Notícias

Homem mata cão ao arrastá-lo amarrado a carro e é preso por maus-tratos

Pixabay/Imagem Ilustrativa

Manoel Batista, de 32 anos, foi preso em Jaguaré, no Espírito Santo, após amarrar um cachorro a um carro e arrastá-lo pelas ruas da cidade até matá-lo. Confrontado pela polícia, ele confessou o crime e disse que matou o animal porque ele estava doente.

Os maus-tratos foram flagrados por câmeras de segurança na noite da última segunda-feira (12). No dia seguinte, o agressor foi preso. Após arrastar o cão, o homem aparece nas imagens cortando a corda que prendia o animal ao veículo e abandonando o corpo do cachorro na rua.

A presidente da ONG de Proteção a Cães de Jaguaré, Suely Izabel Dalvi, repudiou o ato de violência praticado por Manoel Batista. “Não sei como um ser humano tem a capacidade de fazer isso com um animal inocente. Ficamos todos revoltados e só esperamos que ele pague pelo crime que ele cometeu”, disse ao G1.

De acordo com o delegado Leonardo Malacarne, titular da delegacia de São Mateus, para onde o agressor foi levado, a versão de Manoel não é convincente e, mesmo se fosse verdadeira, não justificaria o crime.

“Ele mora em São Mateus. Contou que estava em Jaguaré desde sábado na casa de amigos. Ontem, por volta das 20h, ele saiu de casa, viu o cachorro na frente do carro dele, e, segundo ele, o cachorro estava aparentemente doente, com fome, agonizando. Diante dessa situação, ele achou que seria interessante sacrificá-lo. Ele pegou uma corda, um varal que tinha no carro, pegou o cachorro, amarrou no para-choque e o arrastou”, explicou o delegado.

O crime foi denunciado à polícia por uma ONG de proteção animal, que fez um boletim de ocorrência. Após o vídeo que registra o crime ser divulgado nas redes sociais, moradores cercaram o carro do agressor ao identificá-lo na rua.

Policiais receberam a informação de que Manoel havia sido localizado e levado para a sede da 5ª Companhia do 13º Batalhão. Os agentes se deslocaram até a unidade e encaminharam o agressor para a Delegacia Regional de São Mateus.

Autuado pelo crime de maus-tratos a cães e gatos, com pena de dois a cinco anos de prisão e sem direito à fiança, Manoel Batista aguardará pela audiência de custódia preso no Centro de Detenção Provisória.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cachorro é resgatado após ser arrastado por carro no interior do Ceará

Reprodução/Facebook/Cão Gentil

Um cachorro foi maltratado pelo tutor ao ser amarrado em um carro e arrastado em uma estrada de terra no interior do Ceará. O crime foi registrado em um vídeo, feito por um motociclista, e divulgado nas redes sociais no domingo (14).

Apesar da crueldade a qual foi submetido, o animal passa bem. Ele e outro cachorro tutelado pelo motorista, que dirigia um carro com placa da cidade de Itarema, foram resgatados.

Nas imagens feitas para denunciar o crime, é possível ver o cachorro se esforçando para acompanhar a velocidade do veículo (confira abaixo).

De acordo com o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, André Costa, o motorista que arrastou o cão foi identificado e intimado.

“O responsável já foi identificado e intimado. Os policiais civis da Delegacia de Itarema e policiais militares do Destacamento da cidade foram até a casa do proprietário do veículo e resgataram o cão. O indivíduo que fez a maldade com o animal não estava no local. Além do cão que aprece no vídeo, um outro que estava na mesma casa também foi resgatado”, escreveu Costa em rede social.

André Costa também disse que o animal passa bem e está sob os cuidados de policiais. “Sei que o vídeo chocou muitas pessoas, mas o animal está bem sob o cuidado dos próprios policiais”, completou.

Indignada, a Sociedade Protetora dos Animais (SPA) disse que “as imagens causam perplexidade, diante do sofrimento e dos maus-tratos aos quais o animal é submetido”. A entidade pediu que o caso seja investigado e reforçou que maltratar animais é crime.

Confira o vídeo abaixo (as imagens podem ser fortes para pessoas sensíveis):


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Comissão da OAB assume caso de cão arrastado por veículo em Eusébio (CE)

A Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB-Ceará anunciou que medidas serão tomadas em relação ao caso do cachorro que foi arrastado por um veículo da Autarquia Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano (AMMA) de Eusébio, no Ceará.

Reprodução

O anúncio foi feito pela presidente da Comissão, Dr. Lucíola Maria de Aquino Cabral. Em conversa com o presidente da Comissão Nacional de Proteção e Defesa dos Animais da OAB-Conselho Federal, Dr.Reynaldo Velloso, na quinta-feira (19), Lucíola abordou o caso.

Durante a conversa, Velloso autorizou que a presidente da Comissão se pronuncie, no estado do Ceará, em nome da Comissão Nacional e tome as medidas necessárias, inclusive a cobrança de que o Ministério Público trabalhe de maneira efetiva na Ação Penal e a proposta de uma ação independente. Lucíola é membro efetivo da Comissão Nacional.

Confira abaixo as medidas adotadas pela CDDA/OAB-Ceará, segundo o portal Fauna Comunicação.

1. A Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB/CE esteve reunida com a Superintendência da AMMA – Autarquia Municipal do Meio Ambiente de Eusébio para apurar detalhes do trágico acontecimento com o cão de nome Cerberus, no Município.

2. Foi informado pela AMMA que os agentes envolvidos no caso foram devidamente afastados e responderão a Processo Administrativo Disciplinar.

3. A DPMA – Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente foi acionada para investigação dos fatos. Esta Comissão pedirá oficialmente a abertura de Inquérito Policial e devida apuração.

4. O animal encontra-se em uma clínica particular, com os devidos cuidados veterinários, com todas as despesas sendo arcadas pelo Município de Eusébio/CE.

5. O animal não está sob guarda de nenhuma ONG, treinador, criador.

6. Cerberus passará 30 dias na clínica veterinária para tratamento, podendo permanecer por mais 30.

7. Esta Comissão recomendou ao Município de Eusébio e à Clínica que o animal não receba mais visitas, zelando pelo seu bem estar físico e psíquico.

8. No momento em que a médica veterinária responsável entender propício, será feita a sua ressocialização e treinamento necessário.

9. Informamos que o animal terá todos os seus direitos constitucionais assegurados, não será exposto como um objeto para arrecadação de dinheiro ou vantagens, inclusive por meio de medidas judiciais.

10. A CDDA esta adotando todas as medidas legais, cíveis e penais, visando a apuração das responsabilidades.

Entenda o caso

Um cachorro da raça pit bull caiu do compartimento externo de carga de uma caminhonete da Autarquia Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano (AMMA) da cidade de Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza (CE). Amarrado a uma corda atada em seu pescoço, o cão é arrastado preso à carroceria do veículo. Um vídeo mostra o exato momento em que o cão passa por momentos de extrema agonia.

Os homens responsáveis pelo transporte, após a viralização dos maus-tratos, afirmaram que o cachorro foi resgatado após denúncias apontarem que ele apresentava um comportamento agressivo. Eles dizem ainda que o cão foi transportado de forma inadequada porque estava muito agitado. Segundo os homens, o pit bull não sofreu “ferimentos graves”.

A Prefeitura de Eusébio informou em nota que apura o caso, mas que repudia qualquer ato de maus-tratos e crueldade contra animais e que os responsáveis serão punidos. O caso gerou intensa revolta nas redes sociais. “Esses funcionários não têm condição de trabalhar nessa função”, alerta um internauta. O vídeo que mostra os maus-tratos foi postado pelo perfil MRSC-NATAL.

Veja abaixo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por moradoresderuaeseuscãesnatal (@mrscnatal) em


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Homem é detido após arrastar cachorro amarrado a veículo em Campo Mourão (PR)

O cachorro foi resgatado gravemente ferido e teve as quatro patas quebradas


Um homem de 70 anos foi detido pela polícia após arrastar um cachorro amarrado a uma caminhonete em Campo Mourão, no Paraná. O caso aconteceu na terça-feira (25) e o animal foi arrastado por dois quilômetros, preso ao para-choque do veículo.

Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com a Associação Protetora dos Animais Independentes de Campo Mourão, moradores da região denunciaram o caso. O homem só parou a caminhonete após um carro entrar na frente dele e avisar que o cão estava preso.

O homem disse aos policiais que era tutor do cão e que amarrou o animal para que ele não fugisse. Disse ainda que saiu com a caminhonete e esqueceu que o cachorro estava amarrado ao carro e só não parou ao ser avisado por outro motorista porque temeu ser um assalto.

Após ser socorrido, o cachorro foi levado para uma clínica veterinária com ferimentos graves. Os ossos dele foram expostos e as quatro patas ficaram fraturadas, sendo que duas estão praticamente mutiladas. Apesar dos ferimentos, o animal está se recuperando.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

‘Vivo por milagre’, diz protetora de animais sobre cão arrastado por carro em movimento

Jhow, como passou a ser chamado o cão, teve a pele do rosto arrancada por conta do atrito com o asfalto


Um cachorro resgatado no sábado (22) em São Carlos (SP) ficou gravemente ferido após ser arrastado por um veículo em movimento. “Está vivo por milagre”, disse a protetora de animais Dora Oliveira Soares, que resgatou o animal.

Foto: Marcos Escrivani

O caso repercutiu na internet após ser divulgado pela protetora, que considerou o ato uma “maldade humana”.

A protetora soube do caso na sexta-feira (21) enquanto fazia uma campanha solidária no centro da cidade. Ela se dirigiu, então, ao endereço da denúncia, mas não encontrou o cão. Decidiu, então, abordar o caso nas redes sociais em busca de mais informações. No dia seguinte, recebeu uma ligação por meio da qual foi informada que Jhow estava na rua 7 do bairro Antenor Garcia.

“Fui o mais rápido que pude e encontrei o cachorrinho muito ferido, com o rosto infeccionado. Perguntei para pessoas o que tinha ocorrido e disseram que o cachorrinho foi arrastado por um carro. Que era vítima de maus-tratos e foi abandonado”, disse a protetora ao portal São Carlos Agora.

Foto: Marcos Escrivani

Após o resgate, o cachorro foi levado para uma clínica veterinária. Ele corre o risco de ficar cego de um dos olhos por conta dos ferimentos. Jhow deve, porém, recuperar-se com o tempo dos maus-tratos sofridos.

Sabendo que, em breve, o animal poderá ter um novo lar, Dora passou a anunciá-lo para adoção. Interessados em adotá-lo devem entrar em contato com a protetora pelo telefone 16 99168-0063.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cachorro exausto é arrastado após ser forçado a percorrer quase 10 km

Além do cansaço físico, o cachorro apresentava desconforto térmico e ferimentos nas patas, que deixaram um rastro de sangue por onde ele passou


Um cachorro da raça pit bull foi forçado a caminhar quase 10 km e, quando se negou a andar por estar exausto, foi arrastado pelo tutor. O caso aconteceu em Maceió (AL) na sexta-feira (24). O tutor do animal foi detido após testemunhas acionarem a Polícia Militar.

Foto: Ascom/IMA

O animal, que está recebendo tratamento veterinário, ficou com as patas feridas. Funcionários do Instituto do Meio Ambiente (IMA), que acionaram a polícia, demonstraram interesse em adotar o cachorro, que terá seu destino decidido pela Comissão de Bem Estar Animal da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Alagoas (OAB-AL). As informações são do portal G1.

Uma mulher fez o homem parar de forçar o cão a caminhar quando ele passava na frente da sede do IMA. A atitude dela chamou a atenção dos funcionários do instituto, que também decidiram intervir.

Após a polícia chegar, o homem foi encaminhado a uma delegacia. Ele foi autuado por maus-tratos a animais pela Polícia Civil e pelo IMA.

“Ele disse que ia levar o cachorro para a praia, que já era acostumado a fazer esse percurso e que dessa vez resolveu levar o cachorro. Quando estava a poucos metros do IMA, o cachorro não aguentou mais andar e ele começou a arrastar o cachorro, que estava com as patas esfoladas, machucadas, saindo sangue”, contou a assessora do IMA, Clarice Maia.

Foto: Rick Vieira/Arquivo Pessoal

O médico veterinário Rick Vieira foi acionado e esteve no local para prestar atendimento ao cachorro. “O pessoal sabe que eu sou veterinário e me abordou para falar do caso que o cachorro tinha sido trazido das imediações da Polícia Rodoviária Federal, no Tabuleiro, até o Mutange andando. O animal não estava conseguindo ficar em pé, no passeio estava um rastro de sangue, ainda está, inclusive, por conta das feridas”, disse.

“Ele [o cachorro] caminhou por um período muito grande e isso acabou lesionando as patas do cachorro. Ele está até agora sem conseguir ficar em pé. Além disso, ele estava com desconforto térmico muito grande. O pessoal do IMA colocou ele na sombra e ofereceu água junto com os outros populares”, completou.

De acordo com o veterinário e com funcionários do IMA, após ser flagrado pelas testemunhas, o homem tentou colocar o cão em um carro fretado e colocá-lo nas costas para fugir.

Foto: Ascom/IMA

“Eu conversei com a doutora Rosana, da Comissão de Bem Estar Animal, e o animal está sob minha responsabilidade até se restabelecer”, contou o médico veterinário.

Rosana Jambo, presidente da Comissão de Bem Estar Animal, afirmou que o pit bull tem sinais de conchectomia – prática proibida desde 2012 por meio da qual a orelha do animal é cortada para fins estéticos. Além do corte da orelha, a retirada da cauda e a eliminação das cordas vocais também são proibidas pelo Conselho de Medicina Veterinária.

“O tutor vai ter que dizer também quem é que realizou o procedimento, porque isso envolve também um profissional, provavelmente, de veterinária, porque também é outro sinal de maus-tratos. Vamos saber quem fez a mutilação no animal, se foi o agressor, se foi um veterinário”, explicou Rosana Jambo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Destaques, Notícias

Vídeo mostra cavalo amarrado e arrastado por caminhonete nos Estados Unidos

Foto: Amber Rose Saldate/Facebook
Foto: Amber Rose Saldate/Facebook

Um casal do Colorado, Estados Unidos, foi acusado de crueldade animal depois que imagens perturbadoras surgiram nas redes sociais mostrando um cavalo sendo arrastado na neve por uma caminhonete.

John Saldate, 59, e Amber Rose Saldate, 33, foram indiciados na segunda-feira (26) segundo a lei de proteção aos animais do estado, pelo incidente que chocou os usuários das redes sociais no domingo (25).

O vídeo divulgado mostrava Trigger, o cavalo, sendo arrastado por pelo menos 100 metros na neve pelas rédeas.


Uma mulher narrando a filmagem cruel é ouvida dizendo: “Este imbecil se recusa a deixar o rancho e a obedecer, então John está puxando-o, porque ele está sendo um idiota”.

O vídeo foi postado por uma defensora dos animais com um aviso de que ela não estava presente no momento da gravação e que não é amiga dos tutores do animal.

Nomeando os supostos culpados, Alison Richards postou uma legenda dizendo: “Vou deixar isso aqui, é preciso que as pessoas saibam o que está acontecendo”.

Foto: Amber Rose Saldate/Facebook
Foto: Amber Rose Saldate/Facebook

O vídeo havia sido visto aproximadamente 40 mil vezes na terça-feira (27) e espectadores indignados solicitaram que a polícia investigasse e acusasse legalmente os agressores.

O Gabinete do Xerife do Condado de Grand iniciou uma investigação de crueldade contra animais junto com o Centro de Controle de Animais do Condado de Grand County, a ONG de proteção animal Humane Society do Colorado e a 14ª Promotoria Judicial do Distrito.

O cavalo foi resgatado pela polícia e agora está seguro. Mas outros dois cavalos foram deixados no rancho.

Foto: Amber Rose Saldate/Facebook
Foto: Amber Rose Saldate/Facebook

Na segunda-feira (26), a sra. Saldate falou: “Você toma uma decisão ruim e às vezes isso pode destruir sua vida”, disse a mulher à CBS4. “Perdi meu emprego por causa disso, magoei muitas pessoas. Eu fiz nosso cavalo passar por algo que ele não deveria ter passado. Eu estava errada”.

O xerife do condado de Brett Schroetlin pediu calma aos usuários das redes sociais enquanto os amantes de animais demonstravam indignação e revolta em resposta ao vídeo.

O xerife disse à CBS4 na segunda-feira (26): “Casos envolvendo crianças e animais são obviamente muito emocionais. Precisamos fazer nossa parte da investigação, que às vezes leva um pouco mais de tempo do que a comunidade espera”.

Foto: Amber Rose Saldate/Facebook
Foto: Amber Rose Saldate/Facebook

Mas o par foi oficialmente acusado na terça-feira (27) à tarde.

A comunidade buscava por informações e pediu justiça, antes do anúncio de Matt Karzen em um comunicado.

“Nossas linhas telefônicas e contas de e-mail estão sendo inundadas por pessoas interessadas em informações sobre o caso e pedindo por punições. Como esses eventos agora são objeto de uma acusação ativa, nossas obrigações éticas nos proíbem de discuti-lo, mas as pessoas interessadas podem participar dos procedimentos do tribunal público, se assim o desejarem”, disse ele, lembrando ao público que eles estavam apenas lidando com alegações neste momento e todo réu é considerado inocente, a menos e até que se prove o contrário em um tribunal.

Foto: Amber Rose Saldate/Facebook
Foto: Amber Rose Saldate/Facebook

Os réus serão intimados a comparecer no tribunal do condado de Hot Sulphur Springs no final de janeiro e o caso está sendo conduzido pela promotora adjunta Kathryn L. Dowdell.

Especismo e abuso

Flagrantes como este, de crueldade explícita e arbitrária, são resultado da crença discriminatória que domina a sociedade chamada especismo. Essa doutrina coloca os animais como seres inferiores e o ser humano como detentor de direitos sobre o destino desses seres sencientes. Assim os interesses dos seres humanos prevalecem em detrimento dos seres não humanos.

Foto: Amber Rose Saldate/Facebook
Foto: Amber Rose Saldate/Facebook

Alguns especistas consideram ainda que a raça humana é superior, uma espécie de “raça eleita” com poder de domínio sobre a terra e sobre quem nela habita. Desta forma usam esse argumento insustentável para explorar, maltratar, dominar, abusar e matar todos os representantes das demais espécies que habitam o planeta.

Animais são seres sencientes, eles amam, sofrem criam vínculos profundos e compreendem o mundo ao seu redor. Condenar um animal a uma vida de escravidão, submetido aos interesses humanos, privando-o da liberdade, do convívio com seus iguais e do direito à vida é um ato de crueldade e covardia.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Coala atropelado e arrastado em rodovia sobrevive e se recupera bem

Após ser atingido por um carro e arrastado em alta velocidade na estrada movimentada por quilômetros, o animal surpreendeu os cuidadores do hospital com uma rápida recuperação


 

A jovem coala de três anos chamada de Wazza | Foto: Hospital Veterinário Port Macquarie Koala
A jovem coala de três anos chamada de Wazza | Foto: Hospital Veterinário Port Macquarie Koala

A jovem coala estava tentando atravessar a rodovia Pacific Highway, ao norte de Kempsey, na costa norte de New South Wales, na Austrália, quando foi atropelada por um carro e ficou presa na grade de seu para-choque frontal.

Cheyne Flanagan, diretora clínica do Hospital Veterinário Port Macquarie Koala, disse que quando ouviu a equipe de socorro descrever que havia acontecido, esperava que o animal estivesse gravemente ferido.

“Não tenho certeza se o motorista sabia que a havia atingido ou não”, disse Flanagan.

“Ela foi arrastada por cerca de 10 km ao longo da estrada, com as pernas traseiras penduradas”.

Apesar do impacto, velocidade e distância, a coala conseguiu se libertar quando o motorista parou. Ao perceber o que havia acontecido, ele ligou para o hospital de animais imediatamente.

“Ele parou o carro, a coala pulou (fora da grade) e subiu correndo em uma árvore”, disse Flanagan.

“Eu já vi ferimentos em coalas arrastados por veículos antes, e é uma situação horrível, mas quando pegamos o animal e começamos a lidar com ela, não era tão ruim quanto pensávamos”.

Foto: Hospital Veterinário Port Macquarie Koala
Foto: Hospital Veterinário Port Macquarie Koala

“Acho que ela gastou meia dúzia de vidas nesse acidente”, acrescentou a diretora, “Uma onda de adrenalina e hormônios”.

Flanagan disse que a coala sofreu algumas queimaduras de fricção relativamente pequenas na parte inferior das pernas traseiras.

“Havia o que você chamaria de erupção cutânea severa, mas não quebrou nenhum osso ou qualquer coisa parecida”, disse ela.

“Ela ficou com a pele arranhada em muitos lugares e um pouco dos músculos ficaram a mostra, mas nenhum tendão foi exposto”.

“Poderia ter sido horrível – ela poderia ter perdido os pés”.

O diretor clínico assistente do hospital veterinário, Scott Castle, disse que a jovem coala surpreendeu a todos: “Não houve danos graves na cabeça, no cérebro ou no corpo, além do que, simplesmente sair do para-choque e subir em uma árvore – é sinal de que nada de grave tinha acontecido com ela”, disse ele.

Flanagan disse que a resposta de luta (defesa) ou fuga da coala provavelmente levou à sua subida imediata na árvore: “Puro medo – quero dizer, ela ficou apavorada ao ser arrastada pela Pacific Highway”.

“Coalas, cangurus e todos os tipos de animais quando são atingidos e sentem dor e medo, eles recebem essa grande onda de hormônios do estresse e adrenalina.

Descansando e se recuperando bem

A coala, chamada de Wazza, tinha apenas três anos de idade.

Ela está sob os cuidados da equipe do hospital veterinário desde o acidente, há uma semana e meia.

Os curativos das pernas e pés foram removidas e ela foi transferida da unidade de terapia intensiva para um dos pátios externos do hospital para poder se movimentar livremente.

Foto: Hospital Veterinário Port Macquarie Koala
Foto: Hospital Veterinário Port Macquarie Koala

“O grande problema é onde devemos libertá-la – não há muitas árvores no local de onde ela veio”, disse Flanagan.

“Quando pegamos um coala, tentamos colocá-la de volta em um raio de 500 metros do ponto de captura”.

“Eles têm territórios domésticos e, se você tentar colocá-los em qualquer lugar longe deles, eles voltarão para eles, e depois terão que enfrentar novamente os carros, o tráfego e as cercas, correndo perigo”.

Motoristas são alertados a tomar cuidado na época reprodutiva.

Flanagan pediu aos motoristas que tomem cuidado com os coalas, porque eles se tornam muito ativos agora que a época de reprodução já começou: “Por favor, tenha cuidado, observe quando estiver em qualquer lugar onde haja vegetação e examine os lados das estradas para garantir que não haja vida selvagem”.

“Tivemos muitos atropelamentos recentemente”, disse ela, “Temos outro que chegou esta manhã de Crescent Head que foi atingido durante a noite – ele não parece muito bem”.

“Com veículos motorizados, ataques de cães e coisas assim, é muito difícil que eles escapem ilesos. Muitas vezes, eles vêm aqui com lesões muito avançadas, mas fazemos o que podemos”.

Flanagan disse que os números de coalas estão em sério declínio em NSW (New South Wales) e Queensland: “A parte mais difícil é que 90% dos coalas atingidos por carros ou atacados por cães tendem a ser animais realmente saudáveis, porque estão se movimentando mais”.

“Então essa é a perda de uma vida e isso é simplesmente horrível”, concluiu ela.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como
esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Cão é abandonado após ser arrastado por carro em movimento em SC

Um cachorro preso a um carro foi arrastado por cerca de 1 km em Curitibanos (SC). Após um homem, dirigindo um veículo, buzinar em protesto à atitude cruel realizada pelo homem que arrastou o animal, o motorista parou o veículo, soltou o cachorro e fugiu sem prestar socorro.

Foto: Reprodução/Instagram

O caso, que aconteceu na última semana, revoltou moradores da região. O cachorro foi resgatado pela ONG Patinhas do Bem e está recebendo os cuidados necessários.

Bastante machucado, o animal permanecerá internado para se recuperar. O responsável pelo crime brutal já foi identificado e, segundo o portal O Blumenauense, será indiciado pelo crime de maus-tratos a animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Filhote de elefante salva homem que estava sendo levado pela correnteza em rio

O vídeo publicado em uma rede social mostra o bebê elefante se afastando de sua manada e nadando em direção aos homem que se afogava, só parando ao certificar-se de que ele estava seguro


 

Reprodução | @sonunigamsingH/Twitter
Reprodução | @sonunigamsingH/Twitter

Elefantes possuem estruturas cerebrais únicas – diferentes das de qualquer outro mamífero – que são responsáveis pelas habilidades especiais desses seres sencientes em aprendizado e memória. E também pela capacidade de tomar decisões, como neste caso do elefante bebê que vai em auxílio de um humano em perigo.

Em contrastes com incidentes sendo relatados em locais como o Sri Lanka, onde os elefantes são tratados de forma cruel e exploratória por humanos tendo em vista apenas os ganhos financeiros, um vídeo de um elefante bebê que salva um homem de se afogar em um riacho está se tornando viral.

Os elefantes são seres inteligentes com um forte senso de proteção, criação de vínculo e estruturas sociais e familiares complexas. É fato que uma manada de elefantes nunca deixa um membro da família para trás ou que uma mãe elefante é capaz de dar a própria vida para proteger seu bebê.

Denúncias de casos em que seres humanos praticam atos de crueldade e abuso com os animais aumentam a cada dia, em paradoxo, o vídeo desse elefante bebê correndo para salvar um homem sendo arrastado pela água que o carrega rapidamente, pode realmente ser uma lição para os seres humanos.

O vídeo foi compartilhado pelo usuário do Twitter @sonunigamsingH e pode ser um vídeo antigo. O post não menciona a hora e o local do incidente.

Reprodução | @sonunigamsingH/Twitter
Reprodução | @sonunigamsingH/Twitter

No entanto, pode-se ver que, quando o homem estava sendo levado pela correnteza rapidamente, o bebê elefante se separou do seu rebanho e correu para ajudar o homem; pelo vídeo, parece que o homem pode ter alcançado a margem, mas o elefante ainda se aproximava e seguia em seu encalço, caso o humano precisasse de ajuda.

Reprodução | @sonunigamsingH/Twitter
Reprodução | @sonunigamsingH/Twitter

A espécie humana pode realmente aprender uma coisa ou duas com os elefantes – na verdade, os animais em geral – porque eles parecem ser mais sensíveis aos seres humanos do que os humanos são em relação a eles.

Reprodução | @sonunigamsingH/Twitter
Reprodução | @sonunigamsingH/Twitter

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Destaques

Funcionário de zoológico espanca texugo até a morte na frente de visitantes

Texugo atacado e morto pelo funcionário terceirizado do zoo | Foto: YouKu
Texugo atacado e morto pelo funcionário terceirizado do zoo | Foto: YouKu

Um funcionário de um zoológico na China foi acusado de crueldade com animais após espancar um texugo até a morte.

O incidente foi testemunhado por visitantes horrorizados que filmaram o comportamento do trabalhador antes de postar o clipe nas mídias sociais.

A administração do zoológico alegou que o texugo era ‘feroz’ e não um de seus animais em cativeiro. O funcionário foi penalizado, de acordo com um comunicado.

O trabalhador foi pego atacando o animal no zoológico da floresta de Dalian em 15 de agosto.

As imagens mostram um homem, vestindo uma camiseta azul (uniforme), carregando o que parece ser um texugo morto para fora do mato antes de jogar o animal no chão.

Relatos informam que ele estava trabalhando com dois colegas, vestidos com o mesmo uniforme.

O trabalhador então pegou o texugo sem vida e o arrastou pelo chão até o lixo.

Segundo informações do Daily Mail os três homens são jardineiros empregados pelo zoológico por meio de uma agência.

O vídeo provocou indignação nas redes sociais chinesas e os usuários da web instaram o zoológico a investigar o assunto.

Texugo atacado e morto pelo funcionário terceirizado do zoo | Foto: YouKu
Texugo atacado e morto pelo funcionário terceirizado do zoo | Foto: YouKu

O zoológico da floresta de Dalian descreveu o texugo como “feroz”.

Ele disse que o animal apareceu no mato em uma encosta no zoológico alguns dias antes e representa uma “séria ameaça” aos turistas.

Em um comunicado divulgado na terça-feira no Weibo e no Twitter, o zoológico disse que os trabalhadores decidiram capturar o texugo para impedir que ele “prejudicasse” os visitantes.

Texugos são animais pacíficos, de hábito noturno e apesar de terem uma mandíbula poderosa, só atacam ao se sentirem ameaçados.

Texugo atacado e morto pelo funcionário terceirizado do zoo | Foto: YouKu
Texugo atacado e morto pelo funcionário terceirizado do zoo | Foto: YouKu

O zoológico também disse que os trabalhadores decidiram espancar o texugo depois de serem agredidos e feridos pelo mamífero.

No comunicado o zoológico admitiu que os trabalhadores não haviam lidado com o incidente adequadamente.

“Estamos envergonhados pelos comportamento de nossos funcionários”, afirmava o comunicado.

Os homens foram repreendidos pelo zoológico e punidos por sua agência, acrescentou o zoológico. A vida do animal indefeso porém, foi perdida.

Animais “agressivos e ferozes”

Texugo e cachorro bebendo água juntos | Foto: Wery Tom/YouTube
Texugo e cachorro bebendo água juntos | Foto: Wery Tom/YouTube

Identificados por listras brancas e pretas em seus rostos, assim como pela pelagem cinza, os texugos podem ser encontrados em todo o mundo e são conhecidos por sua capacidade de cavar buracos no chão.

Apresentador Chris Packham tira foto ao lado de texugo | Foto: The Guardian/Reprodução
Apresentador Chris Packham tira foto ao lado de texugo | Foto: The Guardian/Reprodução

São animais dóceis, de hábitos noturnos e se alimentam principalmente de vermes e insetos.

Texugo órfão criado por tutores | Foto: Great Falls Tribune
Texugo órfão criado por tutores | Foto: Great Falls Tribune

Os texugos não são listados como espécies protegidas de animais selvagens na China.

Texugo órfão se alimenta ao lado de tutor | Foto: Great Falls Tribune
Texugo órfão se alimenta ao lado de tutor | Foto: Great Falls Tribune

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Cachorro amarrado em moto é arrastado por tutora no meio do trânsito

Um pequeno cachorro da raça yorkshire terrier foi filmado sendo arrastado pela moto scooter de sua tutora, depois que ela amarrou o cão no veículo e alegou ter esquecido o que tinha feito.

As imagens comoventes foram capturadas por outro motorista que passava na estrada Zhangshui, no município de Puyan, em Taiwan.

O vídeo mostra a tutora do cachorrinho, Wu, 62 anos, pegando a moto e saindo, aparentemente “esquecendo” que a coleira do cachorro estava presa à sua moto.

O animal de 10 anos luta para correr rápido o suficiente para acompanhar a moto à medida que ela aumenta a velocidade.

As patas do cachorrinho são arrastadas ao longo do asfalto até não poder mais ficar de pé e cair subitamente de costas.

Outros motoristas podem ser ouvidos passando rapidamente, enquanto a tutora continua a arrastar o cão exausto pela estrada.

Como Wu diminui a velocidade para entrar em uma fila de trânsito, o cão tenta se levantar, mas não consegue.

Embora o vídeo termine aí, Wu foi interrompida depois de arrastar o Yorkshire terrier cerca de 30 metros, segundo relatos dos espectadores.

Ela foi imediatamente denunciada à polícia e ao Centro de Controle de Doenças de Animais (órgão responsável pelos animais) do condado.

Foto: AsiaWire
Foto: AsiaWire

Em uma declaração ao diretor do centro, Tung Meng-chih, Wu afirmou que havia dado banho seu cachorro e amarrado a coleira do animal à sua scooter para que pudesse secar ao sol sem se afastar.

Ela disse que tinha esquecido que o animal estava lá e que depois partiu com pressa para um compromisso.

O diretor Tung, revelou que Wu está sendo investigada pela Lei de Proteção Animal de Taiwan, que permite uma multa entre £ 77 (cerca de 391 reais) e £ 388 (em torno de 1.970 reais), mesmo em casos de acidentes.

Foto: AsiaWire
Foto: AsiaWire

A punição pode subir para £ 1.940 (aproximadamente 9800 reais) se os investigadores decidirem que suas ações foram deliberadas.

O cão sofreu ferimentos não fatais nas patas e no corpo, mas foi considerado em condição estável.

Foto: AsiaWire
Foto: AsiaWire

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More