Notícias

Em uma única semana, cinco animais marinhos aparecem nas praias do Paraná

O Litoral do Paraná tem sido ponto de parada para alguns visitante um tanto quanto incomuns. Ao longo das últimas semanas, diversos animais marinhos apareceram nas praias do estado, chamando a atenção de moradores e especialistas. Foram baleias, focas e até lobo-marinhos que escolheram as águas paranaenses para passear em pleno inverno.

Reprodução | Gazeta do Povo

A bióloga e coordenadora do Laboratório de Ecologia e Conservação de Mamíferos e Répteis Marinhos (LEC) do Centro de Estudos do Mar da UFPR, Camila Domit, explica que as aparições de alguns desses animais não chega a ser algo incomum — embora outras espécies sejam realmente mais raras na nossa costa. Segundo ela, a grande quantidade de avistamentos nos últimos dias tem uma relação clara com o período de reprodução e alimentação.

“Essas aparições têm uma relação clara com o período de inverno, onde temos diversas espécies migratórias que utilizam esse período para se alimentar ou reproduzir. Embora esteja frio, as espécies procuram o litoral daqui por ser mais quente do que na região de origem”, explica a especialista.

O que fazer
Caso você se depare com algum animal silvestre nas praias do estado, é preciso tomar alguns cuidados.

Não se aproximar de qualquer baleia com o motor engrenado a menos de 100 metros de distância. A partir desta distância, o motor deve ser obrigatoriamente mantido em neutro; Somente reengrenar quando elas estiverem a uma distância de, no mínimo, 50m da embarcação; Não perseguir os animais por mais de 30 minutos, ainda que respeitadas as distâncias estipuladas; Não se aproximar de um indivíduo ou grupo de baleias que já esteja submetido, no mesmo momento, à aproximação de duas outras embarcações; É proibido nadar ou mergulhar perto; É proibida a aproximação de quaisquer aeronaves em altitude inferior a 100m sobre o nível do mar.

Reprodução | Gazeta do Povo

Remembre os casos
Baleia franca: A primeira visita inesperada do Litoral deste inverno aconteceu no último dia 27 de julho no Balneário de Barrancos, em Pontal do Paraná. Uma baleia-franca foi avistada por pescadores da orla da praia. Dois dias mais tarde, ela voltou a aparecer no Balneário de Gaivotas — e, desta vez com um filhote.

Foca-caranguejeira: A visita da foca-caranguejeira também foi destaque no dia 27 de julho. O animal é um pouco mais raro nas praias do Paraná, já que é natural da costa da Antártida. Ela apareceu na Ilha das Peças, na Baía de Paranaguá, com vários ferimentos nas nadadeiras e foi tratado por especialistas, ficando em uma área reservada em Guaraqueçaba.

Lobo-marinho-subantártico: Uma das visitas mais incomuns da temporada, um lobo-marinho-subantártico deu as caras em pleno Porto de Paranaguá. Ele apareceu por lá no fim do dia 31 de julho, descansando sobre um bloco de concreto. De acordo com especialistas, ele estava com um ferimento no olho e bastante debilitado. Ainda assim, no dia seguinte, ele voltou para o mar.

Reprodução | Gazeta do Povo

Baleia Jubarte: Já no dia 1.º de agosto, um filhote de baleia jubarte foi encontrado morto na Praia Grande, na Ilha do Mel. Pesquisadores do CEM chegaram a ir ao local para analisar o animal, que foi encaminhado para o Instituto Ambiental do Paraná, que irá colher amostras e encaminhar a carcaça para a zona de restinga para decomposição.

Reprodução | Gazeta do Povo

Lobo-marinho: Na tarde de sexta-feira (3), um lobo-marinho pareceu na Praia Central de Guaratuba. O animal é de pequeno porte e, de acordo com pesquisadores, provavelmente apareceu na região para descansar — o que é considerado comum para esta época do ano.

Fonte: Gazeta do Povo

​Read More