Notícias

Vaquinha é adotada por cães após ser acolhida por refúgio nos EUA

Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Diário de Pernambuco

O santuário Rocky Ridge Refuge (Refúgio no Cume Rochoso, em tradução literal) abriga animais de todos os portes, desde galinhas e cães, até capivaras, zebras e búfalos. Localizado em Arkansas, Estados Unidos, o local acolhe animais resgatados de condições de maus-tratos e de exploração. E foi de um leilão de animais que veio a mais nova moradora do santuário: a vaca Moonpie. Diferente do que Janice Wolf, fundadora do santuário, esperava, a vaquinha não foi acolhida pelos outros de sua espécie, mas pelos doze cães de Janice.

Moonpie foi resgatada ainda bebê em fase de lactação. Por necessitar de cuidados especiais nesta fase, Janice resolveu deixá-la em seu quarto, pois seria um local mais aquecido para ela nesta época. Mas o tempo foi passando e vaquinha não crescia.  “E agora já faz seis semanas que ela está lá”, conta Janice.

Diário de Pernambuco

Segundo a fundadora, os cães se dão tão bem com a vaquinha que a adotaram. Ela conta que eles brincam muito, limpam seu rosto como fariam com outros cães e se aninham junto dela na hora de dormir. Até ensinaram a pequena vaca a fazer suas necessidades fisiológicas como eles, que esperam até poder ir ao exterior da casa.

Mas foi com o bull terrier Sparkle, que Moonpie criou uma relação especial. “Ele se tornou seu protetor, seguindo-a aonde quer que vá”, conta Janice.

E mesmo agora que ela já conhece os outros animais do refúgio, inclusive as vacas, ela nunca deixará de ser a “filha adotiva” da matilha.

​Read More
Notícias

Fogos de artíficio foram os responsáveis pela morte de milhares de aves nos EUA

(da Redação)

Ornitólogos norte-americanos explicaram que a morte de milhares de aves na noite de ano novo, no Arkansas, EUA, é resultado do choque das aves com as casas, ao fugirem das árvores assustadas, em voo baixo, devido aos fogos de artifício.

Os cinco mil pássaros, em sua maioria turpiais e estorninhos, de pequeno porte, morreram ao se chocarem contra os prédios e carros.

Os cientistas explicaram que são aves que não voam à noite e dormem abrigadas, em grupo. Além do mais, as condições climáticas naquela noite eram más, com fraca visibilidade e muito vento. Assim, assustados, os pássaros fugiram desnorteados e em voo baixo, o que os levou contra as edificações.

Habitantes da cidade de Beebe, no Arkansas, testemunharam o sucedido. “Ouvimos petardos e um minuto depois ouvimos os pássaros a bater contras as janelas”, recordou um dos populares ouvidos pela Audubon Society, a autoridade máxima ornitológica dos EUA.

Nota da Redação: Mais um triste exemplo dos terríveis efeitos do barulho provocado pelos fogos. É preciso consciência nas comemorações. Esse tipo de barulho é sinônimo de neurose e não de alegria. Cinco mil aves morreram de susto. Um absurdo!

​Read More
Notícias

EUA: Dois milhões de peixes aparecem mortos

Continuam os episódios de mortes de animais em massa. Depois da chuva de pássaros nos EUA e na Suécia e de peixes no Brasil, foi do estado norte-americano de Maryland, assistir a um fenômeno semelhante. Dois milhões de peixes apareceram mortos quinta-feira na Baía de Chesapeake.

O Departamento estatal do Ambiente está investigando as causas qda mortandade. A hipótese dada até agora é a súbita queda da temperatura da água, que pode ter causado estresse nos milhões de peixes.

“A causa parece ter sido a queda brusca da temperatura combinada com uma enorme população de peixes jovens”, explicou Jay Apperson, do Departamento estatal do Ambiente.

As autoridades norte-americanas têm já em mãos a investigação sobre a morte massiva de pássaros no Arkansas, com cerca de cem mil aves mortas sem qualquer causa aparente. Também na Suécia, 50 gralhas caíram numa rua de Falkoping. Os fogos de artifício utilizados na passagem do ano é uma das hipóteses aceitas para explicar as causas da mortandade, assim como também explica a morte em massa de peixes, que também aconteceu no Brasil.

Fonte: CM Jornal

​Read More
Notícias

Continuam as investigações sobre a misteriosa morte de pássaros nos EUA

Estados americanos abriram uma investigação para tentar esclarecer a misteriosa morte de milhares de aves em pleno voo nos últimos dias, algo que assombrou e desconcertou a população.

Por enquanto, tal como informa a imprensa dos Estados Unidos, as autoridades trabalham com várias teorias para explicar este estranho fenômeno, que começou no dia 1º de janeiro em Arkansas e se repetiu posteriormente em Maryland e Louisiana.

Entre as hipóteses, suspeita-se que o colapso das aves em pleno voo se deva ao impacto de um tornado, ao efeito de uma chuva de granizo ou ao estresse causado por fogos de artifício, mas nenhum delas até agora foi confirmada.

Uma das investigações foi aberta em Arkansas, onde aconteceu o primeiro dos incidentes, e também o maior deles, com a morte de até 5 mil pássaros que caíram do céu sobre Beebe (Arkansas) pouco antes da meia-noite do último dia de 2010.

A morte desses pássaros, que eram da espécie tordo-sargento, aconteceu uma semana depois de se registrar a morte de até 100 mil peixes no Rio Arkansas em uma área de aproximadamente 30 quilômetros, perto da cidade de Ozark.

A Comissão de Caça e Pesca do estado do Arkansas iniciou uma investigação sobre os dois incidentes, mas em princípio descarta que ambos estejam relacionados.

Também na Louisiana, as autoridades estão investigando a morte de cerca de 500 pássaros no trecho de uma estrada, supostamente também caídos do céu.

Uma primeira autópsia das aves mortas em Arkansas revelou que elas estavam com o estômago vazio, o que faz descartar um envenenamento em massa.

George Badley, veterinário de Arkansas, também afirmou recentemente que as aves já caíram mortas no chão, ou seja, não morreram por causa do impacto da queda.

Fonte:Terra

​Read More
Notícias

EUA têm nova 'chuva' de pássaros mortos

Incidente ocorreu em Pointe Coupee, no estado de Louisiana.
Vizinho estado de Arkansas teve fenômeno semelhante na sexta-feira.

Uma outra inexplicável morte em massa de pássaros ocorreu nesta semana no sul dos Estados Unidos, desta vez no Estado de Louisiana, anunciaram funcionários nesta terça-feira (4).

O incidente afetou cerca de 500 pássaros que foram encontrados mortos no distrito de Pointe Coupee, disse Olivia Watkins, do Departamento de Vida Silvestre de Luisiana.

Watkins disse que há uma investigação em curso sobre a causa destas mortes, que ocorrem quatro dias após milhares de pássaros morrerem no estado vizinho de Arkansas.

“Enviamos amostras para um laboratório em Missouri (centro) e estamos esperando os resultados”, disse.

Veterinário analisa os cadáveres de pássaros achados mortos no Arkansas, nesta segunda-feira (3), em Little Rock. Foto: AFP

No Arkansas também são esperados os resultados para descobrir a causa das mortes de 5 mil melros que caíram sobre o pequeno povoado de Beebe pouco depois da meia-noite do Ano Novo, assim como das mortes de cerca de 80 mil a 100 mil peixes que apareceram flutuando no rio Arkansas.
Veterinário analisa os cadáveres de pássaros achados mortos no Arkansas, nesta segunda-feira (3), em Little Rock.

“Não acreditamos que (as mortes dos peixes e dos pássaros) estejam relacionadas”, disse Nancy Ledbetter, da Comissão de Caça e pesca do Arkansas. Funcionários destacaram que algum tipo de distúrbio – possivelmente os fogos de artifício do Ano Novo – pode ter levado os pássaros a voar durante a noite. Os melros têm pouca visão noturna e provavelmente morreram ao se chocarem contra casas ou árvores por causa do medo.

Os testes preliminares não mostram sinais de doenças nos pássaros e que suas mortes foram por “trauma físico agudo”, segundo os funcionários do Arkansas.

Fonte: G1/AFP

​Read More
Notícias

Cientistas buscam respostas para a morte de 5 mil aves nos EUA

Resultados preliminares da autópsia mostraram que mortes foram causadas por traumas múltiplos em órgãos vitais dos animais

Na noite de Ano Novo, milhares de melros caíram mortos do céu do estado americano do Arkansas. Foto:AP

Especialistas em vida selvagem estão tentando solucionar um mistério que evoca imagens apocalípticas no estado americano de Arkansas. Mais de 5 mil pássaros caíram mortos do céu, momentos depois da meia-noite do Ano Novo, como noticiado na ANDA. Algum tempo depois, segundo o jornal The Guardian, cerca de 100 mil peixes apareceram boiando em um rio próximo.

Cientistas estão investigando se fogos de artifício, ou o mau tempo são a causa da morte das aves. Outra hipótese é a de que um pássaro desorientado tenha levado o bando ao chão. De acordo com matéria da rede americana NBC, resultados preliminares da autópsia mostraram que as mortes foram causadas por traumas múltiplos em órgãos vitais.

Muitas das aves sofreram ferimentos ao bater no chão, mas que ainda não está claro se elas estavam vivas antes da queda. Quase todos os pássaros são melros, conhecidos por terem visão excelente, o que de acordo com Karen Rowe, especialista em aves da Comissão de Caça e Pesca de Arkansas, os permitiria ver o chão durante a noite.

“Temos ainda uma série de perguntas que precisam de respostas”, disse Karen.

As aves podem ter morrido por estresse provocado pelos fogos. Foto: AP

As carcaças das aves foram enviadas para a Comissão de Aves e Pecuária do Arkansas e ao Centro Nacional de Saúde da Vida Selvagem, em Madison, Wisconsin. Os resultados da autópsia devem sair em uma semana.

Uma chuva violenta caiu em grande parte do estado na sexta-feira (31), houve inclusive um tornado que matou três pessoas em Cincinnati, cidade do Arkansas. O raio pode ter matado as aves diretamente, ou as assustou a ponto de torná-las confusas. Chuvas de granizo também são conhecidas por abater aves no céu.

Em 2001, um raio matou cerca de 20 patos em Hot Springs, e um bando de pelicanos foi encontrado morto cerca de 10 anos atrás, disse Karen. Testes de laboratório mostraram que eles também haviam sido atingidos por raio.

Em 1973, uma chuva de granizo derrubou as aves do céu, em Stuttgart, Arkansas, na véspera da temporada de caça. Algumas das aves foram capturadas em correntes ascendentes de uma violenta tempestade e foram cobertas por gelo antes de caírem do céu.

Karen afirma que o envenenamento não está descartado, embora seja improvável. Ela disse ainda que aves de rapina e outros animais, incluindo cães e gatos, se alimentaram de aves mortas e não sofreram nenhum problema.

Com informações do IG/AP

​Read More
Notícias

Chuva de pássaros mortos surpreende cidade do Arkansas (EUA)

Os habitantes da pequena cidade de Beebe, no Estado do Arkansas, foram surpreendidos no primeiro dia do ano por uma chuva de pássaros mortos.

De acordo com o jornal diário Arkansas Times, os pássaros poderiam ter sido atingidos por granizo a altitude elevada. Uma outra teoria sugere que os fogos de artifício do Ano Novo teriam atingido os pássaros em pleno voo.

A maioria dos pássaros são tordos-sargento ou pássaros-pretos-da-asa-vermelha, indica a associação na sua página de Facebook. As autoridades ainda não conseguiram determinar a causa das mortes e deverão iniciar as investigações nesta segunda-feira.

Segundo a comissão de caça e pesca do Arkansas, citada pela agência France-Presse, a misteriosa chuva de pássaros começou na noite de fim do ano e os serviços municipais contabilizaram mais de cinco mil aves mortas, cobrindo as ruas de Beebe.

Assista abaixo ao vídeo da reportagem:

Com informações de DN

​Read More
Notícias

Idoso é multado e pode perder guarda de porco de estimação


Foto: AP

Um homem foi multado e será julgado pela justiça de Mountain Home, no Estado do Arkansas, nos Estados Unidos, pela guarda de um porco de estimação, segundo informou a imprensa local nesta quarta-feira (12). Wilferd Kallhoff, 78 anos, é tutor do porco Coringa, que mora em sua casa desde o nascimento há 18 anos.

Quando se mudou para Mountain Home há duas semanas, Kallhoff não sabia que porcos não eram permitidos dentro dos limites da cidade. Apesar de achar que seu Coringa fosse diferente, por ser de estimação, o idoso não se preocupou. Mas em menos de uma semana a polícia recebeu uma denúncia e bateu em sua porta.

Kallhoff foi multado e corre o risco de perder a guarda do suíno em um julgamento marcado para o dia 29 de junho. O homem afirma ter carinho pelo porco de 90 kg e não quer perder a companhia do animal. “Seria como se livrar de uma criança, realmente”, disse Kallhoff ao site Baxter Bulletin. Segundo o idoso, Coringa não morde, não persegue carros, não mexe no lixo e dorme tranquilo na garagem. “Ele nunca faz bagunça e espera na porta quando quer sair”, afirmou.

A polícia havia dado cinco dias para Kallhoff se livrar do porco, mas o caso foi parar na justiça. De acordo com o código de Mountain Home, porcos, cabras e ovelhas não são permitidas dentro dos limites da cidade. Qualquer um que violar o decreto poderá ser declarado culpado e condenado a pagar uma multa de US$ 10 a US$ 500 por dia.

Fonte: Terra

​Read More
Notícias

Foragida que abusou de quase 600 cães é presa nos EUA

Por Marcela Couto (da Redação)

Tammy Hanson, 42, foragida desde 2006 por 20 acusações de crueldade animal, foi capturada e presa no último final de semana no Estado de Vermont. A polícia declarou que a fugitiva saiu de seu Estado de origem, Arkansas, e estava utilizando o nome de Christine Miller para se esconder.

Tammy Hanson, a acusada por crueldade animal.
Foto por Pet-Abuse.com

O xerife John Montgomery, de Arksansas, relatou o caso: “Na época nós encontramos quase 600 cães em condições inacreditáveis na casa dela. Eles estavam mergulhados em suas próprias fezes e urina, totalmente negligenciados. Havia animais mortos por toda a parte, foi a coisa mais horrível que já vi.”

arkansas2
Foto por Wcax.com

Algumas fotos cedidas pela polícia mostram as condições a que os animais foram submetidos no suposto abrigo “Every Dog Needs a Home”, que era mantido na própria casa da acusada. Além disso, Hanson também é procurada por três outras acusações de roubo de animais.

arkansas3
Foto por Wcax.com

Alguns dos animais que estavam sob a tutela da acusada eram vítimas do Furacão Katrina. A polícia informou que a mulher fez diversas viagens a New Orleans para resgatar cães, sem a menor intenção de oferecer os cuidados mínimos a eles.

Os promotores do caso informaram ao juiz que Vermont está negociando com os oficiais de Missouri e Arkansas, para decidir pela extradição de Hanson.

Se a acusada resolver negar a extradição, os três estados envolvidos no caso terão 60 dias para providenciar a documentação necessária. Nesse meio tempo, ela será mantida na prisão sem direito a fiança.

Com informações de Wcax.com

 

​Read More
Notícias

Casal detona a casa para achar gata que ficou presa na parede

O casal norte-americano Phillip e Cheryl Albers ficou desesperado quando a gata de estimação Bubba desapareceu. O felino sumiu durante a reparação do ar condicionado na semana passada na residência do casal em Marion, no estado do Arkansas (EUA).

Segundo a emissora WMC-TV, Cheryl e Phillip ouviam toda a noite o miado de Bubba, mas não conseguiam encontrá-la. Eles chegaram a fazer buracos nas paredes da sala, no corredor e no armário na tentativa de localizar o felino, mas sem sucesso.

Após mais de três dias de angústia, o casal decidiu ligar para uma empresa que presta serviços de encanamento. “Nós somos encanadores, e não especialistas em encontrar gatos”, argumentou Fred Simmons, da empresa “Roto Rooter”.

No entanto, usando um aparelho com câmera, o encanador vasculhou entre as paredes e acabou encontrando a gata finalmente. Bubba tinha ficado presa em uma passagem estreita entre um armário e a parede.

Apesar de felizes com o fato de a gata ter sido achada, a aventura de Bubba vai custar caro para o casal. Eles terão que reparar os vários buracos que fizeram na casa, na tentativa de localizar seu animal de estimação.

Fonte: G1

​Read More