Notícias

Estimulando a adoção, ONGs da Bahia lutam contra abandono e comércio de animais

Se você é uma daquelas pessoas que se encantam com bichos de estimação e há tempos deseja um, vale uma dica importante: em vez de comprar, aposte na adoção! Em Salvador, algumas organizações de defesa dos animais disponibilizam animais para enternecer qualquer coração. De acordo com a representante da organização não governamental Terra Verde Viva, a advogada Ana Rita Tavares, a adoção, além de fazer um bem enorme para a alma de quem adota, resolve dois grandes problemas que ameaçam a boa convivência entre humanos e animais: o abandono e o comércio de animais.

(Foto: Reprodução/Correio)

No entanto, apesar da atitude ser nobre, é preciso refletir antes de tomar a decisão, pois não adianta adotar para devolver em seguida. “Algumas pessoas esquecem que o compromisso de cuidar de um animal de estimação não acaba porque a tarefa dá trabalho ou porque a família vai entrar de férias ou surgiu uma viagem”, diz Ana Rita. Para a advogada, não é possível criar um animal por impulso, é preciso pesar bem a decisão e verificar se há disponibilidade financeira, de tempo e disposição para abrigar o animal por uma média de 10 a 20 anos. Aliado a isso, é preciso lembrar que, depois de estabelecida uma relação, o bichinho se apega e sofre com as possíveis separações.

Quando a adoção envolve a decisão de uma família, é importante levar em consideração as perspectivas de futuro, principalmente o planejamento para a chegada de filhos humanos. “Alguns profissionais de saúde, por desconhecimento e preconceito, indicam logo a retirada de animais de casa quando há gravidez, esquecendo que um animal bem cuidado não é um potencial transmissor de doenças”, afirma.

Reforçando as palavras da defensora, a médica veterinária da Associação Protetora dos Animais Mariana Sampaio lembra que as doenças transmitidas por animais, as zoonoses, não são preocupantes quando o animal está vacinado, vermifugado e está assistido com as medidas de higiene para garantir sua saúde. “Doenças como a toxoplasmose, por exemplo, são transmitidas apenas por gatos e, se as medidas de higiene forem adequadas, praticamente não há risco para as mulheres grávidas”, destaca.

Se, depois de ler tudo isso, você ainda se mantém firme na decisão de ter um animal de estimação, então siga em frente e busque uma das organizações de sua preferência, munido de documentação pessoal e atestado de residência. Embora cada entidade mantenha protocolos de adoção específicos, geralmente, é necessário atestar algumas garantias e as condições necessárias para que a guarda responsável possa ser colocada em prática.

Contatos

Célula Mãe
Tel: (71) 8853-4301 – Rita
Todos os domingos, das 11h às 16h, há uma feira de adoção no Parque Metropolitano de Pituaçu
Critérios de adoção:
Entrevista feita no local
Preenchimento de termo de adoção
Apresentação de Registro Geral e comprovante de residência
 
Associação Protetora dos Animais (ABPA)/Abrigo São Francisco
E-mail: contato@abpabahia.org.br/ Site: www.abpabahia.org.br
Critérios de adoção:
Preenchimento de termo de adoção.
Apresentação de Registro Geral e comprovante de residência

Terra Verde Viva
Tel: (71) 8109-1897 / E-mail: terraverdeviva@yahoo.com.br
Critérios para adoção:
Permitir que o local onde o animal vai viver seja visitado antes da adoção e após o processo
Preencher a ficha de interesse
Demonstração de que há condição de exercer a guarda responsável, por meio da apresentação de documentação pessoal e comprovante de residência
Assinatura do termo de adoção
Realizar a castração humanitária e cirúrgica

Fonte: Correio

​Read More