Notícias

Ambientalistas encontram “cemitério” de tartarugas em Santa Catarina

Foto: Fundema/Barra Velha

Um grupo de ambientalistas que realizava nesta semana uma ação de monitoramento em uma área de restinga em Barra Velha (SC) encontrou uma espécie de “cemitério” de tartarugas no local.

Foram identificadas ao menos 10 tartarugas-marinhas mortas. Os especialistas suspeitam, porém, que mais animais tenham sido levados ao local. De acordo com eles, cerca de 80 tartarugas podem ter sido enterradas.

Encontrado na Barra do Itapocu, o cemitério mantinha corpos de tartarugas em estado avançado de decomposição, mas também de animais inchados e molhados, o que indica morte recente.

Não é a primeira vez que tartarugas são encontradas mortas na região. Em janeiro, mais de 20 corpos desses animais foram vistos no mesmo local.

A suspeita é de que essas tartarugas tenham sido vítimas de redes de pesca – artefato que ameaça a sobrevivência da espécie, causando inúmeras mortes.

A Fundação do Meio Ambiente de Barra Velha afirmou ao G1 que não dispõe de condições para fiscalizar as praias da cidade de maneira integral, por conta da grande extensão territorial – são 17 km de praia. Por essa razão, a Fundação trabalha apenas através de denúncias.

A Polícia Militar Ambiental reforçou que é difícil flagrar esse tipo de crime, mas que está aumentando a fiscalização na região. Já a Polícia Civil informou que investigações não estão sendo realizadas porque nenhum boletim de ocorrência foi registrado.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More