Notícias

Cachorro fica preso em tubulação e é resgatado por bombeiros

Ilustração | Pixabay

Um cachorro foi resgatado pelo Grupamento de Bombeiros Civis Voluntários de Várzea Paulista (SP), após ficar preso por mais de três horas em uma tubulação de águas pluviais, no bairro Gauchinha, no sábado (26).

Segundo o agrupamento, devido ao tamanho do cachorro, foi necessário abrir um buraco e quebrar a tubulação para retirar o animal, que pertence a uma família do bairro há 15 anos.

Ele teria brigado com outros cachorros e ficado preso. O animal foi resgatado e não teve ferimentos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Bombeiros usam cilindro de oxigênio para resgatar cão que caiu em poço

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O Corpo de Bombeiros resgatou um cachorro que caiu em um poço na zona rural da cidade de Garça, no interior do estado de São Paulo.

A equipe de resgate foi acionada pelos tutores do animal, que se acidentou e não conseguiu sair do local por conta da profundidade do buraco.

Para resgatar o cachorro, os bombeiros precisaram usar cordas e um cilindro de oxigênio. Como havia a possibilidade de baixa concentração de oxigênio no interior do poço, um dos bombeiros usou o cilindro para não se expor a risco de morte e entrou no buraco amarrado pelas cordas.

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

A decisão de usar o cilindro do oxigênio teve relação não só com a possibilidade do local ser tóxico devido à baixa oxigenação, mas também por não ter sido possível, no momento do resgate, estimar o tempo que o bombeiro levaria para sair do poço. Por segurança, o equipamento foi utilizado.

Ao entrar no buraco, o militar segurou o cachorro em seus braços e, depois, se agarrou às cordas e voltou à superfície com a ajuda dos demais profissionais, que o puxaram.

Resgatado em segurança, o cachorro foi devolvido aos tutores. Apesar do acidente, ele não se feriu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Bastante ferida, coruja é salva após ficar presa em linha com material cortante

Foto: Divulgação/COBOM

As linhas de pipa com material cortante fizeram mais uma vítima. Desta vez, uma coruja ferida foi resgatada após ficar presa em uma “linha chilena”, em Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais.

O acidente, causado pelo uso indevido de um material proibido por lei, aconteceu no último domingo (7) no bairro São Gabriel. Por conta dos ferimentos, segundo o G1, a coruja foi levada para um hospital veterinário no bairro Itapuã, na Pampulha, para que pudesse receber os cuidados necessários.

Usar materiais cortantes em linhas de pipa é prática proibida por legislação. Para coibir o crime, uma campanha foi lançada pela Guarda Civil Municipal de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com o intuito de conscientizar a população. Quem infringir a lei pode ser multado em até R$ 1,5 mil.

As linhas cortantes fazem vítimas em todo o país, humanas e não humanas. Em Contagem, um motociclista de 26 anos sofreu um corte profundo no pescoço ao ser atingido por uma linha. Dentre os animais, uma arara-canindé ferida por uma linha com cerol foi resgatada em maio na cidade de Campo Grande (MS).

Além da ave, um cachorro teve a cauda amputada após se enrolar em uma linha de pipa com material cortante em Florianópolis (SC). O animal sofreu um ferimento grave após o material cair no quintal da casa onde ele morava.

Dados levantados por biólogos e veterinários do Rio de Janeiro indicaram ainda um aumento no número de aves feridas por linhas cortantes na região da Baía de Guanabara.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Campanha arrecada ração para cães e gatos durante pandemia em Salvador (BA)

O Hospital Veterinário HPET e o grupo Bombeiros Voluntários K9 iniciaram uma campanha de arrecadação de ração para cachorros e gatos abandonados em Salvador, na Bahia. A “Doação de Coração”, como foi nomeada a campanha, pretende alimentar animais que foram abandonados ou estão sem alimento por conta da pandemia de Covid-19.

Foto: Divulgação / Brigada K9 do Corpo de Bombeiros Voluntários

As doações estão sendo recebidas nas duas unidades do HPET, nas ruas Território do Guaporé e Paraná, no bairro da Pituba, e também através de um cupom de desconto, que permite a compra da ração a preço de custo, no site do hospital veterinário.

“Vamos iniciar as doações com 200 kg de ração ofertada pelo HPET. É um momento em que temos acompanhado muitos casos de abandono de animais em virtude da situação difícil da COVID-19. Animais esses, que ficam sem um lar e sem alimento. Nos juntamos a Brigada K9, que já desenvolve um trabalho incrível de colaboração com os animais em situação de re rua, e esperamos alcançar muitas doações”, explicou ao G1 o Diretor do HPET, Gustavo Rocha.

O comandante Emerson França, a Brigada K9 do Corpo de Bombeiros Voluntários de Salvador, contou que meia tonelada de ração já foi distribuída. A intenção é arrecadar mais 1,5 tonelada.

“Quando a gente viu o acontecimento da pandemia, nós sabíamos que alguns protetores que alimentam animais em Salvador teriam dificuldades. Bares e restaurantes, que costumam alimentar, estão fechados. Os animais passaram a revirar lixo. Fiz uma campanha, pedi ajuda para pessoas que nos dão auxílio. Fiz foto e vídeos. Vimos que os animais estavam passando fome. (…) Tem abrigo que a protetora não teve como sair, são senhoras de idade. Tem abrigo que distribuímos ração que tem 200 cães. Outros com 50”, contou.

Segundo o comandante, a quantidade de animais abandonados nas ruas também aumentou desde que o vírus chegou ao Brasil. Os abandonos são causados pela desinformação, gerada por fake news. Ao contrário do que dizem as falsas notícias, os cachorros e gatos não transmitem coronavírus, conforme alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS). E abandoná-los configura crime.

“A gente viu que o número aumentou muito, assim como o número de maus-tratos. Pessoas com medo de que o animal transmitisse coronavírus. Já foi divulgado na imprensa, mas tem pessoas que não sabem que o animal não passa o vírus”, disse.

Além de distribuir ração, os bombeiros também investigaram uma denúncia de maus-tratos a animais no bairro Jardim Armação.

Nota da Redação: Cães e gatos não pegam nem transmitem o covid-19. Eles podem apenas pegar as versões canina e felina do coronavírus que não são transmissíveis aos humanos, segundo o que  atestam veterinários do mundo todo. O cão de Hong Kong que a princípio mostrou em exames ter “vestígios” da covid-19, morreu dois dias depois de ser constatado, por meio de testes mais complexos, que ele não portava o coronavírus humano. Ele era um cão idoso, com 17 anos, e os próprios especialistas de Hong Kong declararam que ele deve ter morrido devido ao estresse causado pela distância da família durante a quarentena.

No entanto, tutores infectados com covid-19 devem delegar os cuidados aos seus animais a outras pessoas e, se isso não for possível, usar álcool gel antes de acariciar seus cães e gatos, pois, pode haver uma contaminação superficial do pelo desses animais do mesmo modo que haveria num corrimão de escada, por exemplo. A ANDA tem se preocupado em passar as informações corretas, com embasamento da OMS – Organização Mundial da Saúde e de veterinários, a fim de evitar abandono e maus-tratos. Colabore também disseminando as informações corretas!


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Bombeiros resgatam e adotam cão após animal cair em bueiro no Ceará

Bombeiros do 5° Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, na cidade de Juazeiro do Norte, resgataram e adotaram um filhote de cachorro após o animal cair em um bueiro na terça-feira (31).

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Após buscas pelo tutor do animal não surtirem efeito, o filhote foi levado para o quartel. Ele ganhou o nome de Recruta.

O Tenente Josimar, responsável pela operação de resgate, explicou ao G1 que o filhote estava assustado e fugia do militar, andando de um lado para o outro na tubulação. O caso aconteceu na Rua Argentina Evangelista, no bairro São José.

O caso foi divulgado nas redes sociais da corporação. “O cãozinho foi retirado por nossos bombeiros militares de dentro de um esgoto, com certa dificuldade, pois ele estava bem assustado e ficava fugindo. Ileso e bem tratado, os militares acabaram o adotando. Agora, ele é o membro mais moderno do quartel. Bem-vindo à família, Recruta”, diz a publicação.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cães caem em cisterna desativada e são resgatados pelos bombeiros

Os cachorros foram retirados com vida da cisterna. Não se sabe, porém, se os animais ficaram feridos


Dois cachorros caíram em uma cisterna desativada na manhã desta quarta-feira (4) na cidade de Rio Largo, na Região Metropolitana de Maceió, em Alagoas. O acidente aconteceu na região da BR-104.

O Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBM-AL) foi acionado e esteve no local para fazer o resgate dos animais.

Pixabay/Ihtar/Imagem Ilustrativa

Os militares informaram ao G1 que os cães foram resgatados com vida, mas não divulgaram qualquer informação sobre ferimentos ou estado de saúde dos animais.

Uma viatura foi usada no resgate, que contou com a participação de quatro militares.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cão é resgatado após passar a noite preso em grade de portão em MS

Moradores da casa informaram que o animal ficou preso após tentar entrar no quintal da residência para se aproximar da cadela tutelada pela família, que está no cio


Um cachorro foi resgatado após passar a noite de sexta-feira (28) com a cabeça presa à grade do portão de uma casa em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. O acidente aconteceu no bairro Coronel Antonino.

Foto: Osvaldo Nóbrega/TV Morena

Moradores da casa informaram ao G1 que o cachorro tentou entrar no quintal da residência porque a cadela tutelada pela família está no cio. Durante a tentativa, ele acabou preso ao portão, de onde foi retirado na manhã de sábado (29).

Ao perceber que o animal estava em apuros, os moradores da casa tentaram ajudá-lo, mas não tiveram sucesso e, por isso, decidiram acionar o Corpo de Bombeiros.

Os militares levaram aproximadamente 15 minutos para socorrer o cachorro, que não sofreu ferimentos. Para que o resgate fosse possível, os bombeiros precisaram cortar um pedaço da grade do portão.

Após ser salvo, o cachorro seguiu andando pela rua. Não se sabe se ele tem tutor ou se vive em condição de abandono.

Foto: Osvaldo Nóbrega/TV Morena

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Filhote de cachorro atropelado é salvo após se esconder em bueiro em SC

O cachorro, que sofreu uma fratura na pata, foi levado ao veterinário após o resgate


Um filhote de cachorro foi resgatado em Navegantes (SC), na noite de sábado (1º), após ser atropelado. Assustado, ele correu para dentro de um bueiro, de onde foi retirado por militares do Corpo de Bombeiros de Navegante e de Itajaí. O caso aconteceu no bairro São Domingos.

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação/ND

Os militares relataram que o animal ficou preso em um local de difícil acesso. Para resgatá-lo, os bombeiros precisaram retirar a tampa da rede principal de esgoto do local e um dos homens da corporação teve que entrar no bueiro.

Após entrar no bueiro, o militar conseguiu encontrar a tubulação na qual o filhote estava. Ele se rastejou pela lama para tentar alcançar o animal. As informações são do portal ND Mais.

No entanto, o equipamento de proteção respiratória usado pelo bombeiro impediu que ele continuasse avançando dentro do bueiro, o que fez com que o resgate fosse interrompido.

Para possibilitar que novas tentativas fossem feitas, o Corpo de Bombeiros de Itajaí prestou apoio por meio de um equipamento de ar-mandado, que permitiu que o soldado Bruno resgatasse o cachorro. O trabalho de resgate durou quatro horas.

O animal foi retirado do bueiro com uma fratura em uma das patas. Após ser entregue para seus tutores, ele foi levado ao veterinário.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cadela é resgatada quase um mês após cair em penhasco em SP

O animal foi resgatado com vida, porém bastante debilitado e assustado


Uma cadela foi resgatada quase um mês após cair de um penhasco de 50 metros de profundidade em Marília, no interior de São Paulo.

Foto: Fabrício Lopes/TV TEM

O acidente aconteceu no vale do Jardim Virgília após a cadela fugir de casa no dia 11 de dezembro. Tentativas de resgate foram feitas desde o dia 12 pelos voluntários do Sicoe, grupo especializado no resgate de animais. O animal, no entanto, estava assustado e fugia.

O resgate só foi possível na terça-feira (7), após pedir auxílio do Corpo de Bombeiros. As informações são do portal G1.

Para resgatar a cadela, os bombeiros utilizaram técnicas de rapel. Apesar de ter sido salva com vida, o animal estava bastante debilitado e já está recebendo cuidados veterinários.

Foto: Fabrício Lopes/TV TEM

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Kylie Jenner doa 1 milhão de dólares para ajudar no combate aos incêndios australianos

Foto: WENN/Avalon
Foto: WENN/Avalon

Kylie Jenner doou 1 milhão de dólares para serviços de bombeiros locais e para as equipes de socorro à vida selvagem na Austrália, depois de ser rotulada de “hipócrita”.

No início desta semana, a estrela do programa “Keeping Up With Kardashians” postou várias fotos em seu stories no Instagram sobre o crescente número de animais vítimas do fogo na Austrália, incluindo uma imagem de um coala ao lado da legenda: “Mais de meio bilhão de animais foram mortos na Austrália. Isso parte meu coração”.

Poucas horas depois, a celebridade de 22 anos compartilhou um stories no Instagram usando um par de chinelos de vison da marca Louis Vuitton, o que levou vários usuários de mídia social a chamá-la de “hipócrita”.

“Kylie postar sobre como ela está se sentindo de coração partido pela morte de animais na Austrália devido ao fogo e depois colocar uma foto usando um chinelo feito de pele de animal é a maior hipocrisia de 2020”, escreveu uma pessoa no Twitter.

Outro acrescentou: “Eu não entendo como Kylie Jenner pode postar sobre os pobres animais que morrem nos incêndios na Austrália e, em seguida, postar uma foto dela usando sapatos de pele de vison”.

Em resposta ao feedback negativo, um representante de Jenner confirmou que a estrela doou um milhão de dólares para os vários esforços no combate aos incêndios na Austrália.

Até agora, os incêndios causaram 24 mortes e destruíram mais de 1.500 casas, devastando mais de quatro milhões de hectares de terra.

Ecologistas da Universidade de Sydney estimaram que cerca de 480 milhões de animais foram mortos nos incêndios, incluindo 8 mil coalas.

Jenner não é a única celebridade que doou fundos para os bombeiros locais da Austrália.
Na terça-feira, o ator Chris Hemsworth prometeu doar 1 milhão de dólares para aqueles que foram afetados pela crise, enquanto a comediante Celeste Barber ajudou a arrecadar mais de 27 milhões de dólares por meio de uma página de angariação de fundos.

Várias outras figuras de destaque, incluindo Selena Gomez, Pink e Nicole Kidman, doaram centenas de milhares, enquanto Russell Crowe e Cate Blanchett lideraram várias estrelas de Hollywood incentivando as pessoas a agir e apoiar a Austrália durante seus discursos no Globo de Ouro no domingo. As informações são do Independent.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Atriz Nicole Kidman e marido doam 500 mil dólares para ajudar no combate aos incêndios

Foto: Taylor Hill/Getty Images
Foto: Taylor Hill/Getty Images

A estrela de Hollywood Nicole Kidman e o cantor country Keith Urban se juntaram à lista de celebridades que estão doando fundos para ajudar os bombeiros na Austrália, enquanto o país continua lutando contra os incêndios florestais maciços.

“O apoio, pensamentos e orações de nossa família estão com todos os afetados pelos incêndios em toda a Austrália”, disse o casal no Instagram.

“Estamos doando 500 mil dólares para o Corpo de Bombeiros que está fazendo tudo o que pode para combater o fogo”.

Kidman e Urban, australianos nativos que possuem uma fazenda nos arredores de Sydney, compartilharam um link para o site dos bombeiros locais, onde qualquer um pode fazer doações.

Eles são as últimas celebridades que anunciaram doações para ajudar a combater os incêndios. No início do sábado, a cantora pop americana Pink disse que planeja doar 500 mil dólares para combater os incêndios.

O ator Hugh Jackman, a estrela de “Queer Eye”, Jonathan Van Ness, e o comediante e produtor Nick Kroll disseram nas mídias sociais que estão apoiando organizações australianas ou levantando dinheiro para ajudar os bombeiros.

Três incêndios combinados se juntaram no sábado, formando um único incêndio maior do que o bairro de Nova York em Manhattan, enquanto bombeiros australianos lutavam contra o que foi previsto como o dia mais catastrófico em uma temporada de incêndios florestais já devastadora.

Pelo menos 23 pessoas morreram nos incêndios florestais na Austrália e somente no estado de Nova Gales do Sul, mais de 1.300 casas foram destruídas. As informações são da CNN.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Quase meio bilhão de animais morreram nos incêndios australianos

Foto: Matthew Abbott/New York Times/Redux/eyevine
Foto: Matthew Abbott/New York Times/Redux/eyevine

O número alarmante de aproximadamente 500 milhões de animais mortos no fogo violento que vem queimando as florestas da Austrália vem acompanhado de temores de que espécies inteiras possam ter sido eliminadas.

Ecologistas da Universidade de Sydney agora estimam que 480 milhões de mamíferos, aves e répteis foram perdidos desde setembro, com o número provavelmente subindo mais, com a continuidade das chamas.

Incêndios devastadores atingiram os estados de Victoria e Nova Gales do Sul (NSW) nos últimos dois dias, deixando várias pessoas mortas ou desaparecidas. Inúmeras casas ao longo da costa leste da Austrália foram arrasadas, deixando milhares de moradores presos e muitos forçados a se abrigar no único lugar seguro que havia a sua disposição: o oceano.

Fotos e vídeos chocantes flagraram cangurus tentando desesperadamente fugir de grandes paredes e labaredas de chamas, enquanto as equipes de resgate encontraram corpos carbonizados de milhares de coalas.

Outros relataram ter visto cacatuas caindo mortas das árvores. Os agricultores fugiram apenas para retornar as suas terras queimadas e encontrarem-nas repletas de corpos de bois e vacas.

O mundo tem se esforçado para absorver a escala de destruição causada pela pior temporada de incêndios na Austrália já registrada, com imagens do céu tingido de um tom vermelho ardente comparado a filmes de terror apocalípticos.

Os coalas foram os mais atingidos dos animais nativos do país porque são lentos e apenas comem folhas do eucalipto, que é preenchido com óleo, tornando-as altamente inflamáveis.

Acredita-se que até 8 mil dos animais – um terço de toda a população de coalas da costa norte de NSW – tenham sido mortos em menos de quatro meses. O ecologista do Conselho de Conservação da Natureza, Mark Graham, disse ao parlamento australiano que os incêndios queimaram “tão quente e tão rápido” que houve uma “mortalidade significativa” de animais, principalmente nas árvores.

Foto: AFP
Foto: AFP

Ele acrescentou: “Ainda existe uma área tão grande que ainda está pegando fogo outras que continuam queimando que provavelmente nunca encontraremos os corpos”. A voluntária de resgate de animais, Tracy Burgess, disse que seu Centro viu menos animais do que o esperado entrando para tratamento, o que descrito como “preocupante”.

Ela disse à Reuters: “Nossa preocupação é que eles não sejam trazidos para serem cuidados porque não estão mais lá, basicamente”. A Stand Up for Nature, uma aliança de 13 organizações que atuam pelos direitos animais, está pedindo uma interrupção imediata no corte de florestas nativas em NSW até que os impactos catastróficos dos incêndios sobre espécies e habitats sejam mensurados.

Em uma carta aberta, a Aliança alertou que o impacto dos incêndios é “extremo e contínuo” e a escala da perda “provavelmente nunca será conhecida”, mas certamente estará na casa dos milhões.

A coalizão reconheceu que uma moratória poderia ter impactos sobre os trabalhadores da indústria madeireira nativa e pediu ao governo que os apoie nesse meio tempo. A ministra do Meio Ambiente, Sussan Ley, disse que os números reais de mortes de animais não seriam conhecidos até que “os incêndios se acalmassem e uma avaliação adequada pudesse ser feita”.

Foto: Reuters
Foto: Reuters

Como dezenas de milhares de pessoas ficaram desabrigadas pelos incêndios em Nova Gales do Sul, começaram a surgir também histórias de generosidade e bondade.

Uma placa do lado de fora de uma casa na cidade de Pambula, no estado costeiro de NSW, convidava os “evacuados” a virem comer, tomar banho ou os que precisasse, de uma “ajuda em geral”.

Anita Glover, 43 anos, postou uma foto do aviso que ela viu enquanto fazia compras em sua cidade natal. Ela disse: “Eu achei ótimo, a generosidade explícita mostrando pessoas que pensam nos outros que foram evacuadas”.

Há rumores de que as cidades de NSW e Victoria estão ficando sem combustível e água, com lojas vendendo os suprimentos básicos. Os helicópteros ajudarão a evacuar 4 mil pessoas presas em Mallacoota, no leste da região de Gippsland, no estado de Victoria, onde famílias abrigam-se nas praias e a maior realocação de pessoas da costa sul de New South Wales está ocorrendo.

As linhas telefônicas e a Internet estão inoperantes em algumas cidades e comunidades isoladas que foram instruídas a ferver água que pode não ser segura para beber. Os meteorologistas alertaram que as condições provavelmente piorarão novamente neste final de semana (04 e 05), com ventos fortes e temperaturas que devem atingir 46°C. As informações do METRO UK.

Coala que teve que ser sacrificado após ser resgatado dos incêndios australianos:

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More