Notícias

Cadela cega presa em cano vive reencontro emocionante com tutora após resgate

CBS 3

Trixie viveu momentos difíceis após sair do quintal de sua casa e se perder. Para a família da cadela, também não foi fácil conviver com a angústia gerada pela falta de notícias sobre o paradeiro do animal. O desespero, no entanto, deu lugar à felicidade quando Trixie foi encontrada e voltou para casa.

Presa em um cano de uma obra realizada por uma construtora nos Estados Unidos, a cadela estava assustada e suja quando foi localizada. Cega, quase surda, e com 15 anos de idade, ela sofreu bastante após desaparecer. Mas o sofrimento chegou ao fim no momento do resgate e a cadela não só ficou feliz ao voltar para os braços de sua tutora, como demonstrou gratidão ao homem que a resgatou. Deitada em seu colo, Trixie se acalmou.

Após o desaparecimento da cadela, Kathie Iannuzzi iniciou buscas em todos os locais próximos a sua casa, mas não encontrou sua companheira de quatro patas, que havia escapado pela cerca do quintal e entrado dentro de um tubo de drenagem de 15 polegadas.

Idosa, com certa dificuldade de locomoção, cegueira e problemas de audição, Trixie poderia ter sido condenada à morte pelo acidente, não fossem as pessoas que ouviram o seu choro angustiado. O pedido de socorro da cadela foi atendido pela MOR Construction, empresa responsável pela obra que rapidamente enviou uma equipe ao local com ferramentas úteis para o resgate.

CBS 3

Preocupados com o estado de saúde da cadela, os funcionários da construtora foram ágeis. Eles sabiam que não poderiam perder tempo e usaram um equipamento com uma câmera robótica acoplada para identificar com exatidão o local em que Trixie estava presa dentro do cano.

Após encontrar o ponto exato em a cadela estava, a equipe iniciou as escavações e fez um corte no cano para salvá-la. O operador de câmera Bob Market contou à emissora de televisão CBS 3 que a cadela demonstrava estar brava no início do resgate, mas que logo se acalmou. “Assim que coloquei as mãos sobre ela e a puxei para fora, ela se derreteu no meu colo”, disse.

No local do acidente, Kathie esperava ansiosa pela cadela, recebida por ela imediatamente após o resgate. Ainda suja e assustada, Trixie ganhou o abraço reconfortante de sua tutora, que chorou ao reencontrar sua companheira.

Apesar do acidente, a cadela passa bem e se recupera em seu lar. O buraco pelo qual ela teve acesso ao cano foi fechado para que acidentes do tipo não voltem a acontecer.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Presos em buraco há dois dias, filhotes de gato são resgatados em MG

Foto: Corpo de Bombeiros MG / divulgação

Dois filhotes de gato foram resgatados na tarde da última quinta-feira (21) em Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais, após ficarem presos em um buraco.

Os animais passaram dois dias no local, sem água e sem alimentação. O buraco onde os filhotes foram encontrados fica rente a um muro na Avenida Bernarda Silvestre, no bairro Rio Branco, na Região de Venda Nova.

A vida dos filhotes foi salva graças à atitude de uma testemunha, que acionou o Corpo de Bombeiros após perceber que os animais precisavam de ajuda.

Assustados e com medo, os filhotes se esconderam no ponto mais fundo e afastado do buraco. Além disso, segundo o G1, o resgate também foi dificultado por arbustos espinhos presentes no local.

Apesar das dificuldades, os filhotes foram resgatados em segurança. Sem qualquer tipo de ferimento, eles foram entregues à mulher que acionou o resgate.

Foto: Corpo de Bombeiros MG / divulgação

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cavalo é resgatado após cair em buraco de cerca de 3 metros de profundidade

Divulgação/Corpo de Bombeiros

Um cavalo foi resgatado após cair em um buraco de aproximadamente três metros de profundidade em Minas Gerais. O acidente aconteceu em uma chácara às margens da MG-427.

O resgate foi realizado pelo Corpo de Bombeiros. Para retirar o animal do buraco, técnicas de imobilização e içamento precisaram ser usadas.

Recorrente na região, o acidente requer que o bombeiro desça no buraco, lace os membros do animal e sua cabeça para que ele possa ser içado em segurança. As informações são do portal JM Online.

Um tripé, tracionado com o guincho elétrico do para-choque da viatura dos bombeiros, também foi usado no resgate.

Apesar da queda, o cavalo não sofreu ferimentos e caminhou por conta própria, sem dificuldades, após ser retirado do buraco.

Em casos como este, o Corpo de Bombeiros pede que as pessoas “não se aventurem a realizar estes resgates, pois há risco para todos, inclusive para o animal. O adequado é isolar a área e ligar para o 193”.

Divulgação/Corpo de Bombeiros

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cachorro é resgatado após cair em buraco de cinco metros no RJ

Apesar da queda que sofreu, o animal foi resgatado sem ferimentos


Um cachorro caiu em um buraco de aproximadamente 5 metros de profundidade neste domingo (01) em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro.

Foto: Divulgação /15º GBM

O Corpo de Bombeiros do 15ºGBM foi acionado pelo tutor do cão e fez o resgate. O caso aconteceu por volta do meio-dia no bairro Caxambu.

Cinco militares participaram da ação. Para salvar o cachorro, eles precisaram usar uma corda e material de rapel. O animal foi amarrado e içado.

Após o resgate, o cão foi entregue ao seu tutor. Apesar do acidente, ele não sofreu nenhum tipo de ferimento.

Foto: Divulgação /15º GBM

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cadela e filhote são resgatados após se protegerem da neve em buraco

O buraco foi feito pela mãe dos filhotes na intenção de proteger os bebês e a si mesma por conta das baixas temperaturas


Uma cadela e seis filhotes foram resgatados em Minnesota, nos Estados Unidos, após se protegerem da neve em um buraco. Os animais foram levados para o abrigo de uma ONG.

Foto: Facebook / Red Lake Rosie’s Rescue

O buraco foi feito pela cadela, por conta do frio, na intenção de proteger os filhotes e a si mesma.

Através das redes sociais, a ONG Red Lake Rosie’s Rescue explicou que os animais foram resgatados após uma família avistá-los e levá-los para o abrigo da entidade.

Os cães chegaram famintos à sede da instituição. Com cerca de três semanas de vida, os filhotes não estavam se alimentando porque a mãe não tinha leite para oferecer a eles.

Foto: Facebook / Red Lake Rosie’s Rescue

“Depois de alguns dias em um lar quente e boa comida, Snowbelle começou a produzir muito leite para os bebês”, afirmou a entidade no Facebook. Posteriormente, a cadela foi rebatizada como Asha.

Os cães foram levados para um lar temporário e disponibilizados para adoção. Cinco filhotes já encontraram adotantes. Apenas Barry não foi adotado ainda. A mãe, segundo a entidade, tem dois anos de idade e é “um pouco tímida”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cachorro é resgatado após cair em fossa de três metros de profundidade em Goiás

O animal foi resgatado após chamar a atenção dos moradores da região com seus latidos incessantes


Um cachorro caiu dentro de uma fossa de três metros de profundidade no domingo (23) em Rio Verde (GO) e foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros.

O tenente Sebastião Gomes da Silva Júnior informou ao G1 que moradores acionaram a corporação após o cachorro latir por horas e chamar a atenção deles.

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Técnicas de salvamento com uso de cordas foram usadas pelos bombeiros para retirar o animal da fossa. O trabalho dos militares para salvar o cachorro levou apenas sete minutos.

Apesar do acidente, a queda no buraco não levou o animal a sofrer nenhum ferimento. O Corpo de Bombeiros orienta a população a manter cisternas e poços fechados com tampas para que casos similares não ocorram.

Na última semana, outros três cachorros foram resgatados após caírem em poços sem tampa em Rio Verde.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Bezerra é resgatada após cair em fossa em Igarapé (MG)

Exausta e debilitada, a bezerra foi retirada da fossa com o auxílio de um trator


Uma bezerra caiu em uma fossa desativada nesta segunda-feira (17) na cidade de Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Como o animal não conseguiria sair sozinho do buraco, o Corpo de Bombeiros foi acionado e enviou uma equipe ao local do acidente.

Para conseguir salvar a vida da bezerra, os militares informaram ao G1 que precisaram utilizar um trator. Com a ajuda do veículo, o animal foi retirado do buraco, que tem cerca de dois metros de profundidade.

Apesar do acidente, o animal sobreviveu, mas ficou bastante debilitado. A bezerra foi entregue ao seu tutor após ser retirada, exausta, da fossa.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Moradores resgatam filhotes de cachorro presos em buraco em mata de SP

Após a mãe dos filhotes começar a rondar o buraco, cada um deles saiu por conta própria do local


Filhotes de cachorro que estavam presos em um buraco em área de mata em Sorocaba (SP), no bairro Caguaçu, foram salvos por moradores da região no sábado (15).

Foto: Arquivo pessoal

A mãe dos filhotes também estava no local e tentou tirá-los do buraco com a boca, mas não conseguiu. Após rondar a região, os filhotes saíram sozinhos. As informações são do G1.

A dona de casa Denice de Almeida contou que a cadela que teve os filhotes apareceu no bairro em outubro de 2019, mas não pôde ser resgatada porque é arisca. Ela é alimentada pelos moradores.

“Comecei a tentar conquistar a confiança dela, foi aos poucos. Até que ela veio atrás de mim e consegui prender ela na minha chácara para que a gente pudesse resgatar os filhotes”, conta. O animal, no entanto, fugiu e foi até o local.

Foto: Arquivo pessoal

Dos três filhotes resgatados, dois já foram adotados. O terceiro está provisoriamente na chácara de Denice, com a cadela.

“A nossa motivação é o amor aos animais. Eu me coloco no lugar desses animais. Imagina você sentir fome, frio…uma judiação. Por isso, nos unimos para o resgate. Agora vamos encontrar lares onde eles sejam amados e bem cuidados”, finaliza a dona de casa.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Destaques, Notícias

Elefante é perseguido e espancado até a morte por moradores de vilarejo

Foto: Twitter
Foto: Twitter

Um vídeo com imagens perturbadoras foi compartilhado nas redes sociais mostrando moradores furiosos espancando um elefante até a morte no Quênia.

No vídeo, que começou a circular no Twitter na segunda-feira (18), uma gangue de homens armados com facões e machados pode ser vista atacando o animal ferido no chão.

O Serviço de Vida Selvagem do Quênia (KWS) diz que o ataque aconteceu em junho do ano passado na Floresta Imeni, perto da cidade de Meru, no centro do Quênia. Mas o vídeo só veio à público agora.

Os investigadores foram chamados e correram para o local, mas estavam distantes 44 milhas e, quando chegaram, o elefante já havia morrido.

Um porta-voz da KWS disse que uma nova investigação foi lançada agora que o vídeo veio à tona, pois os investigadores prometeram identificar e prender os responsáveis.

A agência disse que o ataque começou depois que dois elefantes romperam uma cerca elétrica em 21 de junho e “invadiram” uma fazenda próxima à procura de comida.

Foto: Twitter
Foto: Twitter

Os aldeões surgiram carregando machados, facões e pangas – uma lâmina pesada e curva semelhante a um facão – para afugentar os animais.

Durante a perseguição, um dos elefantes caiu em um buraco profundo criado pela remoção de um tronco de árvore e quebrou sua perna.

Foi então que os aldeões covardes alcançaram o animal e o massacraram.

Foto: Twitter
Foto: Twitter

Imagens chocantes mostram o animal ferido deitado no chão, com uma grande ferida sangrando na pata traseira direita.

Suas costas estão cobertas de feridas profundas e há outro arranhão sangrento na perna da frente – embora não esteja claro se este ferimento foi causado pela queda ou pelo ataque.

O elefante pode ser visto fazendo tentativas dolorosas de se levantar e afastar os aldeões que o agridem e atacam, mas há pouco que ele possa fazer.

Foto: Twitter
Foto: Twitter

Um segundo vídeo mostra o mesmo animal momentos depois de ter se arrastado mais alguns metros e agora deitado de lado.

Os moradores cercam completamente o animal indefeso e podem ser vistos cortando sua tromba enquanto ele se contorce no chão.

Outros agressores podem ser vistos reunidos ao redor da parte traseira do animal, realizando ações com as mãos, embora não esteja claro exatamente o que estão fazendo.

Foto: Twitter
Foto: Twitter

As imagens causaram indignação e revolta entre os quenianos e no mundo todo depois que começaram a circular no Twitter, com muitos culpando o KWS por não ter agido antes.

Em resposta, a KWS emitiu uma declaração dizendo: “O video atualmente em circulação não foi apresentado no momento em que ocorreu, portanto, o acompanhamento não foi conclusivo”.

“No entanto, agora que o KWS está de posse do vídeo, os culpados serão perseguidos e presos com a ajuda das autoridades locais.”

Elefantes no Quênia | Foto: WWF
Elefantes no Quênia | Foto: WWF

A caça ao elefante é proibida no Quênia desde 1973. Os caçadores presos podem pegar uma sentença de prisão perpétua e multa de 200 mil dólares (cerca de 800 mil reais) por matar os animais.

Apesar das duras penalidades, a caça ainda é abundante no pais, resultado da enorme demanda internacional por marfim e da corrupção entre as autoridades locais como fatores determinantes.

O último censo de elefantes, realizado em 2016, descobriu que existem cerca de 400 mil animais na África, com uma estimativa de 23 mil no Quênia.

Enquanto muitos países africanos viram sua população de elefantes aumentar nos últimos anos, cerca de 90% dos animais do continente foram exterminados no século passado.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Estudo revela que porcos usam ferramentas para realizar atividades cotidianas

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

De acordo com um estudo publicado na revista Mammalian Biology, os porcos visayanos – uma espécie ameaçada de extinção, nativa das ilhas Visayan nas Filipinas – foram vistos recentemente usando ferramentas para cavar um ninho.

Priscila, a porca – que vive em um zoológico parisiense – usou cascas de árvore para cavar e construir seu ninho, segundo os pesquisadores.

A ecologista e conservacionista Meredith Root-Bernstein – que foi co-autora do estudo – descobriu acidentalmente Priscilla fazendo uso de suas habilidades de escavação. Ela escreveu em suas observações: “Priscilla depositava algumas folhas, as movia para um local diferente no monte e cavava um pouco com o nariz”.

“A certa altura, ela pegou uma casca plana de cerca de 10 cm x 40 cm que estava no monte e, segurando-a na boca, usou-a para cavar, levantando e empurrando a terra do solo para trás, com muita energia e rapidez”, ela continuou.

Root-Bernstein voltou a ver Priscilla em várias ocasiões, junto com uma equipe de pesquisadores. Eles também viram o companheiro de Priscilla, Billie, cavando com um graveto, embora ele não fosse tão habilidoso como Priscilla.

Segundo o estudo, os porcos pareciam usar os gravetos simplesmente porque gostavam de usá-los, pois cavar com os cascos seria mais eficiente.

Root-Bernstein disse à CNN: “Podemos pensar que apenas os seres humanos manipulam o meio ambiente para afetar suas próprias vidas, mas de maneiras diferentes, muitas outras espécies também fazem isso”.

Inteligência dos porcos

Atualmente, cerca de 200 porcos visayanos são mantidos em cativeiro. Organização sem fins lucrativos de conservação filipina, Fundação Talarak, está trabalhando para proteger as espécies e ajudá-las a florescer na natureza.

O presidente da Fundação Talarak, Fernando “Dino” Gutierrez, uma vez testemunhou porcos selvagens empurrando uma pedra em direção a uma cerca elétrica para testá-la.

“Assim que eles empurram e as rochas fazem contato com a cerca, eles então esperam o som do clique ou a ausência dele”, disse ele à National Geographic. “O clic significa que os fios estão quentes e eles se afastam e não cruzam a cerca. Sem sons significa que é seguro investigar o que está além do fio”.

Os porcos gostam de brincar também

Um leitãozinho chamado Baby Mango caiu de um caminhão em Ottawa, no Canadá, no início deste ano. Após a cirurgia, ele se mudou para um santuário vegano chamado “No Meat and Greet”. Apesar dos ferimentos, ele gosta de correr e brincar.

A Dra. Lara Elizabeth Cohen – a veterinária que organizou sua cirurgia – disse ao jornal Ottawa Citizen: “É difícil mantê-lo preso porque ele gosta dos brinquedos do meu cachorro e ele também tomou a cama do cachorro”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Gato é resgatado após cair dentro de cisterna em Anápolis (GO)

Um gato caiu dentro de uma cisterna com 20 metros de profundidade em Anápolis, cidade localizada a 55 quilômetros de Goiânia, em Goiás.

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O Corpo de Bombeiros foi acionado e esteve no local na tarde de domingo (6) para salvar o animal, que não conseguia sair do buraco sozinho. As informações são do G1.

Para o resgate, uma corda foi utilizada pelos bombeiros. Um deles desceu até o fundo da cisterna e pegou o animal. Usando um balde, o militar subiu até o topo trazendo consigo o animal.

Após ser resgatado em segurança, o gato foi entregue a sua tutora.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cavalo é resgatado após cair dentro de fossa em Esmeraldas (MG)

Um cavalo caiu dentro de uma fossa na tarde de quarta-feira (25) na cidade de Esmeraldas, localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Corpo de Bombeiros/Divulgação

Impossibilitado de sair sozinho do local, o animal contou com a ajuda do Corpo de Bombeiros, que foi acionado para realizar o resgate.

O poço no qual o cavalo se acidentou tem aproximadamente seis metros de profundidade e está situado no quintal de uma residência no bairro Pousada do Lago. As informações são do portal Hoje em Dia.

Para salvar o animal, os bombeiros precisaram usar cordas. Através delas, o cavalo foi içado.

Apesar da queda e da água que atingiu o corpo do animal até o pescoço, já que o poço estava cheio, o cavalo sobreviveu e foi retirado em segurança do buraco.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More