Home [Destaque N2], Notícias

Toureiro aposentado tem sessão de autógrafos sobre sua autobiografia cancelada após protestos

Por Marcela Couto (da Redação)

A livraria Waterstone cancelou uma série de participações internas de Frank Evans, que deveria autografar cópias de sua autobiografia, The Last British Bullfighter. O homem de 67 anos aposentado é o toureiro mais velho da Inglaterra.

Evans, o toureiro mais velho da Inglaterra
Foto: Channel 4

A Waterstone reagiu após receber reclamações de defensores dos animais do PETA, do Born Free Foundation e do North West Hunt Saboteurs Association, entre outros. A sessão de autógrafos estava agendada para ocorrer em Manchester e Liverpool.

Um porta-voz da rede de livrarias declarou: “Pelos interesses dos nossos clientes e equipe, a Waterstone decidiu cancelar todos os eventos relacionados ao The Last British Bullfighter“.

O PETA acusou Evans de “matar animais em nome do esporte” e disse que eventos promocionais estariam glorificando a exploração. Poorva Joshipura, diretor do PETA na Europa, declarou: “Bravo à Waterstone por distanciar-se do sadismo e crueldade abusiva das touradas! Não há nada de corajoso ou admirável em qualquer pessoa que participe ou pague para ver um espetáculo violento em que o animal sempre perde”.

Evans disse compreender a decisão da Waterstone, já que não poderiam prejudicar sua imagem. O toureiro ainda comentou sobre os ativistas dos direitos animais: “É triste que eles queiram impedir as pessoas de ler algo. Por todos esses anos recebi cartas-bomba e ameaças de morte. Esses extremistas são meio sinistros”.

Questionado sobre a crueldade das touradas, Evans respondeu: “Os ingleses não estão acostumados a ver animais sendo mortos. Se eles fossem ao abatedouro teriam a mesma reação, mas eles levam vidas cheias de conforto em que os animais mortos só aparecem em forma de um belo bife em seus pratos”.

Nota da Redação: Evans acha os defensores dos animais sinistros, mas não consegue enxergar o nível brutal de seu esporte assassino. Talvez isso seja bem mais sinistro. Ele está certo ao apontar a hipocrisia daqueles que se alimentam dos animais e querem defendê-los das touradas, mas é claro que não está nem um pouco interessado na ética, e sim em justificar seus atos cruéis com os supostos erros dos outros.

Com informações de Telegraph.co.uk

 

​Read More