Notícias

Açougues e matadouros no Reino Unido não conseguem preencher vagas de emprego

Foto: Stock

O açougue “está morrendo”, reconheceu um açougueiro para o jornal Devon Live.

Um dos últimos açougues da cidade de Exeter, na Inglaterra pertence a Kevin Hollamby.  Desde 1985, quando entrou para o ramo, ele vê de perto o declínio ao longo dos anos; o número de funcionários de sua loja caiu de nove para três.

De acordo com o Office for National Statistics, essa queda não aconteceu apenas no comércio de Hollamby. Em 1990, havia cerca de 15 mil açougues no Reino Unido, 6.380 em 2010 e agora existem apenas 5.830.

Fatores

A expansão do supermercado, a mudança de estilos de vida e o aumento do número de vegetarianos e veganos estão por trás do declínio.

Segundo Emma Hollamby, esposa de Kevin, as pessoas estão perguntando de onde vem sua carne, demonstrando preocupação com o bem-estar animal.

Roger Battishill, gerente da Burrow Farm na Courtneys – onde há um açougue há 70 anos – concorda que os clientes estão mais exigentes e atentos.  Sua loja é o último açougue sobrevivente em Cowick Street, onde havia anteriormente 17 açougues.

Battishill conta que são os jovens na faixa dos 20 e 30 anos os mais preocupados com questões éticas. Essa mesma geração não está interessada em trabalhar como açougueiros.

“Há muitas pessoas na geração mais jovem que não querem sujar as mãos”, disse ele.

Não é apenas o comércio de açougues que está lutando para preencher vagas. No final do ano passado, de10 a 15 % das vagas para processamento de carne estavam vagas, totalizando 10 mil postos não preenchidos nos principais matadouros do Reino Unido.

“Não parece que o salário é o problema. As pessoas não querem fazer esse trabalho”, disse Jonny Williams, diretor sênior de compras de gado da cooperativa escocesa Farm Stock.

Compaixão

Enquanto alguns açougueiros fecham seus negócios pelo declínio do mercado, outros abandonam a prática pelo bem-estar animal.

Rian Kavanagh, um açougueiro em Glasgow, no Reino Unido, deixou o ofício e se tornou vegano depois de assistir “Earthlings”, um documentário de 2005 narrado por Joaquin Phoenix sobre o sofrimento dos animais em fazendas industriais e laboratórios de pesquisa.

Outra história parecida é a de Fraser Bayley, que era um jovem açougueiro em busca de uma carreira profissional. Após dois anos envolvido em uma indústria que explora e assassina animais, ele tomou uma decisão surpreendente: adotou o veganismo, se tornou atleta, personal trainer e inspira outras pessoas a adotarem um estilo de vida mais compassivo e saudável.

 

​Read More
Jornalismo cultural

O Natal e os açougues

Com a proximidade do Natal, os açougues estão cheios, suas filas são quilométricas, mas muitos ainda não percebem que a desproporcionalidade entre vida e morte é gritante. Quem sorri do lado de cá, não pondera que sua satisfação custou o choro daquele do lado de lá.

​Read More