Você é o Repórter

Grupo Brigada Animal realiza evento de adoção no Rio

Sejane Miranda
sejane_rj@yahoo.com.br

Divulgação
Divulgação

No próximo sábado, 3 de setembro, o grupo Brigada Animal realizará um super evento de adoção de cães e gatos no bairro do Recreio dos Bandeirantes, no Rio. Todos os animais presente estarão castrados e saudáveis. Todo animal adotado ganha um brinde da Aquapet, parceira nos eventos.

Você também pode contribuir com a proteção animal levando jornal, ração pra cães e gatos, medicamentos pet e humanos, material pra curativos (gaze, esparadrapo, luvas, algodão) e outros.

A campanha será realizada na clínica Vet Angels, no bairro do Recreio dos Bandeirantes, à Av das Américas, 16.401 – em frente ao condomínio (e estação do BRT) Nova Barra, de 10hs às 17hs.

​Read More
Você é o Repórter

Grupo Brigada Animal realiza feira de adoção na Av. das Américas, no Rio

Sejane Miranda
sejane_rj@yahoo.com.br

brigada

A Brigada Animal vai realizar uma campanha de adoção de animais neste sábado, dia 16 de julho, entre 10hs e 16hs, na clínica veterinária e pet shop Vet Angel´s – Av das Américas, 16.401 (Recreio dos Bandeirantes – Rio de Janeiro). Cães e gatos, adultos e filhotes, que foram resgatados das ruas, tratados por protetores e que agora, estão em busca de uma família. Adotar um animal está cada vez mais frequente entre os amantes dos animais. O amor se mede em cuidado, em carinho, em atenção e respeito a cada espécie. Quem adota, o faz por amor.

Todos os animais são castrados.

​Read More
Notícias

Brigada Animal realiza evento contra a morte de animais em rituais religiosos

Por Sejane Miranda (em colaboração com a ANDA)

Foto: Divulgação/Facebook
Foto: Divulgação/Facebook

A Brigada Animal vai realizar o Dia Nacional Contra o Sacrifício de Animais em Cultos Religiosos com o apoio do grupo Gaia-RJ no próximo dia 19 de julho (domingo), às 14hs. Cidades confirmadas: Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo – este, excepcionalmente, no dia 25 de julho, ao meio dia e meia.

O foco do manifesto não são as religiões mas sim, a morte de animais em cultos. Não se trata de um ato de intolerância religiosa, mesmo porque, não houve direcionamento a nenhuma seita em específico. O direito à vida deverá superar qualquer conceito individual ou coletivo. Não é uma questão religiosa. É uma questão humanitária. É intolerância contra a crueldade.

Esta será mais uma dentre centenas de manifestações que ativistas realizam em favor dos animais. O objetivo deste primeiro manifesto nacional é levantar a polêmica e levar à sociedade o questionamento quanto ao limite do respeito que devemos ter para com aspectos pontuais que destoam e vão de encontro ao que é básico: o direito à vida. Isto, para qualquer animal – humano e não humano. Levaremos ao conhecimento da sociedade que usar animais pra oferecer aos céus é um desrespeito não só com os animais, mas com as pessoas que consomem o cadáver destes após sua morte, já que isso acontece sem qualquer fiscalização. E afinal, se existe um deus e este criou o universo e deu a vida, será que este mesmo criador está satisfeito com a destruição de suas criações?

Todo movimento que vai contra uma tradição é visto como intolerante. Foi assim e sempre será. Durante séculos, os negros foram escravizados pelos brancos. Eles precisaram de um grupo de pessoas – pessoas brancas – para defendê-los. Foram décadas lutando pela libertação dos negros e, um dia, eles se tornaram livres. Hoje, um negro é presidente da nação mais poderosa do mundo. As mulheres ficaram séculos sem ter voz ativa pra nada, sequer darem opinião na sociedade. Elas precisaram de um grupo de pessoas – homens e mulheres – para defendê-las. Hoje, as mulheres têm tantos direitos (em alguns casos, até mais) quanto os homens. Hoje, um grupo de pessoas – ativistas – luta pelos animais, que não têm culpa e nem responsabilidade sobre nada do que nós fazemos, almejamos ou imaginamos ser verdade. Um dia, eles serão libertos. A luta pelos animais já começou.

SERVIÇO

Evento oficial no facebook (aqui).

Interessados em organizar o manifesto em sua cidade deverão entrar em contato com Sejane Miranda, clicando aqui.

 

​Read More
Notícias

Cães famintos de Duque de Caxias são resgatados e enviados a protetor

Por Vinicius Siqueira (da Redação)

Os cães estavam famintos e confinados à casa. (Foto: Facebook/Os cães brancos de Duque de Caxias)
Os cães estavam famintos e confinados à casa. (Foto: Facebook/Os cães brancos de Duque de Caxias)

Após a divulgação de um vídeo em que cães famintos chegam ao ponto de praticar canibalismo, a organização de protetores, ativistas e defensores animais Brigada Animal foi até a casa de um homem em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Segundo a página “Os Cães Brancos de Duque de Caxias – RJ“, criada especialmente para o caso, o tutor não tinha condições financeiras para sustentá-los e os 25 cães estavam em situação lastimável.

No momento em que o vídeo foi gravado, o tutor não estava em sua casa e disse que esta é a primeira vez que isso aconteceu. Prontamente, a Brigada Animal levou os filhotes mais vulneráveis, seis de dois meses e cinco de cinco meses, para uma clínica veterinária e o restante foi alimentado devidamente.

Os filhotes foram resgatados e levados para o sítio de Wilson Martins, em Belford Roxo. (Foto: Facebook/Os cães brancos de Duque de Caxias)
Os filhotes foram resgatados e levados para o sítio de Wilson Martins, em Belford Roxo. (Foto: Facebook/Os cães brancos de Duque de Caxias)

Os cães estavam amedrontados e inseguros, já que nunca haviam saído da casa onde eram confinados. Todos têm pelagem curta, porte médio e são brancos. Após a primeira visita da Brigada, ainda 15 cães permaneceram no local, entretanto o restante foi enviado para o sítio do protetor Wilson Martins, em Belford Roxo.

Membros da Brigada e o tutor concordaram que este ficasse com os cinco animais mais velhos (que, juntamente com o restante, seriam castrados pela organização), porém os outros seriam resgatados e levados para outros protetores.

Segundo a página nas redes sociais, todos os cães serão castrados e estarão disponíveis para adoção após cuidados médicos. Os filhotes, principalmente, precisam de extrema atenção, já que estão com anemia e alguns com Erliquiose (doença do carrapato). A Brigada Animal, por este motivo, pede ajuda para conseguir os medicamentes necessários. A ativista Sejane de Azzi estará responsável pelo recolhimento e por maiores informações a respeito das formas de doação.

​Read More