Notícias

Gato sobrevive após ser usado como alvo para prática de tiro

Foto: PDSA Pet Hospital
Foto: PDSA Pet Hospital

O gatinho Teddy voltou para a casa de Joan Sams no bairro de Walker, na cidade de Newcastle (Inglaterra) com ferimentos graves e, inicialmente, a tutora de 63 anos de idade, pensou que ele havia sido atropelado por um carro.

Joan, que é dona de casa, descobriu horrorizada que seu amado gato havia sido baleado mais de 20 vezes com uma pistola de ar três dias antes do Natal.

Acredita-se que Teddy foi “capturado, preso e usado como alvo prática de tiro”, veterinários acreditam que alguém “tentou arrancar seus dois olhos”.

O animal felino perdeu um olho como resultado de sua provação, e sua tutora, Joan Sams, diz que “acorda tremendo de medo a noite”, relata o Chronicle Live.

Joan conta que deixou seus dois gatos fora de sua casa na quinta-feira antes do Natal, mas não viu Teddy novamente por três dias.

“Teddy vivia em situação de rua inicialmente, e Joan o via sempre do outro lado da rua, o outro gato da idosa o trouxe inicialmente. Teddy vive comigo provavelmente há menos de um ano”, disse Joan.

Foto: PDSA Pet Hospital
Foto: PDSA Pet Hospital

“Ele teve um começo ruim na vida e não foi a primeira vez que ele saiu por alguns dias. Então, a princípio, pensei ‘não vou me preocupar'”.

“Então, no domingo à noite, eu o vi atravessando o telhado e ele estava mancando. Quando vi o estado de seu rosto, pensei que ele havia sido atropelado por um carro, ele estava muito ferido”.

Pensando que iria perdê-lo, Joan levou Teddy ao hospital veterinário, onde um veterinário descobriu que seus ferimentos não eram consistentes com um atropelamento por carro.

A equipe da clínica fez um raio-X e descobriu que ele havia sido baleado mais de 20 vezes com uma pistola de ar.

Teddy havia levado um tiro no olho esquerdo, que precisou ser removido.

Joan disse: “O veterinário sente que ele foi usado para prática de tiro ao alvo e pode ter sido mentido preso por algum abusador”.

“Eles disseram que ele teve tantos tiros na cabeça que devem ter tentado fazer os olhos dele saltarem da cabeça”.

“Em um dos olhos dele, a balas de chumbinho haviam atravessado o globo ocular e tiveram que remover o olho”.

Foto: PDSA Pet Hospital
Foto: PDSA Pet Hospital

“Acima do olho direito, havia três ou quatro tiros de raspão provavelmente de balas que ricochetearam”, disse a tutora comovida.

“Também parecia que eles tentaram atirar nas duas pernas traseiras do gato perto dos quadris. Eles devem ter tentado deixar ele cego e rastejando pelo chão. Sete balas entraram em seu corpo e elas não podem ser removidas, há ferimentos por todo o corpo, onde os tiros o atingiram”.

“Eles disseram que ele tinha tantos tiros no corpo que provavelmente foi usado como alvo”.

Felizmente, Teddy agora está de volta em casa, e sua incrível sobrevivência depois de lutar para se arrastar para casa levou o hospital veterinário a indicá-lo como seu sobrevivente do ano.

Joan disse: “Queremos alertar outros tutores de animais que existem pessoas por aí que fazem isso”.

“Nós denunciamos isso à polícia, mas eles dizem que não há muito que possam fazer – provavelmente nunca encontrarão os agressores”.

“Ele é tão corajoso, está se curando muito bem. Só não me conforme que ele tenha passado por tanta dor”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Lince-ibérico é encontrado morto com mais de 300 balas alojadas no corpo

Um lince-ibérico foi encontrado morto com mais de 300 balas alojadas no corpo em Córdoba, na Espanha. A denúncia foi feita pelo biólogo Miguel Simón, diretor do Life Iberlince, um programa de conservação da espécie.

(Foto: Pixabay)

O animal foi encontrado na última sexta-feira (28) e uma radiografia que mostra as balas alojadas no animal foi divulgada no Twitter por Simón. As informações são do portal Público.

O lince era monitorado pelo programa conservacionista e tinha recebido o nome de Marvel. Ele nasceu em 2015 e, portanto, tinha apenas três anos de idade. “Acontecimentos como este são dramáticos para o esforço de dois países [Espanha e Portugal] e 22 parceiros”, lamentou o biólogo.

Em 2018, 27 lince-ibéricos foram mortos por atropelamento na Espanha. A caça da espécie, no entanto, não tem ocorrido com frequência, segundo Luis Suárez, do programa de espécies da World Wildlife Fund, em entrevista à rádio Cadena SER.

Apesar das mortes, a evolução da espécie, em geral, é considerada “positiva” pelo ambientalista. Isso porque 125 filhotes nasceram neste ano, de acordo com dados provisórios do Ministério da Transição Ecológica. Com esses nascimentos, fontes do ministério consideraram, durante entrevista à rádio, que fazendo uso de “muitas precauções”, o número de linces-ibéricos no país registrou aumento de 50 animais em 2018 em relação a 2017, alcançando a quantidade de 650 animais.

 

​Read More
Notícias

Cão alvejado por mais de 92 balas de chumbo será sacrificado

Um cachorro que foi resgatado em Vila Verde, Portugal, com mais de 92 balas de chumbo alojadas em seu corpo será sacrificado após todas as alternativas de cura médica terem se esgotado.

Brian será sacrificado para aliviar seu sofrimento (Foto: Reprodução / Facebook / ADAAVV)

Brian, como passou a ser chamado o cão, foi resgatado pela Associação para a Defesa dos Animais e Ambiente de Vila Verde (ADAAVV). Segundo a ONG, o cachorro foi examinado e levado aos melhores especialistas – dentre eles o professor Augusto Matos, da Universidade do Porto e Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazarmas -, mas não foi encontrada uma forma de fazê-lo ter qualidade de vida. Sendo assim, para que não continue sofrendo, a entidade optou pela morte induzida.

Segundo os veterinários, o cachorro tinha múltiplas fraturas em várias partes do corpo – a bacia dele estava completamente destruída – que, apesar dos esforços dos profissionais, seriam impossíveis de serem revertidas com cirurgias. Além disso, ele não conseguia urinar senão com o auxílio de uma sonda e também estava com incontinência fecal.

No dia do resgate, Brian foi encontrado gemendo de dor. Além dos ossos fraturados, ele tinha ferimentos pelos corpo, nos quais haviam larvas que o comiam vivo. Os voluntários da entidade se uniram para pagar pelas consultas médicas com os especialistas e se dedicaram integralmente ao cão. Mas, lamentavelmente, não foi possível salvá-lo.

Em uma publicação feita na rede social da ONG, um texto conta a história de Brian pela perspectiva do cachorro. “Não eram só 92 chumbos… 92 chumbos foi o número em que uma das voluntárias da ADAAVV contou até desistir porque eram demais. Fui vítima da maldade humana. A raça humana é má”, diz o post que segue contando sobre o dia em que o cão foi abandonado, após ter sido covardemente agredido. “Deixaram-me ali. Até ver uma mão estendida para mim. Uma mão para cuidar de mim”, continua.

No texto comovente, o estado de saúde em que o cão foi encontrado é citado, além dos esforços dos voluntários da ONG. “O estado em que ficaram os meus ossos não permite que seja feita qualquer cirurgia. O meu corpo foi destruído. Os voluntários tentaram. Juntaram dinheiro e levaram-me a todos os especialistas que puderam. Fiquei internado até hoje. Até o dia em que não restou um pingo de esperança para o meu corpo que tanto me dói. Nada mais há a fazer por mim. A medicina perdeu hoje toda a esperança em mim. Mas quem tomou conta de mim deu-me esperança para além da medicina”, diz.

A esperança para além da medicina, citada no texto pela voz de Brian, é o descanso que ele só poderia encontrar por meio da morte induzida. Procedimento ao qual ele deve ser submetido ainda hoje (8) no Centro Hospitalar Veterinário do Porto. As informações são do portal Semanário V.

Para que a morte do cão não seja em vão, o texto pede que em nome dele a sociedade se conscientize acerca da necessidade de tratar os animais com cuidado e respeito. “Que a minha partida não seja em vão. Que eu sirva de alerta para os maus-tratos aos animais, que eu sirva de exemplo daquilo que não merecemos! Que não se calem cada vez que assistirem a maus-tratos. Que em meu nome chipem os seus animais. Que em meu nome esterilizem os seus animais. Que em meu nome se grite bem alto que isto não está certo!”, alerta a publicação.

​Read More
Notícias

Cachorro é atingido 60 vezes com balas de borracha nos EUA

Fotos: Reprodução/ New Pangea

Jackson, um Mastiff Inglês, foi deixado com buracos em todo o seu corpo após ser atingido 60 vezes com balas de borracha. O cão ainda tem alguns dos fragmentos alojados dentro dele.

Sua tutora, Hayden Howard, de 24 anos, de Seymour, Indiana (EUA) disse que inicialmente pensou que as marcas seriam de picadas de insetos.

Foto: Reprodução/ New Pangea

O seu vizinho Tim Woodward foi preso por acusações de posse de drogas e a polícia acredita que ele pode ter sido o responsável pelo cruel ataque ao cão. Eles descobriram uma arma e balas de borracha em sua casa e aguardam os resultados de testes de laboratório para confirmar as suspeitas.

A tutora levou o animal ao veterinário depois de perceber que os buracos em seu corpo. “Ele tinha algumas marcas nele e pensamos que seriam picadas de insetos ou outras coisas. Depois, eu comecei a notar os buracos. Fiquei em choque, nem sabia o que pensar”, disse na reportagem da TV local KTLA .

Fonte: New Pangea

​Read More
Notícias

Fazendeiros usam doces para alimentar vacas e elevar lucros

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto; Dodge County Sheriff’s Office, Facebook

Centenas de milhares de balas vermelhas da marca Skittles derramadas em uma estrada rural em Wisconsin (EUA) levaram policiais a descobrir que os fazendeiros têm utilizado os doces para alimentar vacas há anos.

Os doces caíram de um caminhão que os transportava para uma fazenda em Dodge County e congelaram na estrada, segundo a polícia.

“Não há um ‘S’ neles, mas você pode definitivamente sentir o cheiro, é de Skittles”, disse Dale Schmidt, xerife do Dodge County, à filial da CNN WISN.

Rapidamente, os policiais descobriram que os fazendeiros usam Skittles e outros doces para engordar as vacas porque são “carboidratos baratos”, informou a CNN.

“É uma ótima maneira de os produtores reduzirem o custo dos alimentos e fornecerem comida mais barata aos consumidores”, disse Ki Fanning, nutricionista de vacas e bois da Great Plains Livestock Consulting.

A administração de tanto açúcar para as vacas relaciona-se à elevação dos preços do milho em 2012, que tornou os doces feitos com xarope de milho uma fonte barata de calorias, disse um ex-fazendeiro na época.

Algumas pessoas têm criticado a dieta com doces completamente inadequados para vacas. “Absolutamente asquerosa!”, escreveu um comentarista na página do Condado de Dodge no Facebook, que publicou informações detalhadas sobre a prática.

“Por que achamos que está tudo bem em alimentar vacas com Skittles para engordá-las? Espero que vocês tenham aprendido alguma coisa com isso”, acrescentou.

John Waller, professor de ciências animais da Universidade do Tennessee, alegou que os Skittles são uma legítima refeição para alimentar os animais. Não foi esclarecido por que todas as balas eram vermelhas, segundo o New York Post.

​Read More
Notícias

Publicitário investe em empresa de balas de goma veganas e orgânicas

As balas da DubalaCo entraram no mercado há dois meses (Foto: Gabriel Lellis)
As balas da DubalaCo entraram no mercado há dois meses (Foto: Gabriel Lellis)

O consumo de doces pode ser fatal para quem busca uma alimentação natural, longe de corantes, agrotóxicos e produtos de origem animal. Foi pensando nesse nicho de consumidores que o publicitário Miguel Constantini, 38, criou a empresa DubalaCo, especializada na produção de balas de goma orgânicas e veganas.

Tudo começou em 2014, quando a filha de Constantini completou dois anos de idade sem nunca ter consumido açúcar. “Sempre tive o cuidado de incentivar uma alimentação saudável na minha casa. Quando minha filha alcançou essa idade, começamos a pensar no que daríamos de doce para ela comer. Foi quando procurei produtos mais naturais nessa linha e não encontrei”, conta.

Inconformado com tal fato, o publicitário resolveu viajar para fora do país a fim de estudar sobre o mercado de doces naturais. A partir da sua pesquisa, desenvolveu uma linha especial de bala de gomas. A receita leva açúcar e frutas de origem orgânica, xarope de arroz e outros ingredientes não transgênicos e sem origem animal.

De acordo com Constantini, a DubalaCo é pioneira no Brasil, e se diz otimista por conta do crescimento desse mercado no exterior. “Quando fui fazer minha pesquisa nos Estados Unidos e Europa havia apenas três marcas de balas orgânicas. Nesses dois anos esse número dobrou, ganhando força em grandes redes varejistas estrangeiras”.

Hoje, o empreendedor já estuda novos tipos de doces orgânicos para sua marca, como pirulitos e outros tipos de bala. Vale ressaltar que, apesar de naturais, as guloseimas têm a mesma quantidade de açúcar que produtos comuns.

As balas da DubalaCo foram lançadas há apenas dois meses, e já podem ser encontradas em alguns pontos de venda específicas, como as lojas da Mundo Verde. Cada pacote contém aproximadamente 22 balas, e custa para o consumidor final em torno de R$ 12,50.

Fonte: Globo Rural

​Read More
Notícias

Ursa é morta com "uma centena de balas" na Índia‏

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: YouTube
Foto: YouTube

Uma centena de balas foram disparadas contra uma ursa em Chhattisgarh (Índia), com o ato violento sendo filmado pela polícia.

Dez guardas munidos de rifles atiraram simultaneamente no animal no último sábado, no distrito de Mahasamund, que fica no leste do estado, após suposições de que ela tenha matado dois moradores e um guarda florestal que teria tentado tranquilizá-la com recursos químicos.

A polícia foi chamada após os guardas florestais terem falhado em capturar a ursa. Segundo reportagem da NDTV, 16 das 100 balas atingiram e mataram o animal.

Foto: YouTube
Foto: YouTube

A perseguição à ursa ocorreu sob solicitação dos moradores, que alegaram que a mesma era “muito agressiva”. “Nós não tivemos opção a não ser atirar nela”, declarou Rajesh Kukareja, do distrito policial de Mahasamund.

Moradores da vila encontraram os corpos de dois homens que demoraram para voltar de uma ida à floresta, e responsabilizaram a ursa pelas mortes.

Há poucas informações sobre o caso e a história segue muito mal contada, porém, mesmo que seja verdade o fato dela ter levado pessoas a óbito, pode-se ter certeza que ela o fez em algum contexto no qual tentava se defender ou se sentiu ameaçada.

Não devemos nos esquecer de que fomos nós que invadimos o território e habitat dos animais selvagens, e não o contrário, portanto o respeito cabe a nós. Na atualidade, não se aceitaria uma atrocidade desse tipo contra um humano, sob respaldo legal, mesmo em se tratando de um humano que tem a consciência moral de seus atos. É inadmissível que um animal, que não tem essa consciência do bem e do mal, seja fuzilado dessa maneira.

​Read More
Notícias

Cão é encontrado com mais de 30 balas alojadas no corpo

Por Patricia Tai (da Redação)

Foto: KLTV
Foto: KLTV

Um cão passou por uma complexa cirurgia no Texas (EUA) após ter sido encontrado cheio de ferimentos a bala, supostamente vítima de alguém que o usou para praticar “tiro ao alvo”. As informações são da KLTV.

“É de cortar o coração; não entendo como alguém pode fazer isso”, disse Valerie Mills da Humane Society do Texas. “É totalmente inaceitável, cruel, devastador”, continuou Valerie, inconformada.

Mais de 30 balas foram encontradas alojadas na pele do cão, que estava também muito magro.

Valerie é uma das muitas pessoas que estão trabalhando para salvar a vida do cão, e disse que a recuperação deverá levar muitas semanas.

Policiais da cidade de Longview encontraram o cão coberto de sangue próximo a Richardson e Green Streets, e contataram imediatamente o Serviço de Controle de Animais local.

“Ele tinha uma corda amarrada em volta do corpo. Ele foi alvejado provavelmente entre 30 e 35 vezes”, disse Chris Kemper, que fez o resgate.

As pessoas que se aproximaram do cão para resgatá-lo disseram que ele não apresentou resistência. “Ele estava dócil e parecia grato por perceber que estávamos tentando ajudá-lo”, informou Chris.

Foto: KLTV
Foto: KLTV

O Serviço de Controle de Animais levou o cão à base da Humane Society do nordeste do Texas para uma avaliação inicial.

“Nós oferecemos a ele água e corremos com ele ao veterinário, pois ele tinha uma bala em sua pálpebra inferior”, disse Valerie.

No Hospital Veterinário de Kimbrough, tiveram de remover o olho do cão. Assim que se recuperar da cirurgia, ele será colocado para adoção.

“Ele precisará de um lar amoroso onde os tutores possam dispor de tempo para cuidar dele, dar remédios e ajudar a curar as suas cicatrizes”, acrescentou Valerie.

Foto: KLTV
Foto: KLTV

Enquanto o cão se recupera, o Departamento de Polícia de Longview está prosseguindo com a investigação.

No estado do Texas, machucar intencionalmente um animal é considerado crime. Segundo a reportagem, uma vez que a pessoa que atirou no cão for encontrada, deverá ser condenada por crueldade animal.

Se  você está no Texas ou conhece alguém que esteja, a associação Gregg County Crimestoppers está oferecendo uma recompensa a quem tiver informações que levem a descobrir o infrator. Quem tiver pistas pode contatar o departamento de polícia de Longview no telefone (903) 237-1199.

Informações sobre como adotar o cão podem ser obtidas junto à Humane Society do Texas, pelo e-mail relocation@hsntx.org . O abrigo também está aceitando doações para ajudar a pagar a cirurgia que custou mais de 1000 dólares.

Foto: KLTV
Foto: KLTV
​Read More
Notícias

Gatinho leva 21 tiros de espingarda e sobrevive

(da Redação)

Marley e sua tutora Kathy Thomson. Foto: Arthur Edwards

Marley, um gatinho que vive na Inglaterra, sobreviveu milagrosamente depois de levar 21 tiros de espingarda. Ele ainda está com 15 balas alojadas no corpo, sendo três no pulmão, que não foram retiradas porque os veterinários acham muito arriscado.

Foto: reprodução The Sun

Marley, que quase perdeu um olho no ataque covarde e cruel, é um dos 205 gatos vítimas de tiros apenas no ano passado, segundo informou a RSPCA, ONG de proteção animal.

Kathy Thomson, tutora de Marley, encontrou seu animal agonizando na porta de casa e correu com ele para o veterinário. “É um milagre que ele tenha sobrevivido”, disse Kathy ao  jornal The Sun.

A RSPCA está em busca de informações sobre o autor dos disparos para denunciá-lo à justiça.

​Read More
Destaques, Notícias

Cão é covardemente morto com tiros enquanto brincava em parque

Por Danielle Bohnen (da Redação)

Recentemente, em um parque público na Espanha, uma criança brincava com seu cão chamado Foski, quando balas vindas de trás de um arbusto, onde estava escondido um homem, mataram o cão. Tudo leva a crer que o motivo seja porque os seus tutores são envolvidos com a causa de proteção animal, segundo informou o jornal PrensAnimalista.

A lembrança de Foski – carta de seu tutor

“À noite morreu assassinado meu melhor amigo, meu companheiro de alma, o ser mais adorável do universo, meu Foski, meu cãozinho. Mais nobre e mais ‘humano’ que muitas pessoas que conheci na vida.

Espalhando simpatia pelos quatro cantos da casa, era a alegria da família. Era o primeiro que me recebia ao chegar, o último me desejar boa noite e me dizer, à sua maneira, ‘obrigada por existir’. Se algum dia me sentia mal, ele, de alguma forma, percebia e balançava o rabinho para me animar. Generoso e de energia positiva, amor puro em quatro patas, Foski era, simplesmente, o amor em forma de cão.

Um animalzinho usado para caça e depois abandonado, até sua maturidade somente havia conhecido o maltrato e o abandono, resgatado de uma armadilha, onde quase perdeu uma das patas e sua vida. O encontrei em um canil municipal, deixando-se morrer, sem forças, com apenas um fio de vida, tremendo de frio e com o olhar perdido no canto de uma jaula. Ficou tão agradecido quando o tirei daquele inferno, que acredito, que era feliz somente por respirar o mesmo ar que eu.

Deu muito trabalho e esforço salva-lo, pois tinha leishmaniose, anemia e Ehrlichia, mas com muita vontade de viver, portanto, conseguimos.

Mas, durante a noite, algum ser desumano e desalmado, alguém que nunca deveria ter nascido, escondido atrás de um arbusto ou de uma varanda, o assassinou no parque, enquanto minha filha pequena foi passear com ele, como todos os dias. Não foi um acidente, não, atingiram dois tiros, um na boca e outro que lhe atravessou o coração. Esse coraçãozinho cheio de vida deixou de bater poucos minutos depois.

A pedido meu, o veterinário realizou a necrópsia e diversos exames ecográficos e radiológicos que provam que Foski não morreu de causas naturais, senão por danos produzidos pelas balas que atingiram seu corpo.

O informe veterinário realizado pelo Dr. Juan Calos Olalla de Mingo, de Madrid, determina que a causa do falecimento foi uma hemorragia interna na cavidade torácica (hemotórax) devido à perfuração intercostal-pleural e pericárdica de uma bala de arma de fogo alojada no hemisfério torácico esquerdo com muito sangue e coágulos que provocaram um choque hipovolêmico e o falecimento de forma aguda do animal.

Quero fazer essa denúncia pública, fazer um chamado à consciência das pessoas que elaboram leis e das que as aplicam. Esse assassinato não pode ficar impune, mas, é muito provável, que assim será. Parece que há alguém que se acha superior, com o poder para decidir sobre a vida dos outros seres vivos e, pior, com capacidade para tira-la. Trata-se de matar por prazer!

Se as autoridades competentes não se importam com a vida de um cão, ao menos deveriam preocupar-se em investigar pela segurança dos vizinhos e de seus próprios filhos, porque todos os estudos realizados sobre maus-tratos às pessoas e sobre assassinos, afirmam que todos esses psicopatas começaram maltratando e assassinando animais indefesos, aqueles que não têm voz.

Não podemos evitar que nasçam psicopatas assassinos, mas podemos impedir que cometam crimes e saiam impunes. Temos que exigir leis mais eficientes e severas, leis de proteção animal de acordo com a realidade. Basta de tanto egocentrismo humano, não somos o centro do universo, deixemos de crer que somos superiores e com capacidade para dominar e aniquilar a qualquer outro ser vivo, sem motivo e sem prestar contas de seus atos. À noite, morreu meu fiel companhiero e meu amigo, meu Foski, nunca vou deixar de sentir falta dele, nada me o trará de volta, mas não quero, nem posso permitir que isso fique como está e caia no esquecimento”.

​Read More
Notícias

Filhote de gato é baleado e abandonado em lata de lixo nos Estados Unidos

Por Karina Ramos (da Redação)

Radiografias do gatinho de cerca de 0,5 kg mostram as duas balas alojadas nas suas patas traseiras, uma das quais está claramente fraturada. O felino doméstico de pelo curto tinha entre 4 e 6 semanas de vida aproximadamente.

Raio-X do gatinho mostrando as duas balas alojadas em seu corpo
Raio X do gatinho mostrando as duas balas alojadas em seu corpo

“Saber que alguém fez isso com um gatinho de 6 semanas de idade realmente me chocou”, disse Josh Wixon. O funcionário de manutenção e seu colega encontraram o pequeno filhote embrulhado em uma camiseta dentro de uma lata de lixo, em um beco na Nona Rua, em Troy. Nesse momento, eles ainda não tinham noção da gravidade dos ferimentos do animal.

Josh declarou: “Nós o retiramos de lá, o levamos para o local onde estávamos trabalhando, o colocamos perto do aquecedor e ele tentou caminhar, arrastando sua pata traseira”.

Josh levou o animal para fazer uma consulta com a Clínica Veterinária Troy, onde Laura Engel e sua equipe passaram horas tentando salvar a vida do animal.

“O gatinho estava muito fraco, pálido, mancando e devia estar sentindo muita dor em sua pata ferida”, disse a veterinária Laura.

As radiografias também revelaram que o animal não tinha comida em seu estômago.

“Com a soma da desidratação e da fraqueza, demos alguns fluidos para ele e fizemos uma transfusão para tentar fazer com que a contagem de células vermelhas em seu sangue voltasse ao normal.

Mas já era tarde demais. O gatinho acabou morrendo algumas horas após ter chegado à clínica.

A veterinária Laura disse que Josh fez a coisa certa, mas ele ainda está com o coração partido e espera que o criminoso seja responsabilizado pela atrocidade cometida.

“Ao menos ele teve uma chance e passou suas últimas horas de vida com pessoas que se importaram e cuidaram dele”, disse Josh.

O policial do Controle Animal de Troy disse ao FOX23 News que ficou tão perturbado ao saber desse caso que colocou $50,00 do seu próprio bolso como recompensa para quem fornecer pistas sobre o criminoso. A recompensa total ficou em $100,00.

Qualquer informação sobre esse caso pode ser encaminhada à Polícia de Troy.

Fonte: Animal Concerns

​Read More
Notícias

Frequentadores de reserva estão matando macacos com bebidas alcoólicas

(da Redação)

A cidade de Assis,  interior de São Paulo, tem uma pequena reserva florestal onde vive há muitos anos um grupo de macacos-prego. Há sete meses, estimava-se em mais de 120 o número de primatas que habitavam a área.

Macaco prego embriagado  Foto: APASS
Macaco-prego embriagado. Foto: APASS

Nos últimos dias, a população despencou para apenas 47. A atitude cruel, irresponsável e criminosa de algumas pessoas está matando os macacos-prego da reserva. Descobriu-se que eles estão consumindo, entre outras coisas, bebidas alcoólicas, dadas por frequentadores do parque.

A denúncia foi feita pela ONG APASS (Associação Protetora dos Animais Silvestres de Assis). Integrantes da APASS foram até o local e durante 15 dias conversaram com pessoas que dão comida (salgadinhos, doces, balas, bolachas, refrigerantes, cerveja e bebidas de alto teor alcoólico).

Macacos buscam comida   Foto: APASS
Macacos buscam comida. Foto: APASS

A APASS já levou ao conhecimento da Promotoria do Meio Ambiente, do IBAMA de Assis e da imprensa. “Começaremos com uma campanha educativa junto aos frequentadores para orientar o que pode e o que não pode ser dado para alimentação e os riscos de contaminação viral e bacteriano para os animais e para as pessoas”, esclareceu Aguinaldo Marinho, presidente da entidade.

​Read More