Notícias

Cerca de 10 milhões de pessoas nos EUA não se alimentam de animais

Foto: Pixabay

De acordo com uma pesquisa realizada e divulgada recentemente pela empresa internacional de pesquisa de varejo Ipsos Retail Performance, 9,7 milhões de pessoas nos Estados Unidos não consomem alimentos de origem animal – o que significa uma grande mudança de hábitos de consumo em comparação com a década passada.

Segundo o relatório, a diferença é gritante se considerar que há 15 anos o número de pessoas que não consumiam esses alimentos não passava de 290 mil.

Para quem quiser conferir mais detalhes do relatório, a Ipsos disponibilizou em seu site um gráfico interativo sobre os números de cada estado.

Usando informações do banco de dados do Google, a Ipsos informa que conseguiu determinar os níveis de interesse em dietas sem alimentos de origem animal nos Estados Unidos no período de 2004 a 2019.

Abstenção também é crescente no Brasil

No Brasil, o Ibope Inteligência revelou em 2018 que 14% da população se identifica como vegetariana (nessa pesquisa, quem não consome carne já foi classificado dessa forma), o que corresponde a 30 milhões de pessoas; e que cerca de cinco milhões se identificam como veganas, de acordo com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB).

Independente dos números, e como reflexo do aumento do número de pessoas que não consomem carne ou que são vegetarianas e veganas, há uma estimativa de que o mercado brasileiro de produtos veganos tem crescido 40% ao ano. Uma pesquisa realizada pela Mintel apontou que o Brasil é o sexto país que mais lançou produtos veganos entre junho de 2017 e julho de 2018.

A posição é dividida com outras nações que estão vivenciando a emergência do veganismo, como Canadá, Austrália, Itália e Áustria. Ponderando que até a década passada, quando se falava em produtos para veganos, o mercado se restringia mais ao Reino Unido e Estados Unidos, o aumento da demanda no Brasil e em outros países acaba por ser também um reflexo do crescimento do veganismo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More