Notícias

Cadela é resgatada após viver oito anos acorrentada em Portugal

Uma cadela que vivia acorrentada a uma árvore há oito anos foi resgatada pela ONG Ajuda a Alimentar Cães em Madeira, em Portugal. A ação contou com a ajuda da Polícia de Segurança Pública.

“Oito anos presa. Oito anos sem saber o que é a liberdade”, escreveu a entidade nas redes sociais.

Foto: Reprodução/Facebook/Ajuda a Alimentar Cães

Muito magra e debilitada, a cadela foi resgatada e levada para o Hospital Veterinário da Madeira. Após exames, ela foi diagnosticada com febre e dirofilariose, doença cardíaca canina provocada por um parasita.

A entidade busca agora ajuda financeira para arcar com os custos do tratamento da cadela. As informações são do portal Público.

Este, no entanto, não é um caso isolado. Em 2018, os inquéritos por abandono e maus-tratos a animais subiram 20,6%, tendo sido registrados 532 processos.

Em 2017, uma legislação que alterou o Código Civil, passou a tratar animais como seres vivos dotados de sensibilidade. Com a mudança no estatuto jurídico dos animais em Portugal, eles deixaram de ser vistos como “coisas”.

Foto: Reprodução/Facebook/Ajuda a Alimentar Cães

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Pit bull Lola
Notícias

Pit bull brinca e desfruta da paz depois de ser aprisionada durante oito anos

Antes de ser resgatada, a vida de Lola poderia ser resumida em uma palavra: miserável.

Pit bull Lola
Foto: Charlène von Saher

Durante oito anos, a pit bull viveu acorrentada dentro de uma garagem escura e imunda onde passou seus dias deitada em um piso de concreto.

Ela não recebeu nenhuma atenção, nenhum cuidado veterinário e nunca foi deixada sem a corrente.
Uma mulher finalmente observou Lola e contatou a AMA Animal Rescue, uma organização de proteção animal de Nova York (EUA).

Ativistas foram ao local e conseguiram convencer o tutor de Lola a entregá-la.

Lola dentro de automóvel
Foto: Charlène von Saher

Depois de tudo o que enfrentou, ninguém culparia a cachorra caso ela fosse agressiva com as pessoas. Porém, Lola era exatamente o oposto: amigável e doce e não conseguia parar de abanar o rabo quando a equipe de resgate a encontrou.

“Ela estava abanando seu rabo pequeno e fofo, muito amigável, dando beijos e tão feliz de conhecer seus salvadores. Ela permitiu que a libertassem da corrente”, disse Michele Walsh, voluntária da AMA, ao The Dodo.

A primeira ação da equipe foi levar Lola ao Animal Kind Veterinary Hospital, onde ela teve alguns tumores removidos cirurgicamente. Em seguida, ela ficou em um lar temporário por alguns meses antes de ser adotada por Charlène von Saher, que mora em Manhattan.

Lola está com von Saher há sete semanas agora, mas só foram necessários alguns dias para ela se ajustar ao novo lar e se acalmar.

Pit bull dormindo ao ar livre
Foto: Charlène von Saher

“Ela descobriu onde estavam suas camas e o que era macio e confortável”, disse von Saher.

Lola dorme no sofá, na cama e no topo da mobília externa. A pit bull também reorganiza as coisas para ficar mais confortável, disse a tutora.

“Ela realmente tirou um travesseiro da minha cama e colocou na sua. Quando cheguei, sua cabeça estava sobre ela, que literalmente fez uma pequena cama na sua com meu travesseiro. Era como ‘The Princess and the Pea’ – acho que ela gostou de ter várias almofadas debaixo dela”, disse von Saher.

Von Saher já viu Lola dormindo em duas camas de cachorro e até empilhando uma cama em cima de outra.

“Fiquei fora por um minuto e, quando voltei, Lola tinha colocado a cama menor em cima da outra e estava em cima dela”, relatou.

Pit bull dormindo em sua cama
Foto: Charlène von Saher

Lola também ama o sol, que é algo de que ela provavelmente foi privada quando estava acorrentada na garagem escura.

Um fato é certo: Lola ensinou a importância de se tranquilizar a von Saher, que tem amado vê-la se tornar uma cachorra mimada e feliz.

“Acho que ela está melhor e melhor a cada dia. Sempre dizem: ‘Quando você adota um cachorro, realmente está salvando dois.’ Isso porque você acolhe um e abre espaço para outro cão entrar no abrigo ou no grupo de resgate”, disse von Saher.

“Eu absolutamente a adoro. Ela já acrescentou muito a minha vida”, finalizou von Saher.

​Read More
Notícias

Cachorra ganha uma nova chance após ser mantida aprisionada na escuridão

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Riverside Animal County Services

Em janeiro de 2015, um buldogue francês de três anos foi encontrado em um pequeno buraco no chão em Los Angeles, Califórnia (EUA), quando policiais invadiram uma loja suspeita de desmontagem.

A princípio, eles nem sequer tinham certeza de que o animal era uma cachorra, pois ela estava em terríveis condições.

A cachorra tinha sido aprisionada na escuridão e claramente havia sofrido uma negligência séria. Ela estava suja, possuía dentes pretos e suas unhas não eram sido cortadas há tanto tempo que tinham começado a se curvar, deixando-a incapaz de andar.

Foto: Riverside Animal County Services

Ela também sofria com múltiplas infecções e sarna e não recebeu nenhum tratamento. Como resultado, estava completamente sem pelos, segundo informações do Holidog Times.

A polícia levou-a para o Serviço de Animais do Condado de Riverside, onde ela foi apelidada de Yoda pela equipe por causa de sua aparência única. O Luvable Dog Rescue, localizado em Eugene, Oregon, ouviu sobre a cachorra e decidiu salvá-la.

Foto: Instagram/@pika_outofthe_hole

Os funcionários do local ficaram imediatamente encantados com a cachorra especial e lhe deram o nome de Pika, prontos para iniciá-la em seu caminho para a recuperação. Ela foi examinada por três veterinários e suas infecções foram tratadas rapidamente, mas ainda sofre de sarna e permanece sem a maioria dos pelos.

Liesl Wilhardt, diretora executiva do abrigo, descreveu em um post no Facebook: “Eu me apaixonei no momento em que vi Pika e eu sabia naquele momento que nunca poderia deixá-la ir. Ela sempre terá alguns problemas de saúde, mas é muito mais saudável e feliz agora”.

Foto:Instagram/@pika_outofthe_hole

Infelizmente, os criminosos que mantiveram o buldogue em um buraco no chão não serão acusados de crime de crueldade com animais, já que não havia provas suficientes para o caso.

Porém, Pika agora tem uma nova mãe e oito novos irmãos peludos, pois Wilhardt estava tão encantada com ela que decidiu torná-la parte de sua família cada vez maior de cães resgatados.

Foto:Instagram/@pika_outofthe_hole

Pika formou um vínculo especial com seu novo irmão pit bull. O par tornou-se inseparável e o buldogue não consegue parar de lambê-lo.

A cachorra definitivamente tem uma vida muito mais feliz e mais saudável hoje e possui quase 15 mil seguidores no Instagram.

​Read More
Você é o Repórter

Cadela vive aprisionada e aguarda por adoção em SP

Nereida Gomes
nereidagomes@hotmail.com

A cadela da imagem vive acorrentada durante todo o dia em SP. Ela já está castrada. Ela é muito saudável e anseia pelo momento de ser livre e poder correr e brincar. A tutora do animal aceita doá-la. Interessados em dar uma nova chance para ela entrem em contato com a Terezinha através do telefone abaixo.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Contato: Terezinha, tel: 11-98102-4231

​Read More