LIBERDADE

Zoo da Nicarágua devolve mais de 80 animais à natureza

Giovanna Rodrigues | Redação ANDA


Escute
Foto: Jorge Torres

Waikú e Goliath, um casal de antas nascidas em cativeiro na Nicarágua, parecem curiosos como se acabasse de abrir uma enorme caixa de madeira que os conecta a muitas árvores, alimentos e nascentes de água, que serão, a partir de agora, seu novo habitat após sua libertação, junto com outros 83 animais, informou o Zoológico Nacional.

A partir de agora, as montanhas da fazenda particular Los Cervantes, adjacente à reserva natural El Delta del Estero Real (noroeste), a mais de 200 quilômetros a noroeste da capital, serão o novo lar de Goliat e Waikú, libertados no estado de gestação com data de parto para o próximo mês de agosto.

A libertação dessas duas jovens antas, que pesam até 350 quilos, ficou a cargo do Zoológico Nacional da Nicarágua, que possui o “Projeto Tapir” e que busca conservar as espécies ameaçadas de extinção no país centro-americano.

Porém, não apenas os futuros pais de anta tiveram a felicidade de obter a liberdade desejada, dois pares de araras vermelhas também foram devolvidas para casa, outra espécie atacada pelo comércio e tráfico ilegal na Nicarágua.

Depois de abrir a gaiola em que foram transportadas, as quatro araras vermelhas saíram com cautela, uma a uma, primeiro explorando os arredores e depois alçando voo tão impressionante quanto suas cores vermelhas, azuis e amarelas brilhantes.

“Mais uma vez estamos mostrando que somos contra o tráfico desses animais que estão em perigo de extinção”, disse à Efe o diretor do Zoológico, Eduardo Sacasa.

Libertação animal

Acrescentou que é a primeira vez que este centro de refúgio de vida selvagem realiza a soltura de araras-vermelhas, nascidas em cativeiro e treinadas durante anos para reinseri-las no seu ambiente e manifestou o seu desagrado ao observar a comercialização destas aves exóticas e a falta de ação das autoridades.

“No comércio nós vemos esses animais sendo vendidos e ninguém faz nada a respeito, isso incomoda”, disse o especialista.

A arara vermelha é comercializada ilegalmente por até 600 dólares, extraída, principalmente, da Reserva Biológica Indio Maíz, sob custódia do Estado e localizada no extremo sudeste da Nicarágua, às margens do rio San Juan e na fronteira com a Costa Rica.

Cada arara solta recebeu um anel e um chip numerado, o que facilitará o reconhecimento do animal em caso de eventual captura, indicaram as autoridades do zoológico.

Na fazenda Los Cervantes, com mais de 2.000 hectares, repleta de densa floresta tropical, nascentes bem preservadas e bem guardadas, também foram liberados gambás cinzas, raposas, tartarugas, coelhos, pombos-de-asa-branca, gaviões-ruivos, periquitos e até tucanos-de-bico-arco-íris e tucanos-de-bico-preto.

Todos esses animais, a maioria resgatados do abuso e do comércio, foram devolvidos à natureza, previamente treinados para sobreviver, embora alguns, como gambás e raposas, tenham demonstrado medo ao sair e ficaram bem próximos de seus salvadores.

Periquitos resgatados de abusos

Não é a primeira vez que o zoo liberta animais nesta área privada. Em setembro do ano passado eles também libertaram mais de cinquenta papagaios resgatados de abusos e abandono, tudo graças à colaboração de seu guardião para transformar a área em um santuário para animais selvagens.

O Zoológico Nacional da Nicarágua, que não tira espécies de seu habitat, mas as reproduz, conta com o Centro Nacional de Resgate de Animais, que treina centenas de espécies a cada ano e realiza dezenas de solturas em áreas particulares e reservas mais bem preservadas da Nicarágua.

No total, este centro libertou cerca de 12.000 animais de todas as espécies.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRUELDADE

PRESERVAÇÃO

DADOS ALARMANTES

LEALDADE

INCONSCIÊNCIA

CRIME BÁRBARO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>