Notícias

Jaguatirica morre após ser atropelada em Borebi (SP)

Luiz Pires/Divulgação
Luiz Pires/Divulgação

Uma jaguatirica morreu após ser atropelada na rodovia da Amizade, na tarde desta segunda-feira(7), na divisa dos municípios de Agudos (13 quilômetros de Bauru) e Borebi (45 quilômetros de Bauru). O animal foi encontrado, já sem vida, por uma equipe do Policiamento Ambiental, por volta do meio-dia. Este é o quinto felino, na região de Bauru, que morre após ser atropelado.

Segundo informações,  uma motociclista trafegava pela rodovia, sentido Agudos, quando na baixada, próximo ao rio Lençóis, teria sido surpreendida pelo animal e o atropelou. A condutora da moto foi socorrida e encaminhada para o Pronto-Socorro de Agudos com ferimentos leves.

De acordo com o diretor do Zoológico de Bauru, Luiz Pires, o animal não resistiu aos ferimentos do atropelamento e morreu no local.

“A PM Ambiental me informou sobre o animal e fomos até a rodovia. Constatamos que a jaguatirica pesava 23 quilos, era um macho, adulto e estava saudável. Em seguida, levamos o felino para o zoológico de Bauru para que estudos referentes à espécie possam ser realizados por estudantes das universidades”, informou.

“Precisa dar um basta nisso”

Felinos atropelados em rodovias da região de Bauru ou até o encontro deles na área urbana está se tornando frequente. Em 2014, quatro onças-pardas,  morreram vítimas de atropelamento. Além disso, há registros do encontro dos felinos, como o caso de uma onça encontrada no mês de março no parque Vitória Régia, em Bauru, e uma jaguatirica que foi localizada em uma fazenda de Pongaí, em abril.

Para Luis Pires, é preciso que um estudo seja feito o mais rápido possível para que se encontre uma solução. “ Fizemos uma audiência pública e agora, junto com a Secretaria do Meio Ambiente Estadual, queremos que sejam feitos estudos para se discutir tecnicamente a situação em nossa região e buscar medidas o mais rápido possível. É preciso dar um basta nessas mortes e atropelamentos”.

O diretor também espera que a Secretaria do Meio Ambiente Estadual possa abraçar a causa e envolver outros órgãos. “ Agora é só aguardar a Secretaria do Meio Ambiente Estadual abraçar a causa para envolver outros órgãos, como o Instituto Chico Mendes, algum instituto especializado em predadores, a Cetesb, universidades e pessoas que estão fazendo doutorados com pesquisas nessas espécies para que a gente possa transferir esses estudos para Bauru e saber o que está acontecendo”, finalizou.

Fonte: Jc Net

​Read More
Notícias

Família de chimpanzés aparece no Centro de Borebi (SP)

Eles não são nativos do Brasil e não costumam ser vistos zanzando por aí. Mas na tarde de ontem, uma família de chimpanzés mobilizou a Polícia de Militar (PM) de Borebi (45 quilômetros de Bauru). Segundo informações do cabo Adilson José Feitosa, moradores do Centro da cidade acionaram a PM ápós avistarem os macacos.

De acordo com Adilson, por volta das 15h os moradores da rua 12 de Outubro chamaram a polícia ao perceber a aproximação do primeiro chimpanzé, que possuía tamanho similar a de uma criança de 12 anos. “Ele estava bastante agitado e parecia agressivo, agitando os braços”, conta. Ele solicitou apoio do Policiamento Ambiental, que ficou de mandar uma viatura para a cidade.

Algum tempo depois, apareceram outros três macacos: um adulto e dois filhotes. “Acreditamos que o chimpanzé estava bravo, pois devia estar tentando proteger sua família”, avalia o policial. Quase três horas depois, os macacos fugiram, seguindo pela mata que existe na proximidade. Ele ligou para a Polícia Ambiental, que acabou chamando a viatura de volta para a base.

O policial informa que não há circos, nem zoológicos em Borebi ou na área próxima, que poderia explicar a presença de chimpanzés na cidade. Uma das alternativas avaliadas pelo PM é que os animais seriam criados em alguma propriedade rural da região e acabaram sendo soltos ou fugindo do cativeiro. 

Fonte: JCNet

​Read More