Destaques

Mais de 100 papagaios-do-mar são mortos por caçadores de troféu em cada viagem de caça à Islândia

Foto: Campaign to Ban Trophy Hunting
Foto: Campaign to Ban Trophy Hunting

Caçadores de troféus britânicos estão migrando para a Islândia para atirar e matar papagaios-do-mar em viagens de caça – depois da matança os corpos das aves são trazidos de volta com seus assassinos para “enfeitar” suas casas.

As viagens de caça ao pacífico país nórdico estão sendo vendidas por 3.000 libras (cerca de 3.600 dólares) por pacote, apesar de os papagaios-do-mar terem sido classificados como uma espécie vulnerável pela IUCN no ano passado.

Em uma tentativa de chamar a atenção do público, a Campaign to Ban Trophy Hunting (Campanha para Proibir a Caça ao Troféu) publicou fotos dos caçadores posando com dezenas de seus troféus sem vida.

Foto: Campaign to Ban Trophy Hunting
Foto: Campaign to Ban Trophy Hunting

O grupo também fez um apelo a Theresa Villiers, a nova secretária do Meio Ambiente, para proibir a importação de papagaios-do-mar caçados, informa o jornal Metro.

O porta-voz da campanha, Eduardo Gonçalves, instou o governo a impor uma moratória “antes que seja tarde demais”.

Foto: Campaign to Ban Trophy Hunting
Foto: Campaign to Ban Trophy Hunting

Ele acrescentou: “Os papagaios-do-mar são uma das aves mais amadas do mundo. As pessoas viajam milhares de quilômetros apenas para fotografá-las. Agora, parece que os caçadores de troféus estão viajando pelo mundo para matá-las também.

“Os cientistas dizem que estão em sérios apuros. As populações estão caindo, e muito menos aves estão chegando às costas da Grã-Bretanha. A última coisa que eles precisam é que os caçadores de troféus atirem neles em grande número apenas por diversão.”

Foto: Campaign to Ban Trophy Hunting
Foto: Campaign to Ban Trophy Hunting

Gonçalves também pediu à Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas (CITES) que classifique os papagaios-do-mar como espécie protegida em sua conferência no próximo mês (espécie já esta classificada como vulnerável).

A população de papagaios-do-mar islandeses despencou de sete milhões para 5,4 milhões em uma década.

E a Fair Isle, nas Ilhas Shetlands, viu sua população de pássaros icônicos cair pela metade – de 20mil para 10 mil – nos últimos 30 anos.

Foto: Campaign to Ban Trophy Hunting
Foto: Campaign to Ban Trophy Hunting

Quase 600 mil papagaios-do-mar vivem no Reino Unido, representando aproximadamente um décimo da população mundial.

Sir Roger Gale, o presidente da Conservative Animal Welfare Foundation, criticou a caça aos papagaios, descrevendo-a como “abominável”.

Ele disse ao Telegraph: “Eu não acredito em caça de troféus para qualquer espécie. Eu não acho que haja qualquer desculpa para isso”.

“Acredito que há muito mais turismo a ser gerado pela preservação e conservação dessas belas e únicas aves do que por matar os papagaios-do-mar.”

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Homem é detido após atirar em cachorro com arma de pressão em MS

Um homem de 24 anos, que não teve a identidade revelada, foi detido pela polícia após atirar em um cachorro na cidade de Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. O crime aconteceu no último domingo (7).

Foto: Pixabay

O cachorro estava na rua quando foi alvejado pelo disparo de uma carabina de pressão. As informações são do portal Mídia Max.

O responsável por ferir o animal foi detido por populares. A polícia foi acionada pelo tutor do cão. Não há informações sobre o estado de saúde do cachorro.

O momento em que o cachorro foi alvejado pelo tiro foi testemunhado por uma pessoa que estava no local.

Aos militares, o homem disse que não teve a intenção de atingir o animal e que estava nos fundos da residência de seu tio atirando em latas. Ele foi encaminhado à delegacia.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Policial atira em dois cães após alarme de casa disparar acidentalmente nos EUA

Ciroc e Rocko, os cães de Jennifer LeMay, ficaram assustados ao ouvirem um homem pulando a cerca da casa, mas ao verem o policial começaram a abanar o rabo.

As imagens das câmeras de segurança mostram que em nenhum momento os animais tentaram atacar o policial ou se mostraram agressivos. O primeiro cão a ser atingido, parece muito agitado.

Cães abanam o rabo quando veem policial
Policial invadiu quintal de casa e atirou nos dois cães indefesos (Foto: Reprodução / Uol)

Segundo a tutora, os animais passam bem, mas a família teve que gastar muito dinheiro para tratar os animais que tiveram que passar por cirurgias. A polícia da cidade informou, em nota, que uma investigação foi aberta para entender o caso.

“Nós estamos cientes do incidente recente envolvendo um policial da MPD (Minneapolis Police Department) que respondeu a um alarme residencial audível e disparou contra os dois cachorros da casa. Toda vez que um policial dispara sua arma, fazemos uma investigação”, afirma o texto.

A vistoria do policial foi causada pelo fato das duas filhas de Jennifer, de 13 e 18 anos, terem chegado em casa por volta das 20h50 do sábado. Uma delas disse que, sem querer, ativou o alarme, mas logo contatou a empresa responsável pelo equipamento e às 20h54 o som foi desligado.

Às 21h15 os policiais chegaram no local, sendo que um deles ficou parado em frente à casa, enquanto o outro deu a volta e pulou a cerca do jardim. Após ter atirado sem motivo nos cães, é possível ver que o policial pondera por alguns segundos o ocorrido, até decidir pular a cerca e ir embora.

“O meu cachorro estava balançando o rabo. Ele nem estava se movendo ou investindo contra o policial. Nós temos o direito à segurança no nosso quintal”, criticou a tutora.

Jennifer contou ainda que os cães não receberam atendimento veterinário com rapidez porque o outro agente policial prometeu que “uma equipe de cuidados” chegaria com prontidão, mas ninguém apareceu.

A tutora disse que os dois cães são muito dóceis e brincalhões. Eles estão sob os cuidados da família LeMay desde filhotes e ajudam dois filhos de Jennifer no tratamento de ansiedade.

Veja o vídeo revoltante a seguir:

​Read More
Notícias

Idoso é condenado à prisão após atirar em gatinho na Inglaterra

Um homem, 73 anos, foi condenado à prisão por atirar com uma pistola de ar em um gatinho, da raça siamês, que teria invadido o jardim de sua casa em Cambridge, na Inglaterra.

Gatinho aparece enfaixado após cirurgias
Gatinho foi baleado no pescoço e no quadril (Foto: Reprodução / Meio Norte)

De acordo com o jornal inglês Daily Mail, ao ver o gatinho, Christopher Boswell disparou duas vezes a arma e depois jogou o animal pela cerca. No mesmo dia, a tutora do filhote, Caroline King, estava procurando por ele quando passou pela casa de Christopher. Sem qualquer tipo de remorso, o homem admitiu o crime.

O gato filhote foi levado ao hospital veterinário, onde precisou passar por procedimentos cirúrgicos para retirar os projéteis e acabou tendo que amputar a pata direita traseira. Apesar dos ferimentos graves, o animal se recupera bem e já recebeu alta do hospital.

Gatinho aparece com pata traseira direta amputada após agressão
Gatinho teve que passar por procedimento cirúrgico de amputação da pata traseira (Foto: Reprodução / Meio Norte)

O Tribunal de Magistrados de Cambridge julgou o caso. Durante a audiência, o aposentado admitiu que pratica atividades de caça desde os 17 anos de idade e alegou sofrer com o alcoolismo e lutar contra um câncer.

Após a investigação confirmar que a bala que atingiu o gato era da arma do idoso, o julgamento das autoridades foi de que se tratava de “um incidente desagradável que merecia uma sentença de prisão”.

 

​Read More
Notícias

“Matador de animais”: caminhoneiro é preso após atirar em cachorro

Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Um homem de 56 anos, identificado como Cristian Felio Ramon Calonga, foi preso após atirar contra um cão de uma vizinha na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. A tutora do cão denunciou o agressor, que acabou preso.

De acordo com os vizinhos, ele já teria matado vários outros animais, somente por entrar em seu quintal. Por isso, ele é conhecido no bairro como o “matador de animais”.

 

​Read More
Notícias

Homem é denunciado por atirar em animais em Santarém (PA)

Foro: Reprodução G1
Foro: Reprodução G1

Moradores da rua Joana D’arc, no bairro Maracanã em Santarém, oeste do Pará denunciam uma ação de maus-tratos. Segundo eles, um morador tem atingido e matado animais no bairro com uma arma de ar comprimido. A preocupação é de que pessoas também possam ser atingidas pelos disparos.

Segundo os moradores, o homem que se mudou para o local recentemente, anda com uma arma cuja a munição é uma espécie de ‘chumbinho’. Por toda a extensão da rua é possível achar animais como pássaros e urubus mortos. Gatos e cachorros também estão sendo alvo das agressões.

Divulgação
Divulgação

O cachorro da autônoma Bruna Pedroso, chamado ‘Pingo’, foi atingido na perna nos últimos dias. Ela relata diversos casos. “A gente acabou percebendo que ele atirava nos urubus no poste em frente à casa dele e gatos também já foram baleados, inclusive uma vizinha nossa teve um gatinho com olho perfurado. Atrás da casa dele tem um terreno baldio, aonde encontramos muitos animais mortos”, ressalta Bruna.

Outros moradores também ficaram indignados com a situação, entre elas a dona de casa Maria Pinheiro. “Uma pessoa assim não tem coração, não tem amor aos animais. Não é assim que se leva a vida”, afirma.

Muitos temem o risco de crianças serem atingidas.“Tenho uma sobrinha e uma filha, que vão direto ao comércio para comprar as coisas e elas passam pela frente da casa dele e temos medo de atirarem nas crianças” declara a dona de casa, Eliene de Almeida.

O caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil e a comissão de defesa e proteção dos animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acompanha a situação. Segundo a advogada Jakelyne Costa, que faz parte da comissão de defesa e proteção dos animais da OAB, se ficar comprovado o crime de maus tratos aos animais, o suspeito será punido.

“A partir do momento que a OAB tomou conhecimento da denúncia, ouvimos a versão da tutora do cachorro. Nos dirigimos até a delegacia aonde foi prestada a queixa. Conversamos com o delegado para saber sobre o procedimento, que está tudo dentro da legalidade e as partes já foram chamadas para depoimento para apurar o que aconteceu. É crime sim, maltratar animais. É considerado criem previsto na legislação ambiental, com pena de detenção de seis meses a um ano e multa”, conclui a advogada.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Idoso é preso após atirar contra cachorro na BR-262

Divulgação
Divulgação

Um idoso de 69 anos foi preso no último sábado (5), após atirar contra um cachorro na BR-262, na altura da comunidade de Antunes, em Igaratinga (MG).

A Polícia Militar recebeu denúncias anônimas de que o homem havia passado próximo de uma cerâmica, que fica às margens da rodovia e efetuou dois disparos de arma de fogo em direção ao cachorro que estava no local.

Policiais iniciaram rastreamento, localizando o idoso na Rua Padre Evaristo. Durante busca pessoal foi localizado no interior de sua bolsa, um revólver calibre 22 com cinco munições, sendo três intactas, uma deflagrada e outra picotada. Os militares deram voz de prisão em flagrante ao suspeito e o conduziram à Delegacia de Polícia, em Pará de Minas com o material apreendido.

Fonte: Portal Sistema MPA

​Read More
Notícias

Adolescente choca ao atirar gato do 4º andar para ver se ‘caía de pé’, na Argentina

07
Divulgação

Um vídeo que mostra uma adolescente a atirar um gato do 4º andar de um prédio, na expectativa de perceber se este cai de pé, tem gerado revolta.

O vídeo foi gravado em Saenz Pena, na província argentina de Chaco, e gerou uma onda de críticas nas redes sociais, segundo reporta o Daily Mail. (Clique aqui para assistir)

A protagonista das imagens usou uma máscara, que lhe cobria a cara, mas ainda assim foi identificada. Fiorela Alvarez não resistiu às críticas e abandonou as redes sociais.

Fê-lo após emitir um pedido de desculpas e de assumir que o que fez foi “horrível e injustificável”. “A todos os que estão interessados nos animais posso dizer que o gato não morreu. Pedi desculpas ao meu vizinho [tutor do felino] e estou a pagar os custos do veterinário”, esclareceu a adolescente.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Notícias ao Minuto

​Read More
Notícias

Ministéio Público abre inquérito-crime a rapaz que ameaçou atirar cão pela janela

O jovem incorre numa pena de prisão até um ano ou numa pena de multa até 120 dias
Divulgação

O Ministério Público abriu um inquérito-crime ao rapaz que ameaçou atirar cão pela janela e que partilhou as imagens do ato no Facebook.

A Procuradoria-Geral da República confirmou ao Público que há investigações em curso, na sequência das queixas apresentadas pela associação ANIMAL nos Ministérios Públicos de Loures e de Lisboa.

O Comando Metropolitano da PSP também garante que o cão foi retirado ao jovem e que está aos cuidados de uma associação, ao contrário do que uma mensagem num perfil do Facebook que alegava que o Ruca continuava com Gonçalo Correia. A PSP contraria a informação e admite que o perfil em causa deve ser falso.

Esta polémica gerou-se depois do jovem de 18 anos ter publicado um vídeo em que se filma a maltratar no cão e a pendurá-lo da janela do quarto, ameaçando atirá-lo.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: TVI 24 Horas

​Read More
Notícias

Jovem ameaça atirar cachorro pela janela e causa comoção nas redes sociais

02
Divulgação

O rapaz Gonçalo Carter tem mais de 50 mil seguidores no Facebook e está a chocar a internet, depois de ter publicado um vídeo onde grita, dá palmadas e ameaça atirar um cachorro pela janela.

O jovem de 19 anos chama “mete-nojo” ao animal e pede que este diga “olá”, dizendo asneiras e solicitando que o cão pare de ganir: “Para de fazer barulho”, grita, acrescentando “tu deves estar à espera que eu te mande da janela”.

Depois agarra no cão e coloca-o da parte de fora da janela. De seguida volta a colocá-lo em cima da cama e grita: “Mete-nojo, sai daqui, sai”. (Clique aqui para assistir – Imagens fortes!)

Uma vez publicado o vídeo no Facebook e de as críticas se terem multiplicado, Gonçalo Carter retirou o vídeo da rede social e começou a publicar diversos pedidos de desculpas, referindo que se tratava apenas de uma “brincadeira”.

“Adoro animais! O meu cão é bem tratado, tem 3 meses, vou sempre com ele à veterinária, fiz um vídeo a brincar, eu e ele estamos sempre na cama a brincar, disse que o ia atirar da janela. Obviamente no gozo”, justificou.

Um post publicado pouco tempo depois, o jovem foi perentório: “Sei o que estão a achar de mim, pois como vocês odeio violência sobre os animais”. “Acreditem ou não o vídeo era brincadeira, era para ver a reação das pessoas, fui estúpido, eu sei”, refere, garantindo que “nunca deitaria [o cão] da janela”.

“As palmadas foram tanga, quando ganiu dei-lhe um gênero de beliscão para fazer barulho, nunca mais lhe fiz mal, tanto que existem fotos e vídeos onde nos podem ver a brincar e felizes”, conclui, pedindo novamente desculpa aos seus seguidores e prometendo que irá publicar fotografias e vídeos do dia a dia do cão.

A verdade é que depois do sucedido já começaram a circular duas petições que pedem justiça para o animal. “Queremos justiça para com o cão do Gonçalo Carter” e “Gonçalo Carter, o agressor de animais“. A última petição garante ainda que Gonçalo já “esmagou um pombo com o pés” numa outra situação.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Notícias ao Minuto

​Read More
Notícias

Homem se fere gravemente após tentar matar tatu nos EUA

(da Redação)

Foto: Yuriko Nakao/Reuters
Foto: Yuriko Nakao/Reuters

Um homem do leste do estado norte-americano do Texas está hospitalizado depois de tentar atirar em um tatu, segundo informações do site Russia Today.

O homem saiu de casa, situada em Marietta, sudoeste de Texarkana, por volta das três da manhã do dia 30/07, e percebeu a presença do animal em sua propriedade. Tentou então atirar no tatu, segundo o xerife Larry Rowe, do condado de Cass. “Sua mulher estava dentro da casa. Ele foi para fora e pegou seu revolver de calibre 38 e atirou três vezes no tatu.”

Mas as coisas não sairam como planejado. Pelo menos uma das balas ricocheteou e acertou o homem, que foi levado de avião para receber cuidados médicos, principalmente na mandíbula, onde uma das balas ficou alojada.

Atualmente, o paradeiro do tatu é desconhecido.

Em abril, um caso similar aconteceu no estado da Georgia, quando um homem tentou atirar em um tatu e sua sogra idosa acabou ferida nas costas. Infelizmente, esses animais são taxados de “praga” no sul dos Estados Unidos, pelo fato de cavarem buracos.

​Read More
Notícias

Idoso é detido após atirar em cachorro em Divinópolis (MG)

Um idoso de 67 anos foi detido na última terça-feira (29) após atirar em um cachorro na comunidade dos Costas em Divinópolis. A Polícia Militar (PM) informou que ele alegou fazer os disparos para proteger as galinhas que em casa de um possível ataque do animal.

Segundo o idoso, o cachorro estava na propriedade dele. A PM chegou ao local após denúncia informando sobre os barulhos dos tiros na comunidade.

Na casa do idoso a polícia apreendeu 11 cartuchos e duas espingardas, sendo uma de pólvora e outra cartucheira. Ele foi encaminhado juntamente com o material aprendido para a Delegacia de Polícia Civil de Divinópolis, pagou fiança no valor de R$ 1 mil e foi liberado.

Fonte: G1

​Read More