer encontrar a melhor maneira para garantir que os animais em questão tenham um destino com segurança e bem-estar.

Participaram do encontro nessa sexta-feira (20), no Gabinete do Prefeito, Luiz Pires – do núcleo gestor do governo Gazzetta -, Silvia de Deus e Vanessa Ramos, do MCMV; Mayra Fernandes, titular da Semma e Thaís Viotto, presidente do Comupda.

A Secretaria da Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CZZ), e a Sebes também estão incluída nas ações.

Fonte: JC Net

​Read More
Notícias

Município inicia cadastro para programa de doação de ração para animais

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O município de Pontal do Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Recursos Naturais (SMRN), realizará a partir de hoje, 15 de junho, a doação de ração para os animais cujo tutor não tenha condições de comprar o alimento para seu cão.

Através de uma parceria com uma empresa de Curitiba, que doará 600 kg de ração por mês ao município de Pontal do Paraná, a SMRN, fará a distribuição da ração para as pessoas cadastradas no programa.

O objetivo deste programa é auxiliar as inúmeras famílias e ONG´s de Pontal do Paraná, que muitas vezes não possuem recursos para manter os animais.

“Sabemos que muitas famílias de Pontal do Paraná possuem animais de estimação, e também temos em nosso município as ONG´s que acolhem os cachorros abandonados, e nem sempre eles dispõe de dinheiro para comprar ração”, conta o diretor geral da SMRN, Jean Darling Padilha dos Santos.

Para ter direito a receber gratuitamente a ração é necessário que o munícipe faça seu cadastrado na SMRN, apresentando: RG, CPF, comprovante de endereço, cópia do cadastro na Ação Social do município, ou cópia da carteirinha do bolsa família. Após o cadastro será definido a quantidade de ração que cada munícipe poderá retirar. Isso será feito com base no número de cachorros por família.

A ração será retirada no almoxarifado do prédio da Prefeitura de Pontal do Paraná, somente as quartas e quintas-feiras. A SMRN também pede que cada família leve o recipiente para retirada da ração.

Fonte: Pontal do Paraná

​Read More
Notícias

Cadastro para a castração de cães e gatos está disponível

Outras prefeituras também realizam mutirões de castração (Foto: Divulgação/Prefeitura de Santos)
Outras prefeituras também realizam mutirões de
castração (Foto: Divulgação/Prefeitura de Santos)

A Prefeitura de Guarujá, no litoral de São Paulo, abriu nesta terça-feira (28) o cadastro para tutores de cães e gatos (machos e fêmeas) que pretendem castrar seus animais. Os atendimentos começarão em novembro.

Para a castração, os animais devem ter entre três meses e oito anos, e estar com o comprovante de vacinação antirrábica em dia (inferior a um ano) e o comprovante da colocação de microchip, que permite a identificação dos bichos caso eles se percam e sejam encontrados.

No ato do cadastro, os tutores deverão apresentar RG, CPF, comprovante de residência atual (no máximo dois meses) e número de telefone. A inscrição pode ser realizada no Centro de Controle de Zoonoses, que fica na Rua Professora Maria Lidia Rego Lima, 301, no bairro Jardim Conceiçãozinha. O atendimento ocorre das 8h30 às 12h, por ordem de chegada. Serão entregues 150 senhas a cada dia.

Fonte: G1

 

 

​Read More
Notícias

Acadêmicos cadastram animais em Itaboraí (RJ)

Por Priscilla Poubel ( em colaboração para a ANDA)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Como parte das comemorações do Dia Mundial dos Animais, estudantes do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Anhanguera de Niterói (UNIAN), unidade Itaboraí, realizam, hoje, 28, o projeto ‘Dia de Campo sobre Extensão Rural’. Uma iniciativa acadêmica interdisciplinar que envolve os alunos das disciplinas de Extensão Rural, Clínica Médica de Animais de Companhia II e Estágio Supervisionado.

A atividade visa realizar um levantamento dos animais provenientes da comunidade do entorno da unidade para castração, bem como, vermifugação, vacinação, acompanhamento das condições de vida, nutrição e riscos de zoonoses.

“Essa é uma excelente oportunidade para a comunidade de cuidar e prevenir os seus animais domésticos. Além disso, os animais cadastrados no programa de castração poderão ter acesso à cirurgia gratuitamente, sendo realizada pelos estudantes, supervisionados pelos professores, no próprio hospital veterinário da instituição”, explica a professora Rita Aurnheimer, coordenadora do curso.

Os interessados em obter orientações de como cuidar dos animais poderão comparecer de 9h às 13h, no Hospital localizado na Estrada Cabuçu, s/n, Caluge, Itaboraí. A ação conta ainda com a parceria da Quallitas, Purina, Prac-Tic, Dinare, Biovet, Novartis e Ecovet.

​Read More
Notícias

Cadastro para castrações supera mil animais inscritos em Canoas (RS)

Foto: Paulo Vinhas/PMC
Foto: Paulo Vinhas/PMC

Em duas semanas, nas cinco subprefeituras de Canoas, 1.149 cães e gatos foram inscritos no Programa de Castração da Coordenadoria de Bem-Estar Animal. Destes, 472 animais são do Guajuviras, o bairro com maior procura pelo serviço. As inscrições têm validade para castrações a partir de fevereiro de 2015.

Até o final do anos, os 1.500 animais inscritos em fevereiro deste ano passarão pelo procedimento. Por isso, já cadastrou mais de três mil cães desde maio. A meta são 12 mil castrações até 2016. Informações pelo telefone (51) 3427-1169.

Fonte: Diário de Canoas

 

​Read More
Notícias

Guarujá (SP) abre inscrições para castração de animais

A Secretaria de Saúde de Guarujá abriu cadastro para castração de animais no Centro de Controle de Zoonose (CCZ). As inscrições prosseguem até o dia 14 de novembro. Diariamente, a unidade distribui 100 senhas, a partir das 12h.

O cadastro é aberto aos munícipes que desejam esterilizar cães e gatos entre 03 meses até 08 anos de idade. Os responsáveis pelos animais devem comparecer ao CCZ munidos de RG, CPF, comprovante de residência. Também é necessário apresentar e carteira de vacinação do animal em dia.

Quem ainda não levou seu animal para vacinar, também pode procurar o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), de segunda a sexta-feira, das 14h às 17hs, não é necessário agendar.

O Centro de Controle de Zoonose fica na Rua Professora Maria Lidia Rego Lima, 301, no Jardim Conceiçãozinha. Outros esclarecimentos podem ser obtidos pelo telefone (13) 3387-7197.

Fonte: Diário do Litoral

​Read More
Notícias

Nova espécie de perereca é descoberta em MG

Foto: Divulgação

Uma nova espécie de perereca que só existe no Pico do Itambé, na Serra do Espinhaço (norte de Minas Gerais) está sendo descrita pela pesquisadora Izabela Barata, da ONG Instituto Biotrópicos.

Trata-se de um animal minúsculo, que não chega a ter mais de 2 centímetros de comprimento. “No começo, chegamos a achar que os animais que vimos eram jovens, mas então observamos que eram adultos”, explica Izabela.

Foi numa reunião do Plano de Ação Nacional das Espécies de Anfíbios e Répteis da Serra Espinhaço, em setembro, com presença dos especialistas na região, que se concluiu que se tratava mesmo de uma espécie ainda não descrita.

Bromélia

Essa perereca vive apenas dentro de um tipo específico de bromélia encontrada no Pico do Itambé, a partir de 1.900 metros de altitude. Como é uma região relativamente seca, é na bromélia que o anfíbio encontra a água que precisa para viver e se reproduzir.

Seus hábitos alimentares ainda não puderam ser observados, mas a pesquisadora acredita que, assim como outros animais semelhantes, ele se alimente de invertebrados que vivem na mesma planta.

Foto: Divulgação

Seu habitat é tão restrito que a perereca já será cadastrada como uma espécie ameaçada de extinção. “Os ambientes de altitude serão os mais afetados pelas mudanças climáticas”, diz Izabela. A presença humana, como de coletores de bromélias, também pode ameaçá-la.

De acordo com a pesquisadora, o processo de descrever o animal para que seja oficialmente catalogado como uma nova espécie ainda demora entre um e dois anos, e inclui uma análise de DNA para identificar com quais outras variedades eles mais se parece.

Fonte: EPTV

​Read More
Notícias

Site e microchips ajudam no controle e guarda responsável de animais

Para melhorar a condição de vida da fauna da cidade, controlar a população de animais e estimular a guarda responsável, a prefeitura criou em 2009 a Rede de Defesa e Proteção Animal. Através de um site (www.protecaoanimal.curitiba.pr.gov.br) é possível cadastrar cães e gatos, informando dados como idade, raça, nome e endereço do responsável. O processo é fácil.

Além da rede, a prefeitura também promove uma campanha de microchipagem de animais domésticos. O microchip e a aplicação são fornecidos gratuitamente pela prefeitura nas feiras do Amigo Bicho. Nas clínicas veterinárias conveniadas com a Prefeitura, o valor do microchip é R$ 9. No comércio convencional, varia de R$ 50 a R$ 80.

Grão de arroz

O microchip é do tamanho de um grão de arroz e aplicado sob a pele do animal. Ele é composto de material compatível com organismo do animal e, por ser muito resistente, fica por toda vida.

O aparelho contém um número, que é cadastrado num sistema no computador. Quando o animal se perder e outra pessoa encontrar, basta passar uma leitora de código de barras no animal para ler o número que corresponde ao tutor.

Fonte: Paraná Online

​Read More
Notícias

Itatiba (SP) inicia campanha para controle de população de cães e gatos

O Programa Saúde Animal da Prefeitura de Itatiba e o Abrigo Pitukinha recebem de hoje até o dia 10 de janeiro as inscrições para o Terceiro Mutirão de Castração de Animais.

Serão atendidos gratuitamente cães e gatos dos bairros San Francisco, Parque da Colina 1 e 2, Jardim Galetto e Pedro Fumachi. Objetivo do mutirão é controlar a natalidade de animais nas ruas da cidade e incentivar a guarda responsável.

A assessoria de imprensa da prefeitura lembra que só podem participar do mutirão animais cadastrados. As inscrições devem ser feitas no PSF (Programa Saúde da Família) do San Francisco. Os animais que foram cadastrados no início de 2010 não precisam fazer nova inscrição.

Os procedimentos cirúrgicos acontecerão nos dias 18, 19 e 20 de janeiro na Escola Municipal Professora Inês Prado Zamboni. A partir do dia 10, os tutores de animais que fizeram cadastro receberão explicações gerais sobre o horário da castração.

Fonte: Todo Dia

​Read More
Notícias

ONG de Natal (RN) inicia cadastro de veterinários para ajudar os animais

A ONG Nossos Bichos iniciou um movimento para cadastrar clínicas e médicos veterinários que queiram ajudar os animais sem tutores.

A ONG entende como é delicado trabalhar dessa maneira, já que muitas pessoas acabam querendo tirar proveito da boa vontade do médico e do trabalho em parceria com protetores independentes.

Assim, a entidade Nossos Bichos propõe diferentes maneiras para o veterinário amigo ajudar e também está aberta a outras propostas de ajuda, desde que os animais sempre saiam ganhando. É o que importa!

A ajuda pode ser de várias formas, como: facilitação do pagamento do tratamento dos animais; descontos em consultas e exames; doação de mão de obra; doação de diárias (ou desconto) em internações.

Mais informações sobre esse ato de solidariedade podem ser obtidas no endereço: www.nossosbichos.org/veterinarioamigo.php.

Fonte: Tribuna do Norte 

​Read More