Home [Destaque N2], Notícias

Golfinhos desenvolvem capacidade de autorreconhecimento antes de humanos

O autorreconhecimento em um espelho é frequentemente considerado um indício de inteligência e autoconsciência, embora nem todos os cientistas concordem. Os pesquisadores questionam não apenas quais espécies possuem essa habilidade, mas também quando elas surgem durante o desenvolvimento inicial.

Foto: Valery Hache /AFP/Getty Images

As crianças mostram sinais de autorreconhecimento com aproximadamente 12 meses e os chimpanzés com dois anos. Mas os golfinhos se reconhecem no espelho com sete meses, antes do que os humanos.

Diana Reiss, uma psicóloga do Hunter College Reiss, registrou o o autorreconhecimento de golfinhos em 2001, juntamente Lori Marino, atual lider do The Kimmela Center for Animal Advocacy.

Ela e Morrison, agora professora assistente no departamento de psicologia da University of North Carolina Pembroke colaboraram no estudo e publicaram suas descobertas na revista PLoS One, informa o New York Times.

Reiss diz que o momento do surgimento do autorreconhecimento é significativo, porque nas crianças humanas a habilidade foi relacionada a outros estág doso desenvolvimento físico e social. Como os golfinhos se desenvolvem antes do que os humanos nessas áreas, os pesquisadores preveriam que eles demonstrariam autoconsciência mais cedo.

A fêmea de golfinho de sete meses Bayley começou a mostrar um comportamento mais autocentrado, como girar e fazer poses incomuns.

Segundo Reiss, os golfinhos “podem colocar os olhos no espelho e observar em silêncio. Eles podem olhar para o interior de suas bocas e mexer suas línguas”, afirma.

Aos 14 meses, o macho Foster virava de cabeça para baixo e soprava bolhas na frente de um espelho. Frans de Waal, da Emory University e autor do livro ““Are We Smart Enough to Know How Smart Animals Are?” (Somos inteligentes o suficiente para saber como os animais são inteligentes?) reconheceu a importância das constatações sobre a inteligência dos golfinhos.

​Read More