Notícias

Cadela jogada de prédio é adotada na Bahia: ‘ela faz parte de nossa família’

Foto: ONG Bicharada / Divulgação

Uma cadela que foi arremessada na terça-feira (22) de um prédio em Itabuna, na Bahia, encontrou uma família disposta a oferecer a ela o amor que antes lhe foi negado. Agredida pelo antigo tutor, que a jogou pela janela do apartamento, Vitória ficou desacordada e ferida, mas se recuperou após ser resgatada e levada a uma clínica veterinária.

Com apenas dois meses de idade, Vitória já conheceu o sofrimento de perto, mas agora já sabe também o que é amor. Na casa de seu novo tutor, o percussionista Marcelo Nascif, de 44 anos, carinho não falta.

Marcelo decidiu adotar a cadela após encontrá-la ferida. Comovido com a situação, ele resgatou o animal e acionou uma ONG. “Eu estava na porta de casa e vi o pessoal na rua gritando, e fui ver o que era. Eu não vi o homem jogando ela. Quando cheguei lá, ela já estava na mão de um vizinho. Ele estava chorando. A minha reação na hora foi resgatá-la. Ela estava muito ferida. Peguei ela, levei no lava jato e lavei a boca dela. Dei um banho, pois ela estava desacordada. Eu abri a boca dela, ela estava sem respirar direito. Comecei a fazer massagem. E ela começou a reagir”, contou ao G1.

“Assim que eu dei o banho nela, que fiz a retirada do sangue, eu levei ela para minha casa. A gente chamou o pessoal da ONG. Quando eles chegaram, ela já estava acordada, já estava reanimada. E eles levaram ela para adotar”, completou.

Uma equipe da ONG Bicharada esteve no local e encaminhou a cadela ao veterinário. Apesar de não ter sofrido ferimentos graves, Vitória apresentava sinais de que sentia dor e, por isso, ficou internada. Na tarde de quarta-feira (23), ela recebeu alta e foi para a casa do percussionista.

“Quando chamei eles, eu já estava com desejo de adotar. Eu disse que ela ia ficar comigo, que eu iria criar ela. Eu também tenho um filho de cinco anos que pediu para ficar com ela. Ele começou a chorar, quando levaram para o veterinário. Quando ela voltou, foi a alegria para ele”, disse Marcelo.

“É uma vitória. Muito emocionante. Nos apegamos muito a ela. Foi uma benção de Deus não ter deixado ela morrer, devido à queda. Estamos super felizes, ela faz parte de nossa família agora. Ela se chama Vitória. A gente deu esse nome pelo fato dela ter sobrevivido. Ela é uma sobrevivente. Meu filho que pôs o nome”, acrescentou.

Arquivo Pessoal

Marcelo contou que o último cachorro adotado pela família morreu há cerca de 10 anos, o que gerou muito sofrimento aos tutores. Por isso, o percussionista não quis outro animal. Mas isso mudou quando ele viu a cadela Vitória, que, segundo ele, foi enviada por Deus.

“Já tivemos um outro cachorro, mas ele morreu. Tem mais de 10 anos. Eu fiquei muito chocado. Não queria mais criar. Mas Deus mandou essa vitória para gente. Desde quando chegou, ela estava dormindo muito por causa do medicamento. Mas hoje já acordou brincando comigo. Está super bem”, disse.

Investigação

A delegada Katiana Amorim instaurou um procedimento para investigar o crime. Segundo ela, serão colhidos depoimentos dos envolvidos com o caso em até 30 dias.

“O procedimento já foi iniciado para apurar o fato e será registrado ainda nesta semana. A lei dá o prazo de 30 dias para conclusão. Todos os envolvidos vão ser intimados e ouvidos na delegacia. Isso durante os próximos 30 dias, dentro do prazo que a lei estabelece. O crime que vai ser investigado é o de maus-tratos a animais”, afirmou.

“Eu estou na 2ª DT há muitos anos. Casos de maus-tratos a gente sempre apura, sempre que necessário. Mas não é comum maus-tratos a animais chegarem na delegacia. Alguém denunciar e a gente investigar não é comum”, concluiu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Suspeita de jogar gata em direção a cão é ouvida pela polícia no interior de SP

A suspeita de arremessar uma gata em direção a um cachorro da raça rotweiller prestou depoimento à polícia na quinta-feira (25). O crime de maus-tratos a animais aconteceu no Jardim Simus, em Sorocaba (SP), e foi flagrado por uma câmera de segurança.

Foto: Reprodução / TV TEM

O delegado Mário Ayres, que investiga o caso, afirmou que a jovem mora no bairro onde a gata vive e foi identificada pelas imagens da câmera e por testemunhas.

A tutora do animal, a advogada Regina Santos de Almeida, também foi ouvida pela polícia nesta quinta-feira.

“Nesta quinta-feira tivemos as oitivas e vamos dar prosseguimento com as investigações. A jovem pode responder por crueldade contra animais”, disse Ayres ao G1.

A tutora identificou a gata após ver as imagens registradas pela câmera. “Meu estado emocional está abaladíssimo. Só Deus sabe o que ela faz com outros animais, porque não respeita nem os animais dos outros. Mas meus animais são meus filhos e eu vou defender minha filha”, disse a advogada.

“A criação dessa menina é péssima. Se o cachorro pega teria estraçalhado a Bela. É muita maldade”, lamentou.

Foto: Regina Santos Ferreira de Almeida/Arquivo Pessoal

Entenda o caso

Uma câmera de segurança registrou o momento no qual dois jovens caminhavam com um cachorro na rua quando a mulher vê um gato na calçada. De acordo com informações da TV TEM, a jovem para, segura o animal no colo, faz carinho nele e, em seguida, o joga na direção do cão, que aparenta ser da raça rottweiler.

O cachorro avança na direção do gato, mas é segurado pelo rapaz, que quase é arrastado pelo animal. Assustado, o gato foge enquanto a dupla segue andando pela rua.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

‘Muita maldade’, diz tutora de gata arremessada na direção de cachorro

A ação de uma jovem que arremessou uma gata na direção de um cachorro no Jardim Simus, em Sorocaba (SP), abalou a tutora da gata. A advogada Regina Santos Ferreira de Almeida adotou Bela há cerca de quatro anos e ficou revoltada ao saber que o animal, resgatado de maus-tratos, foi jogado na direção de um rottweiler e escapou por pouco.

Foto: Regina Santos Ferreira de Almeida/Arquivo Pessoal

“Meu estado emocional está abaladíssimo. Só Deus sabe o que ela faz com outros animais, porque não respeita nem os bichos dos outros. Mas meus bichos são meus filhos e eu vou defender minha filha”, contou Regina ao G1.

Além de Bela, a advogada é tutora de outro gato e de sete cães. “Ela é danada, vive na rua e a gente vive recolhendo. Não posso deixar ela ir para a rua. Ela é amorosa”, disse.

Regina afirmou que vai registrar um boletim de ocorrência na intenção de que a responsável pelo caso de maus-tratos seja identificada e responda criminalmente pelo ato.

“A criação dessa menina é péssima. Se o cachorro pega teria estraçalhado a Bela. É muita maldade”, desabafou.

Entenda o caso 

Uma jovem foi flagrada por uma câmera de segurança enquanto jogava um gato na direção de um cachorro em Sorocaba, no interior de São Paulo. O caso de maus-tratos aconteceu na segunda-feira (22) no bairro Jardim Simus, segundo informações da TV TEM.

Foto: Reprodução / TV TEM

O vídeo mostra dois jovens caminhando com um cachorro na rua quando a mulher vê um gato na calçada. Ela para, segura o animal no colo, faz carinho nele e, em seguida, o joga na direção do cão, que aparenta ser da raça rottweiler.

O cachorro avança na direção do gato, mas é segurado pelo rapaz, que quase é arrastado pelo animal. Assustado, o gato foge enquanto a dupla segue andando pela rua.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Gata sofre luxações após ser arremessada por mais de cinco metros

Uma gata de aproximadamente quatro meses de idade foi arremessada a uma distância de mais de cinco metros. O ato cruel, promovido por um homem, foi registrado por uma câmara de monitoramento de um comércio. O caso ocorreu no Jardim Imperador, no município de Suzano, no estado de São Paulo.

(Foto: Arquivo Pessoal)

O filhote se aproximou do homem, que o pegou pelo pescoço, olhou para os dois lados para ver se não estava sendo visto por ninguém e o arremessou até o outro lado da rua.

Uma pedagoga de 30 anos, que não quis ser identificada por medo de represálias, resgatou o animal e pediu ajuda ao vereador Lisandro Frederico, conhecido por atuar na causa animal. A mulher conta que encontrou a gata desmaiada. “Eu realmente não sei como sobreviveu, porque ela estava desmontando quando eu a coloquei dentro de casa”, conta.

O parlamentar conseguiu, então, uma clínica veterinária para atender a gata. “Levamos ela na segunda-feira cedinho na clínica. Lá foi diagnosticado que ela tinha luxado o maxilar e as duas patas traseiras. Ela foi medicada e eu a trouxe para casa. Ela estava bem esperta e até brincando com os meus dois gatos, mas hoje (na última terça) a tarde ficou com muita dor na perna, aí levei de voltar ao veterinário”, afirma.

(Foto: Reprodução)

Lisandro protocolou um requerimento de abertura de inquérito na Delegacia Central de Suzano para que o caso seja investigado. De acordo com ele, o objetivo é punir o agressor. “Eu sou conhecido também por me dedicar à causa animal. Recebi o vídeo de diversas pessoas indignadas com a situação. Eu não quero que casos assim voltem a acontecer”, diz. As informações são do portal G1.

A pedagoga tutela quatro gatos e uma cadela e, por isso, afirmou que não poderá adotar a gata, que será disponibilizada para adoção assim que estiver recuperada dos maus-tratos que sofreu.

“Mas eu ainda assim vou acompanhar se estão cuidando bem dela”, finaliza.

​Read More
Você é o Repórter

Cadela arremessada de 3º andar de prédio precisa de cirurgia em Osasco (SP)

Beatriz
amazons@ig.com.br

Divulgação

Esta cadelinha foi arremessada do terceiro andar de um prédio por uma mulher envolvida em uma discussão com o ex-marido em Osasco (SP).

Ela sobreviveu ao ato extremo de crueldade e sofreu uma fratura na pata. A cadela foi resgatada por uma protetora da ONG Associação Bendita Adoção e precisa passar por uma cirurgia de R$ 1200,00. Por isso, a protetora pede doações para conseguir pagar a operação e ajudar a cadela. Quem puder contribuir, entre em contato com ONG pelo email amazons@ig.com.br

​Read More
Notícias

Tartaruga de 30 cm sobrevive após ser arremessada para dentro de presídio

Tartaruga sobreviveu à queda, segundo a administração do presídio (Foto: Presídio Regional de Passo Fundo/Divulgação)

Uma tartaruga com cerca de 30 cm de comprimento foi arremessada para o pátio do Presídio Regional de Passo Fundo, a 227 km de Porto Alegre (RS), na noite de terça-feira (27). Segundo a administração da penitenciária, o animal estava dentro de uma sacola plástica, junto de duas garrafas com bebida alcoólica.

Funcionários que faziam o plantão noturno escutaram um barulho e foram até o pátio do presídio, onde encontraram o animal, que foi arremessado sobre um muro de cerca de 5 m de altura. De acordo com a administração, a tartaruga não sofreu ferimentos e foi encaminhada para a Patrulha Ambiental da Polícia Militar (PM). Não há informação sobre os responsáveis pelo ato.

Fonte: Terra

​Read More
Você é o Repórter

Abaixo assinado pede justiça para a criminosa que atirou gata do 8º andar

Katia Withers
ajudeosanimaisderua@yahoo.com.br

Colaborem com o abaixo-assinado, sobre o caso da gatinha Penelope que foi lançada do 8º andar em Passo Fundo(RS).


Foto da gatinha Penelope
Foto da gatinha Penelope, em recuperação


NÓS PROTETORES DOS ANIMAIS DE PASSO FUNDO, TORNAMOS PÚBLICO E REPUDIAMOS O ATO DE MAUS-TRATOS, CAUSADOS A UMA FELINA DE APROXIMADAMENTE 4 MESES, CUJA RESPONSÁVEL É A SENHORA JANDIRA CADORE, MORADORA DE PASSO FUNDO, RESIDENTE NA RUA MAROM , 1084, BAIRRO VILA POPULAR, EM PASSO FUNDO / RS. POR ESTE ATO DE EXTREMA MALDADE, PEDIMOS PARA QUE ASSINEM E NOS AJUDE A COBRAR JUSTIÇA A FAVOR DESTE ANIMAL.

Coloquem nome, RG, cidade e estado na sequencia, repassem a seus contatos, quando a lista atingir 500 asinaturas envie para jornalamigobicho@yahoo.com.br.

As pessoas residentes em Passo Fundo podem imprimir e pedir a seus amigos que assinem e nos contatar para entregar. Comunidade no orkut: clique aqui.

​Read More