Notícias

Professor realiza campanha para reencontrar husky siberiano desaparecida em Rio Branco (AC)

Luma desapareceu há 20 dias no bairro Irineu Serra, em Rio Branco (Foto: Reprodução/Facebook)

O professor Marcos Luís decidiu fazer uma campanha no Facebook e oferecer uma recompensa de R$ 500 para quem encontrar a cadela Luna, da raça husky siberiano, que desapareceu há 20 dias no bairro Irineu Serra, em Rio Branco.

Luís diz acreditar que Luna saiu pelos fundos da casa, pois era criada solta no terreno. Segundo ele, é possível ver nas câmeras de segurança a cadela andando na frente da casa após fugir do quintal.

“O portão é automático e quando foi aberto ela saiu, mas é possível ver nas câmeras que o meu cunhado colocou ela para dentro. No entanto, ela estava entrando no cio e tem uma brecha atrás da chácara onde moro, então, ela saiu por trás e foi para a rua. Ela ficou na frente da casa e tinham vários cachorros atrás dela”, conta.

Luís relata que Luma, que tem 2 anos e 6 meses, é muito dócil e se dava bem com os visitantes que ele costuma receber em casa. Para ele, a pessoa que a levou acabou se aproveitando disso. No Facebook, a postagem do professor em busca de Luma já tem mais de 313 compartilhamentos.

“Ela é muito meiga, pode nunca ter visto a pessoa mas já chega abanando o rabo, ela é muito sociável. Passaram dez dias e nada, aí decidi oferecer a recompensa. Por ser uma cadela de raça, as vezes a pessoa pega para vender. Se for o caso, a pessoa vai receber a recompensa”, afirma.

Professor fez apelo nas redes sociais pedindo que Luma seja devolvida (Foto: Reprodução/Facebook)

O professor diz que uma pessoa entrou em contato pela rede social e disse acreditar ter visto a cadela no Conjunto Habitacional Cidade do Povo, no Segundo Distrito da capital.

“Me disseram que viram um rapaz com ela nos braços. Uma pessoa disse ter quase certeza que viu ela em uma pracinha, na tarde de sexta (22), na Cidade do Povo.

Segundo ela, um homem de lá passeava com a Luma, mas a cadela não queria andar na coleira mesmo ele chamando e aí ele colocou a cadela nos braços”, relata.

O professor fica ainda mais preocupado com Luma devido à cadela sofrer de taquicardia e precisar tomar remédios para controlar o problema a cada 15 dias. Luís faz um apelo para que Luma seja devolvida.

“Eu crio muitos cachorros, mas ela era a única que tinha acesso a todos os ambientes da casa justamente por ser extremamente dócil. Ela está fazendo muita falta e precisa tomar o remédio em gotas, essa é minha maior preocupação. A pessoa pega uma cachorro já adulto e não sabe o histórico dele. Estou temendo que algo aconteça a ela e espero que seja encontrada logo”, finaliza.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Com enchente, 23 animais são abrigados em CCZ de Cruzeiro do Sul (AC)

Cães estão sendo recolhidos em abrigos montados pela Prefeitura em Cruzeiro do Sul (Foto: Anny Barbosa/G1)

O Centro de Zoonoses de Cruzeiro do Sul está abrigando 23 animais domésticos, entre gatos e cachorros, desabrigados pela enchente do Rio Juruá, que marcou 14,24 metros nesta quinta-feira (2) e já a maior cheia da história da cidade.

A coordenação do grupo explica que os animais são recolhidos dos abrigos montados pela Prefeitura da cidade e o tutor do animal pode retirá-lo após a enchente. A medida, segundo a coordenadora Elmaria Ferreira, é uma forma de proteger para que esses animais não sejam acometidos por alguma doença ou sofram incidentes.

“Estamos indo diariamente aos abrigos para ver se há essa necessidade de retirada. Então, são duas vistorias por dia e o número só aumentam à medida que as famílias chegam”, explica.

Um cadastro foi feito para facilitar a devolução do animal ao seu guardião. “Os tutores fizeram um cadastro assinado e, terminando esse período de cheia, os animais serão devolvidos aos tutores, porque não temos como manter todos os animais que são abandonados”, destaca.

Elmaria diz ainda que o Centro ainda tem suporte para atender cerca de mais 40 animais. “Ainda não resgatamos nenhum que foi abandonado no rio. Estamos apenas focando nos animais que estão no abrigo”, finaliza.

Cachorro resgatado

Um vídeo gravado pela Polícia Militar mostra o resgate de um cachorro de dentro do Rio Juruá, que já passa pela pior cheia da história. Apesar do resgate ter sido na terça-feira (31), as imagens só foram divulgadas na quarta (1) pela corporação. O manancial marcou 14,24 metros na manhã desta quinta (2) e já afeta mais de 8 mil famílias diretamente.

O comandante da Polícia Militar em Cruzeiro do Sul, major Lázaro Moura, explica que a enchente traz grandes prejuízos, não só para as pessoas, mas também para os animais e a natureza de forma geral.

“Essa situação de cheia atinge, não só os seres humanos, mas os animais também que moram nesses locais e muitas vezes os tutores não conseguem os resgatar, e é aí que nosso trabalho começa”, finaliza.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Gato é morto a pauladas em mercado de Rio Branco (AC)

Gato foi espancado no sábado (10) em mercado no Centro de Rio Branco (Foto: Reprodução/Facebook)
Gato foi espancado no sábado (10) em mercado no Centro de Rio Branco (Foto: Reprodução/Facebook)

Um gato foi espancado e morto no último sábado (10), no Mercado Aziz Abucater em Rio Branco (AC). Uma cabeleireira, que pediu para não ter o nome divulgado, registrou a cena em um vídeo divulgado através do Facebook. Segundo ela, a responsável pelo crime seria uma trabalhadora também do local.

De acordo com a autora da denúncia, o gato teria subido no forro e acabou preso. “Ela meteu o pau. Ele caiu e ela continuou batendo com o cabo da vassoura. Chegou a polícia, mas ela já tinha saído. Ele deu duas pauladas no pescoço do gato. É um animal sem defesa, não faz mal a ninguém”, conta.

A prefeitura afirmou, por meio da assessoria de comunicação, que a administração do mercado não pode responsabilizar a permissionária.

Devido à repercussão, a Associação Patinha Carente, de proteção aos animais, protocolou uma representação, na manhã desta segunda-feira (12), no Ministério Público do Acre (MP-AC). A advogada Iêda Brasil, que é da coordenação, explica que a associação ficou sabendo do caso no domingo (11).

“Ficamos sabendo pelas redes sociais, porque no sábado tivemos uma feira de adoção. Mas era domingo e não podíamos fazer muita coisa. Fizemos a representação contra a mulher e agora vamos esperar o que vai acontecer. Algumas testemunhas devem ser ouvidas”, acrescenta.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Cachorro é resgatado e adotado por bombeiros em Rio Branco (AC)

Mike vive com bombeiros há dois meses, diz major (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros-AC)
Mike vive com bombeiros há dois meses, diz major (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros-AC)

Após ser resgatado, o cachorro Mike acabou conquistando o coração dos bombeiros e se tornou um verdadeiro mascote no 1° Batalhão, no bairro Morada do Sol, em Rio Branco. O animal faz companhia aos militares há aproximadamente dois meses e recebe o melhor tratamento possível, segundo o major Cláudio Falcão.

“Temos alguns animais que resgatamos, o pessoal acaba gostando e leva para o quartel. Normalmente, nós ficamos com uns dois cachorros e gatos. Têm pessoas que cuidam deles, porque nós vamos criando vínculo”, explica.

Major diz que animal passa a noite de sentinela no batalhão (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros-AC)
Major diz que animal passa a noite de sentinela no batalhão (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros-AC)

Falcão conta que, apesar de ser conhecido como Mike, o cachorro também é chamado por outros nomes dependendo da guarnição. Ele acrescenta que o bicho faz questão de ficar acordado durante toda a noite com os sentinelas. O dia, porém, ele passa dormindo.

“Ele é alimentado, toma banho. Durante a formatura, precisamos ficar imóveis e, às vezes, o Mike fica perturbando, passando. Ele é super brincalhão, morde nosso uniforme e tudo”, brinca o major.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Capivara é flagrada em área urbana após fugir de incêndio em Rio Branco (AC)

Capivara foi flagrada após uma área verde ter pegado fogo em Rio Branco (Cassio Almeida/Arquivo pessoal )
Capivara foi flagrada após uma área verde ter pegado fogo em Rio Branco (Cassio Almeida/Arquivo pessoal )

O professor Cassio Almeida registrou o momento em que uma capivara, ao fugir de um incêndio, busca refúgio na área urbana de Rio Branco. A foto foi tirada na manhã de sexta-feira (27), no conjunto habitacional Vila Betel, um dia após 500 metros quadrados terem sido queimados em uma área próxima ao residencial.

Ele diz que acredita que o fogo fez com que o animal fugisse da área onde costumava ficar. “Acredito que ela estava fugindo do fogo que invadiu o habitat dela, que fica nas imediações do shopping. Após 40 minutos, com o aglomerar de pessoas olhando e registrando, ela saiu. A capivara estava muito assustada”, relata. Os Bombeiros foram acionados e conseguiram resgatar o animal, que foi levado novamente para a natureza.

A bióloga Joseline Guimarães explica que é comum o aparecimento de animais silvestres em locais urbanos durante período intenso de queimadas. Ela destaca também, que os incêndios trazem um prejuízo irreparável, não só para o meio ambiente, como também para a fauna da região.

“Infelizmente, as queimadas em florestas ou em fragmentos florestais em certas épocas do ano provocam o óbito de várias espécies da fauna, causando grande prejuízo a biodiversidade e a manutenção dos ecossistemas”, explica.

O major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão, também diz que as ocorrências de animais silvestres têm se tornado recorrentes nesse período crítico de queimadas. “Ficamos felizes quando conseguimos resgatar, porém, muitos morrem”, lamenta.

Joseline acrescenta ainda que os animais tentam a todo custo fugir da fumaça e dos danos do incêndio. “Os animais ficam atordoados pela fumaça com gases tóxicos e buscam a fuga a qualquer custo, sendo que a maioria não obtém êxito, sobretudo em ambiente urbano. Por isso, fazemos um apelo à população acreana, que não queime, pois o prejuízo é para todos os seres vivos, inclusive os humanos”, finaliza.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Onça é encontrada atropelada em Porto Acre (AC)

Divulgação
Divulgação

Uma onça pintada foi encontrada morta neste domingo (19) as margens da rodovia AC-10, rumo ao município de Porto Acre. Uma equipe da Polícia Militar foi acionada através do agricultor, Antônio Ferreira Mendes, de 63 anos, morador das dependências.

Segundo informações do pelotão, o animal deve ter sido atropelado por um veículo no momento em que tentava atravessar a pista. No local havia sinais de frenagem e também no corpo do animal havia sinais de atropelamento.

Fonte: O Rio Branco

​Read More
Notícias

No AC, responsáveis por envenenar pombos devem responder por crime

Pombos foram encontrados mortos em rua de Rio Branco (Foto: Arquivo Pessoal)
Pombos foram encontrados mortos em rua de Rio
Branco (Foto: Arquivo Pessoal)

Após necropsia feita pelo Centro de Zoonoses em Rio Branco, os responsáveis pelo envenenamento de mais de dez pombos no último dia 8 devem responder pelos crimes de captar, perseguir e envenenar animal, além do crime contra a saúde pública.

A informação foi repassada pelo Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) através do major Carlos Augusto Negreiros.

Ele afirma que o laudo com a denúncia de envenenamento ainda não foi entregue à Polícia Ambiental. “Primeiro vamos dar uma olhada no relatório, verificar o que compete à polícia e, dependendo do caso, vamos encaminhar ao Ministério Público”, explica.

Em caso de identificação dos autores do crime, um boletim de ocorrência deve ser registrado e o Ministério Público é acionado para investigar o caso.

O diretor e médico do Centro de Controle de Zoonoses, Everton Arruda, afirma que foi comprovado que os animais foram intoxicados por veneno.

“Na necropsia, encontramos presença de veneno no organismo do animal e na comida recolhida no local, que teria sido jogada para os pombos. Vamos encaminhar o relatório à Polícia Ambiental”, diz.

Entenda o caso

Mais de dez pombos foram encontrados mortos no dia 8 na rua Coronel Alexandrino, no bairro Bosque, onde funciona uma área comercial em Rio Branco. Uma equipe do Batalhão de Policiamento Ambiental esteve no local e encaminhou todos os animais para o Centro de Controle de Zoonoses.

Ao G1, o proprietário de um comércio no local, um homem de 32 anos, que prefere não ser identificado, relatou na quinta-feira (10), que os animais eram acostumados a ir no local onde foram envenenados, pois sempre recebiam comida. “As pessoas dão comida e eles se acostumam. A mim não atrapalham, ficam aqui na frente uns dois, mas sempre espanto com a vassoura e pronto”, conta.

O diretor e médico do Centro de Zoonoses, Everton Arruda, afirmou que uma semana antes do crime, o centro de zoonoses havia feito uma vistoria no local por causa dos roedores, mas também haviam colocado um gel repelente para os pombos, produto que não prejudica os animais.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Protetores de animais realizam campanha para ajudar cães e gatos que vivem nas ruas

Foto: Dell Pinheiro
Foto: Dell Pinheiro

A associação Patinha Carente deu início no último sábado, 23, a uma campanha solidária nas ruas da capital acreana. O objetivo da ação é de arrecadar dinheiro para custear despesas em clínicas veterinárias e continuar ajudando cães e gatos abandonados. O grupo de voluntários realiza o trabalho assistencial há quase três anos. Durante esse período, mais de mil animais já foram resgatados, atendidos e encaminhados para adoção.

“Estamos em um momento difícil! Alguns animais precisam de cirurgia e internação, e o dinheiro que tínhamos em caixa foi utilizado para pagar as dívidas que estavam acumuladas deste o ano passado. Também temos que dar manutenção nos lares provisórios com rações e remédios. Tudo o que arrecadamos é por meio de bazares, rifas, eventos e campanhas que promovemos, além da doação das pessoas que se sensibilizam com a causa”, comentou Vanessa Facundes, presidente da associação.

O que mais incomoda os voluntários é a discriminação. Por falta de informação, muitos criticam o trabalho que realizam. “Eles reclamam e dizem que deveríamos ajudar pessoas carentes. Até entendemos a preocupação, porém não custa nada levar auxílio aos animais que são maltratados e que não podem se defender. Dedicamos nosso tempo gratuitamente e, sem nenhuma razão, recebemos críticas”, disse Luciana Ribeiro, uma das protetoras.

Para conhecer o trabalho da associação, basta visitar suas páginas nas redes sociais: Facebook.com/ patinhacarente; Instagram@Patinhacarente, ou por meio do site. Telefone para contato: (68) 9989-3535, ou pelo e-mail patinhacarente@bol.com.br.

Fonte: Página 20

​Read More
Notícias

Bombeiros resgatam cobra escondida em motor de carro

Cobra estava escondida em motor de carro no interior do Acre (Foto: Divulgação/Bombeiros)
Cobra estava escondida em motor de carro no interior do Acre (Foto: Divulgação/Bombeiros)

Um vídeo gravado pelo Corpo de Bombeiros na quinta-feira (30) mostra o resgate de uma jiboia que estava escondida embaixo de um carro, em Cruzeiro do Sul, interior do AC. O veículo foi levado até a corporação para a retirada do animal e exigiu bastante esforço.

De acordo com os bombeiros, o animal media cerca de dois metros e estava em um espaço pequeno dentro do carro, o que acabou dificultando o resgate.

“Nós fomos informados no quartel sobre uma cobra que estava presa embaixo de um carro, quando chegamos ao local tentamos retirar a Jiboia, mas não conseguimos, então levamos o carro para o quartel e conseguimos puxar ela”, explicou o soldado Cléber Araújo.

A cobra estava escondida entre o motor e o peito de aço do veículo, o que exigiu cuidado dos bombeiros.”Tivemos que ter cuidado para não ferir o animal, então retiramos a roda para poder fazer o resgate”, explicou.

A jiboia foi levada para um matagal, localizado na Variante, na BR-364

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Polícia investiga vídeo que mostra homem matando gato com martelo

Homem matou gato a martelada e gravou a violência (Foto: Arquivo Pessoal)
Homem matou gato a martelada e gravou a violência (Foto: Arquivo Pessoal)

Um vídeo, onde um gato é morto com uma martelada na cabeça, tem chocado os internautas de Rio Branco. As imagens mostram dois homens, um deles segurando o animal, enquanto o outro, com um martelo, bate na cabeça do gato que morre logo em seguida.

Muitas pessoas compartilharam o vídeo informando que o caso teria ocorrido em Rio Branco e que um dos homens que aparecem no vídeo seria um ex-presidiário.

Porém, a Polícia Civil informou que já teve acesso às imagens, mas que não podia confirmar se o vídeo foi gravado realmente em Rio Branco. Além disso, um inquérito foi instaurado para investigar os envolvidos e a origem da violência.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Preguiça é flagrada ao subir em árvore em busca de comida

Animal é conhecido popularmente como preguiça-de-bentinho, diz bióloga (Foto: Luiz Felipe Carioca/Arquivo pessoal)
Animal é conhecido popularmente como preguiça-de-bentinho, diz bióloga (Foto: Luiz Felipe Carioca/Arquivo pessoal)

O aposentado Julio Carioca, de 59 anos, encontrou um bicho-preguiça, na segunda-feira (14), em uma das árvores da chácara onde mora no bairro Irineu Serra, em Rio Branco. Ele conta que, exatamente, no mesmo dia do ano passado, um animal parecido esteve na propriedade por alguns dias para se alimentar.

A chácara, segundo o aposentado, atrai esse tipo de animal devido à grande quantidade de árvores frutíferas. “Vimos pela primeira vez no ano passado. Com um ano certo, na mesma data, ela veio de novo. Tem muitas fruteiras e ela veio exatamente no momento de safra”, fala.

Admirado com a presença do animal em sua casa, Carioca diz que tem acompanhado o animal para que nada de ruim o aconteça. “Resolvi divulgar pela preocupação dela ir em outros lugares e a matarem. Eu tenho prestado atenção nela, porque, como no ano passado, ela vai embora”, diz.

Ao G1, a bióloga Joseline Guimarães afirma que o animal é uma preguiça-de-bentinho, cujo nome científico é Bradypus variegatus. “É uma espécie muito comum em todo o Brasil e na América do Sul”, complementa.

De acordo com a bióloga, é provável que seja a mesma preguiça que esteve na chácara do aposentado no ano anterior. “As preguiças descem das árvores para defecar e procurar locais para alimentação. Talvez, seja a mesma, pois ela encontrou um local seguro para se alimentar”, acrescenta.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Rinha de galo é fechada e 13 pessoas são detidas em Cruzeiro do Sul (AC)

Rinha de galo foi fechada neste domingo (13) em Cruzeiro do Sul (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Rinha de galo foi fechada neste domingo (13) em Cruzeiro do Sul (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Militar fechou, neste domingo (13), uma rinha de galo, localizada na Variante, em Cruzeiro do Sul. Durante a operação, 13 pessoas foram detidas, entre elas, dois menores.

O dono do local já foi identificado e deve responder por maus-tratos. Cerca de 14 animais foram entregues ao Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac).

De acordo com o comandante da Polícia Militar, major Lázaro Moura, por meio de uma denúncia, os policiais chegaram a um engenho de cana-de-açúcar onde várias pessoas estavam reunidas para assistir as lutas.

“Quando chegamos, a grande maioria das pessoas conseguiram se evadir do local, deixando os galos e alguns objetos. Foram feitas as prisões de onze pessoas e apreensão de dois menores”, destacou.

Segundo o comandante, havia cerca de 40 pessoas que estavam no local e foram apreendidos quatro motos, um carro, várias sandálias, quinze capacetes, mochilas e matérias para o tratamento dos animais.

O delegado da Polícia Civil, Elton Futigami disse que entre as pessoas que estavam no local havia muitos menores e destacou que as investigações continuam para prender os donos dos animais.

“A Polícia Civil agora continua as investigações para poder prender os proprietários dos animais assim como eventuais apostadores, uma vez que o dono do local já foi identificado e vai responder por crime de maus-tratos”, declarou.

Fonte: G1

​Read More