Notícias

Homem tenta agredir cães e arremessa um dos animais por cima de muro

Os cachorros foram resgatados pela polícia e receberão os cuidados necessários para, depois, serem disponibilizados para adoção


Um homem tentou agredir dois cachorros e, em seguida, arremessou um deles por cima de um muro no bairro Escola Agrícola, em Blumenau (SC). O caso aconteceu na segunda-feira (10) e foi denunciado à polícia.

Pixabay

Os cães, segundo uma vizinha, eram tutelados pelo agressor. “Eu estava na minha cozinha quando escutei os gritos. Vi ele tentando acertar o cachorro com algo parecido com um pedaço de pau. Os cães fugiram para outra casa. Ele pega um deles pelas patas e depois joga por cima de um muro que deve ter mais de dois metros”, contou ao portal O Município Blumenau.

Na segunda-feira (11), policiais estiveram no local do crime e constataram que os cães eram mantidos em ambiente insalubre, sem água e comida. Os animais foram resgatados e levados para o Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos (Cepread). Um deles estava tão traumatizado que urinou e defecou de medo dos policiais.

“O tutor vai responder processo e pagar multa pelo crime de maus-tratos. Enquanto isso, os animais vão ser medicados e tratados. Após a análise da justiça, eles podem ser colocados para adoção”, declarou a polícia.

Os policiais foram recebidos na residência pela esposa do agressor, que não estava no local no momento. Ao ser questionada, a mulher alegou que os animais não sofreram maus-tratos e que eles não tinham água e comida à disposição porque “não precisam comer a toda hora”.

A policial civil Anne Mesquita reforçou a importância das denúncias. “Só chegou ao nosso conhecimento graças ao Boletim de Ocorrência feito pela vizinha. Os animais não têm como pedir ajuda. Por isso, precisamos denunciar!”, disse.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Animais mantidos em meio à sujeira são resgatados em Maceió (AL)

Na casa, foram encontrados patos, galinhas, gatos e um cachorro, todos em condições de maus-tratos


A Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Alagoas (OAB-AL) e a Polícia Civil resgataram nesta quinta-feira (7) 20 animais mantidos em condições de maus-tratos em uma casa no bairro da Jatiúca, em Maceió (AL).

Foto: Reprodução/TV Gazeta

Gatos eram mantidos presos em gaiolas. Patos, galinhas e um cachorro foram encontrados em espaços pequenos e insalubres. Eles dormiam e se alimentavam em meio a fezes. No local, foram encontrados restos de comida podre e utensílios sujos.

Moravam na residência uma mulher de 72 anos e o filho dela, que precisou ser detido porque ficou agressivo com a chegada da polícia. A mulher alegou estar sem documentos e recusou a se identificar. As informações são do G1.

Os animais eram mantidos nos fundos da casa. A mulher alegou que cuidava deles, mas a OAB considerou a condição em que eles estavam inaceitável.

“Estou chocada com a situação. Os acumuladores recebem e comercializam animais sem nenhum tipo de fiscalização. Aqui tem patos, cães e gatos registrados. E quem está facilitando para essa senhora são pessoas criminosas”, afirmou a presidente da comissão da OAB, Rosana Jambo.

Foto: Reprodução/TV Gazeta

Um inquérito será aberto para que o caso seja investigado. “A senhora e o filho dela vão responder por crime de maus-tratos a animais e também vai ser confeccionado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra eles”, afirmou o delegado Leonan Pinheiro.

Maus-tratos a animais é crime e tem como pena até um ano de reclusão. No entanto, por ser de menor potencial ofensivo, a punição costuma ser revertida em alternativas como prestação de serviços à comunidade.

Os animais foram resgatados e encaminhados para voluntários que irão oferecer a eles os cuidados necessários.

Foto: Reprodução/TV Gazeta

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Polícia resgata 74 animais após maus-tratos em São José dos Campos (SP)

Além dos animais resgatados, oito gatos foram encontrados mortos na residência


A Polícia Ambiental resgatou 74 animais encontrados em situação de maus-tratos em uma casa em São José dos Campos, no interior de São Paulo. Foram 71 gatos e três cães salvos na quinta-feira (7).

Foto: Divulgação/ Polícia Ambiental

A tutora dos animais, de 68 anos, foi multada em R$ 276 mil – R$ 3 mil por cada animal maltratado e R$ 6 mil por cada animal que morreu.

Durante a ação policial, ela passou mal e foi encaminhada para uma unidade de saúde. O caso foi descoberto após denúncia. As informações são do G1.

Além dos animais resgatados, a polícia encontrou oito gatos mortos na residência. O local foi interditado por questões de insalubridade após uma vistoria ser feita pela Polícia Civil e pela Defesa Civil.

Foto: Divulgação/ Polícia Ambiental

Os animais estavam presos em um ambiente com muito lixo, não tinham comida nem água à disposição e viviam sem ter contato com o sol.

Os animais resgatados serão encaminhados para uma ONG e a tutora deles irá responder pelo crime de maus-tratos.

Foto: Divulgação/ Polícia Ambiental

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Mais de 20 gatos mantidos em ambiente insalubre são resgatados em Vila Velha (ES)

Os animais eram explorados para reprodução e venda. Eles viviam em gaiolas sujas, em meio a fezes e urina


Mais de 20 gatos foram resgatados nesta terça-feira (22) em Vila Velha (ES) em uma ação realizada pela CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), em parceria com o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

Reprodução

Foram resgatados 19 gatos adultos e três filhotes, mantidos em condições insalubres. Desses animais, 17 eram gatos persas que, segundo o veterinário Daniel Bressiane, do CRMV, tinham falhas no pelo, lesões e secreção nasal e ocular. Cinco gatos também apresentavam dificuldade respiratória e 15 tinham desnutrição. As informações são do portal Folha Vitória.

Os animais eram mantidos presos em gaiolas improvisadas em um ambiente com temperaturas elevadas, abaixo de telhas de amianto. Segundo a deputada estadual Janete de Sá (PMN), presidente da CPI, havia fezes e urina por todo o local.

Reprodução

“Devido à situação de precariedade encontrada na residência, nós providenciamos a retirada dos animais, uma vez que a falta de limpeza e higiene de toda a área compromete a situação dos gatos, que agora estão em um abrigo em Vila Velha”, afirmou Janete de Sá.

A tutora dos gatos, de 66 anos, foi levada para a delegacia. Após assinar um termo circunstanciado de ocorrência, ela foi liberada. A infratora terá que prestar depoimento à CPI. Ela confessou que vendia os gatos, inclusive doentes.

Casos de maus-tratos a animais no Espírito Santo podem ser denunciados à CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais da Assembleia Legislativa pelo e-mail defesadosanimaises@gmail.com ou pelo telefone (27) 3382-3735.

Reprodução
Reprodução
Reprodução

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Polícia resgata 50 cães e gatos que viviam amarrados em Natal (RN)

A Polícia Civil resgatou nesta quinta-feira (17) dois cães e 48 gatos que viviam amarrados, sem água e comida, em um imóvel no bairro Alecrim, em Natal (RN).

Foto: Polícia Civil

Os animais eram mantidos em situação de maus-tratos e viviam em um ambiente insalubre, em meio a lixo e sujeira.

A ação foi promovida pela Delegacia Especializada em Defesa ao Meio Ambiente (DEPREMA) em parceria com a Delegacia Especializada em Assistência ao Turista (DEATUR).

O caso foi descoberto por conta de uma denúncia anônima. A tutora dos animais, de 55 anos, foi autuada. Levada à delegacia, ela foi liberada após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Foto: Polícia Civil
Foto: Polícia Civil

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cães explorados para venda são encontrados sem comida em ambiente insalubre em MS

Quarenta cachorros da raça beagle, sendo 23 machos e 17 fêmeas, foram encontrados em situação de maus-tratos em uma fazenda na MS-040, nas proximidades do município de Campo Grande (MS). A ação foi deflagrada na segunda-feira (23) após denúncias e foi comandada pela Polícia Civil e pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Explorados para reprodução e venda de filhotes, os animais foram examinados e encaminhados para um abrigo.

“Investigadores da Decat [Delegacia Especializada de Atendimento ao Turista e Repressão ao Meio Ambiente] fizeram levantamento anterior e constataram as condições precárias. Os animais ficam em um espaço muito pequeno, cheio de fezes. Na ocasião, também não tinha alimento”, afirmou ao G1 o delegado Maercio Alves Barbosa.

“A investigação aponta que os cães ficavam ali para reprodução e depois os filhotes eram vendidos. Não havia registro algum dos órgãos sanitários e também não tinha licença ambiental. Nós tivemos de preparar toda uma logística para trazê-los e o processo é demorado, pois lá mesmo o CCZ vai realizar avaliação e chipagem dos animais no próprio local”, finalizou.

O tutor dos animais deve ser indiciado pelo crime de maus-tratos, que tem pena de até um ano de detenção, além de multa.

Foto: Polícia Civil/Divulgação
Foto: Polícia Civil/Divulgação

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Feridos e debilitados, cães são encontrados sem comida e água no Paraná

Três cachorros, sendo um macho e duas fêmeas da raça pit bull, foram resgatados pela Polícia Civil do Paraná (PCPR) após serem encontrados em situação de maus-tratos no bairro Boqueirão, em Curitiba. Um homem de 48 anos foi detido.

Foto: Reprodução/XV Curitiba

Na casa, as fêmeas eram mantidas presas em um canil insalubre, sem água e comida. O macho estava amarrado a uma corrente, também faminto e com sede, e com ferimentos abertos pelo corpo.

Todos os animais estavam visivelmente debilitados e não recebiam os cuidados necessários. As informações são do portal XV Curitiba.

Levado à delegacia, o tutor dos animais assinou um temo circunstanciado de ocorrência. Ele responderá pelo crime de maus-tratos a animais e, se for condenado, poderá ser punido com até um ano de detenção, além de multa.

A condenação, no entanto, tende a ser revertida em prestação de serviços comunitários por se tratar de um crime considerado pelo ordenamento jurídico como de menor potencial ofensivo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cães estão abandonados há um mês em casa vazia e suja no interior de SP

Uma família mudou de endereço e abandonou dois cachorros em uma casa fechada em Araraquara, no interior de São Paulo. Os animais estão sozinhos no local, em meio à sujeira, há pelo menos um mês e só não morreram de fome e sede porque vizinhos, comovidos com a situação, passaram a dar água e comida para eles.

Tutores se mudaram e abandonaram os cachorros em casa vazia (Foto: Paulo Chiari/EPTV)

A dona de casa Fabiana da Motta Gimenez denunciou o caso à Polícia Militar Ambiental, mas nenhuma providência foi tomada. Ela não mora no bairro, mas vai duas vezes ao dia no local para cuidar dos animais e dar carinho para eles. “Não é ser humano. É um animal, mas é uma vida”, disse Fabiana, em entrevista ao G1.

A Gerência de Zoonoses, da Prefeitura de Araraquara, disse que vistoriou o local na quinta-feira (1º) e que a família dos antigos moradores da casa foi orientada a ficar responsável pelos animais. A Zoonoses vai acompanhar a situação e, se os cães não receberem os cuidados devidos, os parentes serão responsabilizados por maus-tratos.

Ao ser questionada, a Polícia Militar Ambiental informou que foi chamada duas vezes ao local, mas que não possui registro de maus-tratos a animais.

Fabiana da Motta Gimenez cuida dos cachorros (Foto: Paulo Chiari/EPTV)

A casa onde os cães, um macho e uma fêmea, estão abandonados fica na rua Comendador Pedro Morganti, no bairro São José. Vizinhos relatam que os moradores do local se mudaram e deixaram o portão trancado.

Além de Fabiana, a auxiliar de cozinha Silvana Sass de Souza também ajuda a cuidar dos cães. “Eles eram maltratados já com os donos na casa. Se nós não estivéssemos dando água e comida eles já estariam mortos”, lamentou.

A propriedade era alugada e, até o momento, o dono do imóvel não tomou qualquer atitude para resolver a situação. “Eles têm direito de ter um lar, amor”, disse Silvana.

Cães estão vivendo em meio à sujeira (Foto: Paulo Chiari/EPTV)

O estudante Jhonatans Azevedo, que mora nos fundos, é irmão do homem que vivia na casa e se mudou. Ele afirma que tem pouco contato com o irmão, mas que telefonou para ele e questionou o motivo dos cães ainda estarem na residência.

“Doaram os cachorros, mas foi passado para gente que eles escaparam e voltaram aqui”, afirmou. Os cães teriam passado pelas grades do portão e entrado no quintal quando estavam mais magros.

“Queria entrar limpar, dar uma ajeitada e dar um lar para eles, para não ficarem assim”, disse Fabiana.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cães e cavalo com sinais de desnutrição são resgatados em Minas Gerais

Uma denúncia feita através do 181 levou a Polícia Militar do Meio Ambiente (PMMA) a encontrar três cachorros e um cavalo em situação de maus-tratos em uma casa no bairro Alvorada, em Ituiutaba, Minas Gerais.

(Foto: Polícia Militar do Meio Ambiente/Divulgação)

Os cachorros apresentavam sinais de desnutrição e anemia. Eles foram encaminhados a um médico veterinário para que pudessem ser examinados e, depois, foram acolhidos pela Sociedade de Proteção Animal de Ituiutaba (Spai), que os disponibilizará para adoção.

O cavalo resgatado também tinha sinais de desnutrição. Todos os animais foram encontrados em ambiente insalubre, em meio a lixo. O cavalo foi levado para o curral municipal da cidade, local onde irá permanecer até decisão judicial.

(Foto: Polícia Militar do Meio Ambiente/Divulgação)

Na residência, os policiais encontraram embalagens plásticas, lixo orgânico e resíduos de reciclagem. Os objetos estavam depositados às margens do Córrego do Carmo. As informações são do portal G1.

De acordo com a Polícia Militar, foi constatado no local degradação ambiental de área de preservação permanente. O proprietário da casa, um homem de 78 anos que não teve a identidade revelada, foi multado em R$ 3.413,97.

​Read More
Notícias

Mais de 90 cães que viviam em ambiente repleto de fezes são resgatados

Mais de 90 cães foram encontrados em situação de maus-tratos em uma casa no município de Atlanta, no estado norte-americano da Geórgia. O caso foi descoberto quando o Corpo de Bombeiros da cidade foi acionado para combater um suposto incêndio. Chegando ao endereço indicado, no entanto, a equipe percebeu que não havia fogo no local, mas sim cachorros que viviam em um ambiente insalubre, repleto de fezes e urina, e considerado pequeno para tantos animais.

Em ambiente superlotado e em meio a fezes, cachorros viviam sob maus-tratos (Foto: Divulgação)

“Havia cerca de 15 a 20 cães no quintal, mas quando eu abri a porta da frente tudo o que pude ver eram cães”, disse Tim Poorman, integrante do Fulton County Animal Services, entidade de proteção animal que participou do resgate.

O caso envolvendo acumuladores de animais é um dos cinco piores já vistos pela instituição, de acordo com informações dadas por Tim ao canal americano FOX 5 News. “A casa estava coberta de fezes e urina. Todos esses cães estavam vivendo na propriedade de 2000 pés (cerca de 600 m²)”, afirmou.

O tutor dos cachorros enfrenta acusações de crueldade animal e pode ser condenado ao pagamento de multa e a proibição de tutelar animais por tempo determinado pelo juiz. As informações são do portal Best Of Web.

Após serem resgatados, os cães foram levados para o abrigo de uma ONG (Foto: Divulgação)

Os cães serão disponibilizados para adoção apenas após a ONG finalizar os tratamentos médicos e as avaliações comportamentais de cada um deles. Segundo Tim, “o público pode ajudar adotando os cães que tínhamos aqui anteriormente”.

​Read More