Notícias

Mulher é multada após abandonar cão em casa vazia sem água e comida

Um cão foi encontrado abandonado em uma casa vazia na cidade de Unaí, Minas Gerais. Debilitado, magro e infestado de pulgas e carrapatos, ele foi resgatado pela Polícia Militar de Meio Ambiente. A tutora do cachorro, uma mulher de 30 anos que não teve sua identidade revelada, foi autuada em R$ 2.691,26 por maus-tratos. O cão era mantido sem água e comida, em um quintal sujo, repleto de fezes.

O cão foi encontrado magro e debilitado (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Na presença de vizinhos, os militares pularam o muro da residência e salvaram o cachorro.

A mulher acusada de maus-tratos foi encontrada na casa onde mora atualmente. Ela afirmou que alimentava o cachorro à noite, porém, segundo denúncia anônima, o cão estava totalmente abandonado no local há vinte dias.

Além de ter sido multada, a acusada assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência e terá que comparecerá ao juizado especial criminal da comarca de Unaí no início de novembro.

O cão está sob os cuidados de uma ONG até a decisão do juiz. Uma voluntária da entidade que participou do resgate disse, em entrevista ao G1, que de imediato foi oferecido água e ração ao cão, que também tomou banho. Trata-se de um filhote que, segundo a voluntária, ficará de porte grande e não tem raça definida. O cachorro, que será submetido à exames, foi levado para uma chácara.

​Read More
Cão sobrevivente foi vacinado e alimentado
Notícias

Mulher é autuada por crime ambiental após abandonar cães famintos na Baixa Fluminense (RJ)

Uma mulher foi autuada por crime ambiental, nesta sexta-feira, após abandonar dois cães na residência onde morava, em Seropédica, na Baixada Fluminense (RJ).

Segundo a polícia, Kelly Cabral Campos, de 31 anos, deixou os animais sozinhos na residência cerca de duas semanas antes, quando viajou com o companheiro. Um dos cães acabou morrendo de inanição e o outro alimentou-se de seus restos mortais. O caso foi registrado na 48ª DP (Seropédica).

Cão sobrevivente foi vacinado e alimentado
Foto: Divulgação

A casa fica na localidade conhecida como Mutirão, no bairro Boa Esperança. Os agentes foram acionados pelo proprietário do imóvel, que encontrou os cachorros após sentir um forte cheiro vindo do endereço onde mora a inquilina. O proprietário adotou o cão sobrevivente e traumatizado, que foi devidamente vacinado e alimentado.

Durante uma conversa pelo telefone com os policiais, o companheiro de Kelly, de 24 anos, alegou que acionou uma vizinha para que ela cuidasse dos dois cachorros. Existe a possibilidade de que ele seja autuado juntamente com a esposa, pelo mesmo crime. A pena máxima é de um ano de reclusão e esse período pode ter um aumento de um terço a um sexto no caso de morte de um animal.

“Não há vida mais importante que outra. Toda vida é única, vital e especial. Flora e fauna são os cabelos da Terra. Nós, humanos, às vezes parecemos os piolhos”, afirmou o delegado Othon Alves Filho, que atendeu a ocorrência.

Ainda de acordo com o delegado, os peritos que estiveram no local pensaram na hipótese de que o ocorrido pudesse ter algum tipo de relação com magia negra, mas ainda é preciso aguardar o decorrer das investigações. O casal que alugava o espaço é aguardado na delegacia neste fim de semana para prestar esclarecimentos.

Fonte: Extra

​Read More