Destaques, Histórias Felizes, Notícias

Menina que sonha ser veterinária salva pintinho abandonado: ‘todos os animais merecem amor’

Foto: Divulgação.

A alguns quilômetros da cidade de Jundiaí (SP), Kimberly Gomes, de 12 anos, mostrou que o amor ainda é o único caminho.

Passeando pela fazenda de sua avó, a menina encontrou um pintinho abandonado, com a saúde bastante debilitada. Determinada a ajudá-lo, Kimberly o levou para casa, o colocou dentro de uma caixa – para mantê-lo aquecido – e o alimentou com cuidado.

Vilma Teobaldo, a avó da jovem, admitiu que esteve desiludida sobre a sobrevivência do animal. “Ele estava imóvel e parecia ter morrido. Fiquei preocupada em como daria a notícia para minha neta”.

A salvadora não estava nada menos que otimista, no entanto. “Eu mexi nele, fiz carinho e vi que ele estava vivo. Enrolei num paninho quente e fiquei cuidando dele o dia inteiro”, disse a menina.

Os dias se passaram e a história feliz prevista por Kimberly se realizou: o pintinho, que ganhou o carinhoso nome de Tico, sobreviveu e até ganhou uma conta no Instagram para mostrar o dia a dia da dupla.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Tico (@tico_oficial_12) em 21 de Set, 2020 às 12:51 PDT

A pequena salvadora criou um vínculo muito especial com Tico e, nas redes, nada se vê além de comentários gentis e alegres sobre a bela atitude. “Ele é meu melhor amigo. Fazemos fotos, vídeos e brincamos também”, declara Kimberly.

Quando se tornar adulta, ela sonha em ser veterinária e não há qualquer motivo para duvidar de que conseguirá realizá-lo. Afinal, já ajudou a cuidar de peixes, aves, gatos, cachorros, hamsters e até mesmo tartarugas!

“Quando crescer quero ser veterinária, porque sei que todos os bichinhos merecem amor”, concluiu.

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Cãozinho é salvo após ser agredido pelo tutor e sofrer danos cerebrais

Animal Rescue

A cada dia, surge um caso de abandono de animais ao redor do mundo. Os cachorros são as principais vítimas, porém, em muita das vezes há um final feliz. Esse é o caso do cachorrinho que foi abandonado e maltratado pelo seu antigo tutor, mas foi salvo por uma pessoa de coração bom.

O filhote precisava de cuidados médicos urgentemente, mas muitas pessoas ignoravam sua situação. O cãozinho tão pequeno e frágil, estava com um ferimento na cabeça que poderia trazer danos cerebrais permanentes. Uma senhora e seu filho ficaram preocupados com a sua situação e resolveram pegá-lo.

Horas depois, ao voltar para casa com a mulher, ele tenta fazer contato visual com ela. Seu rostinho doce continua procurando o dela, mas seu ferimento na cabeça dificulta sua concentração. Ele estava tentando agradecer seus salvadores do jeito que conseguia.

Após uma consulta no veterinário e uma série de testes, o médico explica a situação do filhote.

O veterinário diz que eles precisam ser pacientes, porque uma lesão cerebral pode acontecer de qualquer maneira. O filhote pode se curar e levar uma vida normal, ou seus ferimentos podem piorar. Sua salvadora chora porque já está apaixonada pelo cachorrinho.

Conforme o tempo passa, o filhote mostra avanços, come, bebê e brinca.
A melhor parte de tudo é quando ele começa a se sentir bem o suficiente para abanar o rabo. O garotinho está tão feliz, o que significa que ele não está mais com dor.

Semanas depois, o cachorro demostra avanços tremendos. Agora ele pode fazer contato visual e sua visão melhora. O veterinário diz que o progresso do filhote o surpreendeu. O pequeno guerreiro é tão amado que sua salvadora se recusa a se separar dele.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Destaques, Histórias Felizes, Notícias

Vovô produz suéter sob medida para aquecer cachorrinho

Reprodução tiktok | guivalc

Um amável vovô decidiu fazer um suéter para o cachorrinho da casa e graças à sua neta, todos podem ficar admirados com tamanha fofura. Além do agasalho, o cãozinho ganhou um forro para sua caminha com a mesma estampa. É muito estilo para um doguinho só, não acham?

O caso aconteceu no Peru e o vídeo já conta com mais de 130 mil visualizações. É impossível não soltar um sorriso com essas imagens que vêm espalhando muito amor durante este momento tão difícil da pandemia.

A publicação mostrou que a melhor maneira de demonstrar carinho é na prática e espalhou uma mensagem incrível de amor aos animais.

Reprodução TikTok | guivalc

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Cachorro e porquinho têm um encontro marcado para brincar juntos toda semana

Foto: Amanda Quick
Foto: Amanda Quick

As amizades mais improváveis são as vezes as mais gratificantes, Carlton e Colt estão aí para provar isso. Os dois são diferentes em muitos aspectos, mas eles têm uma coisa muito importante em comum – eles se amam de todo o coração.

Para o que aos olhos de muitos seria incompatível, foi amizade à primeira vista.

“A amizade deles foi instantânea!”, Disse Amanda Quick, tutora de Carlton, ao The Dodo. “Colt não conseguia tirar os olhos de Carl. Eles estavam fazendo brincadeiras, barulhinhos e pastando juntos, até lutando e brincando nas pilhas de folhas”.

Foto: Amanda Quick
Foto: Amanda Quick

Ambos os animais são resgatados, abandonados por suas famílias anteriores. Carlton foi originalmente vendido como um “mini porco” – também conhecido como porcos micro ou xícara de chá – uma raça que não existe realmente. Quando viram que ele estava crescendo demais, sua família o largou em uma fazenda na zona rural do Texas (EUA).

Quando Quick viu pela primeira vez uma foto de Carlton, ela soube que o lugar dele era ao lado dela: “Eu sempre quis resgatar um porco, meus dois cães são resgatados”, disse Quick. “Assim que vi seu doce rosto de bebê, soube que ele era único. Eu dirigi uma hora para pegá-lo naquela noite.

Quando o porco de boa sorte não está jogando tigelas de cachorro ou derramando o café de sua mãe, ele gosta de aconchegar-se com seus irmãos cães”.

Foto: Amanda Quick
Foto: Amanda Quick

“Ele é um causador de problemas nato. Pensei em mudar o nome dele para `Que droga Carl´, porque digo essa frase umas 100 vezes por dia”, disse Quick. “Ele está me fazendo rir ou me dando os melhores aconchegos o tempo todo. O que mais eu poderia querer?”

Um dia, Quick resolveu levar Carlton com ela para seu treino semanal de canto com sua amiga Mary. Mal sabia ela que Carlton encontraria sua alma gêmea, um cachorro chamado Colt, lá.

Agora, seus encontros se tornaram uma tradição amada e muito aguardada.

Foto: Amanda Quick
Foto: Amanda Quick

“Desde a primeira vez, Carlton espera na porta todas as segundas-feiras”, disse Quick. “Ele sabe quando é hora de partir. Ele vai do carro até a porta da frente de Mary e Colt começa a pular no segundo em que entramos. Mesmo depois de semanas, eles ainda estão tão empolgados em se ver toda segunda-feira”.

Para Colt, essas visitas o mantêm jovem, de acordo com Quick: “Ele não fica tão empolgado com os cachorros em casa. Ele tem 8 anos e é bastante artrítico, então guarda a energia para Carl”.

Foto: Amanda Quick
Foto: Amanda Quick

Quick capturou recentemente essa alegria em um vídeo que ela postou no Facebook na quarta-feira (11). Você pode assistir ao vídeo adorável aqui.

A mãe de Carlton não está surpresa que o porco especial tenha tantos amigos únicos: “Ele é apenas uma boa alma”, disse Quick. “Ele estende o amor a qualquer espécie e tem o dom de saber quem mais precisa”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Girafa abandonada se torna melhor amiga de cão resgatado em abrigo de animais

A girafa Jazz e o cão Hunter | Foto: AP (Associated Press)
A girafa Jazz e o cão Hunter | Foto: AP (Associated Press)

Um cachorro resgatado na África do Sul iniciou uma amizade improvável com uma girafa bebê abandonada que também foi resgatada e levada para o orfanato e abrigo de animais local.

Jazz, a girafa de apenas nove dias de idade chegou ao Orfanato de Rinocerontes na província de Limpopo, na África do Sul, depois que um fazendeiro a encontrou lutando para sobreviver na natureza, fraca, desidratada e sem a mãe. Ohomem então pediu ajuda ao centro de resgate de animais.

A girafa Jazz e o cão Hunter | Foto: AP (Associated Press)
A girafa Jazz e o cão Hunter | Foto: AP (Associated Press)

O cão que vive no abrigo, Hunter, jovem e da raça pastor belga mallinois, rapidamente começou a cuidar do recém-chegado, fazendo amizade com o belo ser de pescoço comprido.

Janie Van Heerden, zeladora do orfanato que fica há três horas de viagem ao norte de Joanesburgo, disse que os animais se uniram imediatamente, Hunter logo se aconchegou ao corpo da girafa como se fosse outro cachorro.

A girafa Jazz tomando mamadeira | Foto: AP (Associated Press)
Girafa Jazz tomando mamadeira | Foto: AP (Associated Press)

Ela disse que a girafa bebê agora está se saindo muito melhor depois de receber uma dose de soro intravenoso para substituir os líquidos perdidos, além de tomar leite na mamadeira e até tentar mastigar algumas folhas.

Foto: AP (Associated Press)
Foto: AP (Associated Press)

Infelizmente para Hunter, seu amigo Jazz, talvez mais amigável do que os rinocerontes no orfanato, pode não ficar para sempre, pois os guardiões pretendem reintroduzí-lo em seu habitat natural quando ele estiver forte o suficiente.

Foto: AP (Associated Press)
Foto: AP (Associated Press)

Falando em 22 de novembro ao Daily Mail , Heerden acrescentou: “Possivelmente em breve a girafa poderá voltar para casa na natureza”.

A localização exata do orfanato The Rhino não pode ser informada devido à ameaça de caçadores.

Foto: AP (Associated Press)
Foto: AP (Associated Press)

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Cachorrinho sorri de felicidade ao ser resgatado após passar meses acorrentado na neve

Foto: Vanessa Skavlem
Foto: Vanessa Skavlem

Roscoe foi abandonado em uma casa vazia por sua família. A situação era dolorosa, mas o animalzinho tentou manter o ânimo corajosamente.

O pequeno cachorrinho foi amarrado a um caixote com nada além de palha para mantê-lo aquecido. O máximo que seus tutores faziam por ele era dirigir até a casa uma vez por semana para jogar ração para que Roscoe não morresse de fome. Mesmo quando a comida e a água acabavam, Roscoe acreditava que alguém se lembraria dele, um dia.

Só que na semana passada, a neve pesada começou a cair no sul de Illinois, nos Estados Unidos, e o cachorrinho percebeu que talvez não conseguisse sobreviver desta vez.

Foto: Vanessa Skavlem
Foto: Vanessa Skavlem

Felizmente, alguém notou sua situação.

No sábado, uma pessoa preocupada com a situação do cachorrinho, ligou para o Controle e Abrigo de Animais do Condado de Effingham para relatar a situação de Roscoe. A policial Vanessa Skavlem e a diretora Michelle Shoot sabiam que tinham que se mover rapidamente para salvar a vida do animal maltratado.

“Eles nos ligaram porque havia nevado na noite anterior e, no sul de Illinois, havia uma grande quantidade de neve e estava muito frio”, disse Vanessa ao The Dodo. “Ele estava tremendo como se fosse realmente morrer porque pesava menos de 4 quilos e meio”.

Foto: Vanessa Skavlem
Foto: Vanessa Skavlem

Assim que Roscoe viu Vanessa e Michelle saírem do carro, ele soube que estava finalmente a salvo. “Ele ficou tão feliz em nos ver, era como se soubesse que o sofrimento tinha acabado”, disse Vanessa.

Roscoe foi então cuidadosamente enrolado em um cobertor e levado para o carro. Finalmente um lugar quente pela primeira vez em semanas, Roscoe não conseguia conter sua alegria: “Ele estava tão feliz que era impossível não se emocionar”, acrescentou Vanessa. “Ele choramingava e gania repetidamente”.

Depois de compartilhar o almoço de suas salvadoras, o cãozinho finalmente relaxou nos braços de Michelle com um grande e tranquilo sorriso no rosto.

Momento da foto especial: Roscoe relaxado e feliz por ter sido salvo | Foto: Vanessa Skavlem
Momento da foto especial: Roscoe relaxado e feliz por ter sido salvo | Foto: Vanessa Skavlem

Vanessa aproveitou o momento único e tirou uma foto do cachorrinho aliviado, que ela postou no Facebook com a legenda: “É assim que a felicidade se parece quando você salva um cãozinho que vivia preso em uma corrente na neve congelante”.

Roscoe agora deixou seus dias de tristeza para trás e vive no abrigo. Ele passa cada momento seguro e quentinho. “Temos um ambiente aquecido lá, e ele tem todos os seus pequenos cobertores, só dele”, disse Vanessa. “Quando alguém entra no escritório, ele fica tão feliz que se mexe e pula em cima da pessoa”.

Roscoe ainda solta gemidos de felicidade, exatamente como no dia em que foi resgatado e especialmente quando suas salvadoras estão por perto. “Ele faz esse lamento adorável que é quase como se estivesse falando conosco”, disse Vanessa. “Sabe, ele realmente sente toda essa emoção e é grato”.

Foto: Vanessa Skavlem
Foto: Vanessa Skavlem

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Garotinha com necessidades especiais se apaixona por gatinho rejeitado por todos

Foto: Isabel Gonzalez Asensio
Foto: Isabel Gonzalez Asensio

Laura é uma garotinha espanhola de 14 anos que acabou de fazer um novo amigo, e sua reação não poderia ser mais doce.

A adolescente sofre de um distúrbio hereditário raro que afeta seu desenvolvimento neurológico e físico. Após ler sobre o assunto a mãe de Laura, Isa Gonzalez Asensio, decidiu encontrar um animal de estimação para fazer parte da família.

O gato Lou vivia há anos no abrigo. Ele foi resgatado pela equipe local, porém ninguém queria adotá-lo por ser grande e idoso. Mas a mãe de Isa sentiu algo especial no felino e resolveu adotar Lou.

Este vídeo comovente foi gravado no dia em que Laura e Lou se conheceram – e os sorrisos em seus rostos deixam pouca dúvida de que esse encontro realmente era para ser.

A união e o laço especial dos dois amigos mudou a vida de Lou também. De acordo com seus ex-cuidadores da Lorca Animal Rescue, ele estava tendo sérios problemas para encontrar um lar e uma família, segundo informações do The Dodo.

“Não entendíamos por que Lou não conseguiu encontrar uma família, sendo um gato tão dócil e afetuoso. Mas agora entendemos tudo”, escreveu a ONG e abrigo na internet.

Foto: Isabel Gonzalez Asensio
Foto: Isabel Gonzalez Asensio

“Ele estava esperando a pequena Laura, que é o nome deste anjo maravilhoso, e sua mãe Isa. Obrigado, Isa, por abrir seu coração um pouco mais e dar essa oportunidade a Lou”.

A presença de um animal na vida de qualquer pessoa é uma oportunidade maravilhosa de receber e dar amor de forma única. Visite abrigo de animais de sua cidade para saber mais sobre a adoção de um animal doméstico sênior.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Cães abandonados que viviam no esgoto faziam companhia um ao outro por semanas

Foto: Hope For Paws
Foto: Hope For Paws

Quando Elded Hagar, fundador da ONG Hope For Paws, da Califórnia, Estados Unidos, recebeu um telefonema sobre um par de poodles, irmão e irmã, que viviam nos túneis de esgoto embaixo de uma rodovia, ele não tinha ideia do quão difícil seria resgatá-los.

Ele e outra voluntária, Vanessa Enriquez, rastrearam os cães dentro do sistema de esgoto sob uma estrada de Los Angeles. Uma família que se compadeceu da situação dos animais estava deixando comida e água para os cachorrinhos, mas eles tinham verdadeiro pavor de humanos.

Hagar e Enriquez bloquearam um lado do túnel para poderem alcançar os cães, e então começaram a rastejar lentamente para cada vez mais perto do par assustado.

Foto: Hope For Paws
Foto: Hope For Paws

Os dois cães haviam sido brancos uma vez, mas morar no esgoto havia tornado seu pelo emaranhado e preto de sujeira. O irmão e a irmã se aconchegaram um no outro enquanto os estranhos se aproximavam.

Mas Hagar falou com uma voz calma e tranquila, garantindo aos cães que ele estava lá para ajudá-los.

Ele e Enriquez deslizaram suavemente as pontas pelo pescoço dos cães e começaram a tirá-los do cantinho onde eles se espremiam.

Foto: Hope For Paws
Foto: Hope For Paws

O irmão, que estava protegendo sua irmã, começou a se mostrar receptivo com os socorristas e lentamente se aproximou deles – mas a garota se afastou, ainda assustada e insegura do que estava acontecendo.Hagar gentilmente estendeu a mão e acariciou-a para acalmá-la.

Lenta, mas seguramente, os voluntários estimularam os cães assustados a acompanhá-los para fora do túnel de esgoto onde estavam vivendo – o tempo todo rastejando pelo lixo e garrafas vazias que afastavam com as mãos e com os joelhos.

Foto: Hope For Paws
Foto: Hope For Paws

E gradualmente os cães começaram a aceitar que essas pessoas estavam lá para ajudar. Eventualmente, até a irmã cautelosa se deixou puxar para o colo de Enriquez.

E então, finalmente, Hagar e Enriquez chegaram ao fim do túnel – saindo para a luz com os dois cães. Eles ainda estavam assustados, mas pareciam entender que estavam se despedindo permanentemente da vida solitária e difícil que haviam passado nos esgotos.

Hagar levou os cães a uma clínica de animais, onde eles receberam os cuidados de que precisavam – incluindo banho e tosa. Hagar ficou com eles enquanto tomavam seu banho e recebiam um corte de cabelo, oficialmente se despedindo de suas vidas antigas.

Hagar decidiu chamar os irmãos de Cola e Pepsi, de acordo com informações do The Dodo.

Foto: Hope For Paws
Foto: Hope For Paws

Depois de um bom e revigorante dia no spa, Cola e Pepsi eram cães completamente diferentes. Limpos, felizes e brincalhões, eles pulavam com os humanos que os haviam salvado apenas horas antes.

Cola e Pepsi até tiveram uma visita muito especial: a família que deixava tigelas de comida e água para ajudá-los a sobreviver passou por lá para dizer olá.

Ninguém conseguiu segurar o sorriso e a emoção – incluindo Cola e Pepsi.

Foto: Hope for Paws
Foto: Hope for Paws

Os dois cachorrinhos agora estão seguros e felizes – mas ainda precisam de um lar. Cola e Pepsi estão disponíveis para adoção no abrigo Maltese Rescue California.

Mesmo esperando um lar, Cola e Pepsi já têm um final muito feliz embaixo de suas coleiras. Muito bem meninos, vocês merecem.

Assista todo o seu resgate aqui:

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Raposa mantida como animal doméstico e abandonada chega em santuário e se apaixona imediatamente

Foto: Tierart/Henri Schuh
Foto: Tierart/Henri Schuh

Nada poderia descrever melhor a situação de Zoe do que a palavra milagre. A raposa que possui um lindo pêlo prateado, saiu viva de uma fazenda de peles.

Zoe é uma “raposa pastel”, o resultado do cruzamento entre uma raposa-prateada e uma raposa-de-cara-branca para criar peles com aquele brilho prateado, algo que nunca teria ocorrido na natureza. Zoe enfrentou uma vida de miséria e com certeza teria uma morte precoce na fazenda de peles na Holanda onde sua vida começou – mas, em 2012, ela foi alvo de um golpe de sorte.

Foto: Tierart/Henri Schuh
Foto: Tierart/Henri Schuh

A raposinha foi resgatada quando tinha apenas um ano e foi trazida para Tierart, um santuário na Alemanha, que acolhe principalmente grandes felinos, administrado pela ONG Four Paws International.

A luz do sol e alimentos frescos e nutritivos estavam muito longe do que Zoe havia experimentado antes. Durante anos após seu resgate, Zoe aprendeu a amar sua nova vida no ambiente natural do santuário, livre de sofrimento e medo.

Então, em 2016, algo inesperado aconteceu em uma cidade próxima – e estava prestes a abalar o mundo de Zoe.

Foto: Tierart/Henri Schuh
Foto: Tierart/Henri Schuh

Os moradores locais viram um animal de aparência incomum vagando pelo bairro. O animal parecia um cachorro e tinha um pelo marrom prateado que ninguém nunca tinha visto antes.

O animal misterioso foi preso e levado para Tierart. Ele também não era um cachorro. Na verdade tratava-se de uma raposa, e não qualquer raposa: ele era uma “raposa pastel” como Zoe.

Foto: Tierart/Henri Schuh
Foto: Tierart/Henri Schuh

Os socorristas o nomearam Frodo. E Frodo era estranhamente amigável com as pessoas, dando aos seus socorristas uma dica sobre de onde ele poderia ter vindo.

“Como a coloração de uma raposa pastel não é encontrada originalmente na natureza e Frodo parecia estar acostumado com as pessoas, a equipe da Tierart suspeitava que Frodo tivesse sido mantido como animal doméstico e simplesmente abandonado”, disse Florian Eiserlo, gerente da unidade em Tierart, ao The Dodo. “Infelizmente, ainda existem criadores na internet que anunciam “raposas pastéis” como animais de estimação exóticos. Ficamos felizes em oferecer a ele um lar para sempre”.

Foto: Tierart/Henri Schuh
Foto: Tierart/Henri Schuh

Que duas dessas raposas raras, criadas em cativeiro, acabassem no mesmo santuário parecia uma questão do destino – mas, como as raposas são territoriais, as pessoas no santuário não queriam apressar nenhum tipo de relacionamento entre Frodo e Zoe.

Eles colocaram Frodo em um recinto que compartilhava uma cerca com a casa de Zoe. Dessa forma, as duas raposas poderiam muito lentamente se acostumar com a visão e o cheiro da outra.

Foto: Tierart/Henri Schuh
Foto: Tierart/Henri Schuh

“Planejamos introduzir lentamente as raposas”, escreveu o Four Paws. “Nós os encontramos abraçados através de uma cerca que separa seus recintos”.

Demorou apenas uma noite para Zoe e Frodo perceberem o quanto eles queriam estar perto um do outro. De manhã, os funcionários encontraram as raposas, cada uma ao lado da cerca, o mais perto possível para trocarem carinhos e abraços.

Logo depois disso, Zoe e Frodo se mudarame passaram a viver juntos – e eles se tornaram inseparáveis desde então.

Foto: Tierart/Henri Schuh
Foto: Tierart/Henri Schuh

“Quais são as chances de Zoe, uma raposa inicialmente trazida a Tierart de outro país, e Frodo, uma raposa mantida por humanos e depois abandonada, se encontrarem?”, disse Claire LaFrance, chefe de comunicações da Four Paws USA.

Zoe e Frodo se divertem tomando banho de sol um ao lado do outro, brincando juntos, abraçando-se, explorando sua casa recém-expandida – eles adoram qualquer coisa desde que possam participar daquilo juntos.

Foto: Tierart/Henri Schuh
Foto: Tierart/Henri Schuh

Em cativeiro, as raposas podem viver até 14 anos. Como Zoe tem 7 anos e acredita-se que Frodo tenha 4 anos, parece que esse casal feliz tem muitos anos alegres pela frente.

“Esperamos que esses dois tenham uma vida longa e feliz juntos”, disse Eiserlo.

Foto: Tierart/Henri Schuh
Foto: Tierart/Henri Schuh

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Vaca resgatada dá à luz em santuário e agradece ao seu salvador com beijos

Reprodução

Animais são seres extremamente inteligentes e capazes de demonstrações profundas de amor e gratidão. A senciência dos animais é comprovada diariamente e um caso recente ilustra isso da forma mais doce e afetuosa possível. A vaca carinhosamente chamada de Freser chegou ao Fundación Santuario Gaia, na Espanha, há setes meses. Grávida, ela estava sempre desconfiada e evitava contato com os colaboradores do santuário. A vida de abusos que levava claramente deixou suas marcas na saúde emocional da vaquinha.

Quando chegou a hora de dar à luz seu bebê, Freser sentiu que algo estava errado. O parto não estava ocorrendo naturalmente como deveria, algo precisava ser feito para que aquela vida fosse salva. Vendo o sofrimento e angústia da vaca, Ismael López, cofundador e presidente do santuário, pediu um voto de confiança a Freser e ajudou a realizar o parto com as suas próprias mãos. Logo, uma linda bezerra conheceu o mundo e vaquinha não escondeu a alegria de ver sua filha.

Como forma de agradecimento, Freser premiou Ismael com longos beijos que foram registrados em um vídeo emocionante e publicado na página do santuário no Facebook junto com um apelo de conscientização: “Como é possível que ainda existem pessoas que ainda pensam que os animais não têm sentimentos? Por favor, não os comam, não contribua para o assassinato desses seres que querem viver como você”, diz a postagem.

A história de Freser tem um final feliz. A bebê nascida na Fundación Santuario Gaia viverá em liberdade e segurança, sem nunca conhecer a exploração e maldade humana, mas, infelizmente, isto não é uma regra. Vacas, porcas, galinhas e diversas outras fêmeas jamais terão a mesma oportunidade. Exploradas para consumo humanos, elas vivem suas vidas aprisionadas e longe de seus filhos.

Dar fim à indústria pecuária ainda é um sonho distante, mas a revolução já teve início. Optar por consumir produtos livres de crueldade contra animais é um passo para pôr fim a atividades exploratórias que os escravizam. Todos podem contribuir para a construção de um mundo mais compassivo e sem sofrimento. Considere a adoção de um estilo de vida vegano e ajuda a salvar vidas como a de Freser e sua bebê.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Burrinho abandonado que passou a vida comendo lixo ganha um recomeço

Foto: Elaine Warnock
Foto: Elaine Warnock

Ninguém sabe exatamente há quanto tempo Marty, o burro, não conseguia se mexer. Há pouco tempo, Marty morava em uma estrada na região de Múrcia, na Espanha. Ele passava o tempo todo sozinho em um pequeno pedaço de terra e não via outro burro há anos.

Quando um socorrista finalmente chegou para ajudar Marty a ficar de pé, estava claro que ele mal conseguia se levantar.

Quando os socorristas olharam para as extremidades de suas pernas, identificaram o porquê: seus cascos estavam terrivelmente cobertos de vegetação, forçando seus pés ficarem em posições torcidas.

Foto: Elaine Warnock
Foto: Elaine Warnock

Marty não conseguia andar sem dor. Ele também estava desnutrido por ser alimentado apenas com pão e lixo por “seu tutor”.

A polícia alertou o socorrista local Rod Weeding, cofundador do Centro de Resgate Easy Horse Care (EHCRC) na região de Alicante, sobre esse burro negligenciado, e Weeding chegou para ajudá-lo.

Wedding conseguiu acalmar Marty e convencê-lo a se levantar. Quando ele o fez, Marty saiu de sua antiga casa para sempre.

Foto: Elaine Warnock
Foto: Elaine Warnock

Assim que chegou ao santuário, Marty recebeu um balde de comida fresca. Depois que ele percebeu que havia outros burros como ele ao seu redor, ele começou a chamá-las – e ele provou ter uma voz bastante forte.

Foto: Elaine Warnock
Foto: Elaine Warnock

“Apesar desses abusos, ele é um rapaz de natureza muito gentil”, escreveu o EHCRC. “Faremos tudo o que pudermos para reabilitá-lo e oferecer a ele uma qualidade de vida boa e sem dor”.

A princípio, Weeding não tinha certeza se Marty seria capaz de andar sem dor.

Depois que o ferrador veio aparar seus cascos, o prognóstico de Marty passou de incerto a incrivelmente positivo.

Foto: Elaine Warnock
Foto: Elaine Warnock

“Surpreendentemente, isso funcionou”, disse Sue Weeding, co-fundadora do EHCRC, ao The Dodo. “Todo mundo está realmente muito surpreso. Ele se move absolutamente normalmente”.

Foto: Elaine Warnock
Foto: Elaine Warnock

Mas, tão animado quanto Marty é, ele ainda precisa de tempo para curar.
“Ele está muito interessado em sair para a área aberta e conhecer todo mundo”, disse Sue Weeding. “Ele está cheio de energia. Só precisamos de um pouco mais de tempo para que seus ligamentos e tendões voltem ao normal”.

Marty está mostrando aos seus socorristas que ele é capaz de correr – e ele está usando apenas sapatos de plástico temporários enquanto se recupera dos tais cascos retorcidos.

Foto: Elaine Warnock
Foto: Elaine Warnock

“Ele fica muito, muito determinado mesmo, quando vê outro burro ou cavalo”, disse Sue Weeding. “Ele fica animado e quer estar com eles.”

Em breve, Marty estará pronto para o futuro brilhante e feliz que ele tem pela frente.

“Ele levará uma vida completamente normal aqui na Easy Horse Care”, disse Sue Weeding, “assim que pudermos deixa-lo se juntar a seus amigos”.

Foto: Elaine Warnock
Foto: Elaine Warnock

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Cachorro cego que viveu nas ruas por dez anos finalmente encontra um lar

Foto: Hope for Paws
Foto: Hope for Paws

Por quase 10 anos, Faraó viveu sozinho nas ruas de Los Angeles, nos Estados Unidos. Ele vagava por um bairro onde os moradores o mantinham alimentado, mas ninguém tinha certeza se ele tinha uma casa ou não. Ele nunca chegou perto o suficiente de qualquer pessoa, para deixar alguém tocá-lo, e em algum momento o pobre cachorro ficou cego, o que tornou sua vida nas ruas ainda mais difícil.

Finalmente, alguém decidiu fazer algo a respeito e entrou em contato com a ONG Hope for Paws para ver se eles poderiam ajudar o pobre Faraó. Equipes de resgate foram até o bairro em que ele morava e, eventualmente, o viram caminhando lentamente por uma calçada. Eles podiam ver que seus olhos estavam nublados, confirmando que ele tinha pouca ou nenhuma visão.

Foto: Hope for Paws
Foto: Hope for Paws

As equipes de resgate de Lisa Arturo e JoAnn Wiltz começaram a jogar comida para ele, na esperança de ganhar sua confiança, mas toda vez que tentavam se aproximar, Faraó recuava, o cachorro morria de medo de deixar alguém chegar perto dele. Faraó estava sozinho há tanto tempo que não fazia ideia de como confiar nas pessoas.

As mulheres o seguiram por um tempo enquanto ele caminhava lentamente, bebendo em poças de água e mantendo distância de seus socorristas, até que finalmente uma delas foi capaz de se esgueirar atrás dele e deslizar uma coleira em volta de seu pescoço.

Foto: Hope for Paws
Foto: Hope for Paws

O pobre Faraó ficou tão aterrorizado quando viu que a coleira estava ao seu redor, que ele tentou desesperadamente se libertar. Seus socorristas conseguiram colocá-lo em segurança no carro deles, onde ele finalmente começou a se acalmar e relaxar um pouco.

Foto: Hope for Paws
Foto: Hope for Paws

Depois de ser examinado por um veterinário, Faraó foi levado pela Fundação Frosted Faces, um centro de resgate para cães idosos. Mesmo quando ele estava sob os cuidados do resgate, Faraó levou um tempo para se aproximar das pessoas. Ele passou sua vida toda sozinho e confuso, e seus socorristas sabiam que superar suas ansiedades definitivamente levaria algum tempo.

Foto: Hope for Paws
Foto: Hope for Paws

Ele ainda luta um pouco para aceitar e andar na coleira, mas agora ele tem um monte de amigos e adora receber a atenção de seus amigos humanos.

Um de seus novos amigos de quatro patas, Duncan, também é um cachorro cego que foi resgatado pela ONG Hope for Paws e tem ajudado Faraó a aprender os caminhos e a navegar em sua nova casa.

Faraó teve uma vida extremamente difícil, mas os funcionários do abrigo para cães idosos, Frosted Faces, esperam que ele aprenda a relaxar e confiar um pouco mais a cada dia e aproveitar o restante de seus anos dourados ao máximo.

Assista ao vídeo completo do resgate do Faraó abaixo:

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More