Notícias

Ambulatório público para animais volta a funcionar em Florianópolis (SC)

Ambulatório público atende tutores de baixa renda
Animais são atendidos gratuitamente pelos veterinários do município – Cristiano Andujar/Divulgação/PMF/ND

O serviço que voltou para atender tutores de baixa renda, é oferecido por veterinários da Diretoria de Bem-Estar Animal (Dibea), da prefeitura de Florianópolis. A Diretoria está localizada na SC-401, ao lado do cemitério do Itacorubi.

Com atendimento das 13h às 17h, os animais podem chegar e ser atendidos, isto é, a consulta não necessita de um agendamento. Lá são feitas consultas, com exceção daquelas que demandam internação, cirurgia de tumores ou ortopédicas.

Com mais este serviço, a Dibea passa a ter seu escopo de atendimento completo novamente. A equipe oferece serviço de resgate e tratamento de animais em situação de risco, abandono ou maus-tratos (mediante registro de boletim de ocorrência), programa de castração para famílias com renda de até dois salários mínimos, consultórios e mutirões em comunidades carentes.

Cuidados

Todos os animais que chegam à Dibea, vítimas de maus-tratos e situações de risco são vermifugados, tratados, microchipados e castrados, para posteriormente serem colocados par adoção. A diretoria abriga atualmente mais de cem animais, entre cães e gatos que esperam adoção.

O programa de castração para controle de natalidade acontece às segundas e sextas-feiras. Os tutores de animais com renda de até dois salários mínimos podem procurar o atendimento. Nos outros três dias da semana, o caminhão da Dibea vai até as comunidades e busca os animais selecionados que precisam de atendimento. Essa triagem é feita a partir de famílias carentes seguindo critérios de renda por voluntários que moram no local.

​Read More