Notícias

Mães orangotango se coçam para atrair seus filhotes

Foto: SUAQ/CAROLINE SCHUPPLI
Foto: SUAQ/CAROLINE SCHUPPLI

Não é incomum ver orangotangos-de-sumatra se coçando, mas segundo um novo estudo, pode ser que esses primatas estejam fazendo mais do que apenas satisfazer uma coceira.

Um estudo publicado recentemente mostra que os sons altos dos arranhado causados pelas unhas de mães orangotangos-de-sumatra servem como um chamado para seus filhotes.

Pesquisadores observaram 17 indivíduos – quatro mães e seus filhos – em seu habitat natural, o Parque Nacional Gunung Leuser, em Aceh, na Indonésia. Eles registraram o comportamento das diferentes mães e seus filhotes antes, durante e depois que a mãe fez um som alto de coceira, coçando a pele coriácea da cabeça, dos membros ou do corpo.

Na maioria dos casos, as mães olhavam para seus filhos enquanto coçavam, e depois os dois saíam juntos da área, relata a equipe de cientistas na revista Biology Letters.

Depois de documentar essa ação quase 1500 vezes, os pesquisadores passaram a acreditar que essa era a maneira de a mãe dizer à criança que era hora de ir embora.

Os orangotangos do sexo feminino geralmente se comunicam com seus filhotes por meio de gestos silenciosos para evitar atrair predadores. Isso faz com que o barulho de arranhar seja ainda mais incomum, diz a equipe.

Os cientistas sugerem que os orangotangos usam o som do arranhão porque é alto o suficiente e urgente o bastante para chamar a atenção da criança sem ser tão alto a ponto de alertar os predadores.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More