Destaques, Notícias

Ovelhas também estão morrendo queimadas na Austrália

Especialistas em clima dizem que os incêndios durarão mais duas semanas e terão picos de intensidade em algumas tardes

Mais de 200 ovelhas já morreram queimadas na Kangaroo Island. Foto S. Hermann & F. Richter/Pixabay

Além da vida selvagem, os incêndios na Austrália estão matando animais criados em fazendas. Segundo matéria publicada dia 13 no portal australiano The Advertiser, mais de 240 ovelhas já morreram queimadas na Kangaroo Island (Ilha Canguru), um dos pontos mais atingidos pelos incêndios.

Até agora 65 casas foram destruídas na ilha. “Uma calha que atravessa a ilha fornecerá aos bombeiros condições de vento favoráveis ​​para enfrentar o fogo. Cerca de 400 bombeiros estão na ilha concentrando seus esforços para garantir que o incêndio não se espalhe. Mas todas as tardes, à medida que esquenta, os incêndios se intensificam”, diz a reportagem.

Estão sendo feitas ações de bombardeio de água e helicópteros procuram levar suprimentos vitais para áreas remotas. Pelo menos 400 mil litros de água potável estão sendo fornecidos aos residentes da ilha.

“O chefe de operações conjuntas da Força de Defesa da Austrália, tenente-general Greg Bilton, disse que há um número significativo de animais mortos e que as autoridades estão trabalhando rapidamente para reduzir os riscos à saúde” – continua a matéria.

O voluntário Matt Cooper, disse ao jornal que ficou arrasado quando viu chamas indo direto para 3 mil ovelhas na fazenda de sua família: “Eu realmente não podia suportar a ideia de perder os animais”. Ele e a esposa tentaram salvar os animais, mas ainda assim 41 ovelhas morreram queimadas.

Os irmãos Paul e Alex McGorman, que administram juntos uma propriedade na região que contava com 5.700 ovelhas, perderam 200 animais. Artistas e celebridades estão doando milhões de dólares para ajudar no combate aos incêndios que nunca foram tão intensos quanto nesta temporada. Um bilhão de animais já morreram.

 

​Read More
Notícias

Homem é preso suspeito de queimar cavalos vivos no Pará

Na fazenda onde os animais foram encontrados carbonizados havia ainda um cavalo vivo que agonizava no momento do resgate


Um suspeito de queimar cavalos vivos foi preso na sexta-feira (8) em Tucuruí, no Pará. Os animais estariam sendo mortos em uma fazenda.

Foto: Divulgação PC

Ao chegar na propriedade rural, os policiais encontraram corpos de cavalos carbonizados, além de um animal vivo, com queimaduras de 2º e 3º graus em todo o corpo, inclusive na cabeça. O caso foi descoberto após ser denunciado por uma ONG de proteção animal.

O cavalo, encontrado agonizando, foi resgatado e levado para um centro de recuperação. Ele está internado em estado grave.

Imagens do animal, com ferimentos graves pelo corpo, foram divulgadas na internet e causaram revolta na população. As informações são do Portal do Holanda.

Além dos maus-tratos aos animais, os policiais descobriram também que o homem incendiou áreas de mata e tinha várias armas de fogo não autorizadas.

As autoridades encontraram ainda uma motocicleta adulterada e materiais, como uma motosserra, usados para promover desmatamento. Todos os itens foram apreendidos e encaminhados para a delegacia, para onde o homem também foi levado.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Incêndio mata treze vacas carbonizadas em Jataí (GO)

Porcos e aves, que viviam em outras propriedades rurais, também morreram


Treze vacas morreram carbonizadas por conta de uma queimada que atingiu uma propriedade rural em Jataí (GO).

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

O caso aconteceu no assentamento Rio Paraíso e, segundo o produtor rural Gelson Jorge Machado, o fogo teve início na quarta-feira (18), alastrou-se e atingiu sua propriedade no dia seguinte.

No local, viviam 86 vacas. Gelson as levou para perto da sede ao perceber o incêndio. Ele acredita, porém, que parte delas se assustou com o fogo, correu e acabou sendo atingida pelas chamas.

“É terrível, uma sensação muito ruim”, disse ao G1. “Só tinha visto isso pela televisão. Tem um veterinário que está me ajudando com outras duas vacas que ainda correm risco e uma que está desaparecida e acho que também poder ter morrido”, completou.

De acordo com o produtor rural, propriedades vizinhas também foram atingidas, o que levou mais animais, como aves e porcos, à morte.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Campanha arrecada doações para animais queimados em incêndios no Acre

Uma campanha de arrecadação de doações para os animais vítimas das recentes queimadas está sendo realizada em Rio Branco, no Acre.

Foto: Divulgação

Há dias, focos de incêndio estão sendo registrados em diversas partes da Amazônia – a floresta abrange os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Roraima, Rondônia e Tocantins.

Além da imensa destruição ambiental, o fogo também atinge os animais, queimando-os e forçando-os a fugir do habitat, o que os coloca em risco. Quando escapam dos incêndios nas florestas e fogem sem rumo, esses animais se tornam vítimas fáceis de atropelamentos em rodovias.

Pensando no sofrimento que esses seres vivos têm vivenciado, a campanha foi iniciada. O objetivo é arrecadar medicamentos, insumos hospitalares e equipamentos de contenção e transporte para auxiliar os animais queimados.

Os itens devem ser entregues na Superintendência do Ibama no Acre, na rua Veterano Manoel de Barros, 320, no bairro Abraão Alab. Mais informações podem ser obtidas diretamente no local ou através dos telefones (68) 3211-1700, 3211-1712,  3211-1728 e 3211-1736.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More